SlideShare ist ein Scribd-Unternehmen logo
1 von 25
Downloaden Sie, um offline zu lesen
Pesquisa de Mercado
ROTEIRO PARA DESENVOLVIMENTO EM
PROJETO EXPERIMENTAL
Material preparado pela
Profa. Juliana P. Chacon Humphreys
Bibliografia de referência:
SAMARA, Beatriz dos Santos. BARROS, José Carlos de. Pesquisa
de Marketing: conceitos e metodologia. São Paulo: Pearson
Prentice Hall, 2007.
SOLOMON, Michael R. O Comportamento do Consumidor –
comprando, possuindoe sendo. São Paulo: Bookman, 2010.
Etapas do projeto de
pesquisa em Projeto
Experimental
1.
2.
3.
Objetivo Primário da Pesquisa
Objetivos Secundários da Pesquisa
Público-Alvo da Pesquisa
4.
5.
6.
Metodologia de Pesquisa
Método de Coleta de Dados
Amostra da Pesquisa
7.
8.
9.
Cronograma de Pesquisa
Formulário de Coleta de Dados
Tabulação e Gráficos
10.
11.
Apresentação dos resultados (Análise)
Recomendações ao cliente
Essas etapas deverão
constar em todos os
Projetos Experimentais
A Pesquisa de Mercado em
Projeto Experimental
! A Pesquisa de Mercado em Projeto Experimental é desenvolvida para
auxiliar o desenvolvimento das análises (pré-planejamento). As duas
fases do projeto acontecem ao mesmo tempo e a agência deve
buscar se planejar para que elas possam se complementar de forma
coerente.
! Apesar da natureza da pesquisa de mercado permitir a busca de
todos os tipos de informação, em Projeto Experimental ela deverá
estar focada na busca por informações referentes aos consumidores.
As dificuldades da análise dos
consumidores em Projeto
Experimental
 Geralmente as equipes de trabalho conseguem obter e gerenciar fontes de informação
para quase todas as áreas de análise exigidas no projeto: o cliente e sua marca, a
concorrência e a comunicação, sendo as informações sobre os consumidores o
calcanhar de Aquiles dessa etapa do Projeto Experimental.
 Alguns questionamentos sobre os consumidores são recorrentes e, via de regra,
os clientes não conseguem respondê-los, o que dificulta nosso conhecimento
profundo sobre o tema.
 Conhecer os consumidores é importante porque, partindo dessas informações,
planejaremos uma campanha de comunicação e extrairemos do público consumidor
um público-alvo relevante para a campanhadocliente.
Pesquisa de comportamento do
consumidor
 Portanto, a Pesquisa de Mercado em Projeto Experimental
deverá buscar conhecer o consumidor e sua relação com os
4 P`s do Composto de Marketing
 Abaixo,uma pequena síntese de como devemos pensar a busca
de informação em relação ao consumidor em Projeto Experimental:
P e r f i s d e m o g r á f i c o ,
psicográfico, comportamental
e de percepção.
Relação do consumidor com
os 4 P`s: Produto, Preço,
Praça, Promoção.
Percepção do consumidor em
relação ao com posto d
e marketing dos concorrentes.
CONCORRENTES
COMPOSTO DE
MARKETING
CONSUMIDOR
PERFIL DO
CONSUMIDOR
Questionamentos
consumidores
sobre os
 Dados demográficos
Dados Psicográficos
Grau de Conhecimentodo cliente em relação ao consumidor
Diferenças entre decisores, influenciadores, compradores e
usuários
Razões de compra
Razões de não compra
Hábitos e formas de uso
Volume e Frequência de Compra
Relacionamento coma marca
Relacionamento com os concorrentes
Outras informações relevantes
Essas são as questões que
devemos buscar reponder em
nossa análise (pré-
planejamento).
Questionamentos presentes no
roteiro de desenvolvimento
sobre a análise do consumidor.










