Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Vendendo projetos de Drupal no Brasil - por Rafael Cichini - Drupal Camp 2013

543 Aufrufe

Veröffentlicht am

Palestra ministrada pelo Rafael Cichini na Drupal Camp São Paulo 2013. A palestra aborda o processo e argumentos de venda para implacar Drupal em grandes empresas e no governo.

Veröffentlicht in: Technologie
  • Loggen Sie sich ein, um Kommentare anzuzeigen.

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Vendendo projetos de Drupal no Brasil - por Rafael Cichini - Drupal Camp 2013

  1. 1. VENDENDOPROJETOS DE DRUPALNO BRASIL{Rafael Cichini} {19/04/2013}
  2. 2. hummm...palestra paradesenvolvedores...
  3. 3. não sou técnico !
  4. 4. então, porqueestou aqui
  5. 5. Tenho uma empresa que patrocina o evento
  6. 6. Tenho uma empresa que patrocina o eventoTrabalho com CMS desde 2001
  7. 7. Tenho uma empresa que patrocina o eventoTrabalho com CMS desde 2001Minha empresa trabalha com Drupal desde2008
  8. 8. Tenho uma empresa que patrocina o eventoTrabalho com CMS desde 2001Minha empresa trabalha com Drupal desde2008Já trabalhei em projetos com:Interwovem, Vignette, SharePoint, Mambo, Joomla, DotNetNuke,Wordpress, Liferay, Plone
  9. 9. Tenho uma empresa que patrocina o eventoTrabalho com CMS desde 2001Minha empresa trabalha com Drupal desde2008Já trabalhei em projetos com:Interwovem, Vignette, SharePoint, Mambo, Joomla, DotNetNuke,Wordpress, Liferay, PloneJá construí CMS há 10 anos atrás :)
  10. 10. Eu vim falarsó isso pravocês?
  11. 11. Eu vim falarsó isso pravocês?
  12. 12. Eu vim falarsó isso pravocês?
  13. 13. Vim, pois podemose precisamos fazermais com Drupalno Brasil
  14. 14. porqueacreditamosno Drupal...
  15. 15. porqueacreditamosno Drupal...
  16. 16. Ok! Entendi!mas...Porque falar isso paradesenvolvedores?
  17. 17. a maioria dosvendedores Drupal,são vocês,desenvolvedores.
  18. 18. O querealmentevendemos?
  19. 19. O querealmentevendemos?software?
  20. 20. O querealmentevendemos?software?plataforma?
  21. 21. O querealmentevendemos?software?plataforma?gestão deconteúdo?
  22. 22. O querealmentevendemos?software?plataforma?gestão deconteúdo?framework?
  23. 23. O querealmentevendemos?software?plataforma?gestão deconteúdo?framework?open source?
  24. 24. resolvemos problemas...
  25. 25. resolvemos umaou mais dores...
  26. 26. Sempre existepelo menos umador.
  27. 27. Na maioria dos casos,+ de uma dor.
  28. 28. Área de marketing
  29. 29. Área de marketingÁrea de internet
  30. 30. Área de marketingÁrea de internetÁrea de negócios
  31. 31. Área de marketingÁrea de internetÁrea de negóciosÁrea de atendimento ao cliente
  32. 32. Área de marketingÁrea de internetÁrea de negóciosÁrea de atendimento ao clienteÁrea de TI
  33. 33. Área de marketingÁrea de internetÁrea de negóciosÁrea de atendimento ao clienteÁrea de TIÁrea comercial
  34. 34. Área de marketingÁrea de internetÁrea de negóciosÁrea de atendimento ao clienteÁrea de TIÁrea comercial...
  35. 35. Área de marketingÁrea de internetÁrea de negóciosÁrea de atendimento ao clienteÁrea de TIÁrea comercial...
  36. 36. Diferentes áreasnas empresas...Dores diferentes
  37. 37. Barreiras maiscomuns...
  38. 38. Open Source
  39. 39. Open SourceSuporte do “fabricante”
  40. 40. Open SourceSuporte do “fabricante”Poucas “revendas” de Drupal
  41. 41. Open SourceSuporte do “fabricante”Poucas “revendas” de DrupalSolidez da “revenda”
  42. 42. Open SourceSuporte do “fabricante”Poucas “revendas” de DrupalSolidez da “revenda”Maturidade da “revenda”
  43. 43. Open SourceSuporte do “fabricante”Poucas “revendas” de DrupalSolidez da “revenda”Maturidade da “revenda”Segurança dos dados
  44. 44. Open SourceSuporte do “fabricante”Poucas “revendas” de DrupalSolidez da “revenda”Maturidade da “revenda”Segurança dos dadosEstabilidade da aplicação
  45. 45. Open SourceSuporte do “fabricante”Poucas “revendas” de DrupalSolidez da “revenda”Maturidade da “revenda”Segurança dos dadosEstabilidade da aplicaçãoEscalabilidade
  46. 46. Quais as principaisdores de clientes...
  47. 47. Agilidade em novas versões
  48. 48. Agilidade em novas versõesUm projeto vivo
  49. 49. Agilidade em novas versõesUm projeto vivoUsabilidade
  50. 50. Agilidade em novas versõesUm projeto vivoUsabilidadeCoragem para bancar o novo
  51. 51. Agilidade em novas versõesUm projeto vivoUsabilidadeCoragem para bancar o novoBrigas internas (marketing vs TI)
