Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

"TUTOR; UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR"

APRESENTAÇÃO DA MONOGRAFIA DO CURSO DA PÓS GRADUAÇÃO

  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

"TUTOR; UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR"

  1. 1. “TUTOR: UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR” Autor: VANILDA PORTO VIEIRA Co-Autor: JOÃO AUGUSTO NUNES DE CARVALHO 10/03/2012
  2. 2. INTRODUÇÃO  A EAD é uma modalidade de ensino que incorpora novas ( TIC’s); A figura do professor no ensino a distância terá que ser diferente daquele que atua no ensino convencional. TEMÁTICAS  O Ensino a Distância ( EAD)  A importância e papel do Tutor  Perfil e funções do Tutor  Competências e habilidades do Tutor
  3. 3. Ensino a Distância - EAD  Restrita a algumas instituições, que ofereciam cursos fora do sistema educacional OFERTA DE CURSOS SUPERIORES  Programas de graduação autorizados pelo MEC CARACTERÍSTICAS  Distância física encurtada;  Flexibilidade de horários, tempo de estudo  Não-obrigação de frequência diária  Quebra da temporalidade, etc.  Oportunidade de capacitação profissional de maneira mais flexível para aquele que está ativo no mercado de trabalho.
  4. 4. O PROFESSOR NA EAD Designado de TUTOR. Chamado a desempenhar múltiplas funções, das quais não se sente, e não foi preparado.      INDAGAÇÕES E REFLEXÕES O Tutor ensina? Em que consiste o ensino do Tutor? Quais seriam seus papéis e funções? Qual a importância da tutoria no contexto do curso a distância?  Como fica o professor nesse novo formato de aprendizagem?  Terá ele ainda um papel importante nesse mundo virtual?
  5. 5. O TUTOR Na EAD, o tutor passa ter funções, tarefas e responsabilidades especiais. FORMAÇÃO PERFIL  Ter conhecimento sobre as Boa comunicação novas tecnologias de informação e comunicação Clara compreensão de ( principalmente os aspectos aprendizagem sociais e culturais) Dominar bem o conteúdo  A prática na tutoria deve estar permeada com um Facilitador da construção novo olhar sobre : do conhecimento através  O aluno individualmente da reflexão  Compreensão dos materiais instrucionais Empatia com os alunos  Maneiras de incentivar, formar, orientar, acompanhar e avaliar o aluno e todo processo. HABILIDADES Tutoria sedutora Escuta atenta e respeitosa Paciência Tolerância Compreensão sobre as eventuais inibições e ritmo de cada aluno
  6. 6. COMPETÊNCIAS DO TUTOR COMPETÊNCIAS DE APOIO: Ajudar os alunos a lidar com questões não relacionadas ao conteúdo, mas que possam afetar a sua aprendizagem. COMPETÊNCIAS DE ORIENTAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Usar conhecimentos do conteúdo para dar uma orientação Dar feedback aos alunos no trabalho COMPETÊNCIAS DE CAPACITAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Ajudar os alunos a desenvolverem competências de aprendizagem (gerais ou específicas da disciplina) e aplicarem essas competências em seu dia-a-dia. TUTORIA MEDIAÇÃO COM SUPORTE DAS TIC’S INSTITUIÇÃO
  7. 7. CONSIDERAÇÕES GERAIS  Educação a Distância aparece como grande oportunidade educacional.  A inserção das TIC’s no meio educacional proporcionou a formação de um novo tipo de professor, o Tutor.  Para que ocorra a eficácia no trabalho do tutor é preciso uma organização do sistema, com orientações precisas e objetivas, de forma a respaldar o trabalho deste profissional, na sua conectividade com o aluno.  A partir dessa realidade os professores devem associar suas experiências, suas práticas educacionais, seus contextos, suas concepções e valores para propiciar uma nova proposta de ensinar e de aprender.
  8. 8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS • • • • • ACCORSSI, Aline; JAEGER, Fernanda Pires. Tutoria em educação a distância. ALMEIDA, Fernando José . Educação a Distância: Formação de Professores em Ambientes Virtuais e Colaborativos de Aprendizagem. São Paulo, Projeto NAVE, 2001. ALVES, Lynn; NOVA, Cristiane. Educação a Distância: Uma Nova Concepção de Aprendizagem e Interatividade. São Paulo, Futura, 2003. BELLONI, Maria Luiza. Educação a distância. Campinas, SP: Autores Associados, 1999. BRASIL, Ministério da Educação. Decreto no 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o art. 80 da lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/Ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/ Decreto/ D5622.htm. • • • • • FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 21.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992. 158p. GUTIÉRREZ, F. & PIETRO, D. A Mediação Pedagógica: Educação a Distância Alternativa. Campinas, Papirus, 1994. MAIA, Carmen. Guia brasileiro de educação a distância 2002/2003. São Paulo: Esfera, 2002. NISKIER, Arnaldo. Educação a Distância: A Tecnologia da Esperança. São Paulo: Loyola, 1999. SÁ, Iranita. Educação a Distância: Processo Contínuo de Inclusão Social. Fortaleza,CEC, 1998:47.

×