Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

A lenda das Cataratas do Iguaçu - Hardy Guedes

2.529 Aufrufe

Veröffentlicht am

Literatura infantil - Lenda indígena

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

A lenda das Cataratas do Iguaçu - Hardy Guedes

  1. 1. ._ j, 4 '_ [v . l ' ›. . _ , »v 3 m. Í Quedas _ . _ . V . , I1ustji_f'a. éã: o_7-1l[á. n§ià. _ Széliàa, j: q ' óiaçào? Leirídás', ~l¡l>àkut'-a. na. 'e_xícães “.33, . I. z. - ) 4'- » 311:' -j-'g N: : ). '_ m. - . -. -r u - . «- '. '. ¡11.I -ñah u. .s
  2. 2. . x J' zVk-*xX ' 'V Y - , - _ . -1 _. ,›, - _- ; _ A _n _ - H 17' r ai' , " * z_ , J / Zaguf/ 2.1* ». _*_ 'NW I . y “L ° í e “Tam ; . êaàç' Obs' A : Lenda . ~ das Cataratas x _ *i1 y › , , ~ “Í X / . 3" edição Hardy Guedes Ilustração Márcia. Széliga.
  3. 3. O Iguaçu pertencia a. M'Boi. - Por isso, até hoje, Áç' QP Alá" ¡: na_ . Wu. uv _ ' 4°. ¡ *meo/ dr* imitando OS 561.18 IIIOVIIIIBIIÊOS. as águas desse rio serpenteiarn à' l. ||«1l'l«k¡ 5g 7,»
  4. 4. Porque M'Boi é M'Bo1ta, bá. , o deus-serpente, $ e o Iguaçu é, também. uma enorme serpente que val ee arrastando pelo chao do Paraná. . _ - g - n Aonde M'Boi ia, o Iguaçu o acompanhava. ; - -- . É por leao que quase todos os nos “ desaguam no mar. mas o tdo-serpente, não.
  5. 5. Mas o Iguacu é um rio avesso e tem destino contrário aos demais. o traçado do Iguacu foi escolha de M'Boi e ele quis correr para o interior. '. 2 1 _›. V K5' V T0 M' - . Í ' I' , l' . LI A. ) x r y í°¡ _ . u . X V S1:: ~- , _' x. a y _à » - - , fo_ x “ ' N ç 'f - '. ; I, . & a - Ele nasce pertinho do Atlântico, no Planalto de Cmútíba. Bastarla se lançar Serra. do Mar abaixo e sem diñctlldades levaria as suas águas para o Oceano.
  6. 6. t¡ 0 deus-serpente desejava. chegar em outro mar: o de Xaraés. Era. assim que as tribos antigas chamavam o Pantanal do Mato Grosso. E foi abrindo o seu caminho. rasgando chão, arrancando mata. , alegando baixada. -^' z __ _t_ a. Ç X' xa¡ -v m_ ñ O Iguaçu tinha muito peixe -e o india Caingangue muita. fome. Índio queria peixe, mas peixe pertencia a M'Boi que era. dono do rio. Índio ia pescar, canoa virava. Perdia peixe, perdia vida.
  7. 7. Cadngangtxs resolveu fazer trato com o deus-serpente. M'Boi deixava índio pescar. Índio dava cunha para M'Boi. Todo ano, uma cunha. rm ' e V/ x . y, Gunhã. era moça. bonita. "-'>o. ~._ . Bonita. como Naipi, amaisljndadetodaatribo Caingangxxe. f# _ ; í mlãmji'
  8. 8. À¡ Mimos queriam se casar com Naipi. Eram tantos, que oe Caingangues prepararam uma. enorme festa. Nela. , os bravos guerreiros. com o oorpo pintado com as cores da alegria. . disputar-iam o amor de Naipi. E começaram es lutas e os risos e os cantos. hrobá. , um jovem forte e belo, foi o vencedor.
  9. 9. M'Boi ouviu o barulho da. festa. e quis saber o que estava. acontecendo. M'Boi viu Naipi e pediu a moça pra. ele. Mas 'Pemba havia vencido as lutas. Naipi era. de 'rarobáu Tarobá. não quis dar Naipi para o deus-serpente. M'Boi desfez trato com índio. Voltou a espantar peixe. Voltou a. virar canoa. . Voltou s. matar índio. Índio nao tinha mais peixe. Índio voltou a. sentir fome.
