Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

1

Teilen

Herunterladen, um offline zu lesen

Stephen Gill - Hegemonia Global e o Poder Estrutural do Capital

Herunterladen, um offline zu lesen

Stephen Gill, baseou seus escritos no ético-racionalismo de Antonio Gramsci -- ex-líder do partido comunista italiano, que produziu a obra Os Cadernos do Cárcere, no qual elaborou conceitos muito utilizados nas relações internacionais que apresentaremos adiante. No texto posto (Hegemonia global e o poder estrutural do capital), o autor em questão visa expor e diferenciar as formas de poder -- que podem ser diretas e estruturais -- utilizando-se dos das ideias gramiscianas de hegemonia, Estado “ampliado” e bloco histórico. Usa esses aspectos para explicar a integração dos níveis “nacional” e “internacional” de análise e relacionar a teorização das relações complementares e contraditórias entre o poder dos Estados e o capital. Por hegemonia entende-se o domínio cultural e ideológico exercido por uma classe social mais abastada em detrimento a outra que transferem isso para a sociedade política e utilizam meios de coerção, como leis, influência nos meios de comunicação e cultura para manter a dominação da sociedade civil. O Estado ampliado consiste na fusão orgânica entre a sociedade civil e a sociedade política. Desta forma, podemos compreender que bloco histórico e a concordância histórica entre as forças matérias, institucionais e ideológicas.
Para Gill, essa concepção considera a transformação da estrutura global e das ordens mundiais em torno da dialética, abrangendo as perspectivas éticas, ideológicas, práticas e também as materiais. O autor faz sua analise a fim de elucidar a teoria do poder e da hegemonia a partir das concepções normativa e material, estrutural e existencial das relações sociais.

