Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 05 - Era Vargas (1930 a 1945)

4.239 Aufrufe

Veröffentlicht am

Estudos para o CACD
missaodiplo

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 05 - Era Vargas (1930 a 1945)

  1. 1. História do Brasil Aula 5 Era Vargas (1930 a 1945)
  2. 2. Aula 05 – Era Vargas 1 Contexto da Revolução de 1930 2 Contexto Internacional nos anos 1930 3 Governo provisório (1930 a 1934) 3.1 Polarização de Grupos e instabilidades no poder 3.2 Revolução Constitucionalista de 1932 4 Período Constitucional (1934 a 1937) 4.1 Constituição de 1934 4.2 Polarização de grupos: AIB e ALN 4.3 Intentona Comunista de 1935 5 O Estado Novo 5.1 Golpe de 1937 5.2 Constituição de 1937: Polaca 5.3 Governo no Estado Novo 6. Economia na Era Vargas 7. Política Externa na Era Vargas 7.1 Equidistância Pragmática 7.2 Reaproximação com EUA e participação na 2ª Guerra 8. Sociedade e Cultura
  3. 3. Aula 05 – Era Vargas
  4. 4. 1 Contexto do Golpe de 1930 . Descontentamento dos militares durante a década de 1920 - Movimento Tenentista - Coluna Prestes (1922 a 1927) . Insatisfação das oligarquias menores centralização poder das oligarquias de MG e SP - RS, RJ, BA e PE formam Reação Republicana (1921) . Rompimento do Regime Café com Leite (1929) - SP apóia Júlio Prestes para presidente - MG apóia Getúlio (Aliança Liberal) . Golpe da Aliança Liberal - Deposição de Washington Luís - Impede Júlio Prestes de assumir presidência Aula 05 – Era Vargas
  5. 5. 2 Contexto Internacional na década de 1930 . Crise econômica Mundial - Quebra da Bolsa Americana em 1929 - Crise do modelo Capitalista Liberal - Queda das exportações brasileiras . Regimes autoritários no poder - Ditadura de Salazar em Portugal - Ditadura de Franco na Espanha - Fascismo de Mussolini na Itália - Nazismo na Alemanha - Outros regimes fascistas no mundo (Chile, Japão, Suiça, Holanda, etc) Aula 05 – Era Vargas
  6. 6. Aula 05 – Era Vargas
  7. 7. 3.1 Governo Provisório (1930 a 1934) . 3 Grupos centralizando e disputando o Poder - Elites Oligárquicas regionais - Grupo de Tenentes - Cúpula Militar . Heterogeneidade de forças = Instabilidade de Governo - Elite paulista como grupo de oposição liberal - Elite mineira descontente com pouca influência - Tenentes com poder e influência - Cúpula militar desconfortável com poder dos Tenentes . Vargas como mediador dos conflitos entre Tenentes e Cúpula militar - preocupação com cúpula militar (possibilidade de novo golpe) - preocupação com tenentes (tenentes tem posição nacionalista e social, mas Vargas precisa de apoio e defesa do grupo contra cúpula militar) Aula 05 – Era Vargas
  8. 8. 3.2 Revolução Constitucionalista de 1932 . Principais fatores - Descontentamento da Elite Oligárquica de São Paulo (Partido Democrata) - Descontentamento da Cúpula Militar com o poder dos Tenentes - Frente Única Gaúcha rompe aliança com Getúlio - Episódio da invasão da sede de jornal tenentista e a morte de 4 rapazes (MMDC) radicaliza conflitos contra governo federal . Objetivos - Elaboração de nova Constituição liberal - Restauração do regime oligárquico e descentralização do poder federal - Restauração da hierarquia militar, menos poder aos tenentes . Consequências - elite paulista se mostra importante, mas perde poder e espaço político - formação de Assembléia Constituinte em 1933 - aprovação da CF1934, com mudanças progressistas Aula 05 – Era Vargas
  9. 9. Aula 05 – Era Vargas
  10. 10. 4.1 Constituição de 1934 . Comissão de juristas escolhidos por Vargas para elaborar anteprojeto de Constituição com poder centralizado (Comissão do Itamaraty) . Anteprojeto de Vargas não é aprovado e CF/1934 tem caráter descentralizado, com autonomia para os estados . Poder político na época passa para burguesia industrial e militares - valores aprovados na CF/1934 refletem aspirações desses grupos . Inspiração da CF/1934 em regimes Fascistas - Repúblicas Federativas com executivo forte - CF da “República de Weimar”(Alemanha 1920) - CF da Espanha (1931) – regime fascista de Franco . Legislação trabalhista progressista, com influências socialistas Aula 05 – Era Vargas
