Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Apresentação(1)

373 Aufrufe

Veröffentlicht am

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Apresentação(1)

  1. 1. A www e o Ensino de Inglês Vera Lúcia Menezes de Oliveira e Paiva ( UFMG) Aluna: Ismênea Borges de Paula
  2. 2. A www e o Ensino de Inglês <ul><li>O presente artigo embasado na teoria sócio-cultural e </li></ul><ul><li>abordagem comunicativa discute: </li></ul><ul><li>As regras da internet como ambiente privilegiado de interação e aprendizagem de língua; </li></ul><ul><li>Os pontos positivos e negativos da Web; </li></ul><ul><li>A potência das novas tecnologias no ensino de línguas. </li></ul>
  3. 3. A Agonia dos Velhos Laboratórios de Línguas <ul><li>Alunos isolados em suas cabines; </li></ul><ul><li>Fones de ouvidos e gravadores individuais; </li></ul><ul><li>Ausência de interação com os demais colegas. </li></ul>
  4. 4. O Velho Laboratório de Línguas Cede Lugar ao Novo <ul><li>Rompe as paredes da sala de aula; </li></ul><ul><li>A comunicação com o mundo é possível; </li></ul><ul><li>O aluno na escola é capaz de interagir com nativos ou aprendizes da língua alvo; </li></ul><ul><li>O professor deve adequar-se ás novas tecnologias e integrar-se ás formas de comunicação atuais. </li></ul>
  5. 5. A Internet <ul><li>Surgiu em 1969 nos USA; </li></ul><ul><li>A ARPENET, rede eletrônica, transferia informações rápidas e sigilosas com segurança </li></ul><ul><li>A ferramenta inicial era o correio eletrônico; </li></ul><ul><li>Posteriormente veio a World Wide Web (www); </li></ul><ul><li>A primeira versão da www surgiu em 1991. </li></ul>
  6. 6. Ensino de Língua Inglesa Como L2 <ul><li>Em 1991 criou-se uma lista de discussão eletrônica; </li></ul><ul><li>A lista se divide em várias sub-listas; </li></ul><ul><li>A TESL-L, exemplo de sub-lista e fonte para o ensino e aprendizagem de inglês na Web; </li></ul><ul><li>Com a internet e a www um número incalculável de homepages tem sido criadas. </li></ul>
  7. 7. A Tecnologia na Educação Segundo Alguns Teóricos <ul><li>De acordo com Félix (1998:19) os materiais tornam-se interessantes no ensino de L2 à medida que a tecnologia se desenvolve; </li></ul><ul><li>A progressão de interatividade através da Web é descrita na seguinte sequência: livros didáticos eletrônicos, som e vídeo, exercícios com feedback online e tarefas interativas; </li></ul><ul><li>Mecanismos de comunicação direta entre professor e aluno. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Beaugrande discute cognição e tecnologia na educação e “engarrafamentos” na transmissão de informação; </li></ul><ul><li>A tecnologia sempre esteve presente na educação facilitando a informação; </li></ul><ul><li>A tecnologia do quadro negro, caderno, máquina apresentavam limitações na transmissão da informação. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Segundo O’Leary (2000:29) </li></ul><ul><li>A aprendizagem através da Web é natural e espontânea; </li></ul><ul><li>Selecionamos os materiais e escolhemos nossos caminhos; </li></ul><ul><li>A Web resolve problemas, apresenta idéias, experimentos, criações; </li></ul><ul><li>Abordagens centradas no aluno serão mais estimuladas; </li></ul><ul><li>Professor de transmissor de conhecimento, torna-se guia. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Kelm (1996:27) diz que a Web é rica em tarefas diversas para o professor; </li></ul><ul><li>Uma das tarefas do professor é buscar e divulgar conhecimento em parceria com seu aluno; </li></ul><ul><li>A alfabetização tecnológica é necessária para que o professor utilize melhor esse recurso. </li></ul>
