Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Os 3 D's

5.933 Aufrufe

Veröffentlicht am

Veröffentlicht in: Business, Technologie
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Os 3 D's

  1. 1. Portugal Democrático OS 3 D’s
  2. 2. <ul><li>Passados os momentos de euforia do 25 de Abril e do 1.º de Maio era necessário tomar medidas com vista ao cumprimento do programa do MFA: </li></ul><ul><ul><li>Democratizar, </li></ul></ul><ul><ul><li>Descolonizar e </li></ul></ul><ul><ul><li>Desenvolver. </li></ul></ul>
  3. 3. Democratizar <ul><li>Américo Tomás, Marcelo Caetano e outros ministros foram presos e exilados; </li></ul><ul><li>O MFA nomeia a Junta de Salvação Nacional (JSN ) com os generais Spínola e Costa Gomes a encabeçar. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>MFA toma medidas imediatas: </li></ul><ul><ul><li>Extinção da polícia política </li></ul></ul><ul><ul><li>Abolição da censura </li></ul></ul><ul><ul><li>Libertação de todos os presos políticos, </li></ul></ul><ul><ul><li>Regresso dos exilados, </li></ul></ul><ul><ul><li>Autorização de novos partidos políticos e sindicatos livres, </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><li>Nomeação de um Governo Provisório (Mário Soares, Álvaro Cunhal e Francisco Sá-Carneiro…) que exige de imediato uma solução para o problema colonial. </li></ul>
  6. 6. Descolonizar <ul><li>A descolonização foi preparada através de negociações com vista à autodeterminação e independência das colónias portugueses; </li></ul><ul><li>Todas as colónias (à excepção de Macau e Timor) tornaram-se independentes nos anos a seguir à Revolução de Abril. </li></ul><ul><li>Regressam a Portugal milhares de portugueses que viviam nas colónias e receavam as consequências da independência – os retornados (gerou um aumento do desemprego). </li></ul>
  7. 7. Desenvolver <ul><li>O desenvolvimento económico foi o problema maior que os governos posteriores ao 25 de Abril tiveram de enfrentar. </li></ul><ul><li>A crise económica mundial dos anos 70 e as perturbações revolucionárias conduziram Portugal a uma situação de dependência externa – desequilíbrio das contas com o exterior, aumento das importações, empréstimos ao exterior… que só severas restrições aos salários e consumo conseguiu evitar a ruptura das finanças portuguesas. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Em 1986 Portugal aderiu à CEE beneficiando de fundos comunitários para a modernização da economia, melhoria das infra-estruturas, formação profissional, etc…sendo uma economia aberta, mas inevitavelmente dependente do exterior. </li></ul>
  9. 9. Sónia Cruz

×