  11. 11. 4.1 Constituição de 1934 . Principais disposições da CF/1934 - voto secreto e obrigatório (a partir de 18 anos) - voto feminino - criação da Justiça do Trabalho - criação da Justiça Eleitoral - nacionalização dos recursos naturais (riquezas do subsolo, águas) - nacionalização dos bancos e seguradoras . Legislação trabalhista - proibição do trabalho infantil - jornada de trabalho de 8 horas - repouso semanal obrigatório - férias remuneradas - indenização por demissão sem justa causa - assistência médica, odontológica e à gravidez . Críticas à CF/1934 - Vargas desejava maior poder - Vargas considera elevados os custos sociais e de nacionalização - Oligarquias e Burguesia sentem-se ameaçadas pelos novos direitos sociais e maior participação popular no processo político, além de crescente organização operária Aula 05 – Era Vargas
  12. 12. 4.2 Polarização de Forças: AIB e ALN . Polarização política entre Integralistas e Comunistas . Ação Integralista Brasileira (AIB) - liderança de Plínio Salgado - unificação dos grupos políticos de extrema direita - inspiração Fascista - crítica ao Liberalismo Constitucionalista - organização paraestatal fortemente militarizada . Aliança Nacional Libertadora (ALN) - liderança de Luis Carlos Prestes - unificação dos grupos de esquerda - participação do PCB e apoio da URSS - adesão de políticos de todo o Brasil - adesão de parte do movimento tenentista - objetivos: instauração de governo popular, proteção às pequenas e médias propriedades, nacionalização de empresas estrangeiras, cancelamento da dívida externa Aula 05 – Era Vargas
  13. 13. 4.3 Intentona Comunista . Nova crise militar em 1935 . Governo fecha e proíbe atuação da ANL - resposta contra “ameaça” do comunismo . “Intentona Comunista” - Reação dos grupos ligados à ANL contra fechamento - Levantes militares liderados pelos tenentes em Recife, Natal e Rio de Janeiro - Rebeliões são rapidamente debeladas pelo governo - Governo decreta Estado de Sítio devido às revoltas Aula 05 – Era Vargas
  14. 14. Aula 05 – Era Vargas
  15. 15. 5.1 Golpe de 1937: O Estado Novo . Vargas aproveita estado de sítio e instabilidades das rebeliões para articular golpe - nomeação de Eurico Gaspar Dutra como Ministro da Guerra - Dutra afasta comandantes militares vinculados à oposição - Vargas afasta governadores e outros políticos da oposição . Plínio Salgado, candidato integralista à presidência, secretamente adere ao golpe . Plano Cohen - documento falso elaborado pelos integralistas com ideologia nacionalista - supostamente um estudo sobre os efeitos de uma revolução comunista no Brasil - elaborado para aterrorizar a população . Em 10 de novembro de 1937, tropas da polícia militar fecham Congresso e Vargas faz pronunciamento decretando o Estado Novo Aula 05 – Era Vargas
  16. 16. 5.2 Constituição de 1937: Polaca . Constituição outorgada por Vargas, elaborada por Francisco Campos . Inspiração na Constituição Fascista da Polônia (1935) . Concentração total do poder - estados passam a ser governados por interventores nomeados por Vargas - prefeitos nomeados pelos interventores estaduais - eleições indiretas para presidente com mandato de 6 anos - proibição do direito de greve - extinção dos partidos políticos - estabelecimento de pena de morte - maior controle sobre os sindicatos Aula 05 – Era Vargas
  17. 17. 5.3 Estado Novo (1937 a 1945) . Criação da Justiça do Trabalho (1939) . Legislação Trabalhista - Getúlio como protetor dos trabalhadores - edição da CLT (1943) - Salário mínimo e direitos trabalhistas . Criação do DIP - Departamento de Imprensa e Propaganda (1937) - promoção do regime junto à população - censura dos meios de comunicação - patriotismo(campanhas nas escolas) - exaltação do trabalho e do trabalhador . Incentivo à industrialização e Desenvolvimento Econômico - substituição de importações - criação do Conselho Nacional do Petróleo e do Conselho Federal de Comércio Exterior . Criação do DASP – Departamento Administrativo do Serviço Público - fortalecimento da máquina pública e da burocracia - suporte ao desenvolvimento econômico - controle e fiscalização dos estados pelo governo federal Aula 05 – Era Vargas
  18. 18. 6.1 Economia na Era Vargas . Transição de Economia Agrária para Economia industrial . Café - negociação com cafeicultores, compra de excedentes de produção - queima de café para manutenção de preços - centralização de controle, diminuição de poder dos produtores - desestímulo à superprodução de café - diminuição da participação do café nas exportações (72% no início da Era Vargas para menos de 40% no final do Estado Novo) . Industrialização - maior participação do Estado - ideologia Nacionalista Modernizadora - Cia Siderúrgica Nacional (1940) - prioridade para infraestrutura e indústria de base - Foco nos setores de Petróleo, Energia Elétrica e Siderurgia Aula 05 – Era Vargas
