Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Observe as imagens. O que transmitem a você?
E agora?
A palavra currículo é de origem latina e significa o
caminho da vida, a rota de uma pessoa ou grupo
de pessoas. Currículo ...
Currículo Escolar
Base Nacional Comum
Conhecimentos mínimos necessários ao exercício da
cidadania. É portanto, uma dimensã...
Como incluir a parte diversificada no currículo?
Plano de aula
Plano
anual
Currículo
PPP
•Título;
• Apresentação;
•Histórico;
• Justificativa;
• Finalidades;
• Objetivos;
• Eixos norteadores;
• Organização c...
É a previsão dos conteúdos e atividades a
serem realizadas em determinado ano,
durante certo período de tempo.
O planejame...
Plano de
ensino anual
Objetivos da
disciplina
Expectativas de
aprendizagem
• Seleção dos conteúdos;
• Organização dos cont...
Quanto ao aluno da EJA, não podemos deixar de
ressaltar que na maioria dos casos, a passagem do
jovem ou adulto pela escol...
Na formação do jovem há aspectos que são centrais na
constituição do tempo juvenil: a relação com o bairro, a
cidade, os a...
As diversas situações excludentes vivenciadas pelo
jovem causam e criam instabilidade e falta de estímulo o
que traz inúme...
Nesse contexto, há a busca por caminhos
metodológicos que interagem a realidade com o
fazer pedagógico, possibilitando uma...
Magda Marques
Formação projovem
Formação projovem
Formação projovem
Formação projovem
Formação projovem
Formação projovem
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Formação projovem

220 Aufrufe

Veröffentlicht am

Debate sobre o currículo da EJA

Veröffentlicht in: Bildung
  • Loggen Sie sich ein, um Kommentare anzuzeigen.

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Formação projovem

  1. 1. Observe as imagens. O que transmitem a você?
  2. 2. E agora?
  3. 3. A palavra currículo é de origem latina e significa o caminho da vida, a rota de uma pessoa ou grupo de pessoas. Currículo indica processo, movimento, percurso, como a etimologia da palavra recomenda. O currículo deve ser entendido como componente central do procedimento da educação institucionalizada.
  4. 4. Currículo Escolar Base Nacional Comum Conhecimentos mínimos necessários ao exercício da cidadania. É portanto, uma dimensão obrigatória dos currículos nacionais e é definida pela união. Parte Diversificada Também obrigatória, se compõe de conteúdos complementares, identificados na realidade regional e local, que devem ser escolhidos em cada sistema ou rede de ensino e em cada escola. Assim, a escola tem autonomia para incluir temas de seu interesse.
  5. 5. Como incluir a parte diversificada no currículo? Plano de aula Plano anual Currículo
  6. 6. PPP •Título; • Apresentação; •Histórico; • Justificativa; • Finalidades; • Objetivos; • Eixos norteadores; • Organização curricular; • Profissionais envolvidos; • Recursos materiais e físicos; • Recursos financeiros; • Avaliação; • Cronograma; • Referências. Plano de Ensino • Ano, eixo e disciplina • Objetivos específicos; • Conteúdos; • Procedimentos; • Avaliação do processo de ensino e aprendizagem: critérios; • Atividades articuladas; • Cronograma; • Referências.
  7. 7. É a previsão dos conteúdos e atividades a serem realizadas em determinado ano, durante certo período de tempo. O planejamento não se restringe ao programa de conteúdo a ser ministrado em cada disciplina. Ele vai muito além. Está inserido dentro do plano global da escola, que inclui o papel social, as metas e seus objetivos. Plano anual
  8. 8. Plano de ensino anual Objetivos da disciplina Expectativas de aprendizagem • Seleção dos conteúdos; • Organização dos conteúdos; • Atividades de ensino.
  9. 9. Quanto ao aluno da EJA, não podemos deixar de ressaltar que na maioria dos casos, a passagem do jovem ou adulto pela escola regular constituiu-se um processo sem êxito e que culminou na exclusão do mesmo do Sistema Regular de Ensino. As exigências do mercado de trabalho acabam trazendo esses jovens novamente à escola. E segundo Cunha (1999), o desafio torna-se maior quando se pensa que o acesso à cultura letrada não significa em hipótese alguma ignorar a cultura e os saberes que os jovens e os adultos trazem como bagagem.
  10. 10. Na formação do jovem há aspectos que são centrais na constituição do tempo juvenil: a relação com o bairro, a cidade, os amigos, a família, a música, a dança, etc. O Projovem Urbano tem como finalidade elevar o grau de escolaridade visando ao desenvolvimento humano e ao exercício da cidadania, por meio da conclusão do ensino fundamental, de qualificação profissional e do desenvolvimento de experiências de participação cidadã (BRASIL, 2008).
  11. 11. As diversas situações excludentes vivenciadas pelo jovem causam e criam instabilidade e falta de estímulo o que traz inúmeros desafios para o Projovem Urbano. É de fundamental importância realizar ações que busquem problematizar as situações de exclusão, na perspectiva desses jovens refletirem se vale a pena ou não buscar alternativas de inserção social. Segundo Brasil (2008), tudo isso aponta para um currículo integrado que considere as dimensões humanas do conhecimento, da ação e do compromisso consigo mesmo e com os outros.
  12. 12. Nesse contexto, há a busca por caminhos metodológicos que interagem a realidade com o fazer pedagógico, possibilitando uma estreita vinculação entre a estrutura lógico-formal das disciplinas e sua utilização para compreender e descrever o mundo. Discutir determinada temática sob o ponto de vista das diferentes àreas do conhecimento, fazer convergir conhecimentos de diversas disciplinas para a resolução de um problema da vida prática ou de uma questão relevante para o grupo de alunos, reunir informações com vistas a compreender determinados conceitos e etc., pode ser algumas das maneiras de organizar um currículo integrado.
  13. 13. Magda Marques

×