Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Projeto AULA AbERTA

106 Aufrufe

Veröffentlicht am

Comunicação apresentada no seminário sobre MOOCs, organizado pela Citeforma em colaboração com a NOVA IMS e o IEFP, em 28 de novembro de 2019.

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Projeto AULA AbERTA

  1. 1. ProjetoAULAAbERTA JOSÉ BIDARRA UNIVERSIDADE ABERTA
  2. 2. Génese dos MOOCs
  3. 3. Recursos abertos e media digitais
  4. 4. Evolução dos MOOCs  Na Europa os MOOCs têm vindo a aumentar ano após ano (ao contrário dos Estados Unidos);  As razões financeiras são dos objetivos menos importantes;  A visibilidade institucional e a flexibilidade de oportunidades de aprendizagem são objetivos importantes;  A maioria das instituições de Ensino Superior não estão ligadas às plataformas de MOOCs mais conhecidas (edX, Coursera, Udacity, FutureLearn, Miriada X, etc.) Fonte: http://eadtu.eu/documents/Publications/OEenM/MOOC_Strategies_of_European_Institutions.pdf
  5. 5. ECO Project (EU)
  6. 6. MOOCs na Universidade Aberta  O primeiro MOOC em língua portuguesa foi lançado pela Universidade Aberta em 2015, com a designação “iMOOC”;  Em 2018 foi lançado o projeto Aula Aberta, com 11 cursos online, conseguindo 5500 estudantes registados num ano;  No momento atual (2019) aAula Aberta tem 43 cursos em funcionamento em 3 modalidades:  MOOC – 16 cursos  Janel@ UAb – 13 cursos  Rep@ – 14 recursos  O número de participantes registados são 15820 (em 20-11-2019)
  7. 7. AULAAbERTA
  8. 8. 3Tipos de Percursos Formativos  MOOC – Curso online, massivo e aberto, construído segundo as orientações pedagógicas da UAb para este tipo de oferta formativa. Este tipo de cursos aparece assinalado a vermelho.  JANEL@ UAb – Ilustra aspetos do modo de funcionamento da UAb e os cursos formais (licenciatura, mestrado, doutoramento) em oferta. Este tipo de cursos aparece assinalado a amarelo.  ReP@ - Recursos PedagógicosAbertos, de natureza multimédia, destinados à exploração autónoma e disponíveis para utilização em contextos educativos. Este tipo de cursos aparece assinalado a verde.
  9. 9. Níveis de Dificuldade  Nível 1 – Introdutório: Abordagem de caráter introdutório aos temas propostos, não exigindo conhecimentos prévios.  Nível 2 – Intermédio: Abordagem que exige algum conhecimento prévio dos temas propostos.  Nível 3 – Avançado:Abordagem com alguma complexidade dos temas propostos, útil para quem quer aprofundar conhecimentos.
  10. 10. Modus Operandi  Para ter acesso ao conteúdo dos diferentes percursos formativos, apenas é necessário um registo gratuito. Existe também a opção pelo registo através de conta nas redes sociais.  Os cursos abertos funcionam de maneira flexível, sem horários definidos. Cada percurso formativo indica o número de horas de trabalho estimado e/ou a sua duração em semanas.  No caso dos MOOC, podem ser definidas datas de funcionamento (início e fim da formação).Toda a informação de funcionamento consta da ficha de cada curso.  Os MOOC podem disponibilizar acompanhamento tutorial, facultando feedback e certificado de conclusão, mediante a realização de atividades de avaliação e um pagamento.  Apenas são atribuídas certificações a cursos em formato MOOC e desde que preenchidas as condições definidas em cada curso (realização de tarefas de avaliação e pagamento de certificado).
  11. 11. Curso: Introdução à Informática
  12. 12. Atividades e Avaliação
  13. 13. Estratégias Pedagógicas  Narrativas e Estudos de Caso – sedimentar a aprendizagem em situações reais com recursos didáticos adequados;  Desenvolvimento de Projetos – especificar e organizar a criação de produtos, sistemas ou serviços com valor real;  Colaboração eTrabalho em Grupo – estimular a criação de redes e equipas orientadas por objetivos específicos;  Jogos Sérios e Gamificação – desenvolver soluções lúdicas para melhorar a eficácia dos recursos pedagógicos.
  14. 14. Desistências em MOOCs
  15. 15. Valor dos MOOCs
  16. 16. Modelo de negócio Alexander Osterwalder &Yves Pigneur, 2013
  17. 17. AnáliseSWOT Marc Egloffstein, 2018
  18. 18. Principais fornecedores Global MOOCs Market Report 2018
  19. 19. Futuro dos MOOCs
  20. 20. OBRIGADO! jose.bidarra@uab.pt CITEFORMA | NOVEMBRO 2019 Agradecimentos: Vítor Rocio e Glória Bastos (Pró-Reitores da UAb)

×