Organização dos questionamentos
Para facilitar a visualização das infor mações necessárias sobre os
consumidores organizamos essas informações
podem ser aplicadas na pesquisa.
em áreas de abordagem que
• Grau de conhecimentodo cliente em relação ao consumidor
• Outras informações relevantes
PERFIL DO CONSUMIDOR
• Dados demográficos
• Dados Psicográficos
• Diferenças entre decisores,
influenciadores, compradores e
usuários
• Relacionamento coma marca
• Outras informações relevantes
COMPOSTO DE MARKETING
• Razões de compra
• Razões de não compra
• Hábitos e formas de uso
• Volume e Frequência de
Compra
CONCORRENTES
• Relacionamento com
os concorrentes
Proposta de objetivosde
pesquisapara o Projeto
Experimental
 Para facilitar o trabalho das equipes, os orientadores propõem alguns objetivos de estudo que
podem ser úteis na busca de informação sobre os consumidores.
 Estes objetivos estão divididos entre as áreas apresentadas anteriormente.
 As equipes podem selecionar um ou mais objetivos para a pesquisa, de acordo com a
necessidadede informação do estudo.
Objetivos para o campo
perfil do consumidor
Traçar perfil demográfico do consumidor.
Traçar perfil psicográfico do consumidor, detectando hábitos de lazer, estilo de
vida, grupos aos quais pertence, influência exercida pelo grupo e percepção
em relação ao consumo do produto.
Determinar perfil de consumode mídia.
Detectar papéis exercidos no processo de compra do produto (ou da
categoria).
Conhecer hábitos e atitudes do consumidor em relação ao produto,
delimitando período de compra, formas de uso, processo de decisão
de compra.
Estabelecer índice de aceitação do produto junto ao público consumidor.
Estabelecer preferências de consumo do produto (ou da categoria) junto ao
público consumidor.
Traçar percepção de marca.
Conhecer índice de lembrança de marca da categoria.
Para construir os objetivos da pesquisa as equipes podem combinar um ou
mais dos exemplos citados ou, ainda, criar novos objetivos a partir desses.
Lembrem sempre que no objetivo o nome do cliente deve ser citado
explicitamente.
 PERFIL DO CONSUMIDOR
• Dados demográficos
• Dados Psicográficos
• Diferenças entre
decisores,
influenciadores,
compradores e usuários
• Relacionamento com a
marca
• Outras informações
relevantes
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Objetivos para o campo
composto de marketing
Determinar razões de compra e nãocompra do produto (ouda categoria).
Determinar volume e frequência de compra.
Pesquisar satisfação do consumidor em relação ao PDV.
Estabelecer os fatores que determinam o processo de compra: preço, ponto
de venda, durabilidade, benefícios e atributos do produto, embalagem, etc.
Estabelecer eficiência da comunicação e índice de lembrança de marca.
Avaliar percepção e eficiência de logotipia.
Avaliar satisfação com o pós-venda.
Para construir os objetivos da pesquisa as equipes podem combinar um ou
mais dos exemplos citados ou, ainda, criar novos objetivos a partir desses.
Lembrem sempre que no objetivo o nome do cliente deve ser citado
explicitamente.
COMPOSTO DE MARKETING
• Razões de compra
• Razões de não compra
• Hábitos e formas de
uso
• Volume e Frequência
de Compra
1
2
3
4
5
6
7
Objetivos para
concorrentes
o campo
Todos os objetivos apresentados anteriormente podem ser extrapolados para o
estudo da concorrência.
Para construir os objetivos da pesquisa as equipes podem combinar um ou
mais dos exemplos citados ou, ainda, criar novos objetivos a partir desses.
Lembrem sempre que no objetivo o nome do cliente deve ser citado
explicitamente.
CONCORRENTES
• Relacionamento com
os concorrentes
1
Utilização dos exemplos para a
confecção do objetivo primário
de pesquisa.
 Supondo que uma agência está atendendo uma empresa produtora de shampoo e necessite de
informações sobre o processo de decisão de compra, hábitos de uso do produto e que, além disso,
não tenha conhecimentosobre o perfil exato do consumidor.
 Nesse caso a agênciateria de unir mais de um exemplo para formar o texto do objetivo.
Por exemplo: O objetivo primário da pesquisa é traçar o perfil demográfico do consumidor de
shampoo, determinando o processo de compra do produto além de conhecer as formas de
uso adotadas pelo público consumidor.
 Reparem que para construir esse objetivo, unimos três objetivos citados anteriormente.
Objetivos secundários
 Os objetivos secundários podem ser encarados como todas as informações que
precisam ser coletadas para respondermos o objetivo primário.
 Os objetivos secundários também nos auxiliam na construção do formulário
de coleta de dados, visto que podemos utilizá-los como uma lista a ser seguida
na elaboração das perguntas.
 Assim, cada objetivo deverá gerar uma ou mais perguntas.
Exemplo de construção dos
objetivos secundários
Objetivo Primário
O objetivo primário da pesquisa é traçar o perfil demográfico do consumidor de shampoo, determinando
o processo de compra do produto além de conhecer as formas de uso adotadas pelo público consumidor.
Objetivos Secundários
Conhecer formas de uso
•Frequência de uso
•Novos usos propostos
•Facilidade de manuseio
•Percepção quanto ao
manuseio
Determinar processo de
compra
•Influenciadores de compra
• Decisores de compra
• Marcas pesquisadas
• Preferência por PDV
•Percepção sobre preço
Traçar Perfil demográficodo
consumidor
•Idade
•Sexo
•Escolaridade
•Classe social
•Residência
Público-alvo da pesquisa
 Nessa etapa as equipes devem delimitar qual será o perfil dos entrevistados.
 O público-alvo da pesquisa é diferente do público-alvo da campanha e é
diferente, também,de público consumidor.
 Alguns estudos permitem um universo amplo, mas na maioria dos casos
precisamos fechar o universo para garantir não só um maior controle da amostra,
como, também, resultados mais expressivos para os objetivos do estudo.
 Por exemplo: se estamos produzindo um estudo que busca informações sobre
o processo de compra de brinquedos para crianças entre 5 e 8 anos, devemos
estabalecer o seguinte público-alvo:
Público-alvo da pesquisa: Homense Mulheres, de 25 a 40 anos, que tenham filhos
entre 5 e 8 anos, na cidade de São Paulo.
 Percebam que eliminamos do público-alvo da pesquisa todos os outros
compradores desse tipo de brinquedo que, eventualmente, não se encaixam nesse
perfil.
 Quando inserimos no perfil do público-alvo da pesquisa a classe social, é
necessário aplicar e computar o questionário de Critério Brasil (ABIPEME), antes de
seguirmos entrevistando a pessoa em questão. Assim, uma amostra que exija uma
pessoa da classe A, não poderá contar com um entrevistado da classe B ou C, por
exemplo.
Metodologia de Pesquisa
 No Projeto Experimental as metodologias de pesquisa são um reflexo
do mercado.
 As equipes podem desenvolver estudos Quantitativos ou Qualitativos,
dependendo da necessidade de informação e da indicação do
orientador.
 No entanto, a metodologia mais utilizada em Projeto Experimental é a
Quantitativa, para a qual, inclusive, esse roteiro se aplica.
 Portanto, para a maioria dos projetos temos:
Metodologia de Pesquisa: Quantitativa (Estudos Descritivos Estatísticos).
Método de coleta de dados
Em Projeto Experimental temos alguns métodos de coleta de dados
mais comumente utilizados pelas equipes:
COLETA VIA E-MAIL
Esse método é o mais trabalhoso e o
menos efetivo de todos, pois exige
muita atenção na construção das
perguntas e um relacionamento
com os entrevistados de forma a
garantir o preenchimento
da pesquisa. No entanto, nos casos
em que os clientes são B2B ou
fazem parte de pequenos nichos ou
negócios, a pesquisa por e-mail
pode ser o único método possível.
Esse método deve ser autorizado
pelo orientador.
COLETA PESSOAL –
(esse é o método mais
utilizado)
Esse método apesar de
parecer mais trabalhoso é
mais rápido e o único que
permite o controle do prazo
de execuçãopelas equipes.
COLETA VIA REDES SOCIAIS
Esse método é permitido. No entanto
ele não se aplica a todos os clientes.
Portanto, a utilização das redes sociais
para aplicação total ou parcial dos
formulários deve ser autorizada pelo
orientador. Apesar de parecer mais
fácil , es se m é tod o exige uma
administração muito intensa por parte
das equipes e o seu prazo de
execução não pode ser controlado,
visto que dependemos da disposição
d a s p e s s o a s p a r a c o m nosso
formulário. Mesmo assim, alguns
clientes exigem a utilização de redes
sociais.
Amostra da pesquisa
 Todas as equipes de Projeto Experimental deverão trabalhar com uma
amostra composta por 196 elementos.
 Trata-se de uma amostra minimamente confiável em termos de margem
de segurança (95%) e desvio padrão (7%).
 As equipes que estiverem trabalhando com clientes que não permitam
essa amostra deverão fechar com o orientador os parâmetros a serem
seguidos.
 Pesquisas qualitativas não trabalham com amostras.
 AMOSTRA: 196
Cronograma da pesquisa
 Toda equipe deve elaborar um cronograma de aplicação da pesquisa.
 Devemos lembar que os locais de aplicação influenciam no resultado do estudo.
Quando aplicamos os questionários todos no mesmo local ou com pouca
variação, estamos trabalhando com uma “amostra viciada”, ou seja, pessoas
com o mesmo perfil e com os mesmo hábitos que muitas vezes não representam o
universo diversificado dos consumidores de um produto. Exceção se faz aos
casos nos quais o estudo exige restrição de amostra e de localidade.
A seguir um exemplo:
DATA LOCAL N• QUESTIONÁRIOS ENTREVISTADOR
6 de abril (sexta) Metrô Santa Cruz 30 Luciana
7 de abril (sábado) Parque Água Branca 46 João
9 de abril (segunda) Avenida Paulista 30 Amanda
10 de abril (terça) Academia Gym 30 Paulo
10 de abril (terça) Metrô Barra Funda 30 Carlos
12 de abril (quinta) Teatro da Vila 20 Amanda
6 de abril a 15 de abril Facebook 30 -----------
Formulário de coleta de dados
(questionário)
 O questionário deve ser construído segundo os itens dos objetivos secundários.
 Um bom questionáriode pesquisa utiliza as técnicas de perguntas, mesclando os
diferentes tipos de perguntas.
 Utilizando correntamente essas técnicas é possívelextrair da entrevista todo tipo de
informação, incluindo dados subjetivos.
Tabulação e Gráficos
 As tabelas construídas paraa tabulação dos dados não precisam constar do trabalho
que será enrega, mas precisam ser apresentadas ao professor durante as orientações.
As tabelas permitem a correção da tabulação.
 Os gráficos construídos podem ser apresentados nos infográficos, abordadosa seguir.
Paraa construção do questinárioe realização da tabulação indicamos o livro:
SAMARA, Beatriz dos Santos. BARROS, José Carlos de. Pesquisa de Marketing: conceitos e metodologia.
São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.
Apresentação dos resultados,
(análise)
 Essa é uma das etapas mais importantes do projeto de pesquisa, pois é
nesse momentoque apresentaremos os resultados obtidos com o estudo.
 Utilizem recursos visuais interessantes, privilegiem o tamanho dos gráficos
(que não devem ser muito grandes nem muito pequenos), utilizem ícones
e cores. Pensem em como fechar o projeto da forma mais “vendedora” e
atraente possível.
 No sistema de infográficos, devemos associar a um gráfico ou a um
grupo de gráficos sobre o mesmo tema, um pequeno texto que
apresente um olhar interpretativo ao assunto, ou seja, que apresente a
visão do profissional ao que está sendo mostrado pelos dados dos gráficos.
 Quando bem elaborados, os infográficos substituem muito bem o antigo
texto analítico e esse formato deve ser privilegiado no Projeto Experimental,
exceto quando o orientador indicar o contrário.
Os inforgráficos utilizam
r e c u r s o s v i s u a i s
associados a dados
estatísticos e outras
infor mações para apr
esentar um tema
específico.
Exemplo de Infográfico
Exemplo retirado de:
http://andersonalves.co/post/1-infograficos-sobre-midias-sociais/
Exemplo de Infográfico
Exemplo retirado de:
http://myhubcoworking.com/coworking/infografico-coworking-em-numeros/
Exemplo de Infográfico
Exemplo retirado de:
http://youpix.com.br/viral-2/infografico-as-eleicoes-segundo-
o-facebook/
Recomendações ao cliente
 As equipes devem encerrar o estudo sobre os consumidores com uma série
de recomendações ao cliente.
 A partir do momento em que temos em mãos informações valiosas sobre o
público podemos indicar ações de comunicação, compra de mídia,
estratégias d mercado, reavaliação de processos e assim por diante. Podemos
inclusive, propor lançamentos ou alterações de produto, mesmo que isso não
possa ser utilizado
 Vale ressaltar que as recomendações feitas nessa etapa deverão estar alinhadas
com as propostas de comunicação que a agência fará na próxima etapa,
caso contrário, o trabalho ficará inconsistente.
 Evitem ficar no lugar comum das recomendações. Utilizem as informações que
conseguiram para propor tópicos realmente relevantes para o cliente e para o
Projeto Experimental
LEIAM E CONHEÇAM OS RESULTADOS QUE VOCÊS OBTIVERAM COM O ESTUDO REALIZADO.
ESSA É A CHAVE PARA UM BOM APROVEITAMENTO DA PESQUISA DE MERCADO.

