Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Bullying

310 Aufrufe

Veröffentlicht am

Bullying na escola

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

Bullying

  1. 1. Escola Municipal Tiradentes II Prof.ª: Mirella Henrique
  2. 2. Você sabe o que é bullying??
  3. 3. Bullying é uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um ou mais colegas. O termo bullying tem origem na palavra inglesa bully, que significa valentão, brigão. Mesmo sem uma denominação em português, é entendido como ameaça, tirania, opressão, intimidação, humilhação e maltrato. Ps: Foto
  4. 4. Tipos de Bullying O Bullying é praticado de diversas maneiras e a gravidade depende também do comportamento de sua vítima. Como exemplo, sua ação pode ser:  física: empurrar, socar, chutar, beliscar, bater;  verbal: apelidar, xingar, insultar, zoar;  material: destroçar, estragar, furtar, roubar;  moral: difamar, disseminar rumores, caluniar;  psicológica: ignorar, excluir, isolar, perseguir, amedrontar, aterrorizar, intimidar, dominar, tiranizar, chantagear, manipular, ameaçar, discriminar, ridicularizar;  sexual: assediar, induzir e/ou abusar; e  virtual: divulgar imagens, criar comunidades, enviar mensagens, invadir a privacidade (cyberbullying – bullying praticado por meio da internet e de celulares, geralmente de forma anônima.)
  5. 5. Nem tudo é bullying! Quando é?  As agressões são repetitivas e intencionais;  Não existem motivos concretos para as agressões; Quando não é?  As agressões são casuais. As crianças logo estão brincando juntas de novo;  O sentimento na brincadeira é de alegria. As crianças se divertem nas brincadeiras;
  6. 6. Se você fosse o Zezinho e estivesse sendo alvo de bullying, o que faria?
  7. 7. Famosos que já sofreram bullying! Fernanda Vasconcellos revelou que foi vítima de bullying no início de sua adolescência. A atriz contou que foi perseguida durante um bom tempo por um grupo de meninas que gostavam do rapaz que trocava olhares com ela. "Eu ia embora de viatura para casa, a diretora ligava para a polícia ir me buscar, porque meu pai não podia ir. Elas pegavam pedaço de pau, estilete, faca”, lembrou a bela, que também pontuou que, devido ao bullying, acabou mudando o seu comportamento quando estava perto de outras pessoas. "Fiquei durante um tempo uma pessoa muito insegura, tinha medo de incomodar, de chamar a atenção e aquilo virar uma violência física. Eu ficava bem quieta por medo”, explicou. As garotas da escola de Grazi Massafera a perturbavam por sua magreza - entre seus apelidos estavam "Olívia Palito" e "lombriga". "Lembro que eu chorava tanto, me sentia diminuída perante elas. Eu cheguei a usar três calças jeans para parecer mais ? encorpadinha? [risos]. Eu, aliás, fui uma das últimas das meninas da turma a ter peitinho. Então, era o alvo das meninas para todos os tipos de implicâncias nesse sentido. Eu nem sabia que, naquela época, isso já seria “bullying“ contou ela.
  8. 8. Cauã Reymond revelou que era vítima de bullying no colégio: Minha infância foi difícil, eu sofri os piores, vai ver por isso virei lutador, para colocar a raiva para fora. Meus pais eram separados, os colegas me sacaneavam por causa da boca grande e do meu nome. Ao falar sobre bullying, Vitor Belfort diz: Me chamavam de magrelo. Eu era! Era magrelo. Olhem para mim hoje. Batalhei para não ser mais magrelo. Eu tinha os dentes separados. Me chamavam de dentuço na escola. Tinha orelha de abano. Nenhuma garota queria sair comigo. Hoje em dia eu tenho uma mulher maravilhosa (referindo- se à esposa Joana Prado). Alguém já desencorajou vocês a fazer alguma coisa? Alguém já disse que vocês não vão dar em nada? Isso já aconteceu comigo!
  9. 9. Vídeo sobre Bullying!
  10. 10. Vamos cultivar a... Não esqueça que: “Amizade é importante para a vida. Vamos viver em harmonia !”

×