SlideShare ist ein Scribd-Unternehmen logo
1 von 18
Downloaden Sie, um offline zu lesen
Arquitetura da Informação -
    O Arquiteto da Informação




              ©2012 Cláudio Diniz Alves e Janicy Rocha
Arquiteto da Informação
Vídeo (Olhar Digital)
Uma definição simples e direta do que se
espera do trabalho realizado por um arquiteto
da informação pode ser a seguinte: “pegar” um
determinado conteúdo e estruturá-lo de modo
a atender as necessidades de um determinado
público que busca informação em uma mídia
digital (CD-ROM, DVD-ROM, site, intranet, extranet,
celular, smartphone, tablet, smart TV etc).
Mas adicione algumas variáveis importantes:

•	a quantidade, a qualidade e o desafio de manutenção deste
  conteúdo;
•	os diversos perfis de público (dificilmente um site é voltado
  para um só tipo de audiência);
•	as necessidades de design para atender estes requisitos;
•	as necessidades tecnológicas e de programação para o
•	desenvolvimento dos sistemas previstos;
•	e, finalmente, o cronograma e os prazos de entrega
  previstos pelo “dono” do projeto.
Quais são as habilidades necessárias?
O arquiteto da informação estaria em algum lugar
entre a equipe de desenvolvimento (tanto de
interface como de programação) e o(s) cliente(s)
do site que está sendo planejado (os usuários os
editores de conteúdo, os gerentes de projeto, etc).

Habilidades de comunicação, diplomacia, técnicas
de negociação, levantamento de custos.
Também é igualmente importante que ele tenha
conhecimentos básicos das tarefas e expertises de
ambas as equipes com as quais ele precisa lidar. O
arquiteto da informação deve ser capaz de pensar
estrategicamente o site e também saber quais as
melhores práticas de design e programação, para
que seja factível a realização do projeto no tempo
desejado.

Versatilidade, visão macro e micro, visão holística,
capacidade de trabalho multidisciplinar e
interdisciplinar.
É dever do arquiteto da informação ser a ponte
entre o que está sendo estrategicamente desejado
pela empresa (ou pessoa, ou grupo de pessoas,
etc) e o que será desenvolvido pela equipe alocada
para tal projeto. Sendo assim, é do arquiteto da
informação a primeira pergunta em qualquer
projeto de website: “Para que você quer um
website?”.

Entender e avaliar as necessidade dos
clientes: donos do site, usuários e equipe de
desenvolvimento. Pesquisa, entrevistas, briefing.
E será ele (ou deveria ser, pelo menos) o primeiro
a ler as pesquisas, relatórios de log e testes de
navegação feitos após o lançamento do site.
Afinal, o resultado não é algo estático e definitivo.

Ler pesquisas e estatísticas, elaborar e conduzir
testes (antes, durante e depois), trabalho
iterativo.
É obrigação do arquiteto da informação garantir
que o conteúdo relevante para determinado público
esteja muito bem organizado e apresentado por
meio de uma interface simples e adequada para
aquela situação de uso

Projetar navegação, rotulação, busca e
organização. Simplificar a vida dos usuários,
entender necessidades dos usuários, manutenção
do site.
Éo que o arquiteto da informação oferece ao projeto
é a garantia de que o site que está sendo construído
seja facilmente mantido e que possa crescer de
forma organizada.

Planejar o futuro, o crescimento e a adequação a
novas tecnologias.
É o que o arquiteto da informação oferece ao projeto
é a garantia de que o site que está sendo construído
seja facilmente mantido e que possa crescer de
forma organizada.

Planejar o futuro, o crescimento e a adequação a
novas tecnologias.
Ser arquiteto da informação requer um grande
esforço empreendedor por parte dos candidatos.
Muito estudo e trabalho, aprendendo à medida que
se trabalha.

