Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

4.sistema articular

3.521 Aufrufe

Veröffentlicht am

  • Als Erste(r) kommentieren

4.sistema articular

  1. 1. 1 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ARTROLOGIAI – INTRODUÇÃO: 1. Conceitos: 1.1 – Artrologia: Grego: Arthron = juntura + logus = estudo. É a parte da Anatomia que estuda as articulações ou junturas. 1.2 – Junturas: É o meio de união entre os ossos na constituição d o esqueleto.II – CLASSIFICAÇÃO DAS JUNTURAS: 1. Junturas fibrosas: São as junturas por continuidade onde os ossos se unem por um tecido conjuntivo fibroso. 2. Junturas Cartilagíneas: São as junturas por continuidade onde os ossos se unem por um tecido c artilagíneo. 3. Junturas Sinoviais: São as junturas por contigüidade onde os ossos estão justapostos, separados por uma fenda a rticular e envolvidos por uma cápsula fibrosa.III – ESTUDO DAS JUNTURAS FIBROSAS: 1. Suturas: São junturas fibrosas onde os ossos estão próximos. São encontradas nos ossos do crâ nio. 1.1 – Plana: as margens dos ossos são planas (ossos front ais). 1.2 – Denteada ou Serrátil: as margens dos ossos são em forma de dente de serra (a maioria das junturas dos ossos da cabeça). 1.3 – Escamosa: as margens dos ossos são em forma de escama (osso parietal e osso temporal).
  2. 2. 2 2. Sindesmoses: São junturas fibrosas que unem ossos à distância. Ex: Entre os corpos do radio e ulna / tíbia e fíbula. Entre os arcos e entre os processos das vértebras. 3. Gonfoses: É o meio de fixação dos dentes nos alvéolos dentários da maxila e mandíbula.IV – ESTUDO DAS JUNTURAS CARTILAGÍNEAS: 1. Sincondroses: A união entre os ossos se faz por uma carti lagem hialina . 1.1 – Intra-ósseas: ocorre dentro de um mesmo osso (metáfise dos ossos longos) . 1.2 – Interósseas: ocorre entre ossos diferentes (osso occipital e osso esfenóide) .
  3. 3. 3 2. Sínfises: A união entre os ossos se faz por uma cartilagem fibrosa (fibrocartilagem) . Ex: entre os corpos das vértebras / entre os ossos púbis.V – ESTUDO DAS JUNTURAS SINOVIAIS : 1. Elementos de uma juntura sinovial: 1.1 – Constantes: 1.1.1 – Superfícies ósseas articulares . 1.1.2 – Cartilagens articulares. 1.1.3 – Cápsula articular: a. Membrana fibrosa. b. Membrana sinovial. 1.1.4 – Líquido sinovial. 1.1.5 – Cavidade articular (espaço). 1.2– Inconstantes: 1.2.1 – Discos: estruturas fibrocartilaginosas em forma de dis co que permitem que duas superfícies ósseas discordantes possam articular entre si (articulação temporal-mandibular).
  4. 4. 41.2.2 – Meniscos: estruturas fibrocartilaginosas em forma de meia-lua (disco incompleto).Agem como amortecedores de peso e permitem a estabilização da articulação do joelho.1.2.3 – Orlas: estruturas em forma de anel que ampliam uma das superfícies articulares(articulação da escápula com o úmero / osso coxal com o fê mur).1.2.4 – Ligamentos: estruturas em forma de fita modelada rica em fibras , que ajudam nafixação dos ossos articulados. Agem limitando determinados movimentos da s articulações. a. Quanto à origem: – Musculares. – Capsulares. b. Quanto à função: – Coesão ou adesão. – Frenadores ou limitadores. c. Quanto à topografia: – Capsulares. – Intra-capsulares. – Extra-capsulares.
  5. 5. 52. Movimentos das junturas sinoviais: 2.1 – Flexão: diminui o ângulo da articulação, aproximando os ossos articulados. 2.2 – Extensão: aumenta o ângulo da articulação, afastando os ossos articulados . 2.3 – Adução: aproximação dos membros do plano mediano . 2.4 – Abdução: afastamento dos membros do plano mediano . 2.5 – Rotação: os ossos articulados giram em torno do s seus próprios eixos : 2.5.1 – Supinação: rotação lateral. 2.5.2 – Pronação: rotação medial. 2.6 – Circundução: realização de todos os movimentos ao mesmo tempo, descrevendo um segmento de cone .3. Classificação das junturas sinoviais: 3.1 – Quanto ao número de ossos articulados: 3.1.1 – Simples: entre dois ossos. 3.1.2 – Compostas: entre mais de dois ossos.
