Carta sobre a Conferência

Miguel Loureiro
Miguel LoureiroArquitecto um Rotary Club da Póvoa de Varzim
DISTRITO 1970
          PRI – John Kenny
Manuel Cordeiro – Governador 2009/2010
Abertura
                Conferência do Distrito 1970 em Vila Real
   No dia 28 de Maio teve início a XXVII Conferência do Distrito 1970, em Vila Real, subordinada ao tema “Educação e
Cooperação: o futuro de Rotary”. A sessão solene de abertura contou com a presença de Domingos Pinto, vice-
presidente da Câmara Municipal de Vila Real, que se mostrou agradecido pela realização desta importante
conferência na sua cidade e fez grandes elogios ao trabalho de solidariedade do movimento. No seu discurso,
Armando Mascarenhas, Reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), foi mais longe: “É um
privilégio poder recebê-los. O tema não podia ser debatido em melhor local. É na base da educação que se centra
toda a possibilidade de cooperação”.
   Discursaram ainda Manuel Carmona, Chairman da Conferência, e José Boaventura, presidente da comissão
executiva. O Governador do Distrito 1960, Mário Rebelo, que também deixou palavras de confiança para o bom
trabalho nos dias que se seguiram.
   O representante do Presidente de Rotary Internacional, Luís Vicente Giay, fez o seu primeiro discurso na
Conferência lembrando que “todas as semanas, em Rotary, há 33 mil púlpitos como este onde se expressam ideias
com liberdade e se trabalha”. Lembrou a importância do Rotary ao longo dos anos por todo o mundo: “Perguntaram-
me o que é Rotary. É muito simples. Rotary é gente, que trabalha com outra gente para outra gente. Quando as
vontades se unem para combater a fome, é o ideal rotário que está a funcionar. É um ideal que conjuga o senso
comum, a ética e o trabalho em favor dos demais”.




Maio de 2010                                        Distrito 1970                                                2
Manuel Cordeiro, Governador do Distrito 1970
      “Chego ao fim do ano ciente de que honrei o meu Distrito”


   Na abertura da Conferência, o Governador Manuel Cordeiro
fez um balanço do ano da sua Governadoria, num discurso do
qual apresentamos um excerto:

   “Quando aceitei ser Governador do nosso Distrito, fi-lo
porque é dever de qualquer rotário servir o movimento a que
pertence, e na convicção de que tinha condições para honrar o
passado do Distrito e ajudar a projectar o seu futuro. Na
transmissão de tarefas em 4 de Julho, fiz uma pequena
apresentação daquilo que eu sou. Na altura disse-vos que
“desde os 10 anos que me habituei a ser responsável pelos meus
actos. Nunca fujo às minhas responsabilidades. Assumo-as para
o bem e para o mal”. De facto isto tem sido uma constante na
minha vida. Sigo os conselhos que o meu pai me dava. Sê bom
profissional e cumpre sempre o teu dever.
   A experiência do Governador e do seu cônjuge, é muito gratificante e permite-nos ficar com uma visão muito clara
de todos os clubes, das suas potencialidades e das suas debilidades. O nosso Distrito tem clubes que desenvolvem
actividades de grande interesse para as suas comunidades, que têm companheiros muito empenhados, que cultivam
o espírito de rotary em toda as suas vertentes. Espero que estes sejam cada vez mais.
   Visitámos muitas instituições públicas e privadas. Em muitas delas há rotários ocupando lugares de
responsabilidade. Sem dúvida que é muito gratificante para um Governador de Distrito constatar que há muitos
companheiros disponíveis para colocarem parte do seu tempo e das suas capacidades intelectuais e físicas ao serviço
de instituições que ajudam pessoas desfavorecidas. Tudo isto feito sem qualquer contrapartida a não ser a satisfação
de ajudar quem precisa.
   Também visitámos muitas Câmaras Municipais, onde fomos recebidos pelos seus Presidentes ou alguém que os
representasse. Quase sem excepção, os nossos autarcas têm uma sensibilidade muito grande para os problemas
sociais, ou seja, as Câmaras Municipais e os clubes rotários podem e devem emparceirar-se para prosseguir
objectivos que são comuns, o apoio a pessoas desfavorecidas. Uns e outros prosseguem muitos objectivos comuns.
   Vou falar-vos sobre as actividades desenvolvidas neste ano rotário. Não vou referir-me às inúmeras actividades
desenvolvidas pelos clubes nas suas comunidades. Sobre isso apenas quero dar realce às várias centenas de Bolsas de
estudo patrocinadas pelos clubes, Fundação Rotária portuguesa, rotários e empresas. Também o número elevado de
conferências, encontros culturais, etc. Ainda os vários milhares de Cabazes de alimentos que distribuíram durante o
ano. Enfim os clubes do nosso Distrito sabem entender as necessidades das suas comunidades e respondem, em
minha opinião bem, dentro das suas possibilidades.
   A nível distrital começámos pelos mais jovens: o 1º ENCONTRO DISTRITAL DE CLUBES ROTARY KIDS, que decorreu
em Santo Tirso, sob a responsabilidade da companheira Isabel e da Comissão Distrital de Novas Gerações. Foi um dos
momentos que considero mais importantes do ano. Foi um momento inesquecível. Várias vezes me ouviram
exteriorizar o meu apreço a esta Comissão. Os resultados obtidos pelos clubes de jovens são a prova de que o seu
trabalho dá bons frutos.
   Tivemos o Seminário de DQS, na Maia. Pela primeira vez houve um painel dedicado aos clubes de jovens,
ROTARACT e INTERACT, da responsabilidade também da Comissão das Novas Gerações. Todos os que estiveram
presentes se renderam ao entusiasmo que os intervenientes, a Ângela, a Iolanda, a Isabel e o Lereno puseram nas
suas intervenções.




Maio de 2010                                        Distrito 1970                                                 3
O seminário da Rotary Foundation em Vila do Conde. Tivemos presente o companheiro Jani Jandolo, responsável
regional Coordenador Regional da Rotary Foundation para Portugal, Espanha e Itália. Foi também um momento
importante.
   No mês de Outubro a Comissão da Rotary Foundation teve uma grande actividade pois foram vários os eventos
que organizou. Foi a parceria com a Liga Portuguesa de Futebol, de divulgação do programa END POLIO NOW, que
deu uma grande visibilidade ao movimento rotário português. Neste Âmbito, com a ajuda decisiva do RC de Santo
Tirso e do companheiro Gonçalves Afonso, teve lugar a Gala no Casino da Póvoa de Varzim, onde foram angariadas
verbas significativas para a Erradicação da Pólio. A cedência gratuita da sala pelo casino foi uma contribuição decisiva
para o sucesso da Gala. E claro, os companheiros e cônjuges do Distrito que compareceram em grande número.
   Já em 2010, tivemos um momento muito alto do ano. Foi a comemoração do 105º Aniversário de Rotary e a
homenagem aos cônjuges. Foi na noite de 23 de Fevereiro, noite de grande temporal, que muitos rotários e não
rotários, irmanados do mesmo ideal, compareceram ao jantar. A receita obtida foi destinada ao projecto dos
cônjuges: satisfazer os desejos a crianças e adolescentes do IPO e a ACIAJF.
   Participei num programa de rádio via Internet, de carácter internacional, com personalidades e instituições de
todo o mundo: a UNICEF, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres, o Presidente
de Timor, Ramos Horta e muitos outros. O tema eram os Direitos humanos: a minha intervenção, de um minuto,
intitulei-a Rotary e os Direitos Humanos. Foi difundida para todo o mundo, em Português e Inglês.
   Participei em vários eventos distritais e inter distritais de ROTARACT e INTERACT. Confesso que foram uma
surpresa parta mim. Hoje compreendo perfeitamente porque há sempre tantos participantes nestes eventos. O meu
entusiasmo pelo trabalho dos jovens começou aí.
   Os Rotary Clubes da Beira Serra organizaram mais uma vez o Seminário AQUA NOSTRA. Foi um momento para
ouvir especialistas exteriores ao Rotary sobre temas com grande actualidade, como é o da água.
   Mais uma vez o RC de Monção organizou o Almoço da Lampreia, momento de convívio entre todos os presentes
com muita cultura à mistura. Basta dizer que se visitou o Palácio da Brejoeira.
   A Noite de fados foi, uma vez mais, um momento de convívio e companheirismo. É um evento Distrital que já faz
parte da agenda de muitos rotários do nosso Distrito. A exemplo dos anos anteriores a receita obtida destinou-se ao
projecto da Cegueira Evitável. O RC de Esposende, na pessoa do companheiro José Rocha e da Carminho, sua esposa,
foi o organizador.
   Entregámos a carta constitucional a um clube, o RC de Leça do Balio. Embora o processo tivesse sido iniciado no
ano do companheiro Álvaro e continuado pelos companheiros Bernardino e Henrique, tive o privilégio de ser no meu
ano que o clube nasceu.
   No que respeita aos clubes dos jovens, foi oficializada a situação do ROTARACT clube de Ansião, já criado no ano
anterior, e foi reactivado o ROTARACT de Viana do Castelo. Foi também criado o ROTARY KIDs de Estarreja.
   As CIPs são uma estrutura de rotary que pode e deve assumir uma importância grande no que respeita ao
intercâmbio cultural e parceiras de projectos entre clubes de países diferentes. Em minha opinião, se cumprir com os
objectivos que rotary lhe atribui pode ser muito útil no aparecimento de parcerias entre clubes e/ou distritos de
países diferentes.
   O Seminário Interdistrital realizou-se na Marinha Grande, organizado por este clube e pelo de Leiria. Foi um
momento de reflexão que espero dê frutos no futuro
   No que respeita ao Quadro Social até vão dia de hoje entraram 120 novos sócios e saíram 93, sendo 26 do novo
clube. Por aqui se vê que o aumento do Quadro Social não é fácil de conseguir.
   Face à tragédia no Haiti, de imediato sugeri a abertura de uma conta na Fundação Rotária portuguesa para recolhe
de dinheiro. A resposta dos clubes do nosso Distrito foi muito rápida e muito positiva. Ainda em consequência deste
facto, nomeei o companheiro Serafim Santos, do RC da Maia, como Representante Distrital para o DRRAG. O trabalho
que tem desenvolvido, deixa-me muito satisfeito por ter acedido ao seu desejo. Devo dizer que foi dele que partiu a
ideia e que eu, de imediato, aproveitei. O resultado está à vista e dá-me razão naquilo que eu muitas vezes digo: em
rotary deveriam sempre ser escolhidas as pessoas mais capazes para desempenhar as tarefas.