Desenvolver metodologias, buscar padrões,
divulgar a atividade, defender/argumentar em
favor das boas práticas de AI e atualizar-se
sempre. Ética. Humildade.
Pequeno e Grande Arquiteto
“Contudo, interpretações de quais seriam as atribuições do arquiteto de
informação variam dependendo das organizações, dos projetos e das
pessoas envolvidas.
De um lado temos o pequeno arquiteto de informação, que deve se focar
unicamente em tarefas centrais como as definições de arquivos e o controle
de vocabulário.
De outro lado, temos o grande arquiteto de informação que deve
desempenhar o papel do “maestro de orquestra ou diretor de filme,
concebendo o conceito e os movimentos que a equipe deve seguir”, como
descreve Gayle Curtis, Diretor de Criatividade.”
No primeiro caso temos uma visão bem focada em uma tarefa específica,
no segundo uma visão muito mais complexa e com uma atuação mais
estratégica no processo.
                                                                - MORVILLE
“… Essa formulação leva ao chamado “grande arquiteto” – uma definição
que abrange uma ampla faixa de responsabilidades, incluindo estratégia
de negócios, design de informação, pesquisa com usuários, design de
interação, levantamento de requisitos... a lista parece não ter fim.
…
O resultado disso é o “pequeno arquiteto”, focado estritamente na
organização de conteúdo e na estrutura de espaços de informação. …”
                                                                  - GARRET
Desta forma é razoável afirmar que para ambos os autores a pequena AI
significa a atividade mais específica de organização de conteúdo, enquanto
que a grande AI é um sinônimo de experiência do usuário.
                                                              - GIL BARROS
REFERÊNCIAS
BARROS, G. Com quantos chapéus se faz um arquiteto? 3. Encontro Brasileiro
de Arquitetura de Informação (EBAI), São Paulo, 2009. Disponível em:
<http://www.congressoebai.org/index.php/2009/com-quantos-chapeus-se-
faz-um-arquiteto/10>. Acesso em: 7 dez. 2010.

MORVILLE, P. Grande arquiteto, pequeno arquiteto. Tradução de Juliana
Dorneles. Disponível em: <http://iainstitute.org/pt/translations/000265.
html>. Acesso em: 30 dez. 2009.

REIS, G. A. Centrando a Arquitetura de Informação no usuário. São Paulo:
Universidade de São Paulo – USP. Escola de Comunicação e Artes. SP, 2007.
Disseração (Mestrado em Ciência da Informação). 250p.
FIM

Weitere ähnliche Inhalte

Was ist angesagt?

Arquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
Arquitetura da Informação: Conceitos e ObjetivosArquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
Arquitetura da Informação: Conceitos e Objetivosaiadufmg
 
Arquitetura de Informação
Arquitetura de InformaçãoArquitetura de Informação
Arquitetura de InformaçãoRodrigo Savazoni
 
Introducao a arquitetura de informacao
Introducao a arquitetura de informacaoIntroducao a arquitetura de informacao
Introducao a arquitetura de informacaoeramos7senac
 
Arquitetura da Informação
Arquitetura da InformaçãoArquitetura da Informação
Arquitetura da InformaçãoKarine Drumond
 
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação para o mercado / Webinar BR-CH...
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação  para o mercado / Webinar BR-CH...Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação  para o mercado / Webinar BR-CH...
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação para o mercado / Webinar BR-CH...Rafael Burity
 
Usabilidade aula-03. Processos: Arquitetura de informação
Usabilidade aula-03. Processos: Arquitetura de informaçãoUsabilidade aula-03. Processos: Arquitetura de informação
Usabilidade aula-03. Processos: Arquitetura de informaçãoAlan Vasconcelos
 
Os desafios do Arquiteto de Informação como UX Expert: Criatividade e Inovação.
Os desafios do Arquiteto de Informação como UX Expert: Criatividade e Inovação.Os desafios do Arquiteto de Informação como UX Expert: Criatividade e Inovação.
Os desafios do Arquiteto de Informação como UX Expert: Criatividade e Inovação.Impacta Eventos
 
