Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Pentagrama 5

25 Aufrufe

Veröffentlicht am

Luciana Machado

Veröffentlicht in: Seele & Geist
  • Loggen Sie sich ein, um Kommentare anzuzeigen.

Pentagrama 5

  1. 1. Escola Imortais da Terra de Bruxaria Magia e Esoterismo
  2. 2. Quatro Elementos
  3. 3. Ar Terra Fogo Juntos Corpo, Mente e Espírito formam nossas emoções.......
  4. 4. O Retorno
  5. 5. Fogo
  6. 6. O Elemento Sagrado
  7. 7. O Mais Mundano dos Elementos
  8. 8. O Mais Divino dos Elementos
  9. 9. Através do Fogo alcançamos as cores que manifestam o Universo Através do Fogo alcançamos a Interação com o Sagrado
  10. 10. o Portal do entre mundos Fogo de todas as religiões. Fogo de todos os povos. Fogo de todos os mundos!
  11. 11. O Fogo na Arte Para o Paganismo Não existe o pecado. não há o certo e o errado. Nossa Busca é pelo equilíbrio. tecemos a Evolução pela Interação com o Sagrado... ... Que nos habita ELEMENTO DOS GRANDES VÉUS ESPIRITUAIS Somos a imagem do Sagrado...
  12. 12. Será um longo caminho de volta. Até chegarmos na complexa e distorcida imagem do nosso corpo como Sagrado e a força Sexual como Divina. FALTA DE LIGAÇÃO Falta de ânimo, fraqueza, esmorecimento perante a vida. Pessimismo, falta de fé ou passividade diante dela!
  13. 13. Tornando-me uno...
  14. 14. O que é Fogo ?
  15. 15. O que é Plasma?
  16. 16. O Retorno ao Plano Espiritual Individual O EQUILÍBRIO PERFEITO Vitalidade, firmeza mental e emocional, determinação, força de vontade, auto- estima, fortalecimento da aura...
  17. 17. A Serpente de Fogo Interior
  18. 18. Então Kundalini, a Serpente de Poder, é a energia espiritual que permanece adormecida na base da coluna vertebral de todos os seres humanos. Quando desperta espiritualmente, passa através dos chacras (centros de consciência). Essa energia manifesta-se em esperiências místicas e vários graus de iluminação.
  19. 19. A Velha Serpente Presente de todos os Mundos
  20. 20. A serpente desempenha um papel fundamental em todas as culturas. Associada à fonte original da vida, o ser uno que guarda em si o todo. Presente em Gaia antes de qualquer ser humano pisar em sua terra. Expressa grandes paradoxos, dualidades e eternos complementos. Podendo significar a luz ou as trevas, o bem ou o mal, a vida ou a morte. Encerra em si uma complexidade única de Arquétipos. Presente em todas as evoluções religiosas, sua imagem mitológica é a essência primordial da natureza cósmica, fonte original da vida, a própria Criação.
  21. 21. Presente em diferentes cultos e cerimônias ritualísticas , as serpentes podem estar associadas : • Cultos solares ou lunares • Sociedades matriarcais ou patriarcais • O mundo Espiritual da luz ou das trevas • A vida ou a morte • O bem e o mal • A sabedoria ou seu oposto • Representar o falo ou mesmo a vulva Tanto quanto as energias yin e yang expressam no taoísmo as polaridades negativa e positiva que estão por detrás de toda manifestação da natureza, os ofídios, miticamente, ocultam em si a síntese dessa dicotomia universal.
  22. 22. A Serpente Seres de Consciência. Símbolo de renovação, sabedoria, regenaração e imortalidade. Sua presença manifesta a totalidade da existência, da unidade em tudo e todos. Presente em nosso Corpo Físico e Espiritual.
  23. 23. Moisés e seu Cajado
  24. 24. Suméria 2750 A.E.C
  25. 25. Lilith Deusa ou Demônio?
  26. 26. Sobre Lilith Devemos considerar que o ponto de vista da humanidade tem sofrido adaptações ao meio de forma constante, e o que hoje é o bem no futuro poderá ser o mal. Originalmente, o demônio é a parte “mal” do mesmo Deus, sendo este o seu equilíbrio. Completam-se, harmonizam -se e inseparáveis respondem pela mesma fé que formaram as religiões.
  27. 27. O Equilíbrio das Faces Os opostos que no passado distante alimentaram a imaginação da humanidade, se tornaram insatisfatórios. Mas permaneceram nos domínios da fé até os dias de hoje. Sem, contudo, deixar de ser uma subexplicação da ciência.
