Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Cidades um para um:
Governo e Cidadão integrados
com transparência, colaboração
e tecnologia através do UX
André Gonzalez,...
Agenda
1. O que é uma cidade inteligente?
2. Quais atributos?
3. Tecnologia
4. Qual o desafio?
5. Bom pra quem?
6. Debate
O que é uma
cidade inteligente?
“Cidades inteligentes são aquelas
que usam a tecnologia para
melhorar a vida das pessoas e
as suas condições de operação.
...
Tecnologia
é frequentemente dada como uma resposta
quando não temos certeza de qual é a pergunta.
“As pessoas não querem mais gadgets,
querem serviços. Eles querem serviços
que melhorem todos os dias, todas as
semanas e ...
Smart City não tem a ver
com brinquedinhos de
tecnologia
Caso 01
Animais morrendo na frente
de turistas devido à excessiva carga de
trabalho em época de alta temporada.
Qual a sua...
Quem é inteligente?
A cidade, os cidadãos, a gestão,
ou tudo junto?
Contexto
As cidades crescem a
um ponto onde o
governo não pode
resolver sozinho.
As cidades precisam se
tornar sustentávei...
Então,
Quais os principais
impulsionadores
de cidades inteligentes?
“Integração horizontal de diversos silos de
governança, compreensão holística do valor
dos dados e desenvolvimento de novo...
87
Caso 02
“Dividir e Conquistar”
As cidades têm a oportunidade de se afastar
desta velha abordagem para resolver problemas
A transformação requer:
● Mudança de política;
● Participação do cidadão;
● Implantação de tecnologia;
● Modelos de negóci...
“A construção de uma smart city
envolve um modelo de infraestrutura
de tecnologia que as cidades
brasileiras ainda não são...
“Mesmo sem qualquer investimento em redes de
sensores, as cidades de hoje já contêm milhões dos
"sensores" mais inteligent...
De fato,
os próprios cidadãos se
tornaram sensores.
“Com o uso de recursos como o big data e
sistemas de IoT, informações sobre origem e
destino de usuários de transportes pú...
Por isso, é barato e fácil coletar, transmitir e armazenar.
Qual é o desafio?
“Queremos conciliar ações do governo,
da iniciativa privada e das universidades,
pensando em soluções para demandas
reais....
Governo como plataforma
Abertura de dados para o fomento de novos negócios + sociedade
participando da resolução dos probl...
Bom para Quem?
Esta é uma oportunidade para perguntarmos
para quem exatamente nossas cidades se tornarão melhores?
Não há mistério,
estamos falando
de um objetivo muito claro:
melhorar a vida da população.
“O comportamento dos cidadãos é essencial
para a concepção de soluções governamentais
eficazes. Os inovadores do governo d...
1. TESTE A LINGUAGEM:
Além da linguagem acessível, às vezes um simples toque
humano é suficiente para estimular o engajame...
Uma vez que uma
necessidade real é identificada,
e o dogma das empresas de tecnologia
e agendas governamentais é ignorado,...
Making it useful.
Making it intuitive.
Making it human.
Este é um desafio de experiência do usuário (UX). Um desafio de de...
Smart Cities.
É tudo sobre UX
“O denominador comum das cidades inteligentes
encontra-se no acesso a tecnologias e a dados
capazes de conectar pessoas e ...
INTEGRAÇÃO
TRANSPARÊNCIA
COLABORAÇÃO
Cidade é sistema
de sistemas
Empoderamento do cidadão
Dados abertos
na gestão pública
Debate
“There should be a city
strategy which is smart.
John Lynch, Future Cities Catapult, Speaker Q&A
Obrigad_!
rbamaral@atech.com.br
agonzalez@atech.com.br
André Gonzalez é um analista de sistemas e
mestre em ciência da com...
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboração e tecnologia através do UX
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboração e tecnologia através do UX
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboração e tecnologia através do UX
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboração e tecnologia através do UX
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboração e tecnologia através do UX

