Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
José de Alencar Expressão da cultura brasileira<br />Blog: http://professorjairnascimento.blogspot.com<br />E-mail: jairjl...
José de Alencar 1829-1877<br />Ele foi o principal romancista brasileiro da fase romântica. Cearense, cursou Direito em Sã...
O Romance regional<br />Coube ao romance regionalista indianista, histórico e urbano, a missão nacionalista que o Romantis...
O Guarani<br />Romance histórico-indianista, foi publicado pela primeira vez sob a forma de folhetim no Diário do Rio de J...
Heróis Brasileiros<br />José de Alencar tratou a cultura indígena como marca específica da nacionalidade e, por isso, seus...
Alencar e a crítica social<br />Além de ter se dedicado ao romance indianista e ao romance regional, José de Alencar foi t...
Proposta indecente<br />Com algumas modificações o drama vivido por Seixas e Aurélia é retomado pelo cineasta Adrian Lyne,...
BIBLIOGRAFIA<br />Português: Linguagens: Volume único/ William Roberto Cereja, Thereza Cochar Magalhães. – São Paulo: Atua...
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

José de alencar expressão da cultura brasileira

9.758 Aufrufe

Veröffentlicht am

Veröffentlicht in: Bildung, Reisen
  • Als Erste(r) kommentieren

José de alencar expressão da cultura brasileira

  1. 1. José de Alencar Expressão da cultura brasileira<br />Blog: http://professorjairnascimento.blogspot.com<br />E-mail: jairjlnascimento@hotmail.com<br />Twitter: @jairjlnasciment<br />
  2. 2. José de Alencar 1829-1877<br />Ele foi o principal romancista brasileiro da fase romântica. Cearense, cursou Direito em São Paulo e viveu a maior parte de sua vida no Rio de Janeiro. Dedicou-se à carreira de advogado, jornalista e escritor. Como pai, devotou-se à política, tendo sido eleito várias vezes deputado, e chegou a ocupar o cargo de ministro da justiça, que exerceu de 1868 a 1870. <br />Na literatura, escreveu romances indianistas, históricos, urbanos e regionalistas. Foi também autor de crônicas, críticas e várias peças teatrais, como Mãe e O jesuíta, encenadas na época.<br />A produção diversificada de Alencar estava voltada ao projeto de construção da cultura brasileira, no qual o romance indianista, buscando um tema nacional e uma língua mais brasileira, ganhou papel de destaque.<br />As principais obras de Alencar: O guarani (1857), Iracema(1865) e Ubirajara (1874).<br />
  3. 3. O Romance regional<br />Coube ao romance regionalista indianista, histórico e urbano, a missão nacionalista que o Romantismo se atribui de proporcionar ao país uma visão de si mesmo. Estendendo o olhar para os quatro cantos do Brasil, o romance regional buscou compreender e valorizar as diferenças étnicas, linguísticas, sociais e culturais que ainda hoje marcam essas regiões. <br />Sem apoio em modelos europeus, o romance regionalista romântico teve de abrir sozinho seus próprios caminhos. Portanto, constitui uma experiência nova em nossa literatura, que exigiu dos escritores pesquisa e senso de observação da realidade presente.<br />
  4. 4. O Guarani<br />Romance histórico-indianista, foi publicado pela primeira vez sob a forma de folhetim no Diário do Rio de Janeiro, em 1857.<br />D. Antônio de Mariz, fidalgo português, muda-se para o Brasil com sua família: D. Lauriana, sua esposa; Cecília e D. Diogo, filhos do casal; e Isabel, oficialmente sobrinha do fidalgo, mas na verdade filha dele com uma índia. Acompanha a família o jovem cavaleiro D. Álvaro de Sá, além de muitos outros empregados.<br />
  5. 5. Heróis Brasileiros<br />José de Alencar tratou a cultura indígena como marca específica da nacionalidade e, por isso, seus representantes são típicos heróis. Em nenhum momento, porém superam o branco colonizador. Ambos se equivalem em honra e coragem para que seus descendentes, frutos da miscigenação, possam justificar o orgulho patriótico. <br />O perfil idealizado das personagens indígenas incorpora, de um lado, os traços positivos dos europeus e, de outro, a grandiosa natureza local com a qual seu aspecto físico é comparado.<br />Iracema, a virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna e mais longos que seu talhe de palmeira.<br /> O favo de jati não era doce como seu sorriso; nem a baunilha recendia no bosque como seu hálito perfumado.<br />Alencar, José de. Iracema. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2004. p.19<br />
  6. 6. Alencar e a crítica social<br />Além de ter se dedicado ao romance indianista e ao romance regional, José de Alencar foi também um de nossos melhores romancistas urbanos. Suas obras, além de conter os ingredientes próprios do romance romântico – intrigas amorosas, chantagens, amores impossíveis, peripécias, conseguem analisar com profundidade certos temas delicados daquele contexto social. Em Senhora, são abordados os temas do casamento por interesse, da independência feminina e da ascensão social a qualquer preço. Em Lucíola se discute a prostituição nas altas camadas sociais e, como em Senhora, a oposição entre o amor e o dinheiro. O romance Diva, juntamente com Senhora e Lucíola, constitui a série “Perfis femininos”<br />
  7. 7. Proposta indecente<br />Com algumas modificações o drama vivido por Seixas e Aurélia é retomado pelo cineasta Adrian Lyne, mais de um século depois, no filme Proposta Indecente(1993).Nesse filme, o casal aceita a proposta de que ela (Demi Moore) passe uma noite com um bilionário (Robert Redford) em troca de um milhão de dólares. Tal qual na obra de Alencar, o dinheiro põe fim às relações do casal, e o amor só é possível novamente quando livre de qualquer outro tipo de interesse que não o amoroso.<br />
  8. 8. BIBLIOGRAFIA<br />Português: Linguagens: Volume único/ William Roberto Cereja, Thereza Cochar Magalhães. – São Paulo: Atual, 2003<br />Organizador Ricardo Gonçalves Barreto, Ser protagonista Português – Volume 1- Ensino médio 1ª ed. – São Paulo: Edições SM, 2010. – (Coleção ser protagonista)<br />Disponível em :<http://professorjairnascimento.blogspot.com<br />

×