Weitere ähnliche Inhalte

Was ist angesagt?

Roteiro midia prex ii
Roteiro midia prex iiRoteiro midia prex ii
Roteiro midia prex iipablonaba
 
Prexii etapa 5 criacao
Prexii etapa 5 criacaoPrexii etapa 5 criacao
Prexii etapa 5 criacaopablonaba
 
Prex i etapa 2_roteiro_análises_2015
Prex i etapa 2_roteiro_análises_2015Prex i etapa 2_roteiro_análises_2015
Prex i etapa 2_roteiro_análises_2015Uninove - Santo Amaro
 
Planejamentopassoapasso
PlanejamentopassoapassoPlanejamentopassoapasso
PlanejamentopassoapassoLuiz Henrique
 
Prex i etapa 4_roteiro_decisõesestratégicas_2015
Prex i etapa 4_roteiro_decisõesestratégicas_2015Prex i etapa 4_roteiro_decisõesestratégicas_2015
Prex i etapa 4_roteiro_decisõesestratégicas_2015Uninove - Santo Amaro
 
E book-planode marketing-quarteldigital
E book-planode marketing-quarteldigitalE book-planode marketing-quarteldigital
E book-planode marketing-quarteldigitalWeber Rangel
 
Prex i etapa 1_roteiro_briefing_2015
Prex i etapa 1_roteiro_briefing_2015Prex i etapa 1_roteiro_briefing_2015
Prex i etapa 1_roteiro_briefing_2015Uninove - Santo Amaro
 
Aula8 - Plano de Marketing
Aula8 - Plano de MarketingAula8 - Plano de Marketing
Aula8 - Plano de MarketingPablo Torres
 
03 Planejamento De Prop
03 Planejamento De Prop03 Planejamento De Prop
03 Planejamento De Proplia.lvo
 
Prexii etapa 4 roteiro planejamento comintegrada 2016
Prexii etapa 4 roteiro planejamento comintegrada 2016Prexii etapa 4 roteiro planejamento comintegrada 2016
Prexii etapa 4 roteiro planejamento comintegrada 2016pablonaba
 
Análise de mercado: técnicas e procedimentos
Análise de mercado: técnicas e procedimentosAnálise de mercado: técnicas e procedimentos
Análise de mercado: técnicas e procedimentosGuilherme Carvalho
 
Projeto campanha responsável módulo gestão e mercado 2016-02
Projeto campanha responsável   módulo gestão e mercado 2016-02Projeto campanha responsável   módulo gestão e mercado 2016-02
Projeto campanha responsável módulo gestão e mercado 2016-02pablonaba
 
Modelo de estrutura de plano de marketing
Modelo de estrutura de plano de marketingModelo de estrutura de plano de marketing
Modelo de estrutura de plano de marketingFelipe Correa de Mello
 
Revisao av2 pesquisa de mercado
Revisao av2   pesquisa de mercadoRevisao av2   pesquisa de mercado
Revisao av2 pesquisa de mercadokatiagomide
 

Was ist angesagt? (15)

Roteiro midia prex ii
Roteiro midia prex iiRoteiro midia prex ii
Roteiro midia prex ii
 
Prexii etapa 5 criacao
Prexii etapa 5 criacaoPrexii etapa 5 criacao
Prexii etapa 5 criacao
 
Prex i etapa 2_roteiro_análises_2015
Prex i etapa 2_roteiro_análises_2015Prex i etapa 2_roteiro_análises_2015
Prex i etapa 2_roteiro_análises_2015
 
Planejamentopassoapasso
PlanejamentopassoapassoPlanejamentopassoapasso
Planejamentopassoapasso
 
Prex i etapa 4_roteiro_decisõesestratégicas_2015
Prex i etapa 4_roteiro_decisõesestratégicas_2015Prex i etapa 4_roteiro_decisõesestratégicas_2015
Prex i etapa 4_roteiro_decisõesestratégicas_2015
 
E book-planode marketing-quarteldigital
E book-planode marketing-quarteldigitalE book-planode marketing-quarteldigital
E book-planode marketing-quarteldigital
 
Prex i etapa 1_roteiro_briefing_2015
Prex i etapa 1_roteiro_briefing_2015Prex i etapa 1_roteiro_briefing_2015
Prex i etapa 1_roteiro_briefing_2015
 