95 Aufrufe

Veröffentlicht am

Cidades pelo mundo tem apresentado a tendência de que o governo deve oferecer serviços de forma mais personalizada e direta, promovendo ações que na prática sejam percebidas de forma positiva pelo cidadão. O estudo do comportamento humano é essencial na concepção de soluções governamentais que utilizem a tecnologia de forma mais eficaz e eficiente. O design focado no usuário propõe afetar a forma como todos experimentam o ambiente da cidade, tornando os serviços pessoais e parte integrante de sua experiência. As ferramentas de UX são uma solução poderosa para testar e atender com mais assertividade às necessidades, além de entregar soluções um para um, e não um para todos.

Talk apresentado na trilha de smart cities do TDC SP 2018

Acreditamos que a chave para a evolução da relação do governo e cidadão é entender o comportamento dos usuários finais, muito antes da aplicação de qualquer nova tecnologia. E se a essência do UX é como os usuários interagem com um produto ou serviço, seja ele um aplicativo móvel ou um utilitário público, não há forma melhor do que desenvolvermos processos e sistemas que tenham como foco a experiência desses usuário, seja cidadão ou agente público, com a cidade.

Por isso, tenho estudado e desenvolvido soluções de smart cities com foco na colaboração do usuário/cidadão a fim de prover ao governo as melhores estratégias de decisão em seus sistemas, além de integração de serviços e transparência.

  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboração e tecnologia através do UX

