Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Conflitos árabe-israelenses

42.423 Aufrufe

Veröffentlicht am

Apresentação em Powerpoint, da atividade educacional feita pelos alunos da professora Rita Brandão no CEJM, Com a orientação da orientadora tecnológica Marise Brandão

Veröffentlicht in: Business
  • Palestina não foi "instituída" pelos romanos séc. 7 dC após expulsar 1 milhão de judeus que ficaram sem refugio???? Caças MIG estavam perdidos na Jordânia? O relatório que iniciou a mobilização coordenada cercando Israel também?
       Antworten 
    Sind Sie sicher, dass Sie …  Ja  Nein
    Ihre Nachricht erscheint hier
  • Presidenta Dilma Roussef tem razao
    Fora do Brasil , Judeus frios
    Voltem para Israel
    E levem sua empafia junto com seu desprezo por nos
    Anoes Diplomaticos, segundo seu merda de governo fascista.
       Antworten 
    Sind Sie sicher, dass Sie …  Ja  Nein
    Ihre Nachricht erscheint hier
  • esse nao tem como baixar nao suas antas kkkkkkkk
       Antworten 
    Sind Sie sicher, dass Sie …  Ja  Nein
    Ihre Nachricht erscheint hier
  • em como se baixa?
       Antworten 
    Sind Sie sicher, dass Sie …  Ja  Nein
    Ihre Nachricht erscheint hier
  • como se baixa esse slide?
       Antworten 
    Sind Sie sicher, dass Sie …  Ja  Nein
    Ihre Nachricht erscheint hier

Conflitos árabe-israelenses

  1. 1. CONFLITOS ARÁBE-ISRAELENSES
  2. 2. Os conflitos árabe-israelenses começaram com a 1ª Guerra Mundial. Até 1917, a Palestina possuía 26 mil quilômetros quadrados, uma população de um milhão de palestinos e 100 mil judeus e ainda se encontrava sob o domínio do Império Turco. Com a derrota dos turcos no conflito mundial, a Palestina passou para o domínio da Inglaterra. Esta se comprometeu a favorecer a criação de um "lar nacional" para os judeus na Palestina e abriu a região à emigração judaica, organizada pelo movimento sionista.
  3. 3. Desde o final do século XIX, grupos de judeus, começaram a adquirir terras na Palestina. Impulsionados pela vontade de criar um estado judeu independente na região (sionismo), ali fundaram diversas colônias agrícolas. O governo inglês que ocupava a Palestina desde o final da 1ª Guerra Mundial, apoiava o sionismo naquela região, desde que fossem respeitados os direitos dos árabes que lá viviam. Anos depois milhares de judeus migraram para Palestina, por muitos motivos entre eles o terror do nazismo.
  4. 4. Terminada a 2ª Guerra Mundial o massacre de mais de 6 milhões de judeus por nazistas contribuiu para a ONU aprovar a criação de um Estado judeu na Palestina. Essa decisão da ONU previa, também a criação de um Estado árabe-palestino, que nunca se formou devido aos conflitos político-militares com os judeus. Em 14 de maio de 1948 o líder David Bem Gurion (líder judeu) proclamou a criação do Estado de Israel. Alguns países árabes se sentiram ursupados (vítima da posse injusta de um território), revoltaram-se dando origem a primeira guerra árabe-israelense.
  5. 5. Essa guerra terminou com a vitória de Israel, que no decorrer do conflito ocupou terras destinadas aos palestinos e ampliou o território reservado para o estado judeu. Com isso milhares de palestinos refugiaram-se para territórios árabes e passaram a reivindicar seus diretos sobre seu Estado na região. A partir deste período, houve três grandes guerras entre Israel e os países árabes:
  6. 6. 1956 -      O governo egípcio, nacionalizou o Canal de Suez, impedindo navios israelenses de cruzá-lo. Israel ocupou a península de Sinai. O conflito acaba com a intervenção da ONU, sobre pressão dos EUA e URSS.
  7. 7. 1967 -      Guerra dos seis dias, que EUA alia-se a tropas israelenses (que foi bem equipada pelo EUA) e URSS alia-se a tropas árabes equipando-as e formando uma aliança política.
  8. 8. 1973 Guerra do Yom Kippu r durou cerca de 20 dias. No dia do perdão (Yom Kippur) em 6/10/1973, forças árabes do Egito e da Síria avançou sobre Sinai e Golam, tentando reconquistar os territórios ocupados por Israel em 1967. Israel conseguiu repelir os ataques árabes, conseguindo preservar os territórios que invadira. Em 1979, por meio de negociações bilaterais entre Egito e Israel, a península do Sinai foi devolvida aos egípcios .
  9. 9. Em 1964, os palestinos fundaram a Organização para a Libertação da Palestina (OLP). Que tinha como um dos seus principais dirigentes o líder Yasser Arafat, antigo lider da organização guerrilheira palestina, Al Fatah. Arafat representando a palestina pela OLP, em 1974 foi a ONU buscando o apoio diplomático internacional para a causa palestina.
  10. 10. Desde essa época ocorre um processo de negociação entre palestinos, israelenses com avanços e recuos no caminho da paz. Em 1987 ocorre confrontos na Cisjordânia e em Gaza. Essas rebeliões palestinas são conhecidas como Intifadas (rebelião, luta pela libertação). Em setembro de 1993, Bill Clinton (presidente dos EUA), o líder Arafat e o primeiro ministro (Yitzhak Rabin) de Israel assinaram um primeiro acordo de paz onde a OLP reconhecia o estado de Israel e o governo israelense aceitava a formaçõa de um estado palestino. Yitzhak Rabin (em 4 de outubro),foi assassinado por um extremista judeu que se opunha à paz com os palestinos.
  11. 11. Nos últimos anos, as negociações entre israelenses e palestinos tem sido muito difíceis. Um exemplo disso é a cidade de Jerusalem – considerada sagrada por judeus. Os palestinos pretendem que a parte oriental de Jerusalem seja transformada na capital do seu futuro estado. Já os israelenses não querem abrir mão da área que ocupam na cidade.
  12. 12. <ul><li>NOMES: </li></ul><ul><li>Beatriz </li></ul><ul><li>Dayana </li></ul><ul><li>Rosélia </li></ul><ul><li>Stanley </li></ul>
  13. 13. Bibliografia Livro: Saber e Fazer História => 8ª série Internet

×