Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Die SlideShare-Präsentation wird heruntergeladen. ×

023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução

Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Wird geladen in …3
×

Hier ansehen

1 von 6 Anzeige

Weitere Verwandte Inhalte

Diashows für Sie (20)

Ähnlich wie 023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução (20)

Anzeige

Weitere von OrdineGesu (20)

Aktuellste (20)

Anzeige

023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução

  1. 1. 6 A reencarnação é parte da Lei da Evolução Reencarnação faz parte da Lei de Evolução: << Processo para o qual a vida, através de formas cada vez mais organizadas, expressa graus crescentes de mente e espírito 1 >>; (minha nota: para o Espírito se entenda consciência, porque a Centelha Divina é completa e perfeita e, portanto, não está sujeita à evolução 2 ). O Senhor Jesus disse da Reencarnação ao Seu escrivão austríaco Jakob Lorber no século XIX: << Ninguém quererá afirmar de poder de alcançar a perfeição durante esta curta vida terrena. Mas esta verdade bem nota aos antigos pais da terra (gregos e indianos) foi modificada e, em seguida, completamente transviada, antes pelos ávidos mestres das povos e depois das sacerdotes, que são cheios de egoísmo e de desejo de domínio; dado que a verdadeira doutrina da transmigração das almas não teria frutado lhes ofertas e interesses, eles permitiram que se creresse que a alma humana pode regredir aos animais e aí muito sofrer, e deste sofrimento só os sacerdotes são capazes de liberá-lo em câmbio de grandes ofertas. Desta forma, eles surgidos o politeísmo, o paganismo, a fé completamente a fé destorcida da transmigração das almas em corpos também de animais e muitíssimos outros grosseiros estupidezes. Se também Deus sempre tem enviado verdadeiros Mestres, entre o povo rendido agora cego, eles têm obtido pouco, pois que aqui na terra deve ser deixada intacta ao alma humana e a livre vontade, sem a qual um homem se tornaria um verdadeiro e próprio animal, e assim è necessário ser paciente com a humanidade para fazê-la chegar ao uma melhor luz em um outro mundo. Mas ai aos todos os verdadeiros mestres , sacerdotes e profetas, que para si conhecem bem a doutrina antiga e pura, mas para a seus desejo veemente e avidez se obstinar – se à escondê-lo ao povo; Eles não esquivarão ao ira Mia! Você já têm sentido falar de uma transmigração das almas. O Extremo Oriente ali crê ainda hoje com certeza. Mas com eles esta fé está muito contaminada, porque eles acreditam que a alma do homem voltar em um corpo animal. Mas está longe de ser assim. Que a alma do homem neste mundo se seja formada a partir do reino mineral, vegetal, animal e, alcannçando em fim a alma humana, é algo que tem sido em 1 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 206 (Evoluzione) e página 210 (Legge di evoluzione), Mediterranee 2 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 207 (Goccia o Scintilla Divina – Spirito – Sé), Mediterranee 1
  2. 2. 6 grande parte já mostrada; bem como também tem sido demonstrado em que ordem isso é feito. Mas ir atrás não torna tão pouco a alma humana menos perfeita, exceto - mas só aparentemente - que no reino espiritual para sua humilhação e para o possível consequente melhoramento (1) 3 . Quando êste é acontecido, a alma pode ir em qualquer outro corpo celeste que está no elemento espiritual desta, em uma beatitude criativa: ou também, se quer, pode assumir ainda uma vez a carne humana sôbre a terra, via para a qual você pode alcançar a atitudes superiores com a ajuda das quais pode conseguir até a filiação de Deus. Da mesma forma almas de outros mundos vêm nesta terra para vestir da carne do homem para alcançar com ela aquelas inumeráveis qualidades espirituais que são necessárias para obter a verdadeira filiação divina. Prôprio porque esta terra é uma excelente escola tal, Eu em essa estou agindo com muita paciência, indulgência e longanimidade. Quem de vocês pode entender êste, você entende, mas mantê-lo para si mesmo, pois que de você não à todos a ser dado de entender completamente todos os mistérios da criação, e o Reino de Deus. A alma pode trabalhar por um longo tempo para a suo aperfeiçoamento; todavia seu mais íntimo e pessoal "Eu originário" fica imutável e sempre você irá reconhecê-lo como tal .... Agora Eu com minha encarnação eu abri a porta para a vida eterna, não só para aqueles que vivem na terra, mas também para todos aquêles que de muito tempo são passados além. E muitos dos antigos pecadores terã novamente um pequeno teste da carne ... Eu mostrei estas coisas só para você, que sois meus apóstolos, porque você possuem a força necessária de compreensão; o resto da humanidade, no entanto, você não tem que revelar tudo, mas diga-me a acreditar em meu nome e aderir aos mandamentos de Deus, que são os verdadeiros mandamentos do amor 4 >>. Espero que outras Igrejas cristãs fazam próprias estas palavras do Senhor Jesus, para que seus seguidores poderia explicarse melhor as razões para a dor e das muitas diferenças que existem entre as pessoas que vivem em diferentes regiões da Terra; e das diferenças que existem entre os homens que vivem nas diferentes dentro de cada uma das mesmas regiões. 