Maio de 2010                                         Distrito 1970                                                    4
Realizámos um RYLA: Trancoso com história, da responsabilidade do Rotary Clube de Trancoso. Participaram 15
jovens que tiveram oportunidade de fazer amizades e de enriquecerem os seus conhecimentos.
   O RC de Viseu organizou o VI Encontro de Universidades Seniores de Rotary. Foi um momento de convívio e serviu
para cada uma das Universidades mostrar algumas das valências que tem.
   Este ano apostei muito nos Subsídios Equivalentes e num Subsídio Distrital Simplificado. Isto é consequência
daquilo que é a minha visão do nosso movimento. Por razões profissionais movimento-me muito bem na área de
projectos desde as candidaturas até à implementação.
   O Subsídio Distrital Simplificado teve como objectivo ajudar a ASAS – Associação de Solidariedade e Acção Social
de Santo Tirso. Trata-se de uma Associação que desenvolve a sua actividade em Santo Tirso.
   Apresentei 4 projectos na forma de Subsídios Equivalentes, todos da minha responsabilidade, desde a ideia, a
candidatura, a escolha dos parceiros e os relatórios. Todos foram aprovados. Quero realçar o facto de que dois deles
foram comparticipados pela RF, um em 20 000 USD e outro em 15 500 USD. Num ano em que a RF esgotou o
dinheiro em 15 de Julho, foi determinante a rapidez de actuação. Estes projectos foram submetidos na minha VOG à
Covilhã, por volta duas da manhã. Se assim não fosse, não teriam comparticipação da RF. Esta minha atitude como
rotário, foi a mesma que eu teria como profissional. É imperioso que nós, rotários, tenhamos a mesma atitude como
profissionais e como rotários. Realço aqui a colaboração aberta do companheiro Álvaro Gomes, Presidente da CDRF.
Também participámos como responsáveis nacionais em projectos em que o responsável principal foi o companheiro
Olandino do D 4660. Tive a sorte de emparceirar com um companheiro muito pragmático, apesar da sua formação de
advogado.
   Vamos no dia 19 de Junho realizar um Seminário intitulado: Interioridade, Desafios que São Oportunidades. Todos
os oradores são não rotários. Com este pequeno gesto queremos dar um sinal para o exterior que rotary está
interessado em ouvir estas pessoas.
   Não podia deixar de vos dar uma palavra sobre a Convenção de Lisboa em 2013. Vamos unir-nos todos em torno
da Comissão Organizadora liderada pelo companheiro Luís Miguel Duarte, GI para 2012 – 2013 do Distrito 1960.
Vamos mostrar ao mundo que os portugueses são capazes de fazer tão bem ou melhor que outros.
   Por fim vou falar-vos do que, com a ajuda de todos os clubes do Distrito, conseguimos arrecadar para a Rotary
Foundation. Neste momento, temos acima de 165 000 USD, sendo que mais de 55 000 USD são do Fundo Anual de
Programas. Estou esperançado, podendo mesmo afirmar que ultrapassaremos os 200 000 USD como doações totais,
dos quais cerca de 100 000 serão do Fundo Anual de Programas. Em ano como o que atravessamos creio ser uma boa
prestação, dos clubes e da estratégia por mim seguida.
   Vou dedicar uma palavra final à Maria Antónia. Disse na minha tomada de posse que apostava na sua acção
baseada na sua simpatia natural. Sem dúvida que a aposta foi ganha e bem ganha. Vários companheiros me disseram
que a minha vida como Governador
ganhava muito com a acção da Maria Antónia.
Concordo perfeitamente. As mensagens que
enviou aos cônjuges foram sempre genuínas,
simples, mas sentidas. Nela quero prestar
Uma sincera homenagem a todos os
cônjuges do Distrito. Continuem a ser como
foram este ano. O movimento rotário muito
ficará a ganhar.
   Termino dizendo-lhes que o balanço que
faço é muito positivo. Chego ao fim do ano
ciente de que honrei o meu Distrito. No final
serei um homem feliz por tudo ter feito

  Um abraço do companheiro e amigo,
  Manuel Cordeiro




Maio de 2010                                        Distrito 1970                                                 5
Primeiro painel
                Subsídios equivalentes e juventude
   A primeira sessão do segundo dia da Conferência
foi dedicada aos projectos de subsídios equivalentes e
à juventude no Rotary.
   O projecto das escolinhas comunitárias foi o
primeiro a ser apresentado. Surgindo de uma parceria
com os Leigos para o Desenvolvimento, consiste nos
melhoramentos de higiene e saneamento em escolas
de Moçambique, melhoramento das aulas, bicicletas
para a deslocação dos professores. De acordo com
Manuel Cordeiro, é um projecto sustentável porque
conta com a participação de residentes.
   Luís Costa, do Rotary Club de Viana do Castelo, deu
a conhecer o desenvolvimento do projecto 3H em
Cacheu, cujo valor total é de 321800 dólares. As obras
já tiveram início, estando já concluída uma das 20
salas de aula e um centro de recursos.
   Sobre a Cegueira Evitável falou Jorge Amaral, do
Rotary Clube da Senhora da Hora, lembrando que 60
por cento das crianças morre um ano depois de
cegarem: “Apesar de ser uma doença grave, estas
crianças podem ser salvas da cegueira”. Só na Índia o
Rotary já patrocinou mais de 80 mil cirurgias. Só as
acções do Distrito 1970 totalizam mais de 300 mil
dólares, tendo sido realizadas mais de sete mil
cirurgias só durante este ano. Jorge Amaral sugeriu
ainda a oferta de uma cirurgia, que custa apenas 25
euros.
   Ângela Barros (representante Distrital do Rotaract)
e Iolanda Lima (representante Distrital do Interact)
chamaram a atenção para os projectos dos mais
jovens, incluindo os grupos de Rotary Kids. Ângela
Barros lembrou o desafio lançado por Manuel
Cordeiro para a candidatura a um subsídio, que
acabou por se converter em 15 mil euros para
material hospitalar e bens de primeira necessidade.




