Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Epoc e recuperacao

3.005 Aufrufe

Veröffentlicht am

Epoc, entenda porque lidamos com um componente tardio do EPOC. E isso tem impacto direto no processo de recuperacao de atletas.

O futebol e um esporte de alta magnitude de impactos. Sobretudo, eh um esporte onde existe a presenca de grande parte de movimentos que geram uma fase EXCENTRICA de alta magnitude. Ou seja, os movimentos do esporte possuem uma fase excentrica que provoca um alto grau de disturbios musculares e portanto rompendo a homeostase biologica. Do ponto de vista fisiologico, isso modifica a logica de recuperacao do esporte em questao. Um VEZ QUE FALAMOS de um esporte onde a grande parte dos movimentos decisivos de um atleta nao ultrapassam os 10s. Tao certo, a logica de recuperacao de u atleta nao deveria no maximo ultrapassar o limite LENTO do EPOC. Mas isso nao ocorre pois a alta carga de movimentos excentricos tais como Frenagens, SALTOS (fase excentrica), mudancas de direcao, choques, quedas, todas essas, provocam um grau significativo de lesoes mioarticulares e isso altera o pensamento sobre a questao RECUPERACAO. Quanto tempo leva seu atleta a estar recuperacao? E ai que faz-se necessario o entendimento e uma boa intervencao pratica para que nas horas subsequentes ao jogo voce saiba realmente o que fazer. Isso com certeza tera um importante aspecto na performance da sua equipe.

Veröffentlicht in: Sport
  • Loggen Sie sich ein, um Kommentare anzuzeigen.

Epoc e recuperacao

  1. 1. EPOC, RECUPERACAO POS JOGO Quanto o epoc pode influi no processo de recuperacao do atleta?
  2. 2. HIITs X TREINAMENTO CONTINUO VOLUME INTENSIDADE HIITs EPOC Continuo GASTO ENERGETICO
  3. 3. EPOC: Consumo de O2 pos-exercicio
  4. 4. EPOC: Suas causas Ressintese de ATP-CrP Restaurar Oxiemoglobina Restaurar Oximioglobina Remocao do Lactato Aumento Temperatura Turn-Over Proteico Atividade Simpatica
  5. 5. EPOC: FASES EPOC: Possui relacao direta com o gasto calorico pos exercicio. 1L.O2=5kcal Componente Rapido • Duracao pode ir entre 10s – 3min. • Presente praticamente em todos os tipos de exercicio Componente Lento • Varias horas apos o exercicio • Presente principalmente apos exercicios intensos concentrico ou continuo de longa duracao Componente Tardio (Ultralento) • Duracao pode chegar ate 48h – 60h • Presente principalmente em exercicios que possuem grande grau de movimentos excentricos, desaceleracoes, saltos, quedas, contatos.
  6. 6. EPOC: O que influi EPOC: O grau de disturbios metabolicos causados pelo exercicio possui relacao direta com a magnitude do epoc. Fase Tardia (Ultralenta) Microlesoes Teciduais Turn-Over proteico Fase Lenta Temperatura Corporal Estimulacao Simpatica Remocao Lactato Fase Rapida ATP-Crp Oxiemoglobina; Oximioglobina
  7. 7. Mecanismos Responsaveis Fase Rapida Importante: O exercicio contra resistencia (ECR), leva a deplecao parcial dos estoques de ATP e quase total de CrP (creatina fosfato) sendo a Magnitude da DEPLECAO dependente da INTENSIDADE DA CONTRACAO. ATP e CrP Processo dependente de O2 e pode ser totalmente realizado em poucos minutos Oxiemoglobina; Oximioglobina Hipotese da ligeira hipoxia venosa principalmente observada no exercicio aerobio.
  8. 8. Mecanismos Responsaveis Fase Lenta Importante: O principal fator que provoca uma magnitude mais demorada do EPOC deve estar associado ao aumento da temperatura corporal (efeitos termogenicos). Temperatura •Atividade Enzimatica Eficiencia Fosforilativa TMB •Razao ADP:O2 Respiracao Mitocondrial •ATPase mitocondrial Exercicio Contra – Resistencia = ECR 15 min. Extensao Joelho 0,55˚C – 3,2˚C (VASTO LATERAL) Permanec eu ate 60 min.
  9. 9. Mecanismos Responsaveis Fase Lenta Estimulac ao Simpato- Adrenal •Adrenalina e Noradrenalina •ß-receptores Clearance Lactato • Relacao Linear direta ao EPOC (r=0,86) Met. Energetico Alteracao do Sbstrato Energetico • Diminuicao do CHO e aumento do LIPIDIO
  10. 10. Mecanismos Responsaveis Fase Tardia Resposta Inflamatoria Movimentos Excentricos • Lesao Tecidual Temperatura Local • Ate 24h pos exercicio Turn-Over Proteico •Reacao de reparo e regeneracao (~ 48h pos)
  11. 11. EPOC sob o ponto de vista Atletico: PERFORMANCE Qual a magnitude do epoc que uma partida de futebol provoca no seu atleta? O quanto isso influencia no planejamento e ajustes das cargas de trabalho?
  12. 12. Futebol: Esporte de alto impacto PROFISSIONAIS = 60 – 70 partidas/ano. JOVENS = 50 – 60 partidas/ano.
  13. 13. Futebol: Esporte de alto impacto 300 – 400m deslocamentos laterais ou costas 600 – 1200m sprints (50-70 por jogo) 1,5 – 2,5 km (90-100% FC máx) 2,3 - 3,5 km (80-90% FC máx) 5 - 6 km (60-70% FC máx) AÇÕES DECISIVAS AÇÕES DE RECUPERAÇÃO
  14. 14. Futebol: Esporte de alto impacto AÇÕES DECISIVAS DO JOGADOR AÇÕES DE RECUPERAÇÃO
  15. 15. Futebol: Estrategias de Recuperacao  Primeiros 30 min. 1. Imersao em banheira-fria Minimiza os efeitos termogenicos e uma resposta inflamatoria aguda. 2. Ingesta de Bebidas Carboidratadas e proteinadas. Minimiza a proteolise, minimiza os efeitos simpato-adrenergicos, estimula a captcao imediata de glicose para dentro da celula. 3. Ingesta de LEITE.  Opcao de Lanche 1. 2 lanches feitos com paes de forma recheados com:  1 fatia de presento;  1 fatias de mussarela;  Pate de atum  1 folha de alface 2. Suco de Laranja
  16. 16. Nutrientes do Leite Ingredientes porcao por 100g Quantidad e (g/mg) Calorias 42 Lipidios 1g G.Saturadas 0,6g G.Monoinsaturadas 0,3g Colesterol 5mg Carboidratos 5g Acucar 5mg Proteina 3,4g Vitamina A 47 UI Vitamina B12 0,5 ug Vitamina D 1UI Magnesio 11mg Sodio 44mg Potassio 150mg
  17. 17. Futebol: Componente Tardio EPOC
  18. 18. Futebol: Componente Tardio EPOC
  19. 19. Futebol: Componente Tardio EPOC

×