Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Trabalho de Quimica
Gustavo Henrique dos Anjos
Lucas Rubortone
Aleksander Aparecido da Silva
Segundo Ano B – Azevedo Antun...
Nitrogênio
CICLO DO NITROGÊNIO E A OBTENÇÃO DA SODA CAUSTÍCA
• O nitrogênio é um dos elementos de caráter
fundamental na composição dos sistemas vivos.
• Representa 78% de todo ar atm...
consumidores conseguem o nitrogênio de forma direta ou indireta através
dos produtores. Eles aproveitam o nitrogênio que s...
Fixação: Consiste na transformação do nitrogênio gasoso em substâncias
aproveitáveis pelos seres vivos (amônia e nitrato)....
Amonificação: Parte da amônia presente no solo, é originada pelo
processo de fixação. A outra é proveniente do processo de...
Desnitrificação: As bactérias de nitrificantes (como, por
exemplo,
a Pseudomonas denitrificans), são capazes de converter ...
Hidróxido de Sódio
O hidróxido de sódio é uma base com a seguinte constituição:
NaOH.
Essa base é comercializada e muito c...
Além de
corrosivo, o hidróxido de sódio também é bastante tóxico e muito
solúvel em água, o que inclusive é uma dissolução...
O hidróxido de sódio não existe na natureza, ele é produzido
industrialmente por meio de reações de eletrólise de soluções...
Ele é largamente aplicado na indústria, na purificação de derivados
de petróleo e de óleos vegetais, na fabricação de prod...
Desde a Antiguidade o homem realiza a reação química para a produção de sabão a partir do
uso da soda cáustica, pois ela r...
Propriedades Físico-Químicas
• Estado Físico: Sólido higroscópico
• Cor: Branco leitoso
• Odor: Inodoro
• Temperatura de f...
• Toxicologia e Primeiros Socorros
O hidróxido de sódio é muito reativo e corrosivo, por isso deve ser manipulado com o má...
Inalação
A presença de borrifos de NaOH no ar pode provocar pneumonia química, a depender do tempo de
exposição e da conce...
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica

299 Aufrufe

Veröffentlicht am

Pesquisa realizada por alunos do Ensino Médio

Veröffentlicht in: Wissenschaft
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica

  1. 1. Trabalho de Quimica Gustavo Henrique dos Anjos Lucas Rubortone Aleksander Aparecido da Silva Segundo Ano B – Azevedo Antunes
  2. 2. Nitrogênio CICLO DO NITROGÊNIO E A OBTENÇÃO DA SODA CAUSTÍCA
  3. 3. • O nitrogênio é um dos elementos de caráter fundamental na composição dos sistemas vivos. • Representa 78% de todo ar atmosferico ; • Encontra-se na forma gasosa (N 2 ) muito estável
  4. 4. consumidores conseguem o nitrogênio de forma direta ou indireta através dos produtores. Eles aproveitam o nitrogênio que se encontra na forma de aminoácidos. Produtores introduzem nitrogênio na cadeia alimentar, através do aproveitamento de formas inorgânicas encontradas no meio, principalmente nitratos (NO 3 ) e amônia (NH 3 + ). O ciclo do nitrogênio pode ser dividido em algumas etapas: a adicionar texto
  5. 5. Fixação: Consiste na transformação do nitrogênio gasoso em substâncias aproveitáveis pelos seres vivos (amônia e nitrato). Os organismos responsáveis pela fixação são bactérias, retiram o nitrogênio do ar fazendo com que este reaja com o hidrogênio para formar amônia.
  6. 6. Amonificação: Parte da amônia presente no solo, é originada pelo processo de fixação. A outra é proveniente do processo de decomposição das proteínas e outros resíduos nitrogenados, contidos na matéria orgânica morta e nas excretas. Nitrificação: Decomposição ou amonificação é realizada por bactérias e fungos. É o nome dado ao processo de conversão da amônia em nitratos.
  7. 7. Desnitrificação: As bactérias de nitrificantes (como, por exemplo, a Pseudomonas denitrificans), são capazes de converter os nitratos em nitrogênios molecular, que volta a atmosfera fechando o ciclo.
  8. 8. Hidróxido de Sódio O hidróxido de sódio é uma base com a seguinte constituição: NaOH. Essa base é comercializada e muito conhecida cotidianamente como soda cáustica, pois ela é altamente corrosiva, causando queimaduras graves em todos os tecidos animais.
  9. 9. Além de corrosivo, o hidróxido de sódio também é bastante tóxico e muito solúvel em água, o que inclusive é uma dissolução que libera grande quantidade de calor, sendo um processo exotérmico. É um sólido branco, cristalino, com ponto de fusão igual a 318°C e que tem a propriedade de absorver água do ar (higroscópico), tornando-se um líquido incolor quando exposto ao ambiente por um tempo.
  10. 10. O hidróxido de sódio não existe na natureza, ele é produzido industrialmente por meio de reações de eletrólise de soluções aquosas de cloreto de sódio (NaCl – salmoura), conforme pode ser visto abaixo: 2 NaCl + 2 H 2 O →2 NaOH + H 2 ↑ + Cl 2 ↑
  11. 11. Ele é largamente aplicado na indústria, na purificação de derivados de petróleo e de óleos vegetais, na fabricação de produtos de uso doméstico (como desentupidores de pias e ralos e na remoção de sujeiras pesadas) e na preparação de produtos orgânicos (como papel, celofane, seda artificial, celulose, corantes e, principalmente, sabão).
  12. 12. Desde a Antiguidade o homem realiza a reação química para a produção de sabão a partir do uso da soda cáustica, pois ela reage com óleos e gorduras, convertendo-os em substâncias solúveis e fluídas, que são removidas pela lavagem. Na imagem abaixo o produtor de sabão está com as mãos bem protegidas, em razão do uso da soda cáustica
  13. 13. Propriedades Físico-Químicas • Estado Físico: Sólido higroscópico • Cor: Branco leitoso • Odor: Inodoro • Temperatura de fusão: 322°C • Temperatura de ebulição: 1388°C • Densidade específica: 2,13 g/cm³ • Combustível: Não • Utilização • Tratamento de efluentes (resíduos), através da mudança de pH; • Tratamento de celulose; • Detergentes e sabões; • Borrachas remanufaturadas; • Catalisador de hidrólise de nitrilas, ésteres e cloretos de acila; • Fabricação de vidros opacos; • Indústria alimentícia (correção de pH).
  14. 14. • Toxicologia e Primeiros Socorros O hidróxido de sódio é muito reativo e corrosivo, por isso deve ser manipulado com o máximo de cuidado. Seus efeitos podem ser vistos independente da via de contaminação: Ingestão A ingestão de soda cáustica é extremamente perigosa porque pode causar graves queimaduras e perfurações nos tecidos da boca, garganta, esôfago e estômago. Caso isso ocorra, não se deve ingerir nada além de grandes volumes de água; o vômito deve ser evitado (se for espontâneo, deve-se deixar as vias respiratórias desobstruídas), e o serviço médico deve ser procurado imediatamente.
  15. 15. Inalação A presença de borrifos de NaOH no ar pode provocar pneumonia química, a depender do tempo de exposição e da concentração. Com esse tipo de contaminação, o melhor a ser feito é levar a vítima para um local arejado. Se a mesma não estiver respirando, deve-se forçar reanimação e, se possível, administrar oxigênio puro. Em seguida, procurar atendimento médico. Contato com a pele Pode causar desde vermelhidão e ardência a queimaduras severas. Portanto, deve-se lavar o local atingido com água corrente e procurar serviço médico, mesmo com pequenas contaminações. Contato com os olhos O NaOH pode provocar queimaduras muito graves no tecido ocular, assim, deve-se lavar os olhos por, menos, 20 minutos com água corrente deixando as pálpebras bem abertas. Sendo imprescindível, serviço médico apropriado.

×