Maio de 2010                                        Distrito 1970   6
Cooperação e Educação
                    Os casos de Timor e dos PALOP




   Durante a manhã de sábado realizou-se o primeiro painel subordinado ao tema principal da Conferência,
“Educação e Cooperação: o futuro de Rotary”.
   O timorense João Aparício falou, em representação da embaixada de Timor em Portugal, sobre um país que “tem
ainda muito trabalho pela frente. A maior dificuldade do país na educação é a falta de formação efectiva dos
professores”. A questão da língua portuguesa em Timor esteve no centro do debate, mas João Aparício lembrou que
vão ser criados em Díli mais quatro pólos da Escola Portuguesa. A ideia é melhorar a qualidade do ensino e firmar a
língua portuguesa. Com uma representação real do presente mas positiva do futuro, o timorense acredita que daqui
a 10, 15 anos, o seu país vai ser diferente: “Foi agora aprovado o Estatuto da Universidade de Timor Lorosae, que vai
ter sete faculdades e quatro centros de investigação científica”. O trabalho do Rotary em Timor também não foi
esquecido, como um projecto concretizado em conjunto com a Diocese de Baucau.
   O Embaixador Anacoreta Correia abrilhantou a manhã de sábado na conferência em Vila Real. Com uma
perspectiva muito clara sobre a sociedade, na qual associa sempre educação a desenvolvimento, acredita na essência
da cooperação. “O acesso à escolaridade e formação profissional são pedras basilares de qualquer estratégia de
desenvolvimento. Maior coesão social e maior emprego estão associados à educação”, afirmou, realçando sempre
que os destinatários devem estar envolvidos no processo.
   Anacoreta Correia, que já presidiu ao Instituto da Cooperação Portuguesa, lembrou que Portugal coopera com os
PALOP e Timor em todos os planos da educação (do básico ao universitário), sendo o secundário o mais abrangido.
Cabo Verde, é um exemplo desse apoio. Em tempos Portugal enviou professores que por lá ficaram cerca de cinco
anos. Dez anos depois Cabo Verde já não precisa dessa ajuda, já tem autonomia.
   No que diz respeito ao Rotary, deixou alguns desafios: “Na minha opinião, poucas organizações têm esta força
para melhorar a qualidade de vida das populações ou promover a paz. Porque não aproveitar esta mais-valia para
realizar projectos de cooperação nos PALOP como, por exemplo, apoiar continuamente uma escola envolvendo a
comunidade. Isto levaria muitos outros a dar de si antes de pensar em si”.




Maio de 2010                                        Distrito 1970                                                  7
Comissões Distritais
               O trabalho interno ao longo do ano




                                            A última sessão da manhã de sábado teve
                                         início com Santos Bento, responsável pelo
                                         Quadro Social do Distrito, que deu a conhecer
                                         a todos os presentes como está o Rotary em
                                         números. Urge cuidar da saúde dos clubes e
                                         Santos Bento deixou alguns conselhos.
                                            Soares Carneiro, responsável pelas Relações
                                         Públicas e Imagem mostrou as grandes
                                         mudanças que o Rotary teve a nível nacional
                                         com a criação de um site único, o envio de
                                         cartas por email para todos os rotários, e o
                                         desenvolvimento do jornal Rotary em Acção,
                                         que dá a conhecer o trabalho dos rotários
                                         dentro e fora do movimento. Artur Lopes
                                         Cardoso lembrou os números da Revista
                                         Portugal Rotário e da Associação à qual esta
                                         pertence.
                                            Sobre a Fundação Rotária Portuguesa falou
                                         Frederico Nascimento, o seu Presidente.
                                         Referiu o novo modelo estratégico mas fez
                                         questão de lembrar que a Fundação, ao longo
                                         dos últimos 51 anos, já entregou 10 mil bolsas
                                         de estudo num total de quatro milhões de
                                         euros. Seguiu-se Álvaro Gomes, que mais uma
                                         vez falou do trabalho para a Rotary Foundation
                                         em Portugal e do Plano Visão de Futuro que
                                         está a ser implementado.
                                            Luís Vicente Giay teve mais uma
                                         intervenção neste painel, deixando a
                                         importante informação de que a Índia estava
                                         há oito semanas sem um único caso de Pólio,
                                         caminhando assim a passos largos para a
                                         erradicação também neste país. De acordo
                                         com o Argentino, a Organização Mundial de
                                         Saúde, na sua convenção anual, reconheceu o
                                         Rotary pelo seu trabalho contra a Pólio.

Maio de 2010                   Distrito 1970                                              8
Goes Madeira e Teresinha Fraga
             Eventos de RI e Governadores Indicados




   No início da tarde de sábado em Vila Real anunciou-se a Conferência Distrital do próximo ano, que será realizada
na Covilhã, nos dias 3, 4 e 5 de Junho. O Governador do Distrito para o ano 2010-2011, Armindo Carolino, escolheu o
tema “Fraternidade e Compreensão Mundial” para uma conferência que terá Álvaro Gomes como Chairman.
   Foram ainda apresentados e ratificados os Governadores para os anos seguintes. Goes Madeira (2011-2012), o
primeiro Governador do Clube de Viseu, fez questão de salientar a tranquilidade e optimismo com que Manuel
Cordeiro liderou o Distrito.
   Tereseinha Fraga (2012-2013), a primeira mulher a liderar o Distrito, prometeu “dedicação e esforço para
engrandecimento do Rotary”, assim como a continuidade de acções e projectos.




Maio de 2010                                       Distrito 1970                                                 9
Projecto de Maria Antónia
      Actividades do Distrito 1970 e de Rotary Internacional

       Na última sessão do dia dedicada ao trabalho do Rotary no Distrito, Maria Antónia deu a conhecer o
    resultado do projecto dos cônjuges. Com a venda de 3000 livros conseguiu arrecadar 15 mil euros para a
    campanha Pólio Plus, mas não se ficou por aqui. Através da realização de um jantar, Maria Natónia
    conseguiu arrecadar 4112 euros que foram repartidos entre a Associação Católica Internacional de Apoio a
    Jovens Famílias e as crianças do IPO. Foram ainda atribuídos prémios aos clubes que mais livros
    conseguiram vender, tendo a Trofa conquistado o primeiro lugar com 500 livros vendidos. Esta sessão ficou
    ainda marcada pela apresentação de Manuel Cordeiro, que enumerou os muitos projectos desenvolvidos
    ao longo do ano rotário.
       Luís Vicente Giay discursou mais uma vez para os presentes, lembrando as catástrofes do Haiti e do
    Chile. Nesta última, 30 rotários perderam as suas casas, o que movimentou o Rotary por todo o mundo,
    que prontamente ajudou com o que podia. Apesar da crise, lembrou que a Rotary Foundation passou de
    um orçamento de 8 milhões de euros para 28 milhões de euros. “Na América do Sul, 6 em cada 10 meninos
    vivem abaixo da linha da pobreza. Não estudam, moram na rua, não trabalham. Por isso o tema da
    educação é muito importante, é o maior inimigo da pobreza”, disse lembrando o tema da Conferência




Maio de 2010                                      Distrito 1970                                                 10
Manuel Patrício e Chris Gerry
             Educação e Cooperação: o Futuro de Rotary (2)




   Manuel Patrício, ex-Reitor da Universidade de Évora, dirigiu-se mais uma vez aos rotários, desta vez para falar de
educação: “Não é possível conceber o Homem sem educação. Mas esta não pode significar adestramento,
amestramento, endoutrinamento e muito menos lavagem cerebral”. Sempre com o conceito de personalização bem
presente, Manuel Patrício defende que educar é ajudar o outro a tornar-se pessoa. No entanto, acredita que “a
educação está sem rumo, carece de estratégia entre nós. Aposta-se no que é quantitativo em prejuízo do que é
qualitativo. A disciplina escolar deixa muito a desejar e impera o facilitismo. O problema da educação não é
solucionável fora da resolução de todos os outros problemas sociais. É integralmente sistémico”. O ex-Reitor lembrou
os riscos e as vantagens de uma educação globalizada e defende que “deve gerir-se cuidadosamente a globalização. A
educação deve representar o esforço da humanidade para a sua dignificação. A vida dos Homens deve ser
verdadeiramente humana e não o está a ser”.
   Chris Gerry, presidente da Escola de Ciências Humanas e Sociais da UTAD apresentou aos rotários alguns dos
princípios da cooperação: “Coopera-se através da partilha altruística e harmoniosa de recursos, activos, competências
e /ou oportunidades. Cooperação é complicada, complexa, contraditória”.

  Convenção 2013 em Lisboa

   O último dia da Conferência ficou marcado pela apresentação dos participantes do IGE, pela
aprovação da Comissão de Auditoria no âmbito do Plano Visão do Futuro através de Álvaro Gomes, pela
apresentação, discussão e votação das contas da Governadoria 2008-09 (PGD Henrique Maria Alves), e apresentação
da Convenção de 2013 em Lisboa.