Aula introdutória da disciplina de webdesign
Aula introdutória da disciplina de webdesignAula introdutória da disciplina de webdesign
Aula introdutória da disciplina de webdesignClaudia Bordin Rodrigues
 
Mapeamento e Wireframes - conceitos básicos, bem básicos
Mapeamento e Wireframes - conceitos básicos, bem básicosMapeamento e Wireframes - conceitos básicos, bem básicos
Mapeamento e Wireframes - conceitos básicos, bem básicosClaudia Bordin Rodrigues
 
Desenvolvimento Web centrado no usuário
Desenvolvimento Web centrado no usuárioDesenvolvimento Web centrado no usuário
Desenvolvimento Web centrado no usuáriowebsemlimites
 
Arquitetura de informação
Arquitetura de informaçãoArquitetura de informação
Arquitetura de informaçãoGuto Xavier
 
Aula 1 - Minicurso sobre Design Centrado no Usuário
Aula 1 - Minicurso sobre Design Centrado no UsuárioAula 1 - Minicurso sobre Design Centrado no Usuário
Aula 1 - Minicurso sobre Design Centrado no UsuárioErico Fileno
 

Was ist angesagt? (12)

Arquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
Arquitetura da Informação: Conceitos e ObjetivosArquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
Arquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
 
Arquitetura de Informação
Arquitetura de InformaçãoArquitetura de Informação
Arquitetura de Informação
 
Introducao a arquitetura de informacao
Introducao a arquitetura de informacaoIntroducao a arquitetura de informacao
Introducao a arquitetura de informacao
 
Arquitetura da Informação
Arquitetura da InformaçãoArquitetura da Informação
Arquitetura da Informação
 
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação para o mercado / Webinar BR-CH...
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação  para o mercado / Webinar BR-CH...Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação  para o mercado / Webinar BR-CH...
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação para o mercado / Webinar BR-CH...
 
Usabilidade aula-03. Processos: Arquitetura de informação
Usabilidade aula-03. Processos: Arquitetura de informaçãoUsabilidade aula-03. Processos: Arquitetura de informação
Usabilidade aula-03. Processos: Arquitetura de informação
 
Os desafios do Arquiteto de Informação como UX Expert: Criatividade e Inovação.
Os desafios do Arquiteto de Informação como UX Expert: Criatividade e Inovação.Os desafios do Arquiteto de Informação como UX Expert: Criatividade e Inovação.
Os desafios do Arquiteto de Informação como UX Expert: Criatividade e Inovação.
 
Aula introdutória da disciplina de webdesign
Aula introdutória da disciplina de webdesignAula introdutória da disciplina de webdesign
Aula introdutória da disciplina de webdesign
 
Mapeamento e Wireframes - conceitos básicos, bem básicos
Mapeamento e Wireframes - conceitos básicos, bem básicosMapeamento e Wireframes - conceitos básicos, bem básicos
Mapeamento e Wireframes - conceitos básicos, bem básicos
 
Desenvolvimento Web centrado no usuário
Desenvolvimento Web centrado no usuárioDesenvolvimento Web centrado no usuário
Desenvolvimento Web centrado no usuário
 
Arquitetura de informação
Arquitetura de informaçãoArquitetura de informação
Arquitetura de informação
 
Aula 1 - Minicurso sobre Design Centrado no Usuário
Aula 1 - Minicurso sobre Design Centrado no UsuárioAula 1 - Minicurso sobre Design Centrado no Usuário
Aula 1 - Minicurso sobre Design Centrado no Usuário
 

Ähnlich wie O Arquiteto da Informação

Arquitetura da informação slides
Arquitetura da informação   slidesArquitetura da informação   slides
Arquitetura da informação slidesAllan Barros
 
Arquitetura de Informação sem wireframe
Arquitetura de Informação sem wireframeArquitetura de Informação sem wireframe
Arquitetura de Informação sem wireframeKarla Cruz
 
