Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Nísia floresta final

947 Aufrufe

Veröffentlicht am

  • Loggen Sie sich ein, um Kommentare anzuzeigen.

Nísia floresta final

  1. 1. Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação – História da EducaçãoNísia floresta Cibele Capaverde Davi Vergara Fernanda Almeida Professora: Simone Valdete dos Santos Porto Alegre, 05 de novembro de 2012
  2. 2.  Sua vida Nísia Floresta foi natural do estado do Rio Grandedo Norte da cidade de Papari. 12 de outubro de 1810 24 de Abril de1885 na França.Nome de batismo Dionísia Gonçalves Pinto – ficouconhecida pelo pseudônimo Nísia Floresta brasileiraAugusta!Viveu quase 3 décadas na Europa.
  3. 3.  Sua vida • aos 13 anos casou-se pela 1° vez, com um proprietário de terra pouco letrado. •Casou-se pela segunda vez aos 17 anos, teve dois filhos e aos 24 anos ficou viúva. • sua família saiu do RN, e morou em Goiânia e Recife e Porto Alegre. • sua filha adoece e Nísia acaba indo morar na Europa por recomendação médica.
  4. 4.  Suas Obras Suas obras apresentam-se em diferentes categorias literárias; Escreveu quinze obras, além de colaborações em jornais; Algumas de suas obras interessantes:Direitos das Mulheres e Injustiça dos Homens (retrata sobre asituação das mulheres de sua época)Conselhos à Minha Filha (duas versões)A Lágrima de um Caeté (poema de 712 versos) Foto referente a obra“Consigli a MiaOpúsculo Humanitário (coletânea de 62 artigos) Figlia” É publicada a tradução para o francês de “Conselhos à Minha Filha”.Fany ou o Modelo das Donzelas(descrição de Porto Alegre)
  5. 5.  Contribuições para a educação brasileira: Artigos, poemas, romances, novelas didático-moralistas. Composta por diferentes categorias literárias, que incluem, ainda, narrativas de viagem e a publicação de um discurso seu. Nísia Floresta escreveu 15 livros que abordam não apenas a situação da mulher no século XIX, mas contendo ainda as temáticas abolicionistas, indianistas e Em 1847, Nísia Floresta encerra o ano letivo no Colégio Augusto com um nacionalistas. discurso às suas alunas, que seria logo em seguida publicado no livro “Discurso que às suas Educandas Dirigiu Nísia Floresta Brasileira Augusta”.
  6. 6.  Contribuições para a educação brasileira: O principal foco da militância de Nísia Floresta sempre foi a defesa dos direitos femininos, principalmente a defesa do direito ao acesso à educação. Foi essencialmente a esta luta que ela dedicou sua vida e seu trabalho, como educadora e escritora.Mas, apesar de não propor uma revolução imediata nos costumes, fundou um colégio voltado exclusivamente para a educação feminina, e sua proposta pedagógica inovadora permitia às meninas o aprendizado de ciências, até então reservado apenas aos meninos. Dentre as inovações, destacamos o ensino do latim, francês, italiano e inglês, com suas respectivas gramáticas e literaturas; o estudo da Geografia e História do Brasil; a prática de Educação Física e a limitação do número de alunas por turma, como forma de garantir a qualidade de ensino.
  7. 7.  Contribuições para a educação brasileira: Na obra "Lagrimas de Caeté", traduz o ponto de vista do índio consciente de sua derrota histórica e inconformado com a opressão do invasor, ou seja, a degradação do índio no Brasil: "Quem em nome do piedoso céu vieram poesia tirarmos estes bens que o céu nos dera, as esposas, a filha, a paz roubar- nos! Trazendo dalém-mar as leis, os vícios, nossas leis e costumes postergaram!".
  8. 8.  Contribuições para a educação brasileira: Defendia a abolição dos escravos e, por meio da poesia denunciava: "Feliz na minha cabana,/ sombreada de palmeiras, /eu vivia em terra da África,/ minha terra tão fagueira./ Lá deixei mulher e filhos, /meu trabalho e meu porvir, /a esses bens me arrancaram/ para um mal senhor seguir!“ Artigo sobre Nísia Floresta, publicado na Revista do Brasil, do Rio de Janeiro, em 1919
  9. 9. bibliografia • http://www.outrostempos.uema.br/artigos %20em%20pdf/Luciana_Martins.pdf • http://www.projetomemoria.art.br/NisiaFlor esta/pro_kit_pedago.html• http://www.netsaber.com.br/biografias/ver_b iografia_c_1478.html Todos acessados em 05.11.2012
  10. 10. Obrigada!

×