Aula8 - Plano de Marketing
Aula8 - Plano de MarketingAula8 - Plano de Marketing
Aula8 - Plano de Marketing
 
03 Planejamento De Prop
03 Planejamento De Prop03 Planejamento De Prop
03 Planejamento De Prop
 
Prexii etapa 4 roteiro planejamento comintegrada 2016
Prexii etapa 4 roteiro planejamento comintegrada 2016Prexii etapa 4 roteiro planejamento comintegrada 2016
Prexii etapa 4 roteiro planejamento comintegrada 2016
 
Análise de mercado: técnicas e procedimentos
Análise de mercado: técnicas e procedimentosAnálise de mercado: técnicas e procedimentos
Análise de mercado: técnicas e procedimentos
 
Projeto campanha responsável módulo gestão e mercado 2016-02
Projeto campanha responsável   módulo gestão e mercado 2016-02Projeto campanha responsável   módulo gestão e mercado 2016-02
Projeto campanha responsável módulo gestão e mercado 2016-02
 
Modelo de estrutura de plano de marketing
Modelo de estrutura de plano de marketingModelo de estrutura de plano de marketing
Modelo de estrutura de plano de marketing
 
Apresentação pesquisa de mercado
Apresentação pesquisa de mercadoApresentação pesquisa de mercado
Apresentação pesquisa de mercado
 
Revisao av2 pesquisa de mercado
Revisao av2   pesquisa de mercadoRevisao av2   pesquisa de mercado
Revisao av2 pesquisa de mercado
 

Andere mochten auch

Guia prexi 2016-02
Guia prexi 2016-02Guia prexi 2016-02
Guia prexi 2016-02pablonaba
 
Prex i cronograma 2016
Prex i cronograma 2016Prex i cronograma 2016
Prex i cronograma 2016pablonaba
 
Lista de clientes restritos 2016 2
Lista de clientes restritos 2016 2Lista de clientes restritos 2016 2
Lista de clientes restritos 2016 2pablonaba
 
Prex ii roteirode mídia_2016
Prex ii roteirode mídia_2016Prex ii roteirode mídia_2016
Prex ii roteirode mídia_2016pablonaba
 
Empresa colaboradora 2016 01
Empresa colaboradora 2016 01Empresa colaboradora 2016 01
Empresa colaboradora 2016 01pablonaba
 
Prexii roteirode comunicaçãointegrada_2016
Prexii roteirode comunicaçãointegrada_2016Prexii roteirode comunicaçãointegrada_2016
Prexii roteirode comunicaçãointegrada_2016pablonaba
 
Guia prexii 2016 02
Guia prexii 2016 02Guia prexii 2016 02
Guia prexii 2016 02pablonaba
 
Prexii roteirode criação_2016
Prexii roteirode criação_2016Prexii roteirode criação_2016
Prexii roteirode criação_2016pablonaba
 
Rodizio de atendimento 7 a memorial noturno
Rodizio de atendimento 7 a memorial noturnoRodizio de atendimento 7 a memorial noturno
Rodizio de atendimento 7 a memorial noturnopablonaba
 
Guia projeto discente 6 semestre 2016 01
Guia   projeto discente 6 semestre 2016 01Guia   projeto discente 6 semestre 2016 01
Guia projeto discente 6 semestre 2016 01pablonaba
 
Projeto jogos lúdicos 2016 01
Projeto jogos lúdicos 2016 01Projeto jogos lúdicos 2016 01
Projeto jogos lúdicos 2016 01pablonaba
 
Prex ii cronograma 2016
Prex ii cronograma 2016Prex ii cronograma 2016
Prex ii cronograma 2016pablonaba
 
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIAA PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIACharlayne Primo
 
A marca dentro da marca
A marca dentro da marcaA marca dentro da marca
A marca dentro da marcaLuci Bonini
 
Rodizio de atendimento 7 b memorial noturno
Rodizio de atendimento 7 b memorial noturnoRodizio de atendimento 7 b memorial noturno
Rodizio de atendimento 7 b memorial noturnopablonaba
 
Rodízio atendimento 7a1_mm
Rodízio atendimento 7a1_mmRodízio atendimento 7a1_mm
Rodízio atendimento 7a1_mmpablonaba
 
Guia projeto discente comunicação e história - 2016-2 - v2
Guia projeto discente   comunicação e história - 2016-2 - v2Guia projeto discente   comunicação e história - 2016-2 - v2
Guia projeto discente comunicação e história - 2016-2 - v2pablonaba
 
Prexii termo cessao_direitosautorais_2016
Prexii termo cessao_direitosautorais_2016Prexii termo cessao_direitosautorais_2016
Prexii termo cessao_direitosautorais_2016pablonaba
 

Andere mochten auch (20)

Guia prexi 2016-02
Guia prexi 2016-02Guia prexi 2016-02
Guia prexi 2016-02
 
Prex i cronograma 2016
Prex i cronograma 2016Prex i cronograma 2016
Prex i cronograma 2016
 
Lista de clientes restritos 2016 2
Lista de clientes restritos 2016 2Lista de clientes restritos 2016 2
Lista de clientes restritos 2016 2
 
Prex ii roteirode mídia_2016
Prex ii roteirode mídia_2016Prex ii roteirode mídia_2016
Prex ii roteirode mídia_2016
 
Empresa colaboradora 2016 01
Empresa colaboradora 2016 01Empresa colaboradora 2016 01
Empresa colaboradora 2016 01
 
Prexii roteirode comunicaçãointegrada_2016
Prexii roteirode comunicaçãointegrada_2016Prexii roteirode comunicaçãointegrada_2016
Prexii roteirode comunicaçãointegrada_2016
 
Guia prexii 2016 02
Guia prexii 2016 02Guia prexii 2016 02
Guia prexii 2016 02
 
Prexii roteirode criação_2016
Prexii roteirode criação_2016Prexii roteirode criação_2016
Prexii roteirode criação_2016
 
Rodizio de atendimento 7 a memorial noturno
Rodizio de atendimento 7 a memorial noturnoRodizio de atendimento 7 a memorial noturno
Rodizio de atendimento 7 a memorial noturno
 
Guia projeto discente 6 semestre 2016 01
Guia   projeto discente 6 semestre 2016 01Guia   projeto discente 6 semestre 2016 01
Guia projeto discente 6 semestre 2016 01
 
Projeto jogos lúdicos 2016 01
Projeto jogos lúdicos 2016 01Projeto jogos lúdicos 2016 01
Projeto jogos lúdicos 2016 01
 
Prex ii cronograma 2016
Prex ii cronograma 2016Prex ii cronograma 2016
Prex ii cronograma 2016
 
Perfil Psicográfico
Perfil PsicográficoPerfil Psicográfico
Perfil Psicográfico
 
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIAA PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
 
A marca dentro da marca
A marca dentro da marcaA marca dentro da marca
A marca dentro da marca
 
Rodizio de atendimento 7 b memorial noturno
Rodizio de atendimento 7 b memorial noturnoRodizio de atendimento 7 b memorial noturno
Rodizio de atendimento 7 b memorial noturno
 
Guia prexii 2015
Guia prexii 2015Guia prexii 2015
Guia prexii 2015
 
Rodízio atendimento 7a1_mm
Rodízio atendimento 7a1_mmRodízio atendimento 7a1_mm
Rodízio atendimento 7a1_mm
 