Modulo ii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
Modulo ii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampasModulo ii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
Modulo ii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampasThais Campas
 
O Arquiteto da Informacao
O Arquiteto da Informacao O Arquiteto da Informacao
O Arquiteto da Informacao Carlos Franco
 
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato RosaPalestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosawudrs
 
O arquiteto de informacao bibliotecario
O arquiteto de informacao bibliotecarioO arquiteto de informacao bibliotecario
O arquiteto de informacao bibliotecarioRick Santos
 
29/09/2011 - 9h às 12h30 - oficina - arquitetura da informação em sistemas 2...
29/09/2011 -  9h às 12h30 - oficina - arquitetura da informação em sistemas 2...29/09/2011 -  9h às 12h30 - oficina - arquitetura da informação em sistemas 2...
29/09/2011 - 9h às 12h30 - oficina - arquitetura da informação em sistemas 2...Rio Info
 
Modulo iii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
Modulo iii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampasModulo iii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
Modulo iii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampasThais Campas
 
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013Instituto Faber-Ludens
 
Arquitetura de Informação: desafios do profissional bibliotecário num mercado...
Arquitetura de Informação: desafios do profissional bibliotecário num mercado...Arquitetura de Informação: desafios do profissional bibliotecário num mercado...
Arquitetura de Informação: desafios do profissional bibliotecário num mercado...Rafael Marinho
 
Arquitetura de Informação - Personas e Cenários
Arquitetura de Informação - Personas e CenáriosArquitetura de Informação - Personas e Cenários
Arquitetura de Informação - Personas e Cenáriosposgraduacaorj
 
Arquitetura da informação
Arquitetura da informação Arquitetura da informação
Arquitetura da informação UNESP Marília
 
Arquitetura de informação
Arquitetura de informaçãoArquitetura de informação
Arquitetura de informaçãopospipoca
 
Design de informação e de interação
Design de informação e de interaçãoDesign de informação e de interação
Design de informação e de interaçãoPaula Faria
 
Formando a sua equipe de AI
Formando a sua equipe de AIFormando a sua equipe de AI
Formando a sua equipe de AILuiz Agner
 
Formando a sua equipe de Arquitetura de Informação
Formando a sua equipe de Arquitetura de InformaçãoFormando a sua equipe de Arquitetura de Informação
Formando a sua equipe de Arquitetura de InformaçãoLuiz Agner
 
[Cinform] Arquitetura de Informacao - Artigo
[Cinform] Arquitetura de Informacao - Artigo[Cinform] Arquitetura de Informacao - Artigo
[Cinform] Arquitetura de Informacao - ArtigoRafael Marinho
 
Cenário da Profissão - Núcleo de Projeto de Interface da AG2
Cenário da Profissão - Núcleo de Projeto de Interface da AG2Cenário da Profissão - Núcleo de Projeto de Interface da AG2
Cenário da Profissão - Núcleo de Projeto de Interface da AG2wudrs
 

Ähnlich wie O Arquiteto da Informação (20)

Arquitetura da informação slides
Arquitetura da informação   slidesArquitetura da informação   slides
Arquitetura da informação slides
 
Arquitetura de Informação sem wireframe
Arquitetura de Informação sem wireframeArquitetura de Informação sem wireframe
Arquitetura de Informação sem wireframe
 
Modulo ii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
Modulo ii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampasModulo ii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
Modulo ii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
 
O Arquiteto da Informacao
O Arquiteto da Informacao O Arquiteto da Informacao
O Arquiteto da Informacao
 
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato RosaPalestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
 
Uma introducao ai
Uma introducao aiUma introducao ai
Uma introducao ai
 
O arquiteto de informacao bibliotecario
O arquiteto de informacao bibliotecarioO arquiteto de informacao bibliotecario
O arquiteto de informacao bibliotecario
 
29/09/2011 - 9h às 12h30 - oficina - arquitetura da informação em sistemas 2...
29/09/2011 -  9h às 12h30 - oficina - arquitetura da informação em sistemas 2...29/09/2011 -  9h às 12h30 - oficina - arquitetura da informação em sistemas 2...
29/09/2011 - 9h às 12h30 - oficina - arquitetura da informação em sistemas 2...
 
