Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Die SlideShare-Präsentation wird heruntergeladen. ×

A família alfredo mendes

Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Nächste SlideShare
Devo estar ficando velho
Devo estar ficando velho
Wird geladen in …3
×

Hier ansehen

1 von 15 Anzeige
Anzeige

Weitere Verwandte Inhalte

Ähnlich wie A família alfredo mendes (20)

Weitere von Luzia Gabriele (20)

Anzeige

Aktuellste (20)

A família alfredo mendes

  1. 1. Desfolho um velho álbum, recordando, os anos que por mim foram passando, e fico revivendo cada pose! Na voragem do tempo que passou, é bem notório o rasto que deixou, na sua mais cruel metamorfose!
  2. 2. Me revejo no colo maternal. Protegido de todo e qualquer mal, por barreiras de amor e de bondade! As fotos vou passando, vou crescendo! Têm histórias de vida que vou lendo, Rejubilando de felicidade!
  3. 3. Reparo numa foto carcomida. Com sua imagem já muito sumida, e que fora tirada no quintal. Um manto de alva neve emoldurava, enorme mancha humana que posava, para mais uma foto de Natal!
  4. 4. Olhei para meus pais e meus avós. Sorridentes olhavam para nós, denunciando o seu modo de amar! Recordo com saudade aquele dia, em que vi realizada a fantasia, e ganhei um carrinho p’ra brincar!
  5. 5. Tantos anos passaram desde então! Se foi desenrolando a sucessão, a família foi sendo renovada. Perante a realidade indesmentida, eu já sinto fugir de mim a vida... E aguardo a minha hora de chamada!
  6. 6. Desfolho um velho álbum, recordando, os anos que por mim foram passando, e fico revivendo cada pose! Na voragem do tempo que passou, é bem notório o rasto que deixou, na sua mais cruel metamorfose! Me revejo no colo maternal. Protegido de todo e qualquer mal, por barreiras de amor e de bondade! As fotos vou passando, vou crescendo! Têm histórias de vida que vou lendo, Rejubilando de felicidade! Reparo numa foto carcomida. Com sua imagem já muito sumida, e que fora tirada no quintal. Um manto de alva neve emoldurava, enorme mancha humana que posava, para mais uma foto de Natal! Olhei para meus pais e meus avós. Sorridentes olhavam para nós, denunciando o seu modo de amar! Recordo com saudade aquele dia, em que vi realizada a fantasia, e ganhei um carrinho p’ra brincar! Tantos anos passaram desde então! Se foi desenrolando a sucessão, a família foi sendo renovada. Perante a realidade indesmentida, eu já sinto fugir de mim a vida... E aguardo a minha hora de chamada! Alfredo dos Santos Mendes Lagos – Portugal 05/02/2002 A Família
  7. 7. Formatação e Criação: Luzia Gabriele E-mail: luziagabriele@hotmail.com Texto: Alfredo dos Santos Mendes Imagens: Internet e Arquivo Pessoal Música: Sidney Bechet Petite Fleur (1952) http://www.slideshare.net/luziagabriele https://www.youtube.com/channel/UCAdCeCGHG TxtxQskjl4zkow Data: 09 de Fevereiro de 2022 Fortaleza-Ceará-Brasil

×