  28. 28. Demônios? Um demónio (ou demônio, ou ainda, daimon ou daemon) é originalmente um tipo de ser que em muito se assemelha aos gênios da mitologia árabe – os Djinn. A crença nos Djinn era corrente na antiga Arábia, onde se dizia que inspiravam poetas e adivinhos). Mas ao longo dos anos a sua descrição mudou, e segundo a maior parte das religiões, é descrito como um espírito do Mal, embora originalmente a palavra demónio seja grega, e signifique um ser benigno. Sob o ponto de vista científico o bem e o mal, o frio e o calor, a noite e o dia, o escuro e o claro, não existem. São apenas condições transitórias que dependem dos sentidos e das sensações dos seres vivos e ainda do lugar onde se encontram. Estes são condicionamentos que há séculos tem comandado o comportamento humano. Tais interferências foram usadas como referenciais para explicar os fenômenos físicos, mas tudo o que existe fora da ciência hoje se deve a associação dos fenômenos físicos com a imaginação humana. Quando aplicados em outras deduções os extremos ditam as leis do meio que os governam, e regulamentam uma tecnologia inteligente voltada aparentemente para o bem estar humano.
  29. 29. Deuses-Demônios Tornaram-se espíritos do folclore, da mitologia e da religião no mundo inteiro. E como tal, existem em todas as formas e tamanhos. Vários Deuses Ancestrais, em seus Arquétipos Avernais, tiveram suas imagens deturpadas durante a história das religiões, pois esta era a forma de controle das forças políticas e de combate ao Paganismo (culto dos Paganus – Camponeses). Lilith é com certeza a Deusa Ancestral transformada em demônio mais famosa.
  30. 30. Lilith Pela concepção Católica, se Eva foi acusada de ter atraído a morte para humanidade, o pecado e a tristeza ao mundo, Lilith já era demoníaca desde que foi criada, pois Lilith foi adaptada ao Patriarcado no intento de criar uma maneira para compreender a diferença entre os mitos da criação de Gênesis, já que em sua primeira história em Gênesis 1, homem e mulher são criados iguais e conjuntamente, enquanto na segunda história, em Gênesis 3, a mulher é criada depois do homem e a partir de seu corpo. Sendo assim, uma Deusa com mais de 10 mil anos e, portanto, 8 mil antes de Cristo, originariamente sumeriana, a resplandecente "Rainha do Céu“, foi adaptada à história da Criação e segundo esta lenda, Lilith tornou-se a primeira esposa de Adão.
  31. 31. Para compreendermos esta ambiguidade é necessário voltarmos no tempo!
  32. 32. Mas até onde é possível ver Lilith? Até onde nossos olhos alcançam?. Vejo 10 mil anos, quem sabe 11…. Vejo Lilith eternamente
  33. 33. LILITH 6 mil Anos a.E.C. Registros Vamos a um pequeno passeio pela história das Antigas Civilizações. A palavra mesopotâmia tem origem grega e significa "terra entre rios". Essa região localiza-se entre os rios Tigre e Eufrates no Oriente Médio, onde atualmente é o Iraque. A Mesopotâmia é considerada uma das mais antigas civilizações. Vários povos habitaram essa região, e podemos destacar: babilônicos, assírios, sumérios, caldeus, amoritas e acádios. Eram povos politeístas, pois acreditavam em vários deuses ligados à natureza.
  34. 34. Para nossos estudos tem maior importância: SUMÉRIOS A maior contribuição dos sumérios foi o desenvolvimento da escrita cuneiforme, por volta de 4000 a.E.C. Usavam placas de barro, onde cunhavam esta escrita. Muito do que sabemos hoje sobre este período da história, devemos a estas placas de argila com registros cotidianos, administrativos, econômicos e políticos da época. Os sumérios, excelentes arquitetos e construtores, desenvolveram os zigurates. Construções em formato de pirâmides que serviam para armazenagem de produtos agrícolas e também como templos religiosos. BABILÔNIOS Este povo construiu suas cidades nas margens do rio Eufrates em 3000 a.E.C. Foram responsáveis por um dos primeiros códigos de leis que temos conhecimento. Baseando- se nas Leis de Talião, do imperador e legislador Hamurabi " olho por olho, dente por dente " Os babilônios também desenvolveram um preciso calendário sobre as cheias do rio Eufrates. Excelentes observadores e com grande conhecimento sobre os Astros, desenvolveram o relógio de sol. Além de Hamurabi, um outro imperador que se tornou conhecido por sua administração foi Nabucodonosor II, responsável pela construção dos Jardins suspensos da Babilônia, que fez para satisfazer sua esposa, e pela Torre de Babel, um zigurate vertical de 90 metros de altura. ASSÍRIOS Este povo destacou-se pela organização e desenvolvimento de sua cultura militar e a 2000 a.E.C viviam para a guerra e a conquista.