  1. 1. Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboração e tecnologia através do UX André Gonzalez, Analista de Sistemas, MSC Rafael Burity, UX Designer Specialist
  2. 2. Agenda 1. O que é uma cidade inteligente? 2. Quais atributos? 3. Tecnologia 4. Qual o desafio? 5. Bom pra quem? 6. Debate
  3. 3. O que é uma cidade inteligente?
  4. 4. “Cidades inteligentes são aquelas que usam a tecnologia para melhorar a vida das pessoas e as suas condições de operação. Professor Marcos Cesar Weiss Laboratório de sustentabilidade da Poli/USP.
  5. 5. Tecnologia é frequentemente dada como uma resposta quando não temos certeza de qual é a pergunta.
  6. 6. “As pessoas não querem mais gadgets, querem serviços. Eles querem serviços que melhorem todos os dias, todas as semanas e todos os meses, ano após ano. Jeff Bezos, CEO Amazon
  7. 7. Smart City não tem a ver com brinquedinhos de tecnologia
  8. 8. Caso 01 Animais morrendo na frente de turistas devido à excessiva carga de trabalho em época de alta temporada. Qual a sua solução?
  9. 9. Quem é inteligente? A cidade, os cidadãos, a gestão, ou tudo junto?
  10. 10. Contexto As cidades crescem a um ponto onde o governo não pode resolver sozinho. As cidades precisam se tornar sustentáveis, inclusivas e centradas no cidadão. Desafio Fonte: www.smartcityexpo.com
  11. 11. Então, Quais os principais impulsionadores de cidades inteligentes?
  12. 12. “Integração horizontal de diversos silos de governança, compreensão holística do valor dos dados e desenvolvimento de novos processos possibilitados pela tecnologia. Dados abertos e melhor licenciamento de dados. Participação cidadã na cidade através de tecnologia inteligente. John Lynch, Future Cities Catapult, Speaker Q&A
  13. 13. 87 Caso 02
  14. 14. “Dividir e Conquistar” As cidades têm a oportunidade de se afastar desta velha abordagem para resolver problemas
  15. 15. A transformação requer: ● Mudança de política; ● Participação do cidadão; ● Implantação de tecnologia; ● Modelos de negócios; ● e muito mais.
  16. 16. “A construção de uma smart city envolve um modelo de infraestrutura de tecnologia que as cidades brasileiras ainda não são capazes de expandir em larga escala. Iara Pasian, sócia-líder da Deloitte para Infraestrutura e Setor Público
  17. 17. “Mesmo sem qualquer investimento em redes de sensores, as cidades de hoje já contêm milhões dos "sensores" mais inteligentes e versáteis que já existiram: os seres humanos. Um cidadão de espírito público com um smartphone é uma fonte incrivelmente valiosa de dados para agências governamentais, porque eles fornecerão um feedback preciso sobre o status dos sistemas da cidade em tempo real. Nas palavras da IBM
  18. 18. De fato, os próprios cidadãos se tornaram sensores.
  19. 19. “Com o uso de recursos como o big data e sistemas de IoT, informações sobre origem e destino de usuários de transportes públicos, perfis de consumo e hábitos de saúde passam a fazer parte do planejamento urbano. Thomaz Assumpção, CEO da Urban System
  20. 20. Por isso, é barato e fácil coletar, transmitir e armazenar. Qual é o desafio?
  21. 21. “Queremos conciliar ações do governo, da iniciativa privada e das universidades, pensando em soluções para demandas reais. Cidade inteligente exige um governo inteligente Daniel Annenberg secretário municipal de Inovação e Tecnologia de São Paulo
  22. 22. Governo como plataforma Abertura de dados para o fomento de novos negócios + sociedade participando da resolução dos problemas da cidade. Governo único para cidadão único Integração das bases de dados das diferentes esferas para ofertar serviços customizados para as necessidades de cada cidadão. Governo pró-ativo e atento Município ao lado do cidadão, antecipando suas necessidades por meio de inteligência estratégica
  23. 23. Bom para Quem? Esta é uma oportunidade para perguntarmos para quem exatamente nossas cidades se tornarão melhores?
  24. 24. Não há mistério, estamos falando de um objetivo muito claro: melhorar a vida da população.
  25. 25. “O comportamento dos cidadãos é essencial para a concepção de soluções governamentais eficazes. Os inovadores do governo devem ter empatia pelos funcionários antes de tentar ter empatia com os residentes. Andres Lazo, Director of Citizen-Centered Design in the City of Gainesville, Florida
  26. 26. 1. TESTE A LINGUAGEM: Além da linguagem acessível, às vezes um simples toque humano é suficiente para estimular o engajamento, mesmo a um custo para o eleitorado. 2. ENCONTRE O PONTO DE ATRITO: Na identificação de oportunidades para otimizar soluções apoiadas pela ciência comportamental, encontrar os pontos de atrito, especialmente a subutilização de recursos. 3. RECONSIDERE O USUÁRIO FINAL: Os pontos de atrito não são experimentados apenas pelos cidadãos, em última análise, aproveitar a sabedoria da sua própria força de trabalho na concepção de soluções.
  27. 27. Uma vez que uma necessidade real é identificada, e o dogma das empresas de tecnologia e agendas governamentais é ignorado, a real necessidade pode ser investigada e identificada.
  28. 28. Making it useful. Making it intuitive. Making it human. Este é um desafio de experiência do usuário (UX). Um desafio de design.
  29. 29. Smart Cities. É tudo sobre UX
  30. 30. “O denominador comum das cidades inteligentes encontra-se no acesso a tecnologias e a dados capazes de conectar pessoas e conhecimento que possam levar a mudanças. Isso envolve o uso estratégico de tecnologias novas e avançadas na busca de soluções que liguem os cidadãos e as tecnologias urbanas em uma plataforma comum. Lucia Santaella, Diretora do CIMID, Centro de Investigação em Mídias Digitais
  31. 31. INTEGRAÇÃO TRANSPARÊNCIA COLABORAÇÃO Cidade é sistema de sistemas Empoderamento do cidadão Dados abertos na gestão pública
  32. 32. Debate
  33. 33. “There should be a city strategy which is smart. John Lynch, Future Cities Catapult, Speaker Q&A
  34. 34. Obrigad_! rbamaral@atech.com.br agonzalez@atech.com.br André Gonzalez é um analista de sistemas e mestre em ciência da computação focado na proposta e design de sistemas voltados para o governo com foco nas necessidades do usuários. Rafael Burity é um designer focado em experiência do usuário e evangelista da cultura UX buscando entender seu papel na construção de uma cidade mais humana

×