3 (1) Ver a este respeito no outro capítulo deste volume >> << A alma nell’Aldilà (minha nota: Jakob Lorber, Il Signore parla, L’Anima nell’Aldilà, páginas 170-178, Armenia ) 4 Jakob Lorber, página, o Senhor fala, páginas 184-186 (Reencarnação), Armênia 2
  3. 3. 6 As religiões devem ensinar além ao reencarnação, também a lei da evolução que inclue a reencarnação ea lei do Karma ou lei de causa e de efeito: tais leis foram definidos da seguinte forma: a. Lei de Evolução: << Processo para quem a vida através de formas sempre mais organizadas, manifestou graus sempre maiores de mente e de espírito 5 >> . (minha nota: Para o Espírito se entenda Consciência ) ; b. A reencarnação: << Transmigração da individualidade em um corpo ato para expressar a evolução conseguida , ao escopo de conseguir evolução 6 >>; c. Lei de Causa e de Efeito: << lei cósmica fundamental para que ò cada causa movida sucede um efeito; para cada acção corresponde uma reacção 7 >>; d. A Lei Karmica: << A lei de causa e efeito que se aplica na esfera indivídual ou esfera humana 8 >>. Esta lei mante conta - em memórias arcanos – dos bom ou mau comportamento dos homens, para recompensá-los mais tarde, com paz e tranquilidade ou para corrigi-los com o sofrimento e angústia 9 Assim ensinando-lhes a se comportar bem, por meio de dor. A dor não é, portanto, imputáveis a Deus, mas ao egoísmo e ao crueldade dos homens quando eles ignoram os Mandamentos do Decálogo 10 e do Mandamentos de amor 11 . Muitas correções cármicos não são imediatas, mas são decididas pelos Mestres e Senhores do Karma 12 na encarnação em que seremos prontos para entender o ensinamento das penas e angústias 13 . << Os erros cometidos à dano dos outros serão si pagados por nós, mas quando seremos prontos para entender. Esta é a grande misericórdia de Deus, o castigo não é fim à si mesmo, mas è uma correção, uma maneira de fazer compreender as criaturas que coisa se deve fazer eo que cosa não deve fazer, uma maneira de sanar uma deficiência de consciência individual ...14 . 5 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 206 (Evoluzione), Mediterranee 6 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 214 (Reincarnazione), Mediterranee 7 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 209 (Legge di causa e di effetto) e página 210 (Legge karmica), Mediterranee 8 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 210 (Legge karmica), Mediterranee 9 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall’uomo, página 49 (Mantra del Karma), Mediterranee 10 Deuteronomio 5, 6-22 11 Levitico 19, 18 ; Deuteronomio 6, 4-9 ; Vangelo di Matteo 22, 34-40 12 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 266 (Signori del Karma), Mediterranee 13 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall’uomo, página 46 (n°4, 5, 6 e 7), Mediterranee 14 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate daòll’uomo, página 158, Mediterranee 3
  4. 4. 6 Os senhores e mestres do Karma são os que decidem o que será prêmios para o bem que fizemos no passado e que a dor ea angústia pelo mal que fizemos 15 . O Mestres desencarnados del Cerchio Firenze 77 (Círculo Florença 77) disseram da Reencarnação: << 150a. Como nasce o erro em certas entidades de crer que cada um escolhe sua próxima encarnação? É muito simples: quando você têm sede e você decidiem de beber, você vão lá vai onde você têm a possibilidade de tirar a sede na maneira mais rápida. Se alguém vós perguntar, quem tem decidido para você de beber, você respondem que ninguém fez-lo e que você têm decidido assim, não tendo em conta que esta decisão é o resultado de dois factores: por um lado, as necessidades de água do vosso corpo, o da outra a possibilidade de tirar a sede da maneira mais rápida possível. Assim, a entidade que diz de escolher sua próxima encarnação, não se rende conta que além de isto que parece, é as necessidade evolutiva e a possibilidade que tem o ambiente de desenvolvimento e a possibilidade de que o ambiente que ele crê de ter escolhido – aquêle e aquêle só - de satisfazer suas necessidades, 112b. Quem tem <<sentido>> um ambiente adequado para a sua evolução e capaz de conduzir-lo um degrau mais antes, e tem completado