Guia projeto discente comunicação e história - 2016-2 - v2
Guia projeto discente   comunicação e história - 2016-2 - v2Guia projeto discente   comunicação e história - 2016-2 - v2
Guia projeto discente comunicação e história - 2016-2 - v2
 
Prexii termo cessao_direitosautorais_2016
Prexii termo cessao_direitosautorais_2016Prexii termo cessao_direitosautorais_2016
Prexii termo cessao_direitosautorais_2016
 

Ähnlich wie Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016

Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2015
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2015Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2015
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2015pablonaba
 
Slides do livro: Pesquisa de Marketing
Slides do livro: Pesquisa de MarketingSlides do livro: Pesquisa de Marketing
Slides do livro: Pesquisa de MarketingDaniela Carvalho
 
Pesquisa de mercado
Pesquisa de mercadoPesquisa de mercado
Pesquisa de mercadoRute1311
 
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptxPesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptxJHONATANBARBOSA10
 
Tipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
Tipos e Métodos de Pesquisa de MercadoTipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
Tipos e Métodos de Pesquisa de MercadoCésar William
 
Tecnicas de Pesquisa de Mercado - Aula 3 - Briefing, Tipos e Fontes de Pesqui...
Tecnicas de Pesquisa de Mercado - Aula 3 - Briefing, Tipos e Fontes de Pesqui...Tecnicas de Pesquisa de Mercado - Aula 3 - Briefing, Tipos e Fontes de Pesqui...
Tecnicas de Pesquisa de Mercado - Aula 3 - Briefing, Tipos e Fontes de Pesqui...Ueliton da Costa Leonidio
 
A construção de marcas líderes uma oportunidade para o mercado de café
A construção de marcas líderes uma oportunidade para o mercado de caféA construção de marcas líderes uma oportunidade para o mercado de café
A construção de marcas líderes uma oportunidade para o mercado de caféJS Consulting
 
Pesquisa publicitária
Pesquisa publicitáriaPesquisa publicitária
Pesquisa publicitáriaEfrain Corleto
 
R Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de MarketingR Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de MarketingR Gómez
 
2015 pesquisa-poligr.-01- (+) novo
2015 pesquisa-poligr.-01- (+) novo2015 pesquisa-poligr.-01- (+) novo
2015 pesquisa-poligr.-01- (+) novoAtomy Brasil
 
Pesquisa em marketing - Parte 1
Pesquisa em marketing - Parte 1Pesquisa em marketing - Parte 1
Pesquisa em marketing - Parte 1Rogerio Campos
 
Aula 01 introdução marketing digital
Aula 01   introdução marketing digitalAula 01   introdução marketing digital
Aula 01 introdução marketing digitalMaria Alice Jovinski
 

Ähnlich wie Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016 (20)

Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2015
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2015Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2015
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2015
 
Slides do livro: Pesquisa de Marketing
Slides do livro: Pesquisa de MarketingSlides do livro: Pesquisa de Marketing
Slides do livro: Pesquisa de Marketing
 
Pesquisa de mercado
Pesquisa de mercadoPesquisa de mercado
Pesquisa de mercado
 
Introdução à Pesquisa de Mercado
Introdução à Pesquisa de MercadoIntrodução à Pesquisa de Mercado
Introdução à Pesquisa de Mercado
 
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptxPesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
 
Tipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
Tipos e Métodos de Pesquisa de MercadoTipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
Tipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
 
Marketing
MarketingMarketing
Marketing
 
Tecnicas de Pesquisa de Mercado - Aula 3 - Briefing, Tipos e Fontes de Pesqui...
Tecnicas de Pesquisa de Mercado - Aula 3 - Briefing, Tipos e Fontes de Pesqui...Tecnicas de Pesquisa de Mercado - Aula 3 - Briefing, Tipos e Fontes de Pesqui...
Tecnicas de Pesquisa de Mercado - Aula 3 - Briefing, Tipos e Fontes de Pesqui...
 
Pnt03
Pnt03Pnt03
Pnt03
 
A construção de marcas líderes uma oportunidade para o mercado de café
A construção de marcas líderes uma oportunidade para o mercado de caféA construção de marcas líderes uma oportunidade para o mercado de café
A construção de marcas líderes uma oportunidade para o mercado de café
 
Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011
Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011
Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011
 
Pesquisa publicitária
Pesquisa publicitáriaPesquisa publicitária
Pesquisa publicitária
 
R Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de MarketingR Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de Marketing
 
2015 pesquisa-poligr.-01- (+) novo
2015 pesquisa-poligr.-01- (+) novo2015 pesquisa-poligr.-01- (+) novo
2015 pesquisa-poligr.-01- (+) novo
 
Pesquisa em marketing - Parte 1
Pesquisa em marketing - Parte 1Pesquisa em marketing - Parte 1
Pesquisa em marketing - Parte 1
 
Como elaborar uma pesquisa de mercado
Como elaborar uma pesquisa de mercadoComo elaborar uma pesquisa de mercado
Como elaborar uma pesquisa de mercado
 
Consumidor e segmentação
Consumidor e segmentaçãoConsumidor e segmentação
Consumidor e segmentação
 
Aula 01 introdução marketing digital
Aula 01   introdução marketing digitalAula 01   introdução marketing digital
Aula 01 introdução marketing digital
 
Trabalho atualizado
Trabalho atualizado Trabalho atualizado
Trabalho atualizado
 
Que pesquisa aplicar
Que pesquisa aplicarQue pesquisa aplicar
Que pesquisa aplicar
 

Mehr von pablonaba

Rodizio 8 b3_memorial
Rodizio 8 b3_memorialRodizio 8 b3_memorial
Rodizio 8 b3_memorialpablonaba
 
Rodizio 8 a3_vilamaria
Rodizio 8 a3_vilamariaRodizio 8 a3_vilamaria
Rodizio 8 a3_vilamariapablonaba
 
Atendimento agências vila maria 8 b - 201602
Atendimento agências vila maria 8 b - 201602Atendimento agências vila maria 8 b - 201602
Atendimento agências vila maria 8 b - 201602pablonaba
 
Atendimento agências sto. amaro 8 b - 2016-02
Atendimento agências sto. amaro 8 b - 2016-02Atendimento agências sto. amaro 8 b - 2016-02
Atendimento agências sto. amaro 8 b - 2016-02pablonaba
 
Projeto campanha responsável módulo gestão e mercado 2016-02
Projeto campanha responsável   módulo gestão e mercado 2016-02Projeto campanha responsável   módulo gestão e mercado 2016-02
Projeto campanha responsável módulo gestão e mercado 2016-02pablonaba
 
Guia do projeto portfólio módulo comunicação e sociedade 2016-02
Guia do projeto portfólio   módulo comunicação e sociedade 2016-02Guia do projeto portfólio   módulo comunicação e sociedade 2016-02
Guia do projeto portfólio módulo comunicação e sociedade 2016-02pablonaba
 
Rodizio 8 b3_memorial
Rodizio 8 b3_memorialRodizio 8 b3_memorial
Rodizio 8 b3_memorialpablonaba
 