Ähnliche Bücher

Kostenlos mit einer 30-tägigen Testversion von Scribd

Alle anzeigen

Ähnliche Hörbücher

Kostenlos mit einer 30-tägigen Testversion von Scribd

Alle anzeigen

Stephen Gill - Hegemonia Global e o Poder Estrutural do Capital

  1. 1. HEGEMONIA GLOBAL E O PODER ESTRUTURAL DO CAPITAL Stephen Gill
  2. 2. STEPHEN GILL
  3. 3. AUTOR • Nascido em 1950 no Reino Unido; • Formação: Literatura e Ciências Sociais; • Se mudou para a cidade de Toronto, no Canadá, em 1990; • Distinguished Research Professor of Political Science, Communication and Culture na York University, 2005.
  4. 4. OBRA • Suas áreas de interesse incluem: economia política global, teoria social, ciência política, relações internacionais e direito; • Contribuição para o campo teórico das RI (Teoria Crítica): Globalização, Hegemonia, Imperialismo, Trilateralismo (EUA, UE, Japão). 1993 | Gill, Cox, Kees van der Pijl, Giovanni Arrighi | Neo-Gramscismo
  5. 5. PENSAMENTO
  6. 6. METODOLOGIA Abordagens • Distinção entre formas diretas e estruturais de poder; • Relações entre Hegemonia, Estado Ampliado e Bloco Histórico. Problematização • Integrar os níveis nacional e internacional de análise; • Teorizar as contradições presentes entre o Estado e o Capital.
  7. 7. INTRODUÇÃO Sociedade Civil Hegemonia Sociedade PolíticaLiderança Ideológica Legitimação Hegemônica Coerção, Leis, Influência nos meios de Comunicação, Cultura Estado Ampliado Bloco Histórico Forças Materiais Instituições Ideologia
  8. 8. BLOCOS HISTÓRICOS E REGIMES DE ACUMULAÇÃO • Passagem do Capitalismo para seu estágio transnacional e o surgimento de blocos históricos em escala global; • Regimes de Acumulação menos centrados nos Estados; • Regimes Extensivos e Intensivos; • Hegemonia dos EUA.
  9. 9. ESTADOS, MERCADOS E O PODER DO CAPITAL • Relação entre os Estados e o Mercado de Capital: proteção política em troca de impostos; • Necessidade dos Estados em atrair investimentos; • Desregulamentação competitiva; • Poder estrutural do capital: o Estado disciplinado; • Hegemonia, em termos gramscianos, do capital.
  10. 10. O COMPORTAMENTO DO CAPITAL INTERNACIONAL • A ascensão do capital internacional: ETNs, economia integrada e interconexão dos meios de comunicação; • Crítica ao realismo e ao idealismo; • As ETNs no Sistema Internacional: • Modus Operandi; • Oligopólios; • Influência nos países-sede e nas OIs.
  11. 11. O PODER ESTRUTURAL DO CAPITAL: NÍVEL GLOBAL • A análise dos riscos políticos promovida pelas ETNs; • A flexibilidade e a competição entre os Estados; • Neo-mercantilismo e a relação de mútuo benefício entre as ETNs e seus Estados-sede; • Status hegemônico do capital: o “combate à inflação”; • Capital transnacional vs Capital nacional.
  12. 12. O PODER ESTRUTURAL DO CAPITAL: NÍVEL GLOBAL O Capital Transnacional e os Sindicatos Estados com movimentos trabalhistas mais fracos atraem mais investimentos por parte das ETNs Formação de sindicatos e criação de leis trabalhistas por esses Estados Retorno das ETNs aos seus Estados-sede Busca por novos Estados
  13. 13. O PODER ESTRUTURAL DO CAPITAL: NÍVEL GLOBAL • Criação de um Bloco Histórico Transnacional: • Desenvolvimento do setor de serviços; • Valorização do trabalho especializado; • Geração de um novo sindicalismo; • Desenvolvimento dos meios de comunicação. • Criação de uma sociedade civil internacional.
  14. 14. LIMITES E CONTRADIÇÕES • Valorização do capital nacional; • Heterogeneidade do Sistema Internacional: • A rivalidade entre os Estados; • Militarização; • Economia integrada e a falácia da composição. • Ciência, cultura e educação.
  15. 15. CONCLUSÃO
  16. 16. CONCLUSÃO • A dificuldade da legitimação hegemônica promovida por uma possível Sociedade Política Internacional a partir das relações presentes na Sociedade Civil Internacional em desenvolvimento. • Ideias contra hegemônicas de reconstrução de um novo bloco histórico.
  17. 17. REFERÊNCIAS GILL, Stephen. Gramsci, Materialismo Histórico e Relações Internacioais. 1° ed. UFRJ: Rio de Janeiro, 2007. GILL, Stephen. Power and Resistance in The New World Order. 2° ed. Palgrave Macmillan: Nova Iorque, 2008. p. 1 a 8. STEPHEN GILL. Biography. Disponível em: <http://stephengill.com/biography.htm>. Acesso em: 21 fev. 2016. Gabriel Resende Miranda Matheus Barcellos S. Brandão Mônica Fernanda P. Mendonça Samuel Vieira Campos INTEGRANTES Relações Internacionais (1° Período) UFRJ - Campus Praia Vermelha
  • LarissaCarolineSouza

    May. 28, 2017

Stephen Gill, baseou seus escritos no ético-racionalismo de Antonio Gramsci -- ex-líder do partido comunista italiano, que produziu a obra Os Cadernos do Cárcere, no qual elaborou conceitos muito utilizados nas relações internacionais que apresentaremos adiante. No texto posto (Hegemonia global e o poder estrutural do capital), o autor em questão visa expor e diferenciar as formas de poder -- que podem ser diretas e estruturais -- utilizando-se dos das ideias gramiscianas de hegemonia, Estado “ampliado” e bloco histórico. Usa esses aspectos para explicar a integração dos níveis “nacional” e “internacional” de análise e relacionar a teorização das relações complementares e contraditórias entre o poder dos Estados e o capital. Por hegemonia entende-se o domínio cultural e ideológico exercido por uma classe social mais abastada em detrimento a outra que transferem isso para a sociedade política e utilizam meios de coerção, como leis, influência nos meios de comunicação e cultura para manter a dominação da sociedade civil. O Estado ampliado consiste na fusão orgânica entre a sociedade civil e a sociedade política. Desta forma, podemos compreender que bloco histórico e a concordância histórica entre as forças matérias, institucionais e ideológicas. Para Gill, essa concepção considera a transformação da estrutura global e das ordens mundiais em torno da dialética, abrangendo as perspectivas éticas, ideológicas, práticas e também as materiais. O autor faz sua analise a fim de elucidar a teoria do poder e da hegemonia a partir das concepções normativa e material, estrutural e existencial das relações sociais.

Aufrufe

Aufrufe insgesamt

637

Auf Slideshare

0

Aus Einbettungen

0

Anzahl der Einbettungen

6

Befehle

Downloads

6

Geteilt

0

Kommentare

0

Likes

1

×