Modulo iii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
Modulo iii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampasModulo iii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
Modulo iii arquiteturainformacaousabilidade_thaiscampas
 
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
 
Arquitetura de Informação: desafios do profissional bibliotecário num mercado...
Arquitetura de Informação: desafios do profissional bibliotecário num mercado...Arquitetura de Informação: desafios do profissional bibliotecário num mercado...
Arquitetura de Informação: desafios do profissional bibliotecário num mercado...
 
DESIGN DE INTERFACE
DESIGN DE INTERFACEDESIGN DE INTERFACE
DESIGN DE INTERFACE
 
Arquitetura de Informação - Personas e Cenários
Arquitetura de Informação - Personas e CenáriosArquitetura de Informação - Personas e Cenários
Arquitetura de Informação - Personas e Cenários
 
Arquitetura da informação
Arquitetura da informação Arquitetura da informação
Arquitetura da informação
 
Arquitetura de informação
Arquitetura de informaçãoArquitetura de informação
Arquitetura de informação
 
Design de informação e de interação
Design de informação e de interaçãoDesign de informação e de interação
Design de informação e de interação
 
Formando a sua equipe de AI
Formando a sua equipe de AIFormando a sua equipe de AI
Formando a sua equipe de AI
 
Formando a sua equipe de Arquitetura de Informação
Formando a sua equipe de Arquitetura de InformaçãoFormando a sua equipe de Arquitetura de Informação
Formando a sua equipe de Arquitetura de Informação
 
[Cinform] Arquitetura de Informacao - Artigo
[Cinform] Arquitetura de Informacao - Artigo[Cinform] Arquitetura de Informacao - Artigo
[Cinform] Arquitetura de Informacao - Artigo
 
Cenário da Profissão - Núcleo de Projeto de Interface da AG2
Cenário da Profissão - Núcleo de Projeto de Interface da AG2Cenário da Profissão - Núcleo de Projeto de Interface da AG2
Cenário da Profissão - Núcleo de Projeto de Interface da AG2
 

Mehr von Claudio Diniz - Designer Gráfico

Acoes emergenciais e estruturantes para a cultura em belo horizonte junho-202...
Acoes emergenciais e estruturantes para a cultura em belo horizonte junho-202...Acoes emergenciais e estruturantes para a cultura em belo horizonte junho-202...
Acoes emergenciais e estruturantes para a cultura em belo horizonte junho-202...Claudio Diniz - Designer Gráfico
 

Mehr von Claudio Diniz - Designer Gráfico (20)

Selo BH Hip-Hop 40 anos
Selo BH Hip-Hop 40 anosSelo BH Hip-Hop 40 anos
Selo BH Hip-Hop 40 anos
 
TRUCK PARK BR.pdf
TRUCK PARK BR.pdfTRUCK PARK BR.pdf
TRUCK PARK BR.pdf
 
Apresentação Descentra
Apresentação DescentraApresentação Descentra
Apresentação Descentra
 
Festivais Municipais
Festivais MunicipaisFestivais Municipais
Festivais Municipais
 
Identidade Visual para o Instagram
Identidade Visual para o InstagramIdentidade Visual para o Instagram
Identidade Visual para o Instagram
 
MARCA BELO HORIZONTE FILM COMMISSION
MARCA BELO HORIZONTE FILM COMMISSIONMARCA BELO HORIZONTE FILM COMMISSION
MARCA BELO HORIZONTE FILM COMMISSION
 
Acoes emergenciais e estruturantes para a cultura em belo horizonte junho-202...
Acoes emergenciais e estruturantes para a cultura em belo horizonte junho-202...Acoes emergenciais e estruturantes para a cultura em belo horizonte junho-202...
Acoes emergenciais e estruturantes para a cultura em belo horizonte junho-202...
 