  19. 19. 6.2 Economia na Era Vargas . Fatores para industrialização a) Intervenção Estatal b) Controle de divisas c) Desvalorização da Moeda d) Desestímulo à produção do Café e) Ideologia Nacionalista Modernizadora f) Tarifas protecionistas (1934) g) Legislação Trabalhista . Setor Financeiro - controle da atuação dos bancos e seguradoras estrangeiros - monopólio do Banco do Brasil - Controle da política cambial e da dívida externa . Entre 1930 e 1933 PIB cresce somente 1% a.a . Após 1933 economia passa a crescer em média 10% a.a (até 1945) . Fatores para o crescimento da economia no período - fim das revoltas militares e fim da guerra em SP - crescimento da indústria - controle das finanças públicas Aula 05 – Era Vargas
  20. 20. 7.1 PEB: Equidistância Pragmática .Década de 1930 considerada divisor de águas para a PEB - PEB à serviço do desenvolvimento industrial brasileiro - mudança de inércia Liberal para substituição de importações . Críticos do regime da Rep. Velha defendem mudança do modelo de submissão aos EUA . Regime de “comércio compensado” com Alemanha - Importação/Exportação através de trocas sem envolver divisas - Brasil passa a exportar produtos além de café e algodão (laranja, couro, tabaco, carne) - Em troca, importa produtos manufaturados e principalmente material bélico . Relacionamento com Alemanha preocupa EUA - americanos forçam acordo comercial bilateral em 1935 para conter relacionamento Brasil-Alemanha . Política de “Equidistância Pragmática” - convinha ao Brasil manter-se o máximo possível no ponto neutro, equidistante entre o relacionamento com EUA e Alemanha para maximizar ganhos Aula 05 – Era Vargas
  21. 21. 7.2 PEB: Reaproximação com EUA e participação na 2ª Guerra . Equidistância se torna mais difícil e Brasil é forçado a tomar partido entre EUA e Alemanha . EUA fornece financiamento para construção da CSN (1940) . Reaparelhamento das Forças Armadas - inclusão do Brasil no fundo “Lend and Lease” para os aliados dos EUA (1942) - Encerra-se ciclo de influência européia sobre Exército Brasileiro para se iniciar fase de influência norte- americana - EUA instalam bases militares no nordeste brasileiro . Brasil envia tropas para o front de guerra - Força Expedicionária Brasileira (FEB) - único país da América do Sul a enviar tropas para a guerra - condições de tratamento diferenciadas como país aliado combatente . Participação na guerra não fortalece Estado Novo - discussão sobre ambiguidade entre a política externa (defesa da democracia) e a política interna (ditadura autoritária) Aula 05 – Era Vargas
  22. 22. 8 Sociedade e Cultura . Modernismo - ruptura com estética do século XIX e idéias da Republica Velha - Busca de identidade nacional, novo nacionalismo - Idéia de “Democracia Racial” – Gilberto Freyre em Casa Grande e Senzala (1933) - Miscigenação como trunfo e não como ônus . Governo Vargas busca cooptar intelectuais - produção artística nacionalista - DIP e Ministério da Educação centralizando política cultural paternalista do Estado Novo - Rádio e Cinema como formas de propaganda e doutrinação políticas . Influência americana - cinema ajuda a divulgar cultura americana no Brasil - American Way of Life como sinônimo de vanguarda e progresso - política da Boa Vizinhança tem impacto cultural duradouro na influência norte-americana sobre o Brasil . Ampliação do ensino e pesquisa - número de alunos nas escolas quadruplica entre 1930 e 1936 - criação da USP em 1934 e da Univ. Do Distrito Federal (RJ) em 1935 - criação do IBGE (1938) Aula 05 – Era Vargas
  23. 23. 9 Queda de Vargas e fim do Estado Novo . Aumento de descontentamento com regime autoritário - ambiguidade da ditadura interna com a defesa externa da democracia nas lutas da 2ª guerra - descontentamento dos militares com concentração de poder perpetuação do regime na figura de Vargas - perda de apoio americano . Reestruturação dos partidos políticos - UDN (União Democrática Nacional) – Eduardo Gomes (Oposição Liberal) - PSD (Part. Social Democrático) – Dutra (governo) - PTB (Part. Trabalhista Brasileiro) – oposição esquerda Aula 05 – Era Vargas
  24. 24. missaodiplomatica.blogspot.com.br

×