Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Netgeneration: novas tecnologias, novas metodologias, novos espaços

106 Aufrufe

Veröffentlicht am

Netgeneration: novas tecnologias, novas metodologias, novos espaços

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Netgeneration: novas tecnologias, novas metodologias, novos espaços

  1. 1. Neuza Pedro, Instituto de Educação - ULisboa
  2. 2. • • •
  3. 3. “According to recent reports from government agencies, foundations, survey firms, and scholarly institutions, most young people in the United States neither read literature (or fully know how), work reliably (just ask employers), visit cultural institutions (of any sort), nor vote . They cannot explain basic scientific methods, recount foundations of history, or name any of their local political representatives.”
  4. 4. “These kids are different. They study, work, write, and interact with each other in ways that are very different from the ways that you did growing up. They read blogs rather than newspapers. They often meet each other online before they meet in person. They probably don’t even know what a library card looks like; and if they do, they’ve probably never used it. They get their music online— often for free, illegally.(…) Major aspects of their lives—social interactions, friendships, civic activities—are mediated by digital technologies. And they’ve never known any other way of life.”
  5. 5. “Existe hoje uma nova geração no mundo que foi a primeira a crescer nesta era digital. Estas crianças são diferentes e não existirá força maior para mudar a economia e a sociedade do que estas centenas de milhões de jovens “media savvy”’ (Tapscott, 1999)
  6. 6. Crianças/JovensAdultos . melhor competência na tomada de decisões rápidas face a um número elevado de opções, decorrentes de estímulos sensoriais diversos. . Compreensão de representação gráfica e interativo . Desenvolvem várias atividades em simultâneo. . Memorização: Factos vs Percursos . melhores capacidades na interpretação de expressões faciais . Maior capacidade de reflexão (generalização da aprendizagem) . Informação em formato textual e estático . Desenvolvem actividades de forma mais metódica e precisa. . Memorização: Processamento linear e sequência lógica (Small & Moody, 2009; Swingle, 2016)
  7. 7. Conhecimento Tecnológico Modelação 3D (Pesquisa online em repositórios de modelos 3D) Conhecimento Cientifico Metas: 14.2 Identificar os constituintes do microscópio ótico composto. 14.3.Realizar observações diversas usando o microscópio ótico 15.3. Identificar os principais constituintes da célula, com base na observação microscópica de material biológico Exemplo: Metas curriculares 5º ano, Ciências Naturais: “ Célula: unidade básica de vida” Conhecimento Pedagógico Desenvolvimento cognitivo das crianças, contexto socio-cultural das famílias, etc. ex. estádio das operações formais, conhecimentos prévios, ...
  8. 8.  IBL  PbL  Peer-Inst.  PjbL  Flipped Classroom  GbL  Gamification …
  9. 9. Active Learning
  10. 10. Participatory Design Research Method  Sessões & toolkits Sessão O Sessão 1 Sessão 2 Sessão 3 WP2: Design of Future (Teacher) Education Lab
  11. 11. Em súmula… • Novas configurações de sala de aula • Layout flexível e adaptável • Equilíbrio entre individual e coletivo • Multiplicidade (espaços de) de atividades • Feedback • Acústica, iluminação e aquecimento • Tecnologia
  12. 12. Novos espaços • Com uma organização espacial promotora de uma aprendizagem ativa e de múltiplas dinâmicas de atividade; • Com uma multiplicidade de ferramentas (tecnológicas) e mobiliário flexível; • Com qualidade e conforto, em particular no que respeita à temperatura, luminosidade e acústica. Não são luxos; são fatores relevantes que impactam diretamente o desempenho escolar dos alunos! (Barrett, Zhang, Davies & Barrett, 2015)
  13. 13. Item 1 Item 2 Item 3 Item 4 MUDANÇAS COGNITIVAS MUDANÇAS TECNOLÓGICAS MUDANÇAS METODOLÓGICAS MUDANÇAS AMBIENTAIS
  14. 14. Referências Barrett, P. Zhang, Y., Davies, F., & Barrett, L. (2015). The impact of classroom design on pupil’s learning: Final results of a holistic multi-level analysis. Building and Environment, 89,118-133. Pedro, N. (2017). Ambientes educativos inovadores: o estudo do fator espaço nas ‘salas de aula do futuro’ portuguesas. Revista Tempos e Espaços em Educação, 10, 23, 99-108. Disponível em https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/7448/pdf Pedro, N., Matos, J. F., Pedro, A., & Abrantes, P. (2011). Teacher skills and competence development for classrooms of the future_Annex 1. Disponível em http://itec.eun.org/c/document_library/get_file?p_l_id=10307&folderId=37321&name=DLFE-2213.pdf Prensky, M. (2001). Digital natives, digital immigrants. Disponivel em http://www.marcprensky.com/writing/Prensky%20%20Digital%20Natives,%20Digital%20Immigr ants%20-%20Part1.pdf Small, G., & Moody, T. (2009). Your Brain on Google: Patterns of cerebral activation during Internet Searching. American Journal of Geriatric Psychiatry, 17 (2), 116-126. Swingle, M. (2016). i-Minds: How Cell Phones, Computers, Gaming, and Social Media are Changing our Brains, our Behavior, and the Evolution of our Species. Portland: Inkwater. White, D. S., & Le Cornu, A. (2011). Visitors and Residents: A new typology for online engagement. First Monday, 16 (9), 5 Sept 2011. Disponível em http://www.uic.edu/htbin/cgiwrap/bin/ojs/index.php/fm/article/viewArticle/3171/3049
  15. 15. Neuza Pedro, Instituto de Educação - ULisboa

×