Maio de 2010                                        Distrito 1970                                                 11
Visita à Universidade Sénior do Rotary Club de Chaves
 Luís Giay surpreendido com o projecto das Universidades Seniores

   Luis Vicente Giay, representante do Presidente de Rotary Internacional na Conferência do Distrito 1970, foi
conhecer a Universidade Sénior de Chaves, a primeira criada no país. Depois de três dias em Vila Real, o Argentino
que também já foi Presidente de Rotary Internacional, visitou as futuras instalações da Universidade que terá três
salas de aulas, uma sala de artes, biblioteca e um auditório para 100 pessoas. A sede do Clube também passará a ser
nestas instalações. No edifício actual, Luís Vicente Giay, acompanhado do Governador Manuel Cordeiro, assistiu a
uma aula de Espanhol, durante a qual os alunos entoaram a canção Llorona, muito popular na Argentina, em
homenagem ao visitante.
   Luís Vicente Giay ficou muito surpreendido com o que viu, especialmente pelos “olhos de satisfação” que
identificou nos alunos. Agradeceu ainda pela oportunidade de visitar um projecto que considerou ser muito especial,
um dos projectos “mais lindos” que já viu em toda a sua longa vida de rotário.
   O representante do Presidente de RI assistiu ainda a uma reunião do Clube de Chaves. Para homenagear Luís Giay,
o Clube descerrou uma placa comemorativa da sua visita que tinha gravado o lema do ano em que foi Presidente de
Rotary Internacional o que, para Manuel Cordeiro, foi um gesto “nobre e oportuno”.
   Seguiu-se uma visita à Câmara Municipal, onde a comitiva foi recebida pelo presidente João Batista, sócio
honorário do Clube. “Num gesto inesquecível, o companheiro Luís Vicente Giay retirou da sua lapela o pin de Rotary e
colocou-o na lapela do edil, simbolizando com este gesto o agradecimento a esta Câmara e a todas as que pelo
Distrito fora são parceiras dos Rotary nestes e noutro projectos”, defende Manuel Cordeiro.




Maio de 2010                                        Distrito 1970                                                11

Recomendados

Discurso TransmissãO 2 von
Discurso TransmissãO 2Discurso TransmissãO 2
Discurso TransmissãO 2jpcostaesilva4
478 views3 Folien
Boletim rotário ano 1 nº 3 von
Boletim rotário ano 1 nº 3Boletim rotário ano 1 nº 3
Boletim rotário ano 1 nº 3RCITAPECERICA8219
256 views2 Folien
Transformando Sonho em Realidade! von
Transformando Sonho em Realidade!Transformando Sonho em Realidade!
Transformando Sonho em Realidade!Lan House Evolution
177 views32 Folien
Newsletter JSD Concelhia de Santarém (Janeiro 2013) von
Newsletter JSD Concelhia de Santarém (Janeiro 2013)Newsletter JSD Concelhia de Santarém (Janeiro 2013)
Newsletter JSD Concelhia de Santarém (Janeiro 2013)JSDConcelhiaSantarem
323 views9 Folien
Carta setembro von
Carta setembroCarta setembro
Carta setembroDistrito4680
1.2K views8 Folien
Info carta maio von
Info carta maioInfo carta maio
Info carta maiorotarysaomanuel
731 views6 Folien

Más contenido relacionado

Was ist angesagt?

Boletim de agosto de 2013 (1) von
Boletim de agosto de 2013 (1)Boletim de agosto de 2013 (1)
Boletim de agosto de 2013 (1)FLAVIO TESSUTTI
746 views8 Folien
Newsletter 1ª edição von
Newsletter 1ª ediçãoNewsletter 1ª edição
Newsletter 1ª ediçãoJSPortalegre
199 views5 Folien
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018 von
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018Jornal Cidade
253 views12 Folien
Discurso do Dia do Município von
Discurso do Dia do MunicípioDiscurso do Dia do Município
Discurso do Dia do Municípioadvocacia
2.3K views10 Folien
Elza Vitório Apresentação Candidaturas 28 agosto 2013 von
Elza Vitório Apresentação Candidaturas 28 agosto 2013Elza Vitório Apresentação Candidaturas 28 agosto 2013
Elza Vitório Apresentação Candidaturas 28 agosto 2013Manuela Ruivo
473 views7 Folien
Programa Eleitoral PSD S. Facundo e vale das Mós 2017 von
Programa Eleitoral PSD S. Facundo e vale das Mós 2017Programa Eleitoral PSD S. Facundo e vale das Mós 2017
Programa Eleitoral PSD S. Facundo e vale das Mós 2017João Salvador Fernandes
252 views37 Folien

Was ist angesagt?(18)

Newsletter 1ª edição von JSPortalegre
Newsletter 1ª ediçãoNewsletter 1ª edição
Newsletter 1ª edição
JSPortalegre199 views
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018 von Jornal Cidade
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade253 views
Discurso do Dia do Município von advocacia
Discurso do Dia do MunicípioDiscurso do Dia do Município
Discurso do Dia do Município
advocacia2.3K views
Elza Vitório Apresentação Candidaturas 28 agosto 2013 von Manuela Ruivo
Elza Vitório Apresentação Candidaturas 28 agosto 2013Elza Vitório Apresentação Candidaturas 28 agosto 2013
Elza Vitório Apresentação Candidaturas 28 agosto 2013
Manuela Ruivo473 views
Discurso proferido na tomada de posse da freguesia águas livres, em nome do p... von Jorge Humberto
Discurso proferido na tomada de posse da freguesia águas livres, em nome do p...Discurso proferido na tomada de posse da freguesia águas livres, em nome do p...
Discurso proferido na tomada de posse da freguesia águas livres, em nome do p...
Jorge Humberto1.2K views
Autárquicas 2013 | Programa Eleitoral PS Santarém 2013 - 2017 von IdaliaSerrao
Autárquicas 2013 | Programa Eleitoral PS Santarém 2013 - 2017Autárquicas 2013 | Programa Eleitoral PS Santarém 2013 - 2017
Autárquicas 2013 | Programa Eleitoral PS Santarém 2013 - 2017
IdaliaSerrao2.8K views
Maria Resgate salta - Vizela - Rotary von José Ferreira
Maria Resgate salta - Vizela - RotaryMaria Resgate salta - Vizela - Rotary
Maria Resgate salta - Vizela - Rotary
José Ferreira1.5K views
Js ribatejo 2.0 von jsribatejo
Js ribatejo 2.0Js ribatejo 2.0
Js ribatejo 2.0
jsribatejo272 views
Carta fevereiro 2014 von Distrito4680
Carta fevereiro 2014Carta fevereiro 2014
Carta fevereiro 2014
Distrito46801.4K views

Destacado

Plano de liderança do clube von
Plano de liderança do clubePlano de liderança do clube
Plano de liderança do clubeMiguel Loureiro
634 views15 Folien
Administração de Interact Clubs von
Administração de Interact ClubsAdministração de Interact Clubs
Administração de Interact ClubsMarina Wekid
1.2K views20 Folien
Modelo de Projeto Interact von
Modelo de Projeto InteractModelo de Projeto Interact
Modelo de Projeto InteractMarina Wekid
4.7K views1 Folie
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club von
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact ClubTreinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact ClubFranklin Silva
2.8K views59 Folien
Bandeiras do Distrito 1960 von
Bandeiras do Distrito 1960Bandeiras do Distrito 1960
Bandeiras do Distrito 1960Miguel Loureiro
557 views70 Folien
Carta mensal gov 2010 07 von
Carta mensal gov 2010 07Carta mensal gov 2010 07
Carta mensal gov 2010 07Miguel Loureiro
398 views7 Folien

Destacado(19)

