Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Relações interpessoais esteticismo

627 Aufrufe

Veröffentlicht am

  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Relações interpessoais esteticismo

  1. 1. Fernanda Neto 1
  2. 2. Fernanda Neto 2Quem sou Eu e quem é o Outro?Quando Pedro fala de Paulo, ficamosa saber mais acerca de Pedro ,do quede Paulo…S. Freud
  3. 3. Fernanda Neto 3
  4. 4. Fernanda Neto 4Função da Comunicação Além de servir para trocar informaçõestécnicas, a linguagem é um mecanismo deunião social, tal como catar parasitas é maisuma forma de comunicação do que um actode higiene entre os símios e que, devido àlibertação de endorfinas, os relaxa. (...) Aconversação é uma forma de catamentosocial, porque os grupos humanoscomeçaram a ser grandes demais para queconseguíssemos catar todos com quem nosdamos. (...) Mas se a linguagem falada é umcatamento social, ela não faz libertarendorfinas.
  5. 5. Fernanda Neto 5Função da Comunicação Dunbar sugere que o riso e as gargalhadas,outra característica única dos humanos,cumprem a função de libertar endorfinas.Talvez por isso passemos muito tempo atentar fazer rir os outros, como se oscatássemos à distância (...). Dá que pensar que, de cada vez que alguémtelefona a um amigo só para saber comoestá, está a passar-lhe os dedos pelo pêlo, acatá-lo". Teresa Firmino, no Mil folhas de 25-03-06 apropósito do livro A História do Homem deRobin Dunbar
  6. 6. Fernanda Neto 6A impossibilidade de nãocomunicar…PosturaGestosExpressões FaciaisSilênciosDistância InterpessoalToqueRoupa / Adornos
  7. 7. Fernanda Neto 7Barreiras à ComunicaçãoUsar linguagem que o interlocutor nãocompreendePalavras com sentido ambíguoProblemas pessoais que dificultamtratar certos temasValores e crenças pessoaisPapéis sociais desempenhadosReferir ideias ou sentimentos nãoadaptados à situação
  8. 8. Fernanda Neto 8Condições para a efectividadeda comunicação A comunicação deve ser sempre individual Quem decide o gabarito da comunicação é oreceptor Cabe ao emissor decidir o meio e o papel emque faz a comunicação Completa-se o processo quando há feed-back O objectivo da comunicação não énecessariamente concordância, mas simcompreensão
  9. 9. Fernanda Neto 9Escuta ActivaContacto Visual adequadoCapacidade de escutar conteúdosfactuais e dimensões emocionaisReformular no sentido de clarificarAbster-se de fazer juízos de valorEscutar genuinamente sem pensar naresposta até que o emissor finalize amensagemNão tentar ter a última palavra
  10. 10. Fernanda Neto 10Atitudes ComunicacionaisExploraçãoInformação OrientaçãoAvaliaçãoInterpretaçãoApoioEmpatiaMistas
  11. 11. Fernanda Neto 11Saber ser ModeloQuem não sabe prega,Quem sabe pouco ensina,Quem sabe faz.Quem foram as pessoasque mais o marcaram, na escola,faculdade, etc.?
  12. 12. Fernanda Neto 12Formas de Ser / EstarEU /OutroEUOUTROConhecido DesconhecidoConhecidoARENA PARTECEGADesconhe-cidoFACHA-DAINCONSCI-ENTE
  13. 13. Fernanda Neto 13Consciente/InconscienteComo é sabido, as pessoas nemsempre “dizem o que pensam”, etambém se suspeita que nem sempre“sabem o que pensam”. Compreendertais divergências é importante paracompreender melhor as relaçõesinterpessoais.
  14. 14. Fernanda Neto 14Como reagiria se lhe desse aescolher entre…Novos / Velhos (Idade);Homens / Mulheres (Género);Brancos /Negros (Raça);Magros /Gordos (Peso);Nacionais /Estrangeiros (País);
  15. 15. Fernanda Neto 15Componentes da Atitude Componente Cognitiva Componente Afectiva Componente Comportamental- O que fazemos quando existedissonância cognitiva?
  16. 16. Fernanda Neto 16Estereótipos Preconceitos eoutros defeitos de visão…(Teste de Associação Implícita T.A.I.https://implicit.harvard.edu/implicit/portugal/.)
  17. 17. Fernanda Neto 17Função do EstereótipoAbarcar uma realidade desconhecida;Criar um paradigma para melhor acompreender e interiorizar;Programar uma resposta que dissipe ocaos interno.
  18. 18. Fernanda Neto 18Óculos de ver pior…Fenómeno das 1asimpressões;Atenção Selectiva;Atribuições e categorizações;Confirmação da expectativa;Profecia auto - confirmatória.
  19. 19. Fernanda Neto 19O sexo das palavras…palavra dehonra! Os homens são… As mulheres são… Os jovens são… Os idosos são… Os desempregados são… Os psicólogos são… As esteticistas são… As cabeleireiras são… Os advogados são… Os políticos são… Os militares são… Os jornalistas são…