Guia projeto discente comunicação e sociedade rádio e tv 2016-2_ v2
Guia projeto discente   comunicação e sociedade rádio e tv  2016-2_ v2Guia projeto discente   comunicação e sociedade rádio e tv  2016-2_ v2
Guia projeto discente comunicação e sociedade rádio e tv 2016-2_ v2pablonaba
 
Guia projeto discente comunicação e história - 2016-2 - v2
Guia projeto discente   comunicação e história - 2016-2 - v2Guia projeto discente   comunicação e história - 2016-2 - v2
Guia projeto discente comunicação e história - 2016-2 - v2pablonaba
 
Briefing johnny rockets projeto portfólio comunicação transmídia 2016-02
Briefing johnny rockets   projeto portfólio comunicação transmídia 2016-02Briefing johnny rockets   projeto portfólio comunicação transmídia 2016-02
Briefing johnny rockets projeto portfólio comunicação transmídia 2016-02pablonaba
 
Projeto portfólio narrativa transmídia 5º semestre módulo comunicação trans...
Projeto portfólio narrativa transmídia   5º semestre módulo comunicação trans...Projeto portfólio narrativa transmídia   5º semestre módulo comunicação trans...
Projeto portfólio narrativa transmídia 5º semestre módulo comunicação trans...pablonaba
 
Guia projeto discente 6 semestre 2016-02
Guia   projeto discente 6 semestre 2016-02Guia   projeto discente 6 semestre 2016-02
Guia projeto discente 6 semestre 2016-02pablonaba
 
Guia do projeto bastidores da promoção módulo promoção
Guia do projeto bastidores da promoção   módulo promoçãoGuia do projeto bastidores da promoção   módulo promoção
Guia do projeto bastidores da promoção módulo promoçãopablonaba
 

Mehr von pablonaba (13)

Rodizio 8 b3_memorial
Rodizio 8 b3_memorialRodizio 8 b3_memorial
Rodizio 8 b3_memorial
 
Rodizio 8 a3_vilamaria
Rodizio 8 a3_vilamariaRodizio 8 a3_vilamaria
Rodizio 8 a3_vilamaria
 
Atendimento agências vila maria 8 b - 201602
Atendimento agências vila maria 8 b - 201602Atendimento agências vila maria 8 b - 201602
Atendimento agências vila maria 8 b - 201602
 
Atendimento agências sto. amaro 8 b - 2016-02
Atendimento agências sto. amaro 8 b - 2016-02Atendimento agências sto. amaro 8 b - 2016-02
Atendimento agências sto. amaro 8 b - 2016-02
 
Projeto campanha responsável módulo gestão e mercado 2016-02
Projeto campanha responsável   módulo gestão e mercado 2016-02Projeto campanha responsável   módulo gestão e mercado 2016-02
Projeto campanha responsável módulo gestão e mercado 2016-02
 
Guia do projeto portfólio módulo comunicação e sociedade 2016-02
Guia do projeto portfólio   módulo comunicação e sociedade 2016-02Guia do projeto portfólio   módulo comunicação e sociedade 2016-02
Guia do projeto portfólio módulo comunicação e sociedade 2016-02
 
Rodizio 8 b3_memorial
Rodizio 8 b3_memorialRodizio 8 b3_memorial
Rodizio 8 b3_memorial
 
Guia projeto discente comunicação e sociedade rádio e tv 2016-2_ v2
Guia projeto discente   comunicação e sociedade rádio e tv  2016-2_ v2Guia projeto discente   comunicação e sociedade rádio e tv  2016-2_ v2
Guia projeto discente comunicação e sociedade rádio e tv 2016-2_ v2
 
Guia projeto discente comunicação e história - 2016-2 - v2
Guia projeto discente   comunicação e história - 2016-2 - v2Guia projeto discente   comunicação e história - 2016-2 - v2
Guia projeto discente comunicação e história - 2016-2 - v2
 
Briefing johnny rockets projeto portfólio comunicação transmídia 2016-02
Briefing johnny rockets   projeto portfólio comunicação transmídia 2016-02Briefing johnny rockets   projeto portfólio comunicação transmídia 2016-02
Briefing johnny rockets projeto portfólio comunicação transmídia 2016-02
 
Projeto portfólio narrativa transmídia 5º semestre módulo comunicação trans...
Projeto portfólio narrativa transmídia   5º semestre módulo comunicação trans...Projeto portfólio narrativa transmídia   5º semestre módulo comunicação trans...
Projeto portfólio narrativa transmídia 5º semestre módulo comunicação trans...
 
Guia projeto discente 6 semestre 2016-02
Guia   projeto discente 6 semestre 2016-02Guia   projeto discente 6 semestre 2016-02
Guia projeto discente 6 semestre 2016-02
 
Guia do projeto bastidores da promoção módulo promoção
Guia do projeto bastidores da promoção   módulo promoçãoGuia do projeto bastidores da promoção   módulo promoção
Guia do projeto bastidores da promoção módulo promoção
 

Kürzlich hochgeladen

Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 

Kürzlich hochgeladen (20)

Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 

Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016

  • 1. Pesquisa de Mercado ROTEIRO PARA DESENVOLVIMENTO EM PROJETO EXPERIMENTAL Material preparado pela Profa. Juliana P. Chacon Humphreys Bibliografia de referência: SAMARA, Beatriz dos Santos. BARROS, José Carlos de. Pesquisa de Marketing: conceitos e metodologia. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. SOLOMON, Michael R. O Comportamento do Consumidor – comprando, possuindoe sendo. São Paulo: Bookman, 2010.
  • 2. Etapas do projeto de pesquisa em Projeto Experimental 1. 2. 3. Objetivo Primário da Pesquisa Objetivos Secundários da Pesquisa Público-Alvo da Pesquisa 4. 5. 6. Metodologia de Pesquisa Método de Coleta de Dados Amostra da Pesquisa 7. 8. 9. Cronograma de Pesquisa Formulário de Coleta de Dados Tabulação e Gráficos 10. 11. Apresentação dos resultados (Análise) Recomendações ao cliente Essas etapas deverão constar em todos os Projetos Experimentais
  • 3. A Pesquisa de Mercado em Projeto Experimental ! A Pesquisa de Mercado em Projeto Experimental é desenvolvida para auxiliar o desenvolvimento das análises (pré-planejamento). As duas fases do projeto acontecem ao mesmo tempo e a agência deve buscar se planejar para que elas possam se complementar de forma coerente. ! Apesar da natureza da pesquisa de mercado permitir a busca de todos os tipos de informação, em Projeto Experimental ela deverá estar focada na busca por informações referentes aos consumidores.
  • 4. As dificuldades da análise dos consumidores em Projeto Experimental  Geralmente as equipes de trabalho conseguem obter e gerenciar fontes de informação para quase todas as áreas de análise exigidas no projeto: o cliente e sua marca, a concorrência e a comunicação, sendo as informações sobre os consumidores o calcanhar de Aquiles dessa etapa do Projeto Experimental.  Alguns questionamentos sobre os consumidores são recorrentes e, via de regra, os clientes não conseguem respondê-los, o que dificulta nosso conhecimento profundo sobre o tema.  Conhecer os consumidores é importante porque, partindo dessas informações, planejaremos uma campanha de comunicação e extrairemos do público consumidor um público-alvo relevante para a campanhadocliente.
  • 5. Pesquisa de comportamento do consumidor  Portanto, a Pesquisa de Mercado em Projeto Experimental deverá buscar conhecer o consumidor e sua relação com os 4 P`s do Composto de Marketing  Abaixo,uma pequena síntese de como devemos pensar a busca de informação em relação ao consumidor em Projeto Experimental: P e r f i s d e m o g r á f i c o , psicográfico, comportamental e de percepção. Relação do consumidor com os 4 P`s: Produto, Preço, Praça, Promoção. Percepção do consumidor em relação ao com posto d e marketing dos concorrentes. CONCORRENTES COMPOSTO DE MARKETING CONSUMIDOR PERFIL DO CONSUMIDOR
  • 6. Questionamentos consumidores sobre os  Dados demográficos Dados Psicográficos Grau de Conhecimentodo cliente em relação ao consumidor Diferenças entre decisores, influenciadores, compradores e usuários Razões de compra Razões de não compra Hábitos e formas de uso Volume e Frequência de Compra Relacionamento coma marca Relacionamento com os concorrentes Outras informações relevantes Essas são as questões que devemos buscar reponder em nossa análise (pré- planejamento). Questionamentos presentes no roteiro de desenvolvimento sobre a análise do consumidor.          
  • 7. Organização dos questionamentos Para facilitar a visualização das infor mações necessárias sobre os consumidores organizamos essas informações podem ser aplicadas na pesquisa. em áreas de abordagem que • Grau de conhecimentodo cliente em relação ao consumidor • Outras informações relevantes PERFIL DO CONSUMIDOR • Dados demográficos • Dados Psicográficos • Diferenças entre decisores, influenciadores, compradores e usuários • Relacionamento coma marca • Outras informações relevantes COMPOSTO DE MARKETING • Razões de compra • Razões de não compra • Hábitos e formas de uso • Volume e Frequência de Compra CONCORRENTES • Relacionamento com os concorrentes
  • 8. Proposta de objetivosde pesquisapara o Projeto Experimental  Para facilitar o trabalho das equipes, os orientadores propõem alguns objetivos de estudo que podem ser úteis na busca de informação sobre os consumidores.  Estes objetivos estão divididos entre as áreas apresentadas anteriormente.  As equipes podem selecionar um ou mais objetivos para a pesquisa, de acordo com a necessidadede informação do estudo.
  • 9. Objetivos para o campo perfil do consumidor Traçar perfil demográfico do consumidor. Traçar perfil psicográfico do consumidor, detectando hábitos de lazer, estilo de vida, grupos aos quais pertence, influência exercida pelo grupo e percepção em relação ao consumo do produto. Determinar perfil de consumode mídia. Detectar papéis exercidos no processo de compra do produto (ou da categoria). Conhecer hábitos e atitudes do consumidor em relação ao produto, delimitando período de compra, formas de uso, processo de decisão de compra. Estabelecer índice de aceitação do produto junto ao público consumidor. Estabelecer preferências de consumo do produto (ou da categoria) junto ao público consumidor. Traçar percepção de marca. Conhecer índice de lembrança de marca da categoria. Para construir os objetivos da pesquisa as equipes podem combinar um ou mais dos exemplos citados ou, ainda, criar novos objetivos a partir desses. Lembrem sempre que no objetivo o nome do cliente deve ser citado explicitamente.  PERFIL DO CONSUMIDOR • Dados demográficos • Dados Psicográficos • Diferenças entre decisores, influenciadores, compradores e usuários • Relacionamento com a marca • Outras informações relevantes 1 2 3 4 5 6 7 8 9
  • 10. Objetivos para o campo composto de marketing Determinar razões de compra e nãocompra do produto (ouda categoria). Determinar volume e frequência de compra. Pesquisar satisfação do consumidor em relação ao PDV. Estabelecer os fatores que determinam o processo de compra: preço, ponto de venda, durabilidade, benefícios e atributos do produto, embalagem, etc. Estabelecer eficiência da comunicação e índice de lembrança de marca. Avaliar percepção e eficiência de logotipia. Avaliar satisfação com o pós-venda. Para construir os objetivos da pesquisa as equipes podem combinar um ou mais dos exemplos citados ou, ainda, criar novos objetivos a partir desses. Lembrem sempre que no objetivo o nome do cliente deve ser citado explicitamente. COMPOSTO DE MARKETING • Razões de compra • Razões de não compra • Hábitos e formas de uso • Volume e Frequência de Compra 1 2 3 4 5 6 7
  • 11. Objetivos para concorrentes o campo Todos os objetivos apresentados anteriormente podem ser extrapolados para o estudo da concorrência. Para construir os objetivos da pesquisa as equipes podem combinar um ou mais dos exemplos citados ou, ainda, criar novos objetivos a partir desses. Lembrem sempre que no objetivo o nome do cliente deve ser citado explicitamente. CONCORRENTES • Relacionamento com os concorrentes 1
  • 12. Utilização dos exemplos para a confecção do objetivo primário de pesquisa.  Supondo que uma agência está atendendo uma empresa produtora de shampoo e necessite de informações sobre o processo de decisão de compra, hábitos de uso do produto e que, além disso, não tenha conhecimentosobre o perfil exato do consumidor.  Nesse caso a agênciateria de unir mais de um exemplo para formar o texto do objetivo. Por exemplo: O objetivo primário da pesquisa é traçar o perfil demográfico do consumidor de shampoo, determinando o processo de compra do produto além de conhecer as formas de uso adotadas pelo público consumidor.  Reparem que para construir esse objetivo, unimos três objetivos citados anteriormente.
  • 13. Objetivos secundários  Os objetivos secundários podem ser encarados como todas as informações que precisam ser coletadas para respondermos o objetivo primário.  Os objetivos secundários também nos auxiliam na construção do formulário de coleta de dados, visto que podemos utilizá-los como uma lista a ser seguida na elaboração das perguntas.  Assim, cada objetivo deverá gerar uma ou mais perguntas.