Administração de Interact Clubs von Marina Wekid
Administração de Interact ClubsAdministração de Interact Clubs
Administração de Interact Clubs
Marina Wekid1.2K views
Modelo de Projeto Interact von Marina Wekid
Modelo de Projeto InteractModelo de Projeto Interact
Modelo de Projeto Interact
Marina Wekid4.7K views
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club von Franklin Silva
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact ClubTreinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club
Franklin Silva2.8K views
Cronologia de 100 anos de Rotary International von Miguel Loureiro
Cronologia de 100 anos de Rotary InternationalCronologia de 100 anos de Rotary International
Cronologia de 100 anos de Rotary International
Miguel Loureiro619 views
Reunião nº 22 Interacção das Novas Gerações com a Rotary Foundation - dia 2... von Rotary Clube Vizela
Reunião nº 22   Interacção das Novas Gerações com a Rotary Foundation - dia 2...Reunião nº 22   Interacção das Novas Gerações com a Rotary Foundation - dia 2...
Reunião nº 22 Interacção das Novas Gerações com a Rotary Foundation - dia 2...
Manual do Bom Interactiano von Marina Wekid
Manual do Bom InteractianoManual do Bom Interactiano
Manual do Bom Interactiano
Marina Wekid2.1K views
Divulgação Interact Club von Marina Wekid
Divulgação Interact ClubDivulgação Interact Club
Divulgação Interact Club
Marina Wekid1.3K views
Aprofundamento do Programa de Interact von Marina Wekid
Aprofundamento do Programa de InteractAprofundamento do Programa de Interact
Aprofundamento do Programa de Interact
Marina Wekid1.8K views
Treinamento para presidentes de Interact Clubes von Franklin Silva
Treinamento para presidentes de Interact ClubesTreinamento para presidentes de Interact Clubes
Treinamento para presidentes de Interact Clubes
Franklin Silva3.4K views
Guia Para Interactianos von Marina Wekid
Guia Para InteractianosGuia Para Interactianos
Guia Para Interactianos
Marina Wekid21.6K views
Siglas Rotárias Importantes von Marina Wekid
Siglas Rotárias ImportantesSiglas Rotárias Importantes
Siglas Rotárias Importantes
Marina Wekid2.1K views
Planejamento de Projetos - Análise Swot von Marina Wekid
Planejamento de Projetos - Análise SwotPlanejamento de Projetos - Análise Swot
Planejamento de Projetos - Análise Swot
Marina Wekid4.6K views
Treinamento protocolo interact von joaolivi
Treinamento protocolo interactTreinamento protocolo interact
Treinamento protocolo interact
joaolivi5.4K views
10 Passos para Criar uma Boa 1.a Impressao nas Vendas B2B von Jorge Conceicao
10 Passos para Criar uma Boa 1.a Impressao nas Vendas B2B10 Passos para Criar uma Boa 1.a Impressao nas Vendas B2B
10 Passos para Criar uma Boa 1.a Impressao nas Vendas B2B
Jorge Conceicao1.2K views

Similar a Carta sobre a Conferência

Boletim rotário ano 1 nº 5 von
Boletim rotário   ano 1  nº 5Boletim rotário   ano 1  nº 5
Boletim rotário ano 1 nº 5RCITAPECERICA8219
195 views2 Folien
Discurso Pedro Prochno Conferência Rotary 2012 von
Discurso Pedro Prochno Conferência Rotary 2012Discurso Pedro Prochno Conferência Rotary 2012
Discurso Pedro Prochno Conferência Rotary 2012Pedro Prochno
1.2K views5 Folien
Observador junho 2010 von
Observador junho 2010Observador junho 2010
Observador junho 2010jsddistritalporto
238 views11 Folien
Seminário de Imagem Pública de Rotary, Fátima, Portugal von
Seminário de Imagem Pública de Rotary, Fátima, PortugalSeminário de Imagem Pública de Rotary, Fátima, Portugal
Seminário de Imagem Pública de Rotary, Fátima, PortugalManuel Cordeiro
492 views49 Folien
Release Final - 8a. Noite Italiana von
Release Final - 8a. Noite ItalianaRelease Final - 8a. Noite Italiana
Release Final - 8a. Noite ItalianaVinicius Carossini
609 views6 Folien
Boletim rotário ano 1 nº 2 von
Boletim rotário ano 1   nº 2Boletim rotário ano 1   nº 2
Boletim rotário ano 1 nº 2RCITAPECERICA8219
155 views2 Folien

Similar a Carta sobre a Conferência(20)

Discurso Pedro Prochno Conferência Rotary 2012 von Pedro Prochno
Discurso Pedro Prochno Conferência Rotary 2012Discurso Pedro Prochno Conferência Rotary 2012
Discurso Pedro Prochno Conferência Rotary 2012
Pedro Prochno1.2K views
Seminário de Imagem Pública de Rotary, Fátima, Portugal von Manuel Cordeiro
Seminário de Imagem Pública de Rotary, Fátima, PortugalSeminário de Imagem Pública de Rotary, Fátima, Portugal
Seminário de Imagem Pública de Rotary, Fátima, Portugal
Manuel Cordeiro492 views
Newsletter nº 2 relações públicas e imagem von Pablo Ruiz Amo
Newsletter nº 2   relações públicas e imagemNewsletter nº 2   relações públicas e imagem
Newsletter nº 2 relações públicas e imagem
Pablo Ruiz Amo196 views
Informativo Rotário nº 156 von guestd303cf
Informativo Rotário nº 156Informativo Rotário nº 156
Informativo Rotário nº 156
guestd303cf273 views
5ª Avenida - I Instituto Rotaract Brasil von vitoriotomaz
5ª Avenida - I  Instituto Rotaract Brasil5ª Avenida - I  Instituto Rotaract Brasil
5ª Avenida - I Instituto Rotaract Brasil
vitoriotomaz293 views
5ª Avenida - I Instituto Rotaract Brasil von vitoriotomaz
5ª Avenida - I  Instituto Rotaract Brasil5ª Avenida - I  Instituto Rotaract Brasil
5ª Avenida - I Instituto Rotaract Brasil
vitoriotomaz250 views
MashUp_LivMundi_Colunistas 2016 von MashUpAgencia
MashUp_LivMundi_Colunistas 2016MashUp_LivMundi_Colunistas 2016
MashUp_LivMundi_Colunistas 2016
MashUpAgencia116 views

Más de Miguel Loureiro

Bandeiras d1960 von
Bandeiras d1960Bandeiras d1960
Bandeiras d1960Miguel Loureiro
391 views70 Folien
As inteligências múltiplas von
As inteligências múltiplasAs inteligências múltiplas
As inteligências múltiplasMiguel Loureiro
13.7K views18 Folien
Informação para novos sócios von
Informação para novos sóciosInformação para novos sócios
Informação para novos sóciosMiguel Loureiro
1.3K views4 Folien
Plano estratégico von
Plano estratégicoPlano estratégico
Plano estratégicoMiguel Loureiro
417 views24 Folien
Direcção 2010 11 plano de liderança von
Direcção 2010 11 plano de liderançaDirecção 2010 11 plano de liderança
Direcção 2010 11 plano de liderançaMiguel Loureiro
293 views1 Folie
Programa agosto vc von
Programa agosto vcPrograma agosto vc
Programa agosto vcMiguel Loureiro
182 views1 Folie

Más de Miguel Loureiro(20)

As inteligências múltiplas von Miguel Loureiro
As inteligências múltiplasAs inteligências múltiplas
As inteligências múltiplas
Miguel Loureiro13.7K views
Informação para novos sócios von Miguel Loureiro
Informação para novos sóciosInformação para novos sócios
Informação para novos sócios
Miguel Loureiro1.3K views
Direcção 2010 11 plano de liderança von Miguel Loureiro
Direcção 2010 11 plano de liderançaDirecção 2010 11 plano de liderança
Direcção 2010 11 plano de liderança
Miguel Loureiro293 views
Comely Bank - A Casa de Paul Harris von Miguel Loureiro
Comely Bank - A Casa de Paul HarrisComely Bank - A Casa de Paul Harris
Comely Bank - A Casa de Paul Harris
Miguel Loureiro1.4K views
Conclusões do conselho de legislação - resumo von Miguel Loureiro
Conclusões do conselho de legislação - resumoConclusões do conselho de legislação - resumo
Conclusões do conselho de legislação - resumo
Miguel Loureiro251 views
Conclusões do Conselho de Legislação - Resumo von Miguel Loureiro
Conclusões do Conselho de Legislação - ResumoConclusões do Conselho de Legislação - Resumo
Conclusões do Conselho de Legislação - Resumo
Miguel Loureiro683 views
Rotary International/R.C. da Póvoa de Varzim von Miguel Loureiro
Rotary International/R.C. da Póvoa de VarzimRotary International/R.C. da Póvoa de Varzim
Rotary International/R.C. da Póvoa de Varzim
Miguel Loureiro605 views
Reunião rotária aberta, na Biblioteca Municipal von Miguel Loureiro
Reunião rotária aberta, na Biblioteca MunicipalReunião rotária aberta, na Biblioteca Municipal
Reunião rotária aberta, na Biblioteca Municipal
Miguel Loureiro264 views