  20. 20. Fernanda Neto 20O que é o Homem?« O Homem é um animal suspenso emredes de significado que ele próprioteceu». C.Geertz…o Mundo em que vivemos não é sócomposto por árvores e rochas; é umMundo de insultos, de oportunidades,de símbolos , de posição social, detraições, de santos e de pecadores…
  21. 21. Fernanda Neto 21RelaçãoImportância de «calibrar» o Outro;Importância de provocar modificaçõesno Outro, pela mudança do nossopróprio Comportamento.
  22. 22. Fernanda Neto 22A Relação depende… AUTO-CONHECIMENTO– capacidade parareconhecer emoções e sentimentos, assimcomo os seus efeitos nos outros; Auto - confiança Auto - avaliação realista Sentido de humor
  23. 23. Fernanda Neto 23Auto- ConhecimentoConhecer as próprias emoções esentimentos e ter controlo sobre osmesmos;Conhecer as próprias limitações esobrepor-se a elas;Aprender a fluir (integrar o que nosacontece).
  24. 24. Fernanda Neto 24A Relação depende… AUTO-CONTROLO – capacidade pararedireccionar impulsos inadequados;competência para manter avaliações emsuspenso – pensar antes de agir; Integridade Adaptabilidade em relação à ambiguidade Abertura à mudança
  25. 25. Fernanda Neto 25A Relação precisa de …MOTIVAÇÃO –Capacidade deperseguir objectivos com energia epersistência,( ser resiliente) Optimismo Capacidade de tolerar a frustração Locus de controlo interno
  26. 26. Fernanda Neto 26COMPETÊNCIAS RELACIONAIS EMPATIA – Capacidade para perceber aestrutura emocional do outro ; competênciapara tratar as pessoas de acordo com osseus estados emocionais.Reconhecer necessidades e prevercomportamentos;Competência para calibrar o outro;Capacidade para perceber a « bolha» dooutro.
  27. 27. Fernanda Neto 27COMPETÊNCIA SOCIALEficácia em gerir relacionamentos –capacidade para encontrar afinidades econstruir relações harmoniosas;Eficácia em lidar com a mudança;Persuasão;Mestria em trabalhar em grupo;
  28. 28. Fernanda Neto 28Estilos de RelacionamentoInterpessoais O que são ? Como usar? Quando usar ? Limitações…
  29. 29. Fernanda Neto 29Estilos de RelacionamentoInterpessoaisPassivoAgressivoManipuladorAssertivo / Empático
  30. 30. Fernanda Neto 30Estilo PassivoAtitude de evitamento perante pessoase acontecimentos;Incapacidade para agir;Porque não se afirma, torna-seansioso;Somatizações frequentes;Medo de falhar e de decepcionar osoutros;
  31. 31. Fernanda Neto 31O passivoEvitante dos conflitos;É frequentemente explorado;Sente-se bloqueado com frequência;Receia importunar os outros;Defende mal os seus direitos legítimos;Assume frequentemente «a côr doambiente ».
  32. 32. Fernanda Neto 32Consequências desta atitudeDesenvolve ressentimentos e rancores,pois constata que é vítima deinjustiças;Estabelece má comunicação com osoutros por não se afirmar;Má utilização da energia vital;Perda de respeito por si próprio;Sofrimento emocional.
  33. 33. Fernanda Neto 33Alibis…Não quero dramatizar…É preciso deixar as pessoas àvontade…Não sou o único a lamentar-me…É preciso saber fazer concessões…Não gosto de prolongar discussõescom intervenções não construtivas…
  34. 34. Fernanda Neto 34Origem da atitude:Falsa representação da realidade queo cerca;Desvalorização das suas capacidades;Educação severa, assim comovivências de frustração;
  35. 35. Fernanda Neto 35Estilo AgressivoComportamentos de ataquerelativamente a pessoas ou aacontecimentos;Desgaste psicológico dos outros;Comportamentos de desvalorizaçãodos outros;
  36. 36. Fernanda Neto 36O agressivoO agressivo não admite que erra;Age como se fosse intocável;Ignora os direitos e os sentimentos dosoutros;O seu principal objectivo é ganhar efazer submeter os outros;Dificilmente estabelece relaçõesíntimas e de segurança.
  37. 37. Fernanda Neto 37O agressivoEm posição dominante: autoritário eintolerante;Em posição subordinada: contestaçãosistemática, hostilidade «a priori»contra tudo o que vem de cima.Em posição dominante: autoritário eintolerante;Em posição subordinada: contestaçãosistemática, hostilidade «a priori»contra tudo o que vem de cima.
  38. 38. Fernanda Neto 38Consequências desta atitudeAfastamento dos outros;Medo e submissão;Interpretação de que os outros estãoprontos para o atacar…daí a suanecessidade de ataque.
  39. 39. Fernanda Neto 39Alibis…Neste mundo é preciso um homemsaber impor-se…Prefiro ser lobo a ser cordeiro…As pessoas gostam de ser guiadas poralguém com um temperamento forte…Só os fracos e os hipersensíveis sepodem sentir agredidos…
  40. 40. Fernanda Neto 40Origem da atitudeEducação autoritária;Elevada frustração no passado;Desejo de vingança;