  10. 10. Os Caingangues se reuniram. ofereceram outras moças a M'Boi. __ v “N, M'Boi não aceitou. ' w: f* ' "'- Ofereceram outras moças a. Tarobá. f '= i5¡ '. .,4 f; Tarobá. também não aceitou. ' _ ' '¡ F Lutara por Naipi. Venoera por Naipi. ~ : à Naipl era de Tarobá. . “à , É é' : .- ' i : P7 í c' ›, ' " I . ir' ' a Iwufggi' ) a 47%¡ A fome aumentou. Os Caingangues decidiram A moça. foi levada. para a beira do Iguaçu. Índio gritou chamando M'Boi. M'Boi veio depressa. Tarobá ouviu algazann. Veio depressa também. roubar Naipi de Tarobá para entregar a M'Boi.
  11. 11. Taroba chegou primeiro. x Pegou Naipi. Fugiu mala adentro. M'Boi correu atras. rasgando chao, derrubando mam, alegando baixada. . Tarobá era guerreiro forte. Tarobá. era muito ligeiro. 'Parobé era muito esperto. , *_f_'^*11"| k ? i M'Boi é deus-serpente. É ligeiro e Inanhoso também. Por onde Taroba corria com Naipi, M'Boi fechava caminho com as aguas do Iguacu, serpenteando pra lá. e pra oa. Tarobá. , sem saída, encontrou canoa. . remou ligeiro. M'Boi foi atrás. Queria virar canoa. Queria Na. ipi. Tarobá. era bom no remo. Canoa não virava, nao. Nem mesmo o deus-serpente podia vencer Tarobá. _ _r 094m3¡ A00 . 'l Y jfIJMLlH/ x rg xl' u. 'va
  12. 12. ii" ° ' , , ' f . 11/” »ukzy . w ' MasoIguaçueradeMBoi e fazia o que ele quem. M'Boi viu um grande abismo. Se Naipi não era dele, de Tarobá. não seria. M'Boi mandou o Iguaçu se Jogar no precipício. 0 Iguacu. obediente, lançou-se imensidão abaixo, arrastando canoa com 'Parobé e NaipL Tupã viu tudo. mas nada pode fazer. Tupã é deus do trovão. M'Boi é deus-serpente, Dois deuses náo lutam entre si. 'Pupa fez do corpo de Tarobá. uma grande pedra, e o deixou lá embaixo, no grande abismo onde ele caiu, e transformou Naipi na espinna das águas. f'. A. i . »X › , rui
  13. 13. Desde entao, todos os dias, Naipi, a. espuma, procura acariciar o corpo do seu amado Tax-Obá. E toda vez que eles se encontram, nas águas das Cataratas do Iguaçu, aparece um belo arco-íris. O castigo do Iguaçu foi acabar ali, juntando-se ao rio Paraná. , tendo de correr de volta um grande caminho, em direçao ao Atlântico. / u
  14. 14. M'bo1, o deus-serpente, foi-se embora para o Mar de Xaraés e povoou a regiao de serpentes gigantes, que são as assustadoras sucurís. mv* ü. . x " . l x I". " *
  15. 15. Lendas Paranaenses Titulos desta. colecao: Naipi e Tamobá. -- A Lenda. das Cataratas do Iguacu Xakxó A Lenda. do fogo Nhanderu - A_ Lenda. do Sol e da. Lua. Curiaou o a. Gralha. Azul A Lenda das Araucárias Itacueretaba. w A Lenda. de Vila. Velha GOVERNO DO ICSTADO DIC SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO l'Nl. l) - PROGRAMA NACIONAL DO LIVRO DIDÁTICO - Sl' DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

×