Carta sobre a Conferência

  • 1. DISTRITO 1970 PRI – John Kenny Manuel Cordeiro – Governador 2009/2010
  • 2. Abertura Conferência do Distrito 1970 em Vila Real No dia 28 de Maio teve início a XXVII Conferência do Distrito 1970, em Vila Real, subordinada ao tema “Educação e Cooperação: o futuro de Rotary”. A sessão solene de abertura contou com a presença de Domingos Pinto, vice- presidente da Câmara Municipal de Vila Real, que se mostrou agradecido pela realização desta importante conferência na sua cidade e fez grandes elogios ao trabalho de solidariedade do movimento. No seu discurso, Armando Mascarenhas, Reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), foi mais longe: “É um privilégio poder recebê-los. O tema não podia ser debatido em melhor local. É na base da educação que se centra toda a possibilidade de cooperação”. Discursaram ainda Manuel Carmona, Chairman da Conferência, e José Boaventura, presidente da comissão executiva. O Governador do Distrito 1960, Mário Rebelo, que também deixou palavras de confiança para o bom trabalho nos dias que se seguiram. O representante do Presidente de Rotary Internacional, Luís Vicente Giay, fez o seu primeiro discurso na Conferência lembrando que “todas as semanas, em Rotary, há 33 mil púlpitos como este onde se expressam ideias com liberdade e se trabalha”. Lembrou a importância do Rotary ao longo dos anos por todo o mundo: “Perguntaram- me o que é Rotary. É muito simples. Rotary é gente, que trabalha com outra gente para outra gente. Quando as vontades se unem para combater a fome, é o ideal rotário que está a funcionar. É um ideal que conjuga o senso comum, a ética e o trabalho em favor dos demais”. Maio de 2010 Distrito 1970 2
  • 3. Manuel Cordeiro, Governador do Distrito 1970 “Chego ao fim do ano ciente de que honrei o meu Distrito” Na abertura da Conferência, o Governador Manuel Cordeiro fez um balanço do ano da sua Governadoria, num discurso do qual apresentamos um excerto: “Quando aceitei ser Governador do nosso Distrito, fi-lo porque é dever de qualquer rotário servir o movimento a que pertence, e na convicção de que tinha condições para honrar o passado do Distrito e ajudar a projectar o seu futuro. Na transmissão de tarefas em 4 de Julho, fiz uma pequena apresentação daquilo que eu sou. Na altura disse-vos que “desde os 10 anos que me habituei a ser responsável pelos meus actos. Nunca fujo às minhas responsabilidades. Assumo-as para o bem e para o mal”. De facto isto tem sido uma constante na minha vida. Sigo os conselhos que o meu pai me dava. Sê bom profissional e cumpre sempre o teu dever. A experiência do Governador e do seu cônjuge, é muito gratificante e permite-nos ficar com uma visão muito clara de todos os clubes, das suas potencialidades e das suas debilidades. O nosso Distrito tem clubes que desenvolvem actividades de grande interesse para as suas comunidades, que têm companheiros muito empenhados, que cultivam o espírito de rotary em toda as suas vertentes. Espero que estes sejam cada vez mais. Visitámos muitas instituições públicas e privadas. Em muitas delas há rotários ocupando lugares de responsabilidade. Sem dúvida que é muito gratificante para um Governador de Distrito constatar que há muitos companheiros disponíveis para colocarem parte do seu tempo e das suas capacidades intelectuais e físicas ao serviço de instituições que ajudam pessoas desfavorecidas. Tudo isto feito sem qualquer contrapartida a não ser a satisfação de ajudar quem precisa. Também visitámos muitas Câmaras Municipais, onde fomos recebidos pelos seus Presidentes ou alguém que os representasse. Quase sem excepção, os nossos autarcas têm uma sensibilidade muito grande para os problemas sociais, ou seja, as Câmaras Municipais e os clubes rotários podem e devem emparceirar-se para prosseguir objectivos que são comuns, o apoio a pessoas desfavorecidas. Uns e outros prosseguem muitos objectivos comuns. Vou falar-vos sobre as actividades desenvolvidas neste ano rotário. Não vou referir-me às inúmeras actividades desenvolvidas pelos clubes nas suas comunidades. Sobre isso apenas quero dar realce às várias centenas de Bolsas de estudo patrocinadas pelos clubes, Fundação Rotária portuguesa, rotários e empresas. Também o número elevado de conferências, encontros culturais, etc. Ainda os vários milhares de Cabazes de alimentos que distribuíram durante o ano. Enfim os clubes do nosso Distrito sabem entender as necessidades das suas comunidades e respondem, em minha opinião bem, dentro das suas possibilidades. A nível distrital começámos pelos mais jovens: o 1º ENCONTRO DISTRITAL DE CLUBES ROTARY KIDS, que decorreu em Santo Tirso, sob a responsabilidade da companheira Isabel e da Comissão Distrital de Novas Gerações. Foi um dos momentos que considero mais importantes do ano. Foi um momento inesquecível. Várias vezes me ouviram exteriorizar o meu apreço a esta Comissão. Os resultados obtidos pelos clubes de jovens são a prova de que o seu trabalho dá bons frutos. Tivemos o Seminário de DQS, na Maia. Pela primeira vez houve um painel dedicado aos clubes de jovens, ROTARACT e INTERACT, da responsabilidade também da Comissão das Novas Gerações. Todos os que estiveram presentes se renderam ao entusiasmo que os intervenientes, a Ângela, a Iolanda, a Isabel e o Lereno puseram nas suas intervenções. Maio de 2010 Distrito 1970 3
  • 4. O seminário da Rotary Foundation em Vila do Conde. Tivemos presente o companheiro Jani Jandolo, responsável regional Coordenador Regional da Rotary Foundation para Portugal, Espanha e Itália. Foi também um momento importante. No mês de Outubro a Comissão da Rotary Foundation teve uma grande actividade pois foram vários os eventos que organizou. Foi a parceria com a Liga Portuguesa de Futebol, de divulgação do programa END POLIO NOW, que deu uma grande visibilidade ao movimento rotário português. Neste Âmbito, com a ajuda decisiva do RC de Santo Tirso e do companheiro Gonçalves Afonso, teve lugar a Gala no Casino da Póvoa de Varzim, onde foram angariadas verbas significativas para a Erradicação da Pólio. A cedência gratuita da sala pelo casino foi uma contribuição decisiva para o sucesso da Gala. E claro, os companheiros e cônjuges do Distrito que compareceram em grande número. Já em 2010, tivemos um momento muito alto do ano. Foi a comemoração do 105º Aniversário de Rotary e a homenagem aos cônjuges. Foi na noite de 23 de Fevereiro, noite de grande temporal, que muitos rotários e não rotários, irmanados do mesmo ideal, compareceram ao jantar. A receita obtida foi destinada ao projecto dos cônjuges: satisfazer os desejos a crianças e adolescentes do IPO e a ACIAJF. Participei num programa de rádio via Internet, de carácter internacional, com personalidades e instituições de todo o mundo: a UNICEF, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres, o Presidente de Timor, Ramos Horta e muitos outros. O tema eram os Direitos humanos: a minha intervenção, de um minuto, intitulei-a Rotary e os Direitos Humanos. Foi difundida para todo o mundo, em Português e Inglês. Participei em vários eventos distritais e inter distritais de ROTARACT e INTERACT. Confesso que foram uma surpresa parta mim. Hoje compreendo perfeitamente porque há sempre tantos participantes nestes eventos. O meu entusiasmo pelo trabalho dos jovens começou aí. Os Rotary Clubes da Beira Serra organizaram mais uma vez o Seminário AQUA NOSTRA. Foi um momento para ouvir especialistas exteriores ao Rotary sobre temas com grande actualidade, como é o da água. Mais uma vez o RC de Monção organizou o Almoço da Lampreia, momento de convívio entre todos os presentes com muita cultura à mistura. Basta dizer que se visitou o Palácio da Brejoeira. A Noite de fados foi, uma vez mais, um momento de convívio e companheirismo. É um evento Distrital que já faz parte da agenda de muitos rotários do nosso Distrito. A exemplo dos anos anteriores a receita obtida destinou-se ao projecto da Cegueira Evitável. O RC de Esposende, na pessoa do companheiro José Rocha e da Carminho, sua esposa, foi o organizador. Entregámos a carta constitucional a um clube, o RC de Leça do Balio. Embora o processo tivesse sido iniciado no ano do companheiro Álvaro e continuado pelos companheiros Bernardino e Henrique, tive o privilégio de ser no meu ano que o clube nasceu. No que respeita aos clubes dos jovens, foi oficializada a situação do ROTARACT clube de Ansião, já criado no ano anterior, e foi