  41. 41. Fernanda Neto 41Estilo Manipulador É teatral, dissimula sentimentos e opiniões; É exímio em tirar partido das pessoas e dassituações; É mais fácil criar tensões do que reduzirconflitos; Fala frequentemente em «nós»; Fala «por meias palavras» não se implica; Age por interposta pessoa;
  42. 42. Fernanda Neto 42Consequências desta atitudePerda da credibilidade;Se descoberto tende a vingar-se nosoutros e se tem poder utiliza-o paraisso;Dificilmente desiste, até eleger umanova «presa»;
  43. 43. Fernanda Neto 43Alibis… Neste mundo é preciso ser esperto… Não sou o único… Não obriguei ninguém a fazer isso… A acção indirecta é mais eficaz que a face aface…
  44. 44. Fernanda Neto 44Origem desta AtitudeModelagem comportamental;Verificar que por vezes o estilo dá«resultados»;
  45. 45. Fernanda Neto 45AssertividadeAuto-AfirmaçãoCaracteriza-se por uma atitude dedefesa dos direitos próprios elegítimos, sem atentar contra osdireitos dos outros;Controlo efectivo de emoções esentimentos;Abster-se de fazer julgamentos devalor;
  46. 46. Fernanda Neto 46O Assertivo é:Auto – controlado;Não se anula;É objectivo e factual;É empático;Procura compromissos realistas;Tem relações fundadas na confiança;
  47. 47. Fernanda Neto 47Quando utilizar aAssertividadeQuando é preciso dizer algo dedesagradável a alguém;Quando se pretende pedir qualquercoisa de invulgar;Quando é preciso recusar um pedido;Quando se é criticado;Quando se pretende desmascarar umamanipulação;
  48. 48. Fernanda Neto 48Técnica da AssertividadeDescrever – de forma precisa e objectiva.Expressar – os sentimentos que a situaçãonos provocou.Especificar – uma alternativa para modificaro comportamento.Consequências – indicação dasconsequências benéficas da alternativaapresentada.
  49. 49. Fernanda Neto 49O assertivo não diz - Estás sempre a interromper o meutrabalho… - Tu és um traidor… - És um incompetente… - Só um idiota como tu é queapresenta essa solução…
  50. 50. Fernanda Neto 50Perfis orientados para aRealizaçãoDOMINANTE ( Extrovertido); COMPETENTE ( Introvertido).
  51. 51. Fernanda Neto 51DOMINANTE Visa resultados rápidos; Tende a ser impulsivo e impaciente; Tem dificuldade em assumirresponsabilidades; Não lida bem com o pormenor.
  52. 52. Fernanda Neto 52COMPETENTE Tem tendência às regras ; Evita partilhar se não está seguro; Precisa de comprovação e de rigor.
  53. 53. Fernanda Neto 53Perfis orientados para asPessoas INFLUENTE ( EXTROVERTIDO ); SEGURO ( INTROVERTIDO).
  54. 54. Fernanda Neto 54INFLUENTE Privilegia o contacto Tem tendência para descuidar opormenor Necessita de aprovação social
  55. 55. Fernanda Neto 55SEGURO É solícito e atento; É receoso; Não coopera se for «empurrado»; Precisa ganhar confiança para reagir.
  56. 56. Fernanda Neto 56Perfis / Racionalidade vsImaginação
  57. 57. Fernanda Neto 57Racionalidade Pragmáticos; Performances; Impacientes; Responsáveis; Pouca expressão emocional;
  58. 58. Fernanda Neto 58IMAGINAÇÃO Carismáticos; Por vezes têm falta de clareza; Irrealistas; Falta de rigor e de método.
  59. 59. Fernanda Neto 59Poder uma necessidadeprimária…
  60. 60. Fernanda Neto 60Poder e sedução …duasnecessidades incontornáveis!O poder como fundamento damotivação é tão antigo como aspróprias pessoas.Constitui a base de muitos comportamentos humanos,que conduz muitas vezes à perda de poder sobre si próprio…
  61. 61. Fernanda Neto 61Sedução …tão natural como asua sede…Desejo de entrar em intimidade com ooutro.Vinculação e intimidade.
  62. 62. Fernanda Neto 62Jogo PsicológicoResulta da impossibilidade de entrarem intimidade com o «outro», além danecessidade de confirmar o seu guiãode vida.Salvador PerseguidorVítima
  63. 63. Fernanda Neto 63Automatismos e perda deLiberdadeCompulsão à repetição;O sistema límbico inibe o cortical.A amígdala sinaliza o perigo de formapermanente.Está instalado o comportamentocompulsivo…sem direito a escolha.Esta , a escolha, é a maior virtude doser humano!
  64. 64. Fernanda Neto 64Mudar de vida… Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábitorepetindo todos os dias os mesmos trajectos, quem não mudade marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou nãoconversa com quem não conhece. Morre lentamente quem evita uma paixão e o seu redemoinhode emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos eos corações aos tropeços. Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infelizcom o seu trabalho, ou amor, quem não arrisca o certo peloincerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite, pelomenos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.Pablo Neruda

×