Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)

49.120 Aufrufe

Veröffentlicht am

Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)

  1. 1. Direitos humanos no Brasil(inclusão x exclusão) BRASIL: CRIANÇAS QUE NUNCA FREQUENTARAM A ESCOLA. Quase 300 mil crianças de 6 a 14 anos nunca frequentaram a escola, no Brasil. Atualmente, meio milhão de brasileiros que deveriam estar no ensino fundamental não estão matriculados, conforme relatório da UNICEF do Brasil.Pobreza e trabalho infantil são alguns dos fatores que barram o acesso. AMANDA POLATO Crianças que vivem em locais de difícil acesso estão mais sujeitas a abandonar os estudos, diz relatório da UNICEF. Quase 300 mil brasileiros em idade escolar, de 6 a 14 anos, nunca frequentaram a escola. E ninguém sabe quem eles são e porque não estão matriculados, diz Maria de Salete Silva, coordenadora do programa de educação do UNICEFdo Brasil – fundo da ONU para a infância. A organização divulgou um relatório sobre a falta de acesso à educação no Brasil. “Uma hipótese é que muitas dessas crianças tenham deficiência e nunca saiam de casa. Ainda há famílias que têm dificuldades para levar o filho à escola ou não veem sentido naquilo. Outra hipótese é que parte desse número [300 mil] corresponda a populações isoladas, sem acesso a serviços públicos, como ribeirinhas, quilombolas e indígenas”, diz Salete. Além da exclusão em razão de deficiências ou de dificuldades de acesso, a pobreza extrema e o trabalho infantil são as principais barreiras à universalização da educação no país, diz o relatório. O país está quase lá. 98% das crianças entre 7 e 14 anos estão na escola, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2009, do Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE). No entanto, em números absolutos, a porcentagem de excluídos (2%) corresponde a 534.872. As desigualdades sociais se refletem no sistema de ensino do país, já que os mais atingidos são pobres, negros, indígenas e populações sob risco de violência e exploração. No país, a matrícula é obrigatória de 7 a 14 anos, correspondendo ao ensino fundamental, mas uma lei aprovada em 2009 determina a ampliação desta faixa para 4 a 17 anos. O país tem até 2016 para se adaptar a ela. É justamente na educação infantil e no ensino médio que estão os maiores problemas de falta de vagas ou evasão. Segundo o Censo 2010, 3,8 milhões de crianças e jovens até 17 anos estão fora da escola. A coordenadora da UNICEF afirma que é mais fácil para o Brasil cumprir as metas para a faixa etária dos 4 a 5 anos do que para adolescentes. “Quem tem de 15 a 17 anos, em geral, já entrou no mundo do trabalho e a questão fica mais complicada. As taxas de evasão e repetência são muito altas. Metade dos jovens ainda está no ensino fundamental”, diz Salete. Ela cita outros problemas: faltam professores, a escola é pouco atrativa e não prepara para a vida profissional. Possíveis soluções - O relatório da UNICEF faz uma série de recomendações para a inclusão de todos na escola. Uma delas trata da articulação de diversas políticas relacionadas à infância: assistência social, saúde, cultura, esporte e lazer. Crianças que vivem em abrigos ou são vítimas do trabalho infantil, por exemplo, participam de diversos programas e ações. A UNICEF defende ainda a ampliação dos investimentos da educação, de 7% para, no mínimo, 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em dez anos – O documento do fundo da ONU recomenda a solução de problemas antigos, como falta de transporte e alimentação escolar adequados, em especial na zona rural, além de melhor formação e salários para os professores. Outras sugestões são a garantia da acessibilidade para crianças com deficiência e a criação, nas escolas, de medidas antidiscriminatórias em relação a gênero, raça e etnia, religião, deficiências e orientação sexual. INTERPRETAÇÃO DE TEXTO 1- Qual é o tema central do texto? 2- De acordo com o texto que crianças estão mais sujeitas a abandonar os estudos? 3- O que é UNICEF? 4- De acordo com o relatório sobre a falta de acesso à educação no Brasil, feito pela UNICEF, que crianças mais estão fora das escolas? 5- acordo com o relatório, além da exclusão em razão de deficiências ou de dificuldades de acesso, o que mais é barreira para a universalização da educação no Brasil? 6- O que é PNAD? 7- Segundo a PNAD quanto por cento das crianças do Brasil estão nas escolas? 8- De acordo com o relatório, porque a falta de acesso á educação reflete a desigualdade social? 9- No Brasil a educação e obrigatória para que faixa etária? 10- De acordo com o relatório, porque a evasão é maior no ensino médio? 11- Quais são as recomendações da UNICEF para a inclusão de todos na escola? 12- A UNICEF recomenda, para a inclusão de todos na escola a solução de problemas antigos. Que problemas são esses? 13- Para que a UNICEF propõe a criação de escolas antidiscriminatórias?

×