Sesc Business Intelligence - Defesa de Marca
Sesc Business Intelligence - Defesa de MarcaSesc Business Intelligence - Defesa de Marca
Sesc Business Intelligence - Defesa de Marca
 
Via Verde
Via VerdeVia Verde
Via Verde
 
Sesc 3 anos de gestao 2010-2013
Sesc 3 anos de gestao 2010-2013Sesc 3 anos de gestao 2010-2013
Sesc 3 anos de gestao 2010-2013
 
Conheça o Sesc
Conheça o SescConheça o Sesc
Conheça o Sesc
 
Ai ad aula 2_parte1
Ai ad aula 2_parte1Ai ad aula 2_parte1
Ai ad aula 2_parte1
 
Arquitetura da Informação - Origem e Desenvolvimento
Arquitetura da Informação - Origem e DesenvolvimentoArquitetura da Informação - Origem e Desenvolvimento
Arquitetura da Informação - Origem e Desenvolvimento
 
Arquitetura da Informação e Interdisciplinaridade
Arquitetura da Informação e InterdisciplinaridadeArquitetura da Informação e Interdisciplinaridade
Arquitetura da Informação e Interdisciplinaridade
 
Sistemas da Arquitetura da Informação
Sistemas da Arquitetura da InformaçãoSistemas da Arquitetura da Informação
Sistemas da Arquitetura da Informação
 
Wireframes
WireframesWireframes
Wireframes
 
Sitegrama e fluxo
Sitegrama e fluxoSitegrama e fluxo
Sitegrama e fluxo
 
Card Sorting
Card SortingCard Sorting
Card Sorting
 
Deficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias AssistivasDeficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias Assistivas
 
Design Universal.
Design Universal.Design Universal.
Design Universal.
 

