Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Reprodução assexuada e sexuada

98.307 Aufrufe

Veröffentlicht am

Reprodução assexuada e sexuada

  1. 1. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Processo que ocorre sem a participação de gametas.Não há portanto, troca de material genético entre os organismos.
  2. 2. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Processo que ocorre sem a participação de gametas.Não há portanto, troca de material genético entre os organismos.
  3. 3. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Vantagens: </li></ul><ul><li>Maior rapidez </li></ul><ul><li>Requer menos energia e recursos nutricionais </li></ul><ul><li>Maior número de descendentes (duplo custo do sexo) </li></ul><ul><li>Um só indivíduo pode colonizar habitats de condições semelhantes, sem a intervenção de um segundo indivíduo. </li></ul><ul><li>Produz réplicas exatas do progenitor (clones) </li></ul>
  4. 4. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Desvantagens : </li></ul><ul><li>A diversidade dos mesmos é praticamente nula e, assim, não favorece a evolução das espécies, tendo como uma difícil adaptação dos novos indivíduos ao meio como conseqüência . </li></ul>
  5. 5. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>TIPOS: </li></ul><ul><li>Divisão binária </li></ul><ul><li>O organismo unicelular primeiro duplica todos os genes e depois se divide, formando duas células geneticamente idênticas </li></ul>
  6. 6. Divisão binária
  7. 7. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Fragmentação - o organismo fragmenta-se espontaneamente ou por acidente e cada fragmento desenvolve-se originando um novo ser vivo. (ex: algas , estrela-do-mar) </li></ul>
  8. 8. Fragmentação
  9. 9. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Divisão múltipla – O núcleo da célula-mãe divide-se em vários núcleos. Cada núcleo rodeia-se de uma porção de citoplasma e de uma membrana , dando origem às células-filhas que são libertadas quando a membrana da célula-mãe se rompe. </li></ul><ul><li>Plasmodium sp </li></ul>
  10. 10. Divisão múltipla
  11. 11. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Reprodução vegetativa . Se dá pela simples cisão de algum órgão vegetativo e posterior brotamento da parte seccionada, transformando-se em outro indivíduo. Também é conhecida como reprodução clonal . </li></ul>
  12. 12. Reprodução vegetativa- mudas ou estacas
  13. 13. Reprodução vegetativa- mergulhia ou alporquia
  14. 14. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Partenogênese </li></ul><ul><li>Tipo de reprodução assexuada de animais em que o embrião se desenvolve de um óvulo sem ocorrência da fecundação. </li></ul>
  15. 15. Tipos de partenogênese <ul><li>Deuterótoca : tipo de partenogênese que origina machos e fêmeas. Exemplos: pulgões </li></ul><ul><li>Arrenótoca : tipo de partenogênese que origina machos </li></ul><ul><li>Exemplos: zangões, formigas e abelhas </li></ul><ul><li>Telítoca : tipo de partenogênese que origina fêmeas </li></ul><ul><li>Exemplos: escorpiões Tytius serrulatus </li></ul>
  16. 16. Partenogênese
  17. 17. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Pedogênese: </li></ul><ul><li>Forma especial de partenogênese na qual o indivíduo ainda na fase larval (imaturo) reproduz e origina outras larvas. </li></ul><ul><li>Exemplos: Larva miracídio origina cercárias </li></ul><ul><li>(verme Shistosoma mansoni ) </li></ul>
  18. 18. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Esporulação </li></ul><ul><li>A esporulação consiste na formação de células especiais denominadas esporos, que originam novos seres vivos. </li></ul><ul><li>Nos esporos das plantas existe uma camada protetora muito espessa, pelo que são muito resistentes, mesmo em ambientes desfavoráveis. </li></ul><ul><li>Exemplos: fungos, algas e plantas . </li></ul>
  19. 19. Esporulação
  20. 20. REPRODUÇÃO SEXUADA
  21. 21. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Processo no qual ocorre troca de material genético entre os indivíduos e na maioria das vezes com união de células reprodutoras denominadas gametas. </li></ul>
  22. 22. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Vantagens: </li></ul><ul><li>Produção de diversidade genética nos indivíduos ( crossing-over e segregação independente dos genes) </li></ul>
  23. 23. Crossing-over
  24. 24. Segregação independente dos genes
  25. 25. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Desvantagens </li></ul><ul><li>Os indivíduos tem maior gasto energético </li></ul><ul><li>Maior tempo para realizar o processo o que diminui o tempo para outras atividades </li></ul><ul><li>Durante a reprodução os indivíduos ficam mais expostos a ação de predadores. </li></ul>
  26. 26. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Classificação: </li></ul><ul><li>Quanto ao sexo: Monóicos ou dióicos </li></ul><ul><li>Quanto à fecundação: Interna ou externa </li></ul><ul><li>Quanto ao desenvolvimento: interno ou externo </li></ul><ul><li>Quanto ao desenvolvimento: direto ou indireto. </li></ul>
  27. 27. Mecanismos para evitar autofecundação <ul><li>Heterostilia : Desigualdade que certas plantas, nos seus dois ou três tipos de flores, apresentam na proporção entre o comprimento dos estames e respectivo estilete </li></ul>
  28. 28. Mecanismos para evitar autofecundação <ul><li>Dicogamia: </li></ul><ul><li>Impossibilidade fisiológica de autofecundação por haver maturação dos gametas em épocas diferentes. </li></ul>
  29. 29. Mecanismos para evitar autofecundação <ul><li>Hercogamia :Conjunto de mecanismos de separação espacial que evitam a autopolinização pela existência de barreira física. </li></ul>
  30. 30. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Classificação quanto aos tipos de gametas : </li></ul>
  31. 31. TIPOS DE CICLOS DE VIDA <ul><li>HAPLONTE </li></ul>
  32. 32. TIPOS DE CICLOS DE VIDA <ul><li>DIPLONTE </li></ul>
  33. 33. TIPOS DE CICLOS DE VIDA <ul><li>HAPLODIPLONTE </li></ul>

×