Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Urticária e angioedema

  • Als Erste(r) kommentieren

Urticária e angioedema

  1. 1. FUNDAÇÃO “PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS” - FUPAC ORGANIZAÇÃO DE ENSINO SUPERIORFACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE ITAJUBÁ Urticária e Angioedema Trabalho apresentado ao prof. MSc. Luiz Prudêncio Santos, na disciplina de Imunologia, no 4º período do curso de Enfermagem, para obtenção de pontos.Equipe: Edna, Fernanda Dias, Inaiara
  2. 2. OBJETIVO Este trabalho foi elaborado para ajudar a compreender melhor a urticária e o angioedema e informá-los sobre o que são, o que os provocam, o que podemos fazer acerca delas e onde pode encontrar mais informações.
  3. 3. INTRODUÇÃO Urticária é uma lesão cutânea formada por pápulas circundadas por eritema, associadas a prurido, que usualmente desaparecem em 24 horas. Angioedema (antigamente denominado de edema angioneurótico) caracteriza-se por inchaços causados por edema da camada profunda da derme ou da submucosa. A pele que recobre o inchaço tem aparência normal.
  4. 4. SINTOMATOLOGIA As lesões urticarianas são muito pruriginosas e têm uma elevação clara central (pápula) cercada por eritema. Essas lesões são tipicamente arredondadas e circunscritas. Caracteristicamente, as lesões urticarianas clareiam com a pressão e, na maioria das vezes, desaparecem em 24 horas sem deixar lesão na pele. O angioedema comumente acompanha a urticária e é resultante do mesmo processo inflamatório que causa a pápula, entretanto este não é acompanhado de eritema circundante.
  5. 5. CLASSIFICAÇÃO Lesões com duração menor do que seis semanas são consideradas agudas; episódios que persistem além de seis semanas são chamados de crônicos. A urticária aguda pode ser dividida em dois tipos, dependendo da velocidade de formação da pápula e do seu tempo de duração. A urticária crônica caracteriza-se por infiltrado perivascular não necrosante de células mononucleares com variável acúmulo de eosinófilos, neutrófilos e mastócitos
  6. 6. O que provoca a urticária e o angioedema? Ambos são provocados pela libertação de histamina por células da pele designadas mastócitos.
  7. 7. Quais são os sintomas da urticária e do angioedema? Embora a urticária possa causar perturbação pelo comichão e pelo seu aspecto, não tem efeito direto na saúde geral. Em casos raros, o inchaço do angioedema pode afetar a língua ou a garganta, causando dificuldade em respirar ou engolir. Isto pode causar alarme, mas raramente põe a vida em risco, exceto em alergias agudas a alimentos ou medicamentos ou na forma hereditária rara de angioedema.
  8. 8. Qual é o aspecto da urticária e do angioedema ? Uma característica importante da urticária é o fato de as lesões individuais desaparecerem normalmente em menos de um dia e durarem frequentemente apenas algumas horas. Contudo, por vezes deixam nódoas negras, sobretudo nas crianças. Podem então aparecer novas pápulas em outras áreas.
  9. 9.  As erupções claras ou rosadas e mais profundas do angioedema ocorrem mais frequentemente nas pálpebras, nos lábios e às vezes na boca, mas podem surgir em qualquer local. Não costumam provocar comichão e tendem a atenuar-se em poucos dias. Se as mãos e os pés forem afetados, pode sentir aperto e dor.
  10. 10. Como se diagnostica a urticária ? Na urticária aguda os exames são geralmente desnecessários. Por vezes, quando se suspeita de reação alérgica, pode efetuar-se uma análise ao sangue específica para detectar anticorpos na corrente sanguínea ou um dermatologista ou alergologista pode realizar um teste epicutâneo.
  11. 11.  Na urticária crônica é raro a alergia ser a causa, pelo que não são necessários testes alérgicos de rotina. Numa pequena percentagem de pessoas os alimentos, corantes e conservantes parecem agravar a urticária e pode valer a pena manter um diário alimentar. Estas substâncias podem ser evitadas na dieta para verificar se a doença melhora e, posteriormente, ser reintroduzidas para confirmar se são ou não a causa da urticária.
  12. 12. Qual é o tratamento da urticária e do angioedema ? Os anti-histamínicos bloqueiam o efeito da histamina e reduzem a comichão e a erupção na maioria das pessoas, mas não aliviam totalmente a urticária. Um tipo de anti-histamínico relacionado, normalmente utilizado no tratamento de úlceras do estômago, pode ser acrescentado aos anti- histamínicos convencionais para tratar a pele.
  13. 13.  Preparações tópicas como a loção de calamina ou de mentol em creme aquoso podem ter um efeito calmante. Ocasionalmente, podem ser receitados esteroides orais por um período breve para tratar crises graves de urticária aguda e crônica, mas geralmente não são necessários. Serviços especializados de dermatologia e alergologia estão a utilizar novos tratamentos que atuam através da supressão do sistema imunitário.
  14. 14. Onde podemos encontrar maisinformações sobre a urticária e o angioedema? http://www.fmrp.usp.br/cg/novo/images/pdf/conteud http://www.bad.org.uk/Portals/_Bad/Patient %20Information%20Leaflets%20(PILs)/Translations/ [Portuguese]%20Urticaria%20and%20Angioedema %20Update%20Mar%202009.pdf

×