reactivado o ROTARACT de Viana do Castelo. Foi também criado o ROTARY KIDs de Estarreja. As CIPs são uma estrutura de rotary que pode e deve assumir uma importância grande no que respeita ao intercâmbio cultural e parceiras de projectos entre clubes de países diferentes. Em minha opinião, se cumprir com os objectivos que rotary lhe atribui pode ser muito útil no aparecimento de parcerias entre clubes e/ou distritos de países diferentes. O Seminário Interdistrital realizou-se na Marinha Grande, organizado por este clube e pelo de Leiria. Foi um momento de reflexão que espero dê frutos no futuro No que respeita ao Quadro Social até vão dia de hoje entraram 120 novos sócios e saíram 93, sendo 26 do novo clube. Por aqui se vê que o aumento do Quadro Social não é fácil de conseguir. Face à tragédia no Haiti, de imediato sugeri a abertura de uma conta na Fundação Rotária portuguesa para recolhe de dinheiro. A resposta dos clubes do nosso Distrito foi muito rápida e muito positiva. Ainda em consequência deste facto, nomeei o companheiro Serafim Santos, do RC da Maia, como Representante Distrital para o DRRAG. O trabalho que tem desenvolvido, deixa-me muito satisfeito por ter acedido ao seu desejo. Devo dizer que foi dele que partiu a ideia e que eu, de imediato, aproveitei. O resultado está à vista e dá-me razão naquilo que eu muitas vezes digo: em rotary deveriam sempre ser escolhidas as pessoas mais capazes para desempenhar as tarefas. Maio de 2010 Distrito 1970 4
  • 5. Realizámos um RYLA: Trancoso com história, da responsabilidade do Rotary Clube de Trancoso. Participaram 15 jovens que tiveram oportunidade de fazer amizades e de enriquecerem os seus conhecimentos. O RC de Viseu organizou o VI Encontro de Universidades Seniores de Rotary. Foi um momento de convívio e serviu para cada uma das Universidades mostrar algumas das valências que tem. Este ano apostei muito nos Subsídios Equivalentes e num Subsídio Distrital Simplificado. Isto é consequência daquilo que é a minha visão do nosso movimento. Por razões profissionais movimento-me muito bem na área de projectos desde as candidaturas até à implementação. O Subsídio Distrital Simplificado teve como objectivo ajudar a ASAS – Associação de Solidariedade e Acção Social de Santo Tirso. Trata-se de uma Associação que desenvolve a sua actividade em Santo Tirso. Apresentei 4 projectos na forma de Subsídios Equivalentes, todos da minha responsabilidade, desde a ideia, a candidatura, a escolha dos parceiros e os relatórios. Todos foram aprovados. Quero realçar o facto de que dois deles foram comparticipados pela RF, um em 20 000 USD e outro em 15 500 USD. Num ano em que a RF esgotou o dinheiro em 15 de Julho, foi determinante a rapidez de actuação. Estes projectos foram submetidos na minha VOG à Covilhã, por volta duas da manhã. Se assim não fosse, não teriam comparticipação da RF. Esta minha atitude como rotário, foi a mesma que eu teria como profissional. É imperioso que nós, rotários, tenhamos a mesma atitude como profissionais e como rotários. Realço aqui a colaboração aberta do companheiro Álvaro Gomes, Presidente da CDRF. Também participámos como responsáveis nacionais em projectos em que o responsável principal foi o companheiro Olandino do D 4660. Tive a sorte de emparceirar com um companheiro muito pragmático, apesar da sua formação de advogado. Vamos no dia 19 de Junho realizar um Seminário intitulado: Interioridade, Desafios que São Oportunidades. Todos os oradores são não rotários. Com este pequeno gesto queremos dar um sinal para o exterior que rotary está interessado em ouvir estas pessoas. Não podia deixar de vos dar uma palavra sobre a Convenção de Lisboa em 2013. Vamos unir-nos todos em torno da Comissão Organizadora liderada pelo companheiro Luís Miguel Duarte, GI para 2012 – 2013 do Distrito 1960. Vamos mostrar ao mundo que os portugueses são capazes de fazer tão bem ou melhor que outros. Por fim vou falar-vos do que, com a ajuda de todos os clubes do Distrito, conseguimos arrecadar para a Rotary Foundation. Neste momento, temos acima de 165 000 USD, sendo que mais de 55 000 USD são do Fundo Anual de Programas. Estou esperançado, podendo mesmo afirmar que ultrapassaremos os 200 000 USD como doações totais, dos quais cerca de 100 000 serão do Fundo Anual de Programas. Em ano como o que atravessamos creio ser uma boa prestação, dos clubes e da estratégia por mim seguida. Vou dedicar uma palavra final à Maria Antónia. Disse na minha tomada de posse que apostava na sua acção baseada na sua simpatia natural. Sem dúvida que a aposta foi ganha e bem ganha. Vários companheiros me disseram que a minha vida como Governador ganhava muito com a acção da Maria Antónia. Concordo perfeitamente. As mensagens que enviou aos cônjuges foram sempre genuínas, simples, mas sentidas. Nela quero prestar Uma sincera homenagem a todos os cônjuges do Distrito. Continuem a ser como foram este ano. O movimento rotário muito ficará a ganhar. Termino dizendo-lhes que o balanço que faço é muito positivo. Chego ao fim do ano ciente de que honrei o meu Distrito. No final serei um homem feliz por tudo ter feito Um abraço do companheiro e amigo, Manuel Cordeiro Maio de 2010 Distrito 1970 5
  • 6. Primeiro painel Subsídios equivalentes e juventude A primeira sessão do segundo dia da Conferência foi dedicada aos projectos de subsídios equivalentes e à juventude no Rotary. O projecto das escolinhas comunitárias foi o primeiro a ser apresentado. Surgindo de uma parceria com os Leigos para o Desenvolvimento, consiste nos melhoramentos de higiene e saneamento em escolas de Moçambique, melhoramento das aulas, bicicletas para a deslocação dos professores. De acordo com Manuel Cordeiro, é um projecto sustentável porque conta com a participação de residentes. Luís Costa, do Rotary Club de Viana do Castelo, deu a conhecer o desenvolvimento do projecto 3H em Cacheu, cujo valor total é de 321800 dólares. As obras já tiveram início, estando já concluída uma das 20 salas de aula e um centro de recursos. Sobre a Cegueira Evitável falou Jorge Amaral, do Rotary Clube da Senhora da Hora, lembrando que 60 por cento das crianças morre um ano depois de cegarem: “Apesar de ser uma doença grave, estas crianças podem ser salvas da cegueira”. Só na Índia o Rotary já patrocinou mais de 80 mil cirurgias. Só as acções do Distrito 1970 totalizam mais de 300 mil dólares, tendo sido realizadas mais de sete mil cirurgias só durante este ano. Jorge Amaral sugeriu ainda a oferta de uma cirurgia, que custa apenas 25 euros. Ângela Barros (representante Distrital do Rotaract) e Iolanda Lima (representante Distrital do Interact) chamaram a atenção para os projectos dos mais jovens, incluindo os grupos de Rotary Kids. Ângela Barros lembrou o desafio lançado por Manuel Cordeiro para a candidatura a um subsídio, que acabou por se converter em 15 mil euros para material hospitalar e bens de primeira necessidade. Maio de 2010 Distrito 1970 6
  • 7. Cooperação e Educação Os casos de Timor e dos PALOP Durante a manhã de sábado realizou-se o primeiro painel subordinado ao tema principal da Conferência, “Educação e Cooperação: o futuro de Rotary”. O timorense João Aparício falou, em representação da embaixada de Timor em Portugal, sobre um país que “tem ainda muito trabalho pela frente. A maior dificuldade do país na educação é a falta de formação efectiva dos professores”. A questão da língua portuguesa em Timor esteve no centro do debate, mas João Aparício lembrou que vão ser criados em Díli mais quatro pólos da Escola Portuguesa. A ideia é melhorar a qualidade do ensino e firmar a língua portuguesa. Com uma representação real do presente mas positiva do futuro, o timorense acredita que daqui a 10, 15 anos, o seu país vai ser diferente: “Foi agora aprovado o Estatuto da Universidade de Timor Lorosae, que vai ter sete faculdades e quatro centros de investigação científica”. O trabalho do Rotary em Timor também não foi esquecido, como um projecto concretizado em conjunto com a Diocese de Baucau. O Embaixador Anacoreta Correia abrilhantou a manhã de sábado na conferência em Vila Real. Com uma perspectiva muito clara sobre a sociedade, na qual associa sempre educação a desenvolvimento, acredita na essência da cooperação. “O acesso à escolaridade e formação profissional são pedras basilares de qualquer estratégia de desenvolvimento. Maior coesão social e maior emprego estão associados à educação”, afirmou, realçando sempre que os destinatários devem estar envolvidos no processo. Anacoreta Correia, que já presidiu ao Instituto da Cooperação Portuguesa, lembrou que Portugal coopera com os PALOP e Timor em todos os planos da educação (do básico ao universitário), sendo o secundário o mais abrangido. Cabo Verde, é um exemplo desse apoio. Em tempos Portugal enviou professores que por lá ficaram cerca de cinco anos. Dez anos depois Cabo Verde já não precisa dessa ajuda, já tem autonomia. No que diz respeito ao Rotary, deixou alguns desafios: “Na minha opinião, poucas organizações têm esta força para melhorar a qualidade de vida das populações ou promover a paz. Porque não aproveitar esta mais-valia para realizar projectos de cooperação nos PALOP como, por exemplo, apoiar continuamente uma escola envolvendo a comunidade. Isto levaria muitos outros a dar de si antes de pensar em si”. Maio de 2010 Distrito 1970 7