O Arquiteto da Informação

  • 1. Arquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação ©2012 Cláudio Diniz Alves e Janicy Rocha
  • 3. Uma definição simples e direta do que se espera do trabalho realizado por um arquiteto da informação pode ser a seguinte: “pegar” um determinado conteúdo e estruturá-lo de modo a atender as necessidades de um determinado público que busca informação em uma mídia digital (CD-ROM, DVD-ROM, site, intranet, extranet, celular, smartphone, tablet, smart TV etc).
  • 4. Mas adicione algumas variáveis importantes: • a quantidade, a qualidade e o desafio de manutenção deste conteúdo; • os diversos perfis de público (dificilmente um site é voltado para um só tipo de audiência); • as necessidades de design para atender estes requisitos; • as necessidades tecnológicas e de programação para o • desenvolvimento dos sistemas previstos; • e, finalmente, o cronograma e os prazos de entrega previstos pelo “dono” do projeto.
  • 5. Quais são as habilidades necessárias?
  • 6. O arquiteto da informação estaria em algum lugar entre a equipe de desenvolvimento (tanto de interface como de programação) e o(s) cliente(s) do site que está sendo planejado (os usuários os editores de conteúdo, os gerentes de projeto, etc). Habilidades de comunicação, diplomacia, técnicas de negociação, levantamento de custos.
  • 7. Também é igualmente importante que ele tenha conhecimentos básicos das tarefas e expertises de ambas as equipes com as quais ele precisa lidar. O arquiteto da informação deve ser capaz de pensar estrategicamente o site e também saber quais as melhores práticas de design e programação, para que seja factível a realização do projeto no tempo desejado. Versatilidade, visão macro e micro, visão holística, capacidade de trabalho multidisciplinar e interdisciplinar.
  • 8. É dever do arquiteto da informação ser a ponte entre o que está sendo estrategicamente desejado pela empresa (ou pessoa, ou grupo de pessoas, etc) e o que será desenvolvido pela equipe alocada para tal projeto. Sendo assim, é do arquiteto da informação a primeira pergunta em qualquer projeto de website: “Para que você quer um website?”. Entender e avaliar as necessidade dos clientes: donos do site, usuários e equipe de desenvolvimento. Pesquisa, entrevistas, briefing.
  • 9. E será ele (ou deveria ser, pelo menos) o primeiro a ler as pesquisas, relatórios de log e testes de navegação feitos após o lançamento do site. Afinal, o resultado não é algo estático e definitivo. Ler pesquisas e estatísticas, elaborar e conduzir testes (antes, durante e depois), trabalho iterativo.
  • 10. É obrigação do arquiteto da informação garantir que o conteúdo relevante para determinado público esteja muito bem organizado e apresentado por meio de uma interface simples e adequada para aquela situação de uso Projetar navegação, rotulação, busca e organização. Simplificar a vida dos usuários, entender necessidades dos usuários, manutenção do site.
  • 11. Éo que o arquiteto da informação oferece ao projeto é a garantia de que o site que está sendo construído seja facilmente mantido e que possa crescer de forma organizada. Planejar o futuro, o crescimento e a adequação a novas tecnologias.
  • 12. É o que o arquiteto da informação oferece ao projeto é a garantia de que o site que está sendo construído seja facilmente mantido e que possa crescer de forma organizada. Planejar o futuro, o crescimento e a adequação a novas tecnologias.
  • 13. Ser arquiteto da informação requer um grande esforço empreendedor por parte dos candidatos. Muito estudo e trabalho, aprendendo à medida que se trabalha. Desenvolver metodologias, buscar padrões, divulgar a atividade, defender/argumentar em favor das boas práticas de AI e atualizar-se sempre. Ética. Humildade.
  • 14. Pequeno e Grande Arquiteto
  • 15. “Contudo, interpretações de quais seriam as atribuições do arquiteto de informação variam dependendo das organizações, dos projetos e das pessoas envolvidas. De um lado temos o pequeno arquiteto de informação, que deve se focar unicamente em tarefas centrais como as definições de arquivos e o controle de vocabulário. De outro lado, temos o grande arquiteto de informação que deve desempenhar o papel do “maestro de orquestra ou diretor de filme, concebendo o conceito e os movimentos que a equipe deve seguir”, como descreve Gayle Curtis, Diretor de Criatividade.” No primeiro caso temos uma visão bem focada em uma tarefa específica, no segundo uma visão muito mais complexa e com uma atuação mais estratégica no processo. - MORVILLE
  • 16. “… Essa formulação leva ao chamado “grande arquiteto” – uma definição que abrange uma ampla faixa de responsabilidades, incluindo estratégia de negócios, design de informação, pesquisa com usuários, design de interação, levantamento de requisitos... a lista parece não ter fim. … O resultado disso é o “pequeno arquiteto”, focado estritamente na organização de conteúdo e na estrutura de espaços de informação. …” - GARRET Desta forma é razoável afirmar que para ambos os autores a pequena AI significa a atividade mais específica de organização de conteúdo, enquanto que a grande AI é um sinônimo de experiência do usuário. - GIL BARROS
  • 17. REFERÊNCIAS BARROS, G. Com quantos chapéus se faz um arquiteto? 3. Encontro Brasileiro de Arquitetura de Informação (EBAI), São Paulo, 2009. Disponível em: <http://www.congressoebai.org/index.php/2009/com-quantos-chapeus-se- faz-um-arquiteto/10>. Acesso em: 7 dez. 2010. MORVILLE, P. Grande arquiteto, pequeno arquiteto. Tradução de Juliana Dorneles. Disponível em: <http://iainstitute.org/pt/translations/000265. html>. Acesso em: 30 dez. 2009. REIS, G. A. Centrando a Arquitetura de Informação no usuário. São Paulo: Universidade de São Paulo – USP. Escola de Comunicação e Artes. SP, 2007. Disseração (Mestrado em Ciência da Informação). 250p.
  • 18. FIM