  11. 11. Alguns Pontos Positivos da Web <ul><li>Variedade de informação ; </li></ul><ul><li>Diversidade de material; </li></ul><ul><li>Gratuidade da informação; </li></ul><ul><li>Fomento a educação continuada; </li></ul><ul><li>Rapidez no acesso à informação; </li></ul><ul><li>Uso por tempo ilimitado. </li></ul>
  12. 12. Alguns Pontos Negativos da Web <ul><li>Excesso de informação; </li></ul><ul><li>Nem todo material é de boa qualidade; </li></ul><ul><li>O preço do impulso telefônico é caro; </li></ul><ul><li>Nem todos os cursos são gratuitos; </li></ul><ul><li>Informações nem sempre são localizadas; </li></ul><ul><li>Algumas páginas desaparecem rapidamente. </li></ul>
  13. 13. Suporte Teórico <ul><li>A teoria utilizada na Web para o ensino de L2 baseia-se nas seguintes teorias: </li></ul><ul><li>Construtivista; </li></ul><ul><li>Sócio-cultural; </li></ul><ul><li>Comunicativa. </li></ul>
  14. 14. O Construtivismo e o Sóciointeracionismo <ul><li>Piaget diz que o conhecimento é construído pelo indivíduo através de ações no mundo; </li></ul><ul><li>Vygotsky (19984:31) ressalta o papel social da linguagem e diz que através dela e da interação com outros que as crianças ampliam seus conhecimentos. </li></ul>
  15. 15. A Abordagem Comunicativa e a Web <ul><li>O Objetivo dessa abordagem é desenvolver a competência comunicativa do aprendiz; </li></ul><ul><li>O material na Web possui características comunicativas; </li></ul><ul><li>O foco dos recursos está no significado e não na forma; </li></ul><ul><li>O material é contextualizado, a leitura é rica e o chat é um dos recursos mais interessantes para praticar o idioma. </li></ul>
  16. 16. Potencialidades da Web Para o Ensino de Língua Inglesa <ul><li>Publicações foram feitas indicando as potencialidades da Web no ensino de L2, a história da internet e os mistérios do e-mail; </li></ul><ul><li>Em 1996 outro grupo de publicações traçou um panorama do ensino de língua mediado pelo computador; </li></ul><ul><li>Um terceiro grupo reúne trabalhos de pesquisas na área. </li></ul>
  17. 17. Exemplos Sites Listadas no Diagrama <ul><li>Projetos colaborativos - http://www.gsh.org/ </li></ul><ul><li>Cursos – http://www.english-to-go.com </li></ul><ul><li>Listas de discussão – </li></ul><ul><li>http://www.ling.lancs.ac.uk/staff/visitors/kenji/kitao/int-mail.htm </li></ul><ul><li>Resource Centers – http://www.comenius.com/ </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Bibliotecas – http://www.netlibrary.net/ </li></ul><ul><li>Multimídia – http://windowsmedia.com/radiotuner/ </li></ul><ul><li>Publicações – http://www.freeservers.com/ </li></ul><ul><li>Software – http://www.orst.edu/dept/eli/softlist/ </li></ul>
  19. 19. Conclusão <ul><li>Segundo Paiva a internet é o maior avanço tecnológico na comunicação humana, porem: </li></ul><ul><li>Não tem administrador geral; </li></ul><ul><li>O território é livre e sem organização pré determinada; </li></ul><ul><li>Nem sempre é fácil localizar o que se deseja; </li></ul><ul><li>Informações pouco confiáveis </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Internet, tecnologia que requer um modelo novo de comunicação; </li></ul><ul><li>A língua é o inglês, sua aprendizagem é indispensável; </li></ul><ul><li>O Uso da internet no ensino de inglês requer mudanças de atitude de alunos e professores; </li></ul><ul><li>A internet é cada vez mais utilizada no ensino de inglês, pois provê muito imput. </li></ul>
  21. 21. Referências Bibliográficas <ul><li>  ELLIS, R. Second language acquisition .Oxford: Oxford University Press, 1997. </li></ul><ul><li>FELIX, Ushi. Virtual language learning . Melbourne: Language Australia, 1998. </li></ul><ul><li>  LEVY, Michael. Computer-assisted language learning . Oxford: Claredon, 1997. </li></ul>

×