  • 8. Comissões Distritais O trabalho interno ao longo do ano A última sessão da manhã de sábado teve início com Santos Bento, responsável pelo Quadro Social do Distrito, que deu a conhecer a todos os presentes como está o Rotary em números. Urge cuidar da saúde dos clubes e Santos Bento deixou alguns conselhos. Soares Carneiro, responsável pelas Relações Públicas e Imagem mostrou as grandes mudanças que o Rotary teve a nível nacional com a criação de um site único, o envio de cartas por email para todos os rotários, e o desenvolvimento do jornal Rotary em Acção, que dá a conhecer o trabalho dos rotários dentro e fora do movimento. Artur Lopes Cardoso lembrou os números da Revista Portugal Rotário e da Associação à qual esta pertence. Sobre a Fundação Rotária Portuguesa falou Frederico Nascimento, o seu Presidente. Referiu o novo modelo estratégico mas fez questão de lembrar que a Fundação, ao longo dos últimos 51 anos, já entregou 10 mil bolsas de estudo num total de quatro milhões de euros. Seguiu-se Álvaro Gomes, que mais uma vez falou do trabalho para a Rotary Foundation em Portugal e do Plano Visão de Futuro que está a ser implementado. Luís Vicente Giay teve mais uma intervenção neste painel, deixando a importante informação de que a Índia estava há oito semanas sem um único caso de Pólio, caminhando assim a passos largos para a erradicação também neste país. De acordo com o Argentino, a Organização Mundial de Saúde, na sua convenção anual, reconheceu o Rotary pelo seu trabalho contra a Pólio. Maio de 2010 Distrito 1970 8
  • 9. Goes Madeira e Teresinha Fraga Eventos de RI e Governadores Indicados No início da tarde de sábado em Vila Real anunciou-se a Conferência Distrital do próximo ano, que será realizada na Covilhã, nos dias 3, 4 e 5 de Junho. O Governador do Distrito para o ano 2010-2011, Armindo Carolino, escolheu o tema “Fraternidade e Compreensão Mundial” para uma conferência que terá Álvaro Gomes como Chairman. Foram ainda apresentados e ratificados os Governadores para os anos seguintes. Goes Madeira (2011-2012), o primeiro Governador do Clube de Viseu, fez questão de salientar a tranquilidade e optimismo com que Manuel Cordeiro liderou o Distrito. Tereseinha Fraga (2012-2013), a primeira mulher a liderar o Distrito, prometeu “dedicação e esforço para engrandecimento do Rotary”, assim como a continuidade de acções e projectos. Maio de 2010 Distrito 1970 9
  • 10. Projecto de Maria Antónia Actividades do Distrito 1970 e de Rotary Internacional Na última sessão do dia dedicada ao trabalho do Rotary no Distrito, Maria Antónia deu a conhecer o resultado do projecto dos cônjuges. Com a venda de 3000 livros conseguiu arrecadar 15 mil euros para a campanha Pólio Plus, mas não se ficou por aqui. Através da realização de um jantar, Maria Natónia conseguiu arrecadar 4112 euros que foram repartidos entre a Associação Católica Internacional de Apoio a Jovens Famílias e as crianças do IPO. Foram ainda atribuídos prémios aos clubes que mais livros conseguiram vender, tendo a Trofa conquistado o primeiro lugar com 500 livros vendidos. Esta sessão ficou ainda marcada pela apresentação de Manuel Cordeiro, que enumerou os muitos projectos desenvolvidos ao longo do ano rotário. Luís Vicente Giay discursou mais uma vez para os presentes, lembrando as catástrofes do Haiti e do Chile. Nesta última, 30 rotários perderam as suas casas, o que movimentou o Rotary por todo o mundo, que prontamente ajudou com o que podia. Apesar da crise, lembrou que a Rotary Foundation passou de um orçamento de 8 milhões de euros para 28 milhões de euros. “Na América do Sul, 6 em cada 10 meninos vivem abaixo da linha da pobreza. Não estudam, moram na rua, não trabalham. Por isso o tema da educação é muito importante, é o maior inimigo da pobreza”, disse lembrando o tema da Conferência Maio de 2010 Distrito 1970 10
  • 11. Manuel Patrício e Chris Gerry Educação e Cooperação: o Futuro de Rotary (2) Manuel Patrício, ex-Reitor da Universidade de Évora, dirigiu-se mais uma vez aos rotários, desta vez para falar de educação: “Não é possível conceber o Homem sem educação. Mas esta não pode significar adestramento, amestramento, endoutrinamento e muito menos lavagem cerebral”. Sempre com o conceito de personalização bem presente, Manuel Patrício defende que educar é ajudar o outro a tornar-se pessoa. No entanto, acredita que “a educação está sem rumo, carece de estratégia entre nós. Aposta-se no que é quantitativo em prejuízo do que é qualitativo. A disciplina escolar deixa muito a desejar e impera o facilitismo. O problema da educação não é solucionável fora da resolução de todos os outros problemas sociais. É integralmente sistémico”. O ex-Reitor lembrou os riscos e as vantagens de uma educação globalizada e defende que “deve gerir-se cuidadosamente a globalização. A educação deve representar o esforço da humanidade para a sua dignificação. A vida dos Homens deve ser verdadeiramente humana e não o está a ser”. Chris Gerry, presidente da Escola de Ciências Humanas e Sociais da UTAD apresentou aos rotários alguns dos princípios da cooperação: “Coopera-se através da partilha altruística e harmoniosa de recursos, activos, competências e /ou oportunidades. Cooperação é complicada, complexa, contraditória”. Convenção 2013 em Lisboa O último dia da Conferência ficou marcado pela apresentação dos participantes do IGE, pela aprovação da Comissão de Auditoria no âmbito do Plano Visão do Futuro através de Álvaro Gomes, pela apresentação, discussão e votação das contas da Governadoria 2008-09 (PGD Henrique Maria Alves), e apresentação da Convenção de 2013 em Lisboa. Maio de 2010 Distrito 1970 11
  • 12. Visita à Universidade Sénior do Rotary Club de Chaves Luís Giay surpreendido com o projecto das Universidades Seniores Luis Vicente Giay, representante do Presidente de Rotary Internacional na Conferência do Distrito 1970, foi conhecer a Universidade Sénior de Chaves, a primeira criada no país. Depois de três dias em Vila Real, o Argentino que também já foi Presidente de Rotary Internacional, visitou as futuras instalações da Universidade que terá três salas de aulas, uma sala de artes, biblioteca e um auditório para 100 pessoas. A sede do Clube também passará a ser nestas instalações. No edifício actual, Luís Vicente Giay, acompanhado do Governador Manuel Cordeiro, assistiu a uma aula de Espanhol, durante a qual os alunos entoaram a canção Llorona, muito popular na Argentina, em homenagem ao visitante. Luís Vicente Giay ficou muito surpreendido com o que viu, especialmente pelos “olhos de satisfação” que identificou nos alunos. Agradeceu ainda pela oportunidade de visitar um projecto que considerou ser muito especial, um dos projectos “mais lindos” que já viu em toda a sua longa vida de rotário. O representante do Presidente de RI assistiu ainda a uma reunião do Clube de Chaves. Para homenagear Luís Giay, o Clube descerrou uma placa comemorativa da sua visita que tinha gravado o lema do ano em que foi Presidente de Rotary Internacional o que, para Manuel Cordeiro, foi um gesto “nobre e oportuno”. Seguiu-se uma visita à Câmara Municipal, onde a comitiva foi recebida pelo presidente João Batista, sócio honorário do Clube. “Num gesto inesquecível, o companheiro Luís Vicente Giay retirou da sua lapela o pin de Rotary e colocou-o na lapela do edil, simbolizando com este gesto o agradecimento a esta Câmara e a todas as que pelo Distrito fora são parceiras dos Rotary nestes e noutro projectos”, defende Manuel Cordeiro. Maio de 2010 Distrito 1970 11