  35. 35. Voltando à Lilith! A raiz mais antiga encontrada é Lil, cerca de 6mil a.E.C., que aparece na formação de vários nomes de divindades assírio-babilônicas; e posteriormente Lillu, Divindade sumério-acadiana. Na liturgia acadiana e mesopotâmica se apresentam os nomes de Lilitu, Lilu; e em 2000 a.E.C se transformou em Lillake, onde em uma tabuleta sumérica conta a história de "Gilgamesh e o salgueiro”. Nela, Lillake seria uma figura feminina que habita dentro do tronco de um salgueiro, que era religiosamente guardado pela Deusa Inanna, a Senhora do Céu. Há uma etimologia hebraica que fazia derivar o nome da bíblica Lilith de "Layl" ou ainda "Laylah", ou seja, "noite" no significado de espírito da noite. O nome sofre profundas transformações, e passa conceitualmente para o mundo grego mediado pelas Lâmias, ou seja, como demônios femininos. Lilith aparece já na época suméria representada em um baixo-relevo de Burney.
  36. 36. Trata-se de uma figura híbrida (humana e animal) em pé, frontalmente, que mantém os braços abertos, os cotovelos dobrados em direção a lateral do tórax em ato de oração, as mãos abertas e os dedos unidos, com olhos grandes bem delineados e com um grande sorriso nos lábios. Os cabelos são serpentes que partem da nuca em evidente posição fálica, formando um cone com suas cabeças. A simbologia recorda a Kundalini emergente na iluminação total. De suas costas descem asas simetricamente esculpidas. Junto ao vulto, animais, que conferem a imagem notável qualidade lunar. O corpo é robusto e sedutor, muito feminino até a ampla bacia e o púbis. As pernas transformam-se em garras de abutre. Nas mãos, Lilith segura amuletos que recordam sinais hieroglíficos da balança, símbolos de iniciação e justiça. RELEVO DE BURNEY
  37. 37. Lilith e a Cultura Contemporânea Principais Símbolos Serpente e a Coruja
  38. 38. Maçã O Útero, a Consciência e a Sabedoria
  39. 39. História Recente
  40. 40. O Estudo do Último Mito Lilith, Adão e Eva Para Adão, Lilith foi a primeira expressão do amor, antes de acordar e descobrir seu sexo. Ou seja, Lilith representou o primeiro estágio de seu desenvolvimento, chamado Matriarcal e governado pelo arquétipo da mãe. Mas para que Adão amadureça e se desenvolva é preciso que Lilith parta para longe, sem isso Adão não se tornaria um adulto. O segundo estágio, chamado Patriarcal, tornou o arquétipo do Pai dominante, e só apareceu perante esta separação, porém, a dor e o sofrimento da Mãe no processo de transição para o estágio patriarcal, fizeram com que seu Lado Obscuro aflorasse, e o arquétipo desta transição a ser superado então foi o da Mãe Terrível, que representou o elemento que reprime e dificulta o desenvolvimento. Por isso se transformou novamente na Serpente, símbolo absoluto da transformação, renovação, cura e evolução.
  41. 41. Lilith com o rabo de serpente, simboliza a imagem andrógina, antes da criação, ou seja, antes do aparecimento do desejo. Anterior à separação do ser primitivo e absoluto em duas partes. Portanto, equivalente ao tudo ou ao nada. Esta imagem representa a reminiscência da Lilith Primitiva. “Mas Lilith se transformou em pássaro noturno e desapareceu entre as trevas”. Sua segunda forma, livre do elemento terrestre, é uma forma de fixar o mito em nossas mentes, pois suas asas ascencionadas lhe guardam a luz mesmo no mundo avernal.
  42. 42. Ela continua simbolizando a consciência do feminino, e por isso Eva precisa dela para ser completa, pois sua parte feminina só é desperta quando ela come a maçã. A maçã é também o símbolo do útero da criação, que Eva não tem, visto que é simplesmente o homem castrado e não a mulher. A mulher real é Lilith!
  43. 43. Lilith Mãe Serpente de Gaia
  44. 44. Mas a Lilith da Lenda Cristã, é apenas a última manifestação desta Grande Deusa Serpente de 11 mil anos... Apenas a forma como ela sobreviveu em Gaia durante a Era religiosa passada. Lilith, a Grande Mãe Serpente, ressurge agora através do fogo para purificação de nosso Planeta. Mas como sua forma e força são primordialmente andróginas - anterior à separação do ser primitivo em partes, ela irá se espalhar por todos os mundos de Gaia novamente.
  45. 45. Mas o que é a Serpente de Fogo em Gaia?
  46. 46. Moramos na Barriga de Alguém...
  47. 47. ABERTURA E FECHAMENTO DO PORTAL DO FOGO
  48. 48. Escola Imortais da Terra de Bruxaria Magia e Esoterismo

×