Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

SÍNDROME METABÓLICA DESCONTROLADA EM FOCO

42 Aufrufe

Veröffentlicht am

É UMA MOLÉSTIA GRAVE QUE ABRANGE UMA SERIE DE DOENÇAS MUITO CONHECIDAS, QUE É AVASSALADORA PARA HUMANOS

Veröffentlicht in: Gesundheit & Medizin
  • Als Erste(r) kommentieren

SÍNDROME METABÓLICA DESCONTROLADA EM FOCO

  1. 1. SINDROME METABÓLICA DESCONTROLADA EM FOCO; É UMA MOLÉSTIA GRAVE QUE ABRANGE UMA SERIE DE DOENÇAS MUITO CONHECIDAS, QUE É AVASSALADORA PARA HUMANOS: OBESIDADE NAS DIVERSAS FORMAS COMO OBESIDADE PERIFÉRICA, OBESIDADE ABDOMINAL, OBESIDADE CENTRAL E OBESIDADE VISCERAL EM SUAS DIVERSAS FASES, SOBREPESO, OBESIDADE TIPO I, OBESIDADE TIPO II, OBESIDADE TIPO III E MORBIDA, DIABETES MÉLLITUS TIPO II, DISLIPIDEMIAS (COLESTEROL TOTAL, LDL - MAL COLESTEROL, HDL – BOM COLESTEROL, ALTERAÇÃO NO VLDL, COEFICIÊNTES AFINS INCLUINDO TRIGLICÉRIDES, HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA E OUTRAS DOENÇAS AFINS SÃO CARACTERISTICAS DA SINDROME METABÓLICA. É UMA PESQUISA PROSPECTIVA MUITO EXTENSA; OPINIÃO DE ESPECIALISTAS ENDOCRINOLOGISTAS E NEUROENDOCRINOLOGISTAS. MAS TEMOS QUE LEVAR EM CONSIDERAÇÃO SER MOLÉSTIAS MUITO COMUM, PONTA DE UM IMENSO ICEBERG, SILÊNCIOSAS, A PRINCIPIO COM SINAIS E SINTOMAS NÃO DOLOROSOS, MAS QUANDO OCORREM PODEM SER MUITO SÉRIOS POR COMPROMETER ÁREAS NOBRES E VITAIS PARA SOBREVIVÊNCIA DE HUMANOS, COMPROMETENDO O SISTEMA CARDIOVASCULAR E RESPIRATÓRIO, RENAL, ESTRESSE ENTRE OUTROS, COM ALTO TEOR DE COMORBIDADES E MORTALIDADES. PROCURAMOS AS POSIÇÕES MAIS ATUALIZADAS NA ÁREA CIENTÍFICA. É IMPORTANTE O LEITOR CONSULTAR OS ARTIGOS DESDE O INICIO DESSAS PESQUISAS PROSPECTIVAS QUE SERÁ DIVIDIDA EM DIVERSOS TÓPICOS, SENDO ESTE O TÓPICO Nº 1 DEVIDO SUAS EXTENSÕES, PODENDO TER SEQUÊNCIA EM PARTES RESUMIDA COMO FORMA DE COMPLEMENTAÇÃO DESSE ASSUNTO. NÃO SE TRATA DE REPETIÇÃO DE MATÉRIAS ANTERIORES, MAS SEU ENDOCRINOLOGISTA OU NEUROENDOCRINOLOGISTA DE CONFIANÇA E EXPERIÊNTE, PODERÁ COMPLEMENTAR EM CASO DE ALGUNS DETALHES QUE NÃO FOREM CONTEMPLADO COM ESTE RESUMO. FISIOLOGIA–ENDOCRINOLOGIA– NEUROCIÊNCIAENDÓCRINA (NEUROENDOCRINOLOGIA) – GENÉTICA– ENDÓCRINOPEDIATRIA E AUXOLOGIA (SUBDIVISÕES DA ENDOCRINOLOGIA): DR. CAIO JR., JOÃO SANTOS ET DRA. CAIO, HENRIQUETA VERLANGIERI.
  2. 2. A SÍNDROME METABÓLICA em seu resumo genérico é definida por uma constelação de fatores fisiológicos, bioquímicos, clínicos e metabólicos interconectados que aumentam diretamente o risco de doença cardiovascular, diabetes mellitus tipo 2 e mortalidade por todas as causas onde estiver envolvida. Iremos tratar de forma prospectica individual em diversos tópicos sendo este o nº1, e tendo ainda a resistência à insulina, a adiposidade visceral, a dislipidemia aterogênica, a disfunção endotelial, a suscetibilidade genética, a pressão arterial elevada, o estado de hipercoagulabilidade e o estresse crônico que são os diversos fatores que constituem a síndrome. Sabe-se que a inflamação crônica está associada à obesidade visceral e à resistência à insulina, que é caracterizada pela produção de adipocitocinas anormais, como o fator de necrose tumoral – alfa (α.), interleucina-1 (IL- 1), IL-6, leptina e adiponectina. A interação entre os componentes do fenótipo clínico da síndrome com seu fenótipo biológico (resistência à insulina, dislipidemia, etc.) contribui para o desenvolvimento de um estado pró-inflamatório e uma inflamação vascular crônica subclínica que modula e resulta em processos ateroscleróticos. A síndrome metabólica (SM) é um desafio clínico e de saúde pública crescente e crescente em todo o mundo, na esteira da urbanização, da ingestão excessiva de energia, do aumento da obesidade e dos hábitos de vida sedentários. Entretanto, não necessáriamente ocorrem todas as doenças ao mesmo tempo para caracterizá-la, basta pelo menos 3 caracteristicas presentes das mesmas. A síndrome metabólica (SM) confere um aumento de 5 vezes no risco de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) e 2 vezes o risco de desenvolver doença cardiovascular (DCV) nos próximos 5 a 10 anos, além disso, os pacientes com síndrome metabólica (SM) são sucetiveis de 2 a 4 vezes maior risco de acidente vascular cerebral, um aumento de 3 a 5 vezes o risco de infarto do miocárdio (MI), e 2 vezes o risco de morrer de tais eventos em comparação com aqueles sem a síndrome metabólica (SM), independentemente de história pregressa de eventos cardiovasculares, e existe um fator que aumenta a agressividade dessa doença que é o tabagismo e alcoolismo. Para sabermaisacesse: https://endocrinologya.wordpress.com/sindrome-metabolica- descontrolada-em-foco-e-uma-molestia-grave-que-abrange-uma-serie-de-doencas-muito- conhecidas-que-e-avassaladora-para-humanos/

×