Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Criop ovariana

649 Aufrufe

Veröffentlicht am

Pesquisas Clínicas:Criopreservação Ovariana em Mulheres com Câncer

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Criop ovariana

  1. 1. Preservação da Fertilidade em Pacientes OncológicosDr. João Marcos de Meneses e Silva GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA – HRAS/HGF REPRODUÇÃO HUMANA – IVI MESTRE SAÚDE PÚBLICA – UFC DOUTORANDO CIRURGIA - UFC
  2. 2. Introdução1. Melhor sobrevida do câncer;2. Maiores taxas de cura;3. Aumento da expectativa de vida;4. Possibilidade de Preservação de Fertilidade
  3. 3. IntroduçãoHomens1.Tratamento oncológico pode ocasionar Azoospermia ouoligoastenoteratozoospermia em diferentes graus;2.Dano germinal difícil de se avaliar, já que a testosteronanão varia quando não se afeta as células de Leydig, e oscaracteres sexuais não se vêm alterados.
  4. 4. IntroduçãoMulheres1.Tratamento oncológico pode ocasionar desdeIrregularidade Menstrual a Falência ovariana precoce ;2.O risco de FOP aumenta de acordo com a idade:• Adolescentes: x4• Grupo entre 21 a 35 anos: x 24
  5. 5. IntroduçãoGonadotoxicidade1.Efeito da quimioterapia pode ser agudo e acumulativo;2.Os ovários possuem capacidade limitada derecuperação;3.Idade;4.Tipo de Câncer;5.Dose e números de ciclo.
  6. 6. IntroduçãoIdade (Mulheres e FOP)1.< 40 anos: 40%;2.> 40 anos: 76%.
  7. 7. IntroduçãoPossibilidades de Preservação deFertilidade1.Embora muitas mulheres recuperem sua função ovarianaapós a Qt, a qualidade dos óvulos é comprometida,diminuindo as chances de gestação;2.Em casos de gestação, está descrito maior taxa deabortos, RCIU, e parto prematuro
  8. 8. IntroduçãoTécnicas de Preservação1.Avaliar os riscos de esterilidade em cada paciente;2.Prognóstico;3.Risco de atrasar a Qt e Hormonioterapia;4.Risco de permanecer células tumorais no tecidocongelado.5.No homem: congelação de esperma prévia ao tto;6.Na mulher: Diversas possibilidades...
  9. 9. IntroduçãoPreservação em Mulheres1.Agonista de GnRH: Atividade mitótica das células dagranulosa, sensibilidade a Qt;2.Ooforopexia: Fixação dos ovários nas goteiras parieto-cólicas com objetivo de fugir do campo de irradiação;3.Vitrificação de ovócitos: após uma estimulação folicularcurta, de 2 a 3 semanas, com taxa de sobrevivência de 97%em mulheres com < 35 anos. Atraso e tu hormônio-dependente;
  10. 10. IntroduçãoFalência Ovariana – TerapêuticasAuto-Transplante pós Criopreservação→ Utilizado em pacientes jovens submetidas a tratamentos anti- neoplásicos→ Técnica recente – 17 nascidos vivos
  11. 11. Speakers Overviews1. Câncer de mama2. Tumores ovarianos3. Traquelectomia4. Câncer endometrial5. Transposição pélvica6. GnRH antes da quimioterapia
  12. 12. Speakers Overviews1 - Câncer de Mama • Raro em pacientes jovens • Uso de agentes citotóxicos (alta recidiva) • Uso de Taxanos (PCX e DCX) e Antraciclina (DXR) • Mulheres < 35ª recuperam a menstruação, mas têm menopausa precoce
  13. 13. Speakers Overviews 2 – Tu de Ovário• Tumores “boderline” são os malignos + comuns em < 40ª• Tratamento conservador em estágios iniciais• Aumenta o risco de recorrência sem afetar a sobrevida• Fertilidade espontânea de 60%• Para os germinativos e de cordão sexual esta conduta também é segura, e em casos selecionados pode ser aplicado até em doenças extraovarianas ou bilaterais
  14. 14. Speakers Overviews3 – Ca de Colo Uterino• IA1 – IB1• 2001 – 2010: 100 casos• Média idade: 32• 15% precisaram de Histerectomia Radical por achados intra-operatórios• 27% necessitaram de HTA /Rt no pós- operatório• 1% evoluiu para óbito
  15. 15. Speakers Overviews4 – Ca endometrial precoce• ¼ dos tu endometriais são diagnosticados em idade fértil• Literatura limitada para a preservação de fertilidade• Proposta: Pacientes FIGO IA – N=14• Ablação histeroscópica da lesão com ressecção do tecido miometrial abaixo + Progesterona por 6 meses• 2 pacientes tiveram recidiva, 3 tentam engravidar e 1 teve um bebê saudável
  16. 16. Speakers Overviews5 – Transposição Ovariana• Pacientes com Ca de colo com Tu < 2 cm• 02 casos de gestação após a técnica• Controvérsias e avaliação de riscos• Mantém a função ovariana e a possibilidade de engravidar
  17. 17. Speakers Overviews 6 – Uso de GnRH• 220 pacientes jovens• GnRH mensal de depósito• Início antes ou até 6 meses após a Qt• Em paralelo e até o fim dos ciclos• 93% retorno da menstruação e 51 pacientes tiveram 76 gestações• Grupo controle: 130
  18. 18. Nossa Proposta1. Incidência diferenciada do câncer se comparada a mundial2. Características próprias de nossa miscigenação3. Questões sociais4. Questões filosóficas5. Maior experiência com alguns tipos de tumores
  19. 19. Protocolo em HumanosCritérios de Inclusão1.Idade até 40 anos;2.Pacientes submetidas a radioterapia ou quimioterapia previas e que ainda apresentem função ovariana comprovada por menstruação ou por FSH sérico (<30 ui/l)
  20. 20. Protocolo em Humanos● Câncer de mama● Doença de Hodking● Carcinoma colo-retal
  21. 21. Protocolo em Humanos● Sarcomas● Câncer de pulmão● Câncer de suprarrenal● LES – lúpus eritematoso sistêmico eoutras doenças autoimunes● Patologias que necessitem deradioterapia em região pélvica ouquimioterapia de qualquer espécie.
  22. 22. Protocolo em HumanosCritérios de Exclusão- Pacientes com idade superior a 40 anos- Pacientes submetidas a ooforectomia bilateral- Pacientes com diagnóstico clínico (amenorreia superior a um ano) e laboratorial de menopausa (FSH ≥ 40 ui/l)- Perguntas que precisam ser respondidas www.omnivitae.com.br
  23. 23. Protocolo em Humanos
  24. 24. Grato pela atenção

×