  6. 6. 63.2 – Quanto aos eixos de movimento: 3.2.1 – Monoaxiais: em um eixo. 3.2.2 – Biaxiais: em dois eixos. 3.2.3 – Triaxiais: em três eixos. 3.2.4 – Não axiais: deslizamento.3.3 – Quanto ao funcionamento: 3.3.1 – Dependentes: dependem da integridade de outra articulação para se movimentar. a. unilaterais. b. bilaterais. 3.3.2 – Independentes: independem da integridade de outra articulação para se movimentar .3.4 – Quanto à disposição das superfícies articulares: 3.4.1 – Concordantes: superfícies ósseas encaixam perfeitamente. 3.4.2 – Discordantes: superfícies ósseas não encaixam perfeitamente .3.5 – Quanto à forma das superfícies artic ulares: 3.5.1 – Planas (não axiais): planas. 3.5.2 – Gínglimos: em forma de cilindro ou como dobradiça . 3.5.3 – Trocóides: em forma de cilindro como pivô . 3.5.4 – Selares: em forma de sela. 3.5.5 – Condilares: em forma elipsóide . 3.5.6 – Esferóides: em forma de esfera.
  7. 7. 7VI – APLICAÇÕES PRÁTICAS: 1. Luxações. 2. Entorses. 3. Lesões de meniscos. 4. Artrites e artroses.VII – EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO: 1. Conceitue juntura ou articulação. 2. Conceitue as junturas fibro sas, cartilagíneas e sinoviais. 3. Quais os tipos de junturas fibrosas? E xemplifique. 4. Quais os tipos de junturas cartilagíneas ? Exemplifique. 5. Cite os elementos constantes e incon stantes das junturas sinoviais. 6. Cite e conceitue os movimentos das junturas sinoviais. 7. Classifique as junturas sinoviais sob os diversos critérios.
  8. 8. 8 PRINCIPAIS JUNTURAS DO CORPO HUMANOI – JUNTURAS DA CABEÇA: 1. Entre os ossos do crânio: 1.1 – Internasais: fibrosas suturas planas. 1.2 – Parieto-temporal: fibrosa sutura escamosa. 1.3 – Suturas denteadas ou serreadas . 1.4 – Occipito-esfenoidal: cartilagínea sincondrose. 1.5 – Fontanelas.
  9. 9. 9 2. Têmporo-mandibular: sinovial condilar (disco).II – JUNTURAS DO PESCOÇO: 1. Atlanto-occipital: sinovial condilar. 2. Atlanto-axial: sinovial trocóide (mediana) e sinoviais planas (laterais) . 3. Arcos/ processos espinhosos/ processos transversos: fibrosas sindesmoses. 4. Intercorpovertebral: cartilagíneas sínfise.
  10. 10. 10III – JUNTURAS DO TRONCO: 1. Junturas da coluna vertebral : 1.1 – Arcos/ processos espinhosos/ processos transversos: fibrosas sindesmoses. 1.2 – Intercorpovertebral: cartilagíneas sínfise. 1.3 – Processos articulares: sinoviais planas. 2. Costo-vertebrais: sinovias planas. 3. Costo-transversais: sinoviais planas. 4. Esternocondrais: 4.1 – 1º costela: fibrosa sindesmose. 4.2 – 2º à 7º costela: sinoviais planas. 5. Intercondrais: sinoviais planas. 6. Junturas do esterno: 6.1 – Manúbrio-esternal: cartilagínea sincondrose. 6.2 – Xifoesternal: cartilagínea sincondrose.
  11. 11. 11IV – JUNTURAS DO MEMBRO SUPERIOR : 1. Junturas do ombro: 1.1 – Escápulo-umeral: sinovial esferóide (orla). 1.2 – Juntura esternoclavicular: sinovial plana (disco articular) . 1.3 – Juntura acrômio-clavicular: sinovial plana. 2. Juntura do cotovelo: sinovial gínglimo.
  12. 12. 123. Juntura do antebraço: 3.1 – Rádio-proximal: sinovial trocóide. 3.2 – Rádio-ulnar média: fibrosa sindesmose. 3.3 – Rádio-ulnar distal: sinovial trocóide.4. Junturas da mão: 4.1 – Juntura do punho (rádio -cárpica): sinovial condilar. 4.2 – Junturas intercárpicas: sinoviais planas. 4.3 – Junturas carpo-metacarpica: sinoviais planas. 4.4 – Trapézio-metacarpo do polegar: sinovial selar. 4.5 – Junturas metacarpo-falangianas: sinoviais condilares. 4.6 – Junturas interfalangianas: sinoviais gínglimos.
  13. 13. 13V – JUNTURAS DO MEMBRO INFERIOR : 1. Junturas do Quadril : 1.1 – Sacro-ilíaca: 1.1.1 – Fibrosa sindesmose. 1.1.2 – Sinovial plana. 1.2 – Interpúbica: sínfise. 1.3 – Coxo-femoral: sinovial esferóide (orla).
  14. 14. 142. Juntura do joelho: sinovial condilar (meniscos) .
  15. 15. 153. Juntura da perna: 1.1 – Tíbio-fibular proximal: sinovial plana. 1.2 – Tíbio-fibular média: fibrosa sindesmose. 1.3 – Tíbio-fibular distal: fibrosa sindesmose.4. Junturas do pé: 4.1 – Juntura do tornozelo (tí bio-társica): sinovial gínglimo. 4.2 – Junturas intertársicas: sinoviais planas. 4.3 – Junturas tarso-metatársicas: sinoviais planas. 4.4 – Junturas metatarso-falangianas: sinoviais condilares. 4.5 – Junturas interfalangianas: sinoviais gínglimos.

×