aquela experiência – isto è tem concluído uma vida no plano físico, tiradas as somas no plano astral e no plano mental - ( ver << Dopomorte >> e << >> Evolução após a morte (minha nota: Veja o Dicionário del Cerchio Firenze 77 Florença Círculo 77 )- não tem mais necessidade de esperar que as lancêtas dos anos transcorrem e também dos séculos. Às vezes, antes de poder-se reencarnar trova seu ambiente favorável mais antes, mais avante, na direção do tempo físico; e trova aquêle ambiente pronto (veja <<Epoca >> até de então ò acolher-lo para dar-lhe as experiências necessárias, para adicionar ulterior evolução. Para fazer dragar o << sentir >> (ver) de êle alcançado de grau A, a un << sentir >> successivo de grau A + 1, 222b, (ver << Lei do olvido >> ), 53c, 30d . Quando o sentir não é suficientemente amplo, a consciência de existir está ligada aos estímulos que vêm do ambiente e que se percutem novamente sobre o indivíduo por meio de corpos grosseiros. Ou seja, o indivíduo sente de existir porque tem, pelo menos, sensações; de modo que, após a morte do corpo físico, pois que a consciência de existir nunca pode vir menos nem ter uma solução de continuidade, acontece que o ser tem, à breve têrmo, uma nova encarnação, próprio para ter os estímulos necessários para fazer manifestar a sua consciência de ser, 123d, 184d. 15 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall’uomo, página 49 (Mantra del Karma), Mediterranee 4
  5. 5. 6 O fato que uma encarnação hipotética na época da Revolução Francesa seja sucessiva, na cronologia, a uma acontecida no Renascimento, não tem alguma importáncia. Estritamente falando, os fins da evolução individual, é importante que as duas encarnações seja acontecidas, nada mais, 269d. Um ser não pode ser completo sem a sua sentir mais simples, e os sentires mais simples são próprios dos mundos da percepção dos mundos (deve necessariamente encarnarse - n.d.r.), 222f. Não è possivel para um ser, alcançar em uma só encarnação uma consciência tal de espelhar os mais altos ideais morais e religiosos, 45g. Quanto ao ver aquela que será a próxima encarnação,a coisa resguarda só aquêles que são em um determinado ponto de evolução. Porque, claro, aquêles que são apenas no início da evolução em forma humana não têm esta capacidade de ver. Em vez essa é dado aos seres de evolução médias, e, de aqui deriva o erro, difuso por um certo espiritualismo, da entidade que escolhe, faz um programa at caetera. Não è que escolhe. Deixando-se, abandonando-se ao aquêle desejo de tornar (Veja << Caravaggio >>), ele vê o que será sua próxima encarnação; Ele a vê como linha geral, é claro, não nos detalhes. É uma coisa automática, eu diria. Como o contato é feito com a nova encarnação? A partir desse momento ele tinha essas visões que se relacionam com a sua próxima encarnação, e que servindo em sintonia com o que será sua condição futura, sendo substituído por um estado de bem-estar total e abandono, próprio uma imensa beatitude, porque atingiu a certeza de que ele vai voltar a viver, que a sua impelente desejo será satisfeito. E, portanto, há uma sensação de satisfação total, quase próprio um adormecer-se um balouçar-se neste pensamento, um relaxamento total. Eis é aquêle o momento em que se começa a retornar. Porque começa todo o trabalho de contato com aqueles que serão os novos corpos: o novo corpo mental, o novo corpo astral, o novo corpo físico (ver <<Nascimento>>, 58g. Nas diversas fases individuais de evolução existem períodos em que o intervalo entre uma encarnação e uma outra é mensurável humanamente em centenas de anos e; e há um período, ao invés, em que o intervalo é de apenas um ou dois anos, 61g. Houve casos de seres ao última reencarnação, o quais não sabiam tão pouco que existisse ou que fosse a lei da reencarnação - pelo menos conscientemente - e, portanto, não podiam supor de ser apenas ao última encarnação; ainda dentro de si mesmos, eles sentiram que este era o momento em que sua existência teria sofrido uma mudança total. Quando é a última encarnação, realmente, há uma atitude diferente em relação aos outros e ao mundo em que vivemos. Cade o interesse humano à 5
  6. 6. 6 chegar, à fazer-se uma posição, para ter a supremacia sobre os outros. O indivíduo torna-se uma espécie de mãe que manda antes seus filhos, manda-los na vida, dizendo-lhes: << Agora é vosso turno de viver, ter vossa experiências. Eu lhe trouxe até aqui >>; dá lugar a outros, deixar que os outros Converse, brilho, mostrar-se; isso por um sentimento de amor, porque ele sente, mesmo que não claramente, que essas coisas são úteis para eles (ver << Evoluto >> ), 225g 16 . 16 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 238-240 (Reincarnazione), Mediterranee 6

×