  52. 52. Agilidade em novas versõesUm projeto vivoUsabilidadeCoragem para bancar o novoBrigas internas (marketing vs TI)Encontrar o parceiro certopara o projeto
  53. 53. Agilidade em novas versõesUm projeto vivoUsabilidadeCoragem para bancar o novoBrigas internas (marketing vs TI)Encontrar o parceiro certopara o projeto...
  54. 54. Funcionalidades
  55. 55. FuncionalidadesCusto
  56. 56. FuncionalidadesCustoMinimizar a qualidade de outrassoluções
  57. 57. FuncionalidadesCustoMinimizar a qualidade de outrassoluçõesMuita defesa ao Open Source
  58. 58. “A chave para osucesso não está nacapacidade técnica,esta na capacidade deganhar a confiança dosclientes.”The Trusted AdvisorAfirmam os mundialmente renomados
  59. 59. Como adquirirconfiança do cliente?
  60. 60. Credibilidade
  61. 61. CredibilidadeConfiança
  62. 62. CredibilidadeConfiançaIntimidade
  63. 63. CredibilidadeConfiançaIntimidadeAuto-orientação
  64. 64. CredibilidadeConfiançaIntimidadeAuto-orientaçãoTransparência
  65. 65. Credibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  66. 66. Não mintaCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  67. 67. Não mintaNão exagereCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  68. 68. Não mintaNão exagereFale com expressãoCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  69. 69. Não mintaNão exagereFale com expressãoUse linguagem corporalCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  70. 70. Não mintaNão exagereFale com expressãoUse linguagem corporalContato visualCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  71. 71. Não mintaNão exagereFale com expressãoUse linguagem corporalContato visualAlcance vocalCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  72. 72. Não mintaNão exagereFale com expressãoUse linguagem corporalContato visualAlcance vocalMostre para o cliente que temdomínio do assunto CMS e não sóDrupalCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  73. 73. Credibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  74. 74. Vem com uma sequência de promessase ações...Credibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  75. 75. Vem com uma sequência de promessase ações...Cumpra o prometido desde oprocesso de venda!Credibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  76. 76. Credibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  77. 77. O vínculo emocionalCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  78. 78. O vínculo emocionalCapacidade / Abertura para fazerperguntas que outros não fizeramCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  79. 79. Credibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  80. 80. Ouvir o cliente antesCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  81. 81. Ouvir o cliente antesExistem várias maneiras de levar paraa solução correta sem insultar ainteligência do cliente.Credibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  82. 82. Credibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  83. 83. Não esconda suas limitaçõesCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  84. 84. Não esconda suas limitaçõesAs limitações da sua empresaCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  85. 85. Não esconda suas limitaçõesAs limitações da sua empresaNão tente vender perfeiçãoCredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  86. 86. Não esconda suas limitaçõesAs limitações da sua empresaNão tente vender perfeiçãoSeja honesto e TRANSPARENTECredibilidade | Confiança | Intimidade | Auto-Orientação | Transparência
  87. 87. Tente se concentrar em melhorarvendendo a si mesmo, vendendoa sua empresa, ao invés devender somente o produto /serviço.
  88. 88. Nem toda batalha se pode sairvencedor.
  89. 89. Nem toda batalha se pode sairvencedor.Nem toda empresa quer arriscare mudar seu legado.
  90. 90. Nem toda batalha se pode sairvencedor.Nem toda empresa quer arriscare mudar seu legado.É preciso entender quandodesistir do negócio e seguir parauma nova venda.
  91. 91. As empresas já sabempedir Sharepoint,Wordpress, Vignette...precisamos ensinar apedirem Drupal.
  92. 92. Precisamos "vender"mais Drupal.
  93. 93. Gerar demanda direta do clientepor Drupal!O cliente tem que pedir Drupal!
  94. 94. Trazer possíveis clientes para o eventos DrupalFalar menos “techneis”+ Empresas de Drupal+ Cases de grande expressãoDivulgação dos cases
  95. 95. Rafael Cichinirafael@justdigital.com.br
  96. 96. Rafael Cichinirafael@justdigital.com.br

×