  • 14. Exemplo de construção dos objetivos secundários Objetivo Primário O objetivo primário da pesquisa é traçar o perfil demográfico do consumidor de shampoo, determinando o processo de compra do produto além de conhecer as formas de uso adotadas pelo público consumidor. Objetivos Secundários Conhecer formas de uso •Frequência de uso •Novos usos propostos •Facilidade de manuseio •Percepção quanto ao manuseio Determinar processo de compra •Influenciadores de compra • Decisores de compra • Marcas pesquisadas • Preferência por PDV •Percepção sobre preço Traçar Perfil demográficodo consumidor •Idade •Sexo •Escolaridade •Classe social •Residência
  • 15. Público-alvo da pesquisa  Nessa etapa as equipes devem delimitar qual será o perfil dos entrevistados.  O público-alvo da pesquisa é diferente do público-alvo da campanha e é diferente, também,de público consumidor.  Alguns estudos permitem um universo amplo, mas na maioria dos casos precisamos fechar o universo para garantir não só um maior controle da amostra, como, também, resultados mais expressivos para os objetivos do estudo.  Por exemplo: se estamos produzindo um estudo que busca informações sobre o processo de compra de brinquedos para crianças entre 5 e 8 anos, devemos estabalecer o seguinte público-alvo: Público-alvo da pesquisa: Homense Mulheres, de 25 a 40 anos, que tenham filhos entre 5 e 8 anos, na cidade de São Paulo.  Percebam que eliminamos do público-alvo da pesquisa todos os outros compradores desse tipo de brinquedo que, eventualmente, não se encaixam nesse perfil.  Quando inserimos no perfil do público-alvo da pesquisa a classe social, é necessário aplicar e computar o questionário de Critério Brasil (ABIPEME), antes de seguirmos entrevistando a pessoa em questão. Assim, uma amostra que exija uma pessoa da classe A, não poderá contar com um entrevistado da classe B ou C, por exemplo.
  • 16. Metodologia de Pesquisa  No Projeto Experimental as metodologias de pesquisa são um reflexo do mercado.  As equipes podem desenvolver estudos Quantitativos ou Qualitativos, dependendo da necessidade de informação e da indicação do orientador.  No entanto, a metodologia mais utilizada em Projeto Experimental é a Quantitativa, para a qual, inclusive, esse roteiro se aplica.  Portanto, para a maioria dos projetos temos: Metodologia de Pesquisa: Quantitativa (Estudos Descritivos Estatísticos).
  • 17. Método de coleta de dados Em Projeto Experimental temos alguns métodos de coleta de dados mais comumente utilizados pelas equipes: COLETA VIA E-MAIL Esse método é o mais trabalhoso e o menos efetivo de todos, pois exige muita atenção na construção das perguntas e um relacionamento com os entrevistados de forma a garantir o preenchimento da pesquisa. No entanto, nos casos em que os clientes são B2B ou fazem parte de pequenos nichos ou negócios, a pesquisa por e-mail pode ser o único método possível. Esse método deve ser autorizado pelo orientador. COLETA PESSOAL – (esse é o método mais utilizado) Esse método apesar de parecer mais trabalhoso é mais rápido e o único que permite o controle do prazo de execuçãopelas equipes. COLETA VIA REDES SOCIAIS Esse método é permitido. No entanto ele não se aplica a todos os clientes. Portanto, a utilização das redes sociais para aplicação total ou parcial dos formulários deve ser autorizada pelo orientador. Apesar de parecer mais fácil , es se m é tod o exige uma administração muito intensa por parte das equipes e o seu prazo de execução não pode ser controlado, visto que dependemos da disposição d a s p e s s o a s p a r a c o m nosso formulário. Mesmo assim, alguns clientes exigem a utilização de redes sociais.
  • 18. Amostra da pesquisa  Todas as equipes de Projeto Experimental deverão trabalhar com uma amostra composta por 196 elementos.  Trata-se de uma amostra minimamente confiável em termos de margem de segurança (95%) e desvio padrão (7%).  As equipes que estiverem trabalhando com clientes que não permitam essa amostra deverão fechar com o orientador os parâmetros a serem seguidos.  Pesquisas qualitativas não trabalham com amostras.  AMOSTRA: 196
  • 19. Cronograma da pesquisa  Toda equipe deve elaborar um cronograma de aplicação da pesquisa.  Devemos lembar que os locais de aplicação influenciam no resultado do estudo. Quando aplicamos os questionários todos no mesmo local ou com pouca variação, estamos trabalhando com uma “amostra viciada”, ou seja, pessoas com o mesmo perfil e com os mesmo hábitos que muitas vezes não representam o universo diversificado dos consumidores de um produto. Exceção se faz aos casos nos quais o estudo exige restrição de amostra e de localidade. A seguir um exemplo: DATA LOCAL N• QUESTIONÁRIOS ENTREVISTADOR 6 de abril (sexta) Metrô Santa Cruz 30 Luciana 7 de abril (sábado) Parque Água Branca 46 João 9 de abril (segunda) Avenida Paulista 30 Amanda 10 de abril (terça) Academia Gym 30 Paulo 10 de abril (terça) Metrô Barra Funda 30 Carlos 12 de abril (quinta) Teatro da Vila 20 Amanda 6 de abril a 15 de abril Facebook 30 -----------
  • 20. Formulário de coleta de dados (questionário)  O questionário deve ser construído segundo os itens dos objetivos secundários.  Um bom questionáriode pesquisa utiliza as técnicas de perguntas, mesclando os diferentes tipos de perguntas.  Utilizando correntamente essas técnicas é possívelextrair da entrevista todo tipo de informação, incluindo dados subjetivos. Tabulação e Gráficos  As tabelas construídas paraa tabulação dos dados não precisam constar do trabalho que será enrega, mas precisam ser apresentadas ao professor durante as orientações. As tabelas permitem a correção da tabulação.  Os gráficos construídos podem ser apresentados nos infográficos, abordadosa seguir. Paraa construção do questinárioe realização da tabulação indicamos o livro: SAMARA, Beatriz dos Santos. BARROS, José Carlos de. Pesquisa de Marketing: conceitos e metodologia. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.
  • 21. Apresentação dos resultados, (análise)  Essa é uma das etapas mais importantes do projeto de pesquisa, pois é nesse momentoque apresentaremos os resultados obtidos com o estudo.  Utilizem recursos visuais interessantes, privilegiem o tamanho dos gráficos (que não devem ser muito grandes nem muito pequenos), utilizem ícones e cores. Pensem em como fechar o projeto da forma mais “vendedora” e atraente possível.  No sistema de infográficos, devemos associar a um gráfico ou a um grupo de gráficos sobre o mesmo tema, um pequeno texto que apresente um olhar interpretativo ao assunto, ou seja, que apresente a visão do profissional ao que está sendo mostrado pelos dados dos gráficos.  Quando bem elaborados, os infográficos substituem muito bem o antigo texto analítico e esse formato deve ser privilegiado no Projeto Experimental, exceto quando o orientador indicar o contrário. Os inforgráficos utilizam r e c u r s o s v i s u a i s associados a dados estatísticos e outras infor mações para apr esentar um tema específico.
  • 22. Exemplo de Infográfico Exemplo retirado de: http://andersonalves.co/post/1-infograficos-sobre-midias-sociais/
  • 23. Exemplo de Infográfico Exemplo retirado de: http://myhubcoworking.com/coworking/infografico-coworking-em-numeros/
  • 24. Exemplo de Infográfico Exemplo retirado de: http://youpix.com.br/viral-2/infografico-as-eleicoes-segundo- o-facebook/
  • 25. Recomendações ao cliente  As equipes devem encerrar o estudo sobre os consumidores com uma série de recomendações ao cliente.  A partir do momento em que temos em mãos informações valiosas sobre o público podemos indicar ações de comunicação, compra de mídia, estratégias d mercado, reavaliação de processos e assim por diante. Podemos inclusive, propor lançamentos ou alterações de produto, mesmo que isso não possa ser utilizado  Vale ressaltar que as recomendações feitas nessa etapa deverão estar alinhadas com as propostas de comunicação que a agência fará na próxima etapa, caso contrário, o trabalho ficará inconsistente.  Evitem ficar no lugar comum das recomendações. Utilizem as informações que conseguiram para propor tópicos realmente relevantes para o cliente e para o Projeto Experimental LEIAM E CONHEÇAM OS RESULTADOS QUE VOCÊS OBTIVERAM COM O ESTUDO REALIZADO. ESSA É A CHAVE PARA UM BOM APROVEITAMENTO DA PESQUISA DE MERCADO.