Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Die SlideShare-Präsentation wird heruntergeladen. ×

World Giving Index 2016

Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Nächste SlideShare
World Giving Index 2017
World Giving Index 2017
Wird geladen in …3
×

Hier ansehen

1 von 26 Anzeige

World Giving Index 2016

Herunterladen, um offline zu lesen

O World Giving Index, divulgado no Brasil pelo IDIS, é um estudo anual sobre o comportamento global de solidariedade baseado em pesquisas realizadas em 140 países, analisando três indicadores de doação: a porcentagem de pessoas que fizeram doações em dinheiro, que dedicaram tempo de voluntariado e que ajudaram um desconhecido no último mês anterior à pesquisa.

O World Giving Index, divulgado no Brasil pelo IDIS, é um estudo anual sobre o comportamento global de solidariedade baseado em pesquisas realizadas em 140 países, analisando três indicadores de doação: a porcentagem de pessoas que fizeram doações em dinheiro, que dedicaram tempo de voluntariado e que ajudaram um desconhecido no último mês anterior à pesquisa.

Anzeige
Anzeige

Weitere Verwandte Inhalte

Diashows für Sie (20)

Anzeige

Ähnlich wie World Giving Index 2016 (20)

Anzeige

World Giving Index 2016

  1. 1. WORLD GIVING INDEX 2016
  2. 2. quem somos Organização britânica criada há mais de 80 anos para conectar doadores à suas causas, presente em nove países e com a missão de motivar a sociedade a doar de forma cada vez mais eficiente, ajudando a transformar vidas e comunidades pelo mundo. No Brasil, o IDIS representa a CAF. Fundado em 1999, organização pioneira no apoio técnico ao investidor social no Brasil e na América Latina, que tem como missão promover e estruturar o sistema de investimento social privado no Brasil, como instrumento de desenvolvimento de uma sociedade mais justa e sustentável.
  3. 3. sobre o relatório Pesquisa anual, realizada desde 2009 148 mil pessoas entrevistadas 140 países participantes Cobre cerca de 96% da população do mundo (5,1 bilhão de pessoas)
  4. 4. metodologia Amostras representam a população dos países como um todo, incluindo as áreas rurais Pesquisas são conduzidas pessoalmente ou por telefone dependendo da cobertura local. No Brasil todas as entrevistas foram presenciais. População entrevistada a partir dos 15 anos de idade Ranking global de solidariedade segundo três tipos de doação Ajuda a um estranho Doação de dinheiro Doação de tempo
  5. 5. perguntas O ranking de solidariedade é resultado da média simples das respostas às seguintes perguntas. No último mês você ofereceu... ajuda a um desconhecido? contribuição financeira para organizações da sociedade civil? doação de tempo como voluntário para uma organização?
  6. 6. RESULTADOS
  7. 7. top 10 – WGI 2016 País Classifica ção World Giving Index da CAF Resultado World Giving Index da CAF (%) Ajudar um Estranh o (%) Resultado Doação de Dinheiro (%) Resultado Trabalho Voluntário (%) Mianmar 1 70 63 91 55 EUA 2 61 73 63 46 Austrália 3 60 68 73 40 Nova Zelândia 4 59 61 71 44 Sri Lanka 5 57 61 61 49 Canadá 6 56 65 65 38 Indonésia 7 56 43 75 50 Reino Unido 8 54 61 69 33 Irlanda 9 54 56 66 40 Emirados Árabes Unidos 10 53 75 63 21 Dos sete países mais industrializados e ricos do mundo, apenas três aparecem no ranking: EUA, Canadá e Reino Unido. Os países de maior pontuação são praticamente os mesmos que os relatados em 2015. As exceções incluem a Indonésia - 22º em 2015 e agora 7º lugar, e os Emirados Árabes Unidos, 14º em 2015 para 10º em 2016.
  8. 8. situação no mundo 51% ajudou a a um desconhecido 31% doou dinheiro 26% fez trabalho voluntário Pela primeira vez desde que o WGI começou, mais da metade da população do mundo informou que ajudou um estranho. É o maior valor já registrado do mundo para qualquer uma das três medidas de generosidade. Em muitos países, os homens são significativamente mais propensos a se envolver em trabalho voluntário ou a ajudar um estranho, possivelmente por questões de segurança. Porém, há pouca diferença entre homens e mulheres quando se trata de doação de dinheiro.
  9. 9. no topo do ranking PIB per capita = US$ 1.203 Fonte: Banco Mundial Mianmar 63% ajudou a a um desconhecido 91% doou dinheiro 55% fez trabalho voluntário Assim como nos anos anteriores, cerca de nove em cada dez pessoas, em Mianmar, doaram dinheiro, o que garantiu o país no topo do ranking. Mianmar melhorou o índice geral em relação ao ano passado (70 x 66), por causa do aumento no tempo de voluntariado e em ajuda um desconhecido. Esses aumentos podem ser, em parte, por causa de um otimismo generalizado antes das eleições em novembro de 2015.
  10. 10. no topo do ranking PIB per capita = US$ 53.042 Fonte: Banco Mundial Estados Unidos 73% ajudou a a um desconhecido 63% doou dinheiro 46% fez trabalho voluntário Os Estados Unidos mantém tanto a sua pontuação no índice (61%), quanto no ranking (segundo). Os norte-americanos estão ligeiramente menos inclinados a ajudar um estranho este ano (73%) do que no ano passado (76%), embora cerca de três quartos da população ainda o faça. Em compensação, a proporção que faz trabalhos voluntários aumentou de 44% no ano passado para 46% este ano.
  11. 11. Ajudar um estranho |país e classificação Pessoas (%) Mianmar 1 81 Estados Unidos da América 2 79 Nova Zelândia 3 78 Canadá 4 77 Austrália 5 75 Irlanda 6 74 Reino Unido 7 73 Holanda 8 73 Sri Lanka 9 73 Butão 10 73 Mundo: ranking de 5 anos 2011/2015 A Indonésia e os Emirados Árabes Unidos estão no Top 10 deste ano, mas não aparecem no ranking de cinco anos. No lugar deles estão Holanda e Butão. Essa é a principal diferença entre o ranking 2016 e o ponderado de cinco anos.
  12. 12. BRASIL NO WGI 2016
  13. 13. Brasil: posição no ranking 54 69 83 91 90 105 68 2009/10 2010/11 2011/12 2012/13 2013/14 2014/15 2015/16 54% ajudou a a um desconhecido 30% doou dinheiro 18% fez trabalho voluntário 34% é a média aritmética dos três componentes.
  14. 14. Brasil: ranking 5 anos 24% 23% 22% 20% 30% 12% 13% 16% 13% 18% 44% 42% 40% 41% 54% 27% 26% 26% 25% 34% 2011/12 2012/13 2013/14 2014/15 2015/16 Doação de dinheiro Trabalho voluntário Ajuda a um desconhecido Índice Global de Solidariedade
  15. 15. Pesquisa Doação Brasil PERÍODO WGI PDB* ano anteriormês anterior IDADE acima de 15 anos acima de 18 anos COBERTURA urbana e rural urbana RENDA sem limites renda familiar acima de 1 SM Doaram dinheiro para organizações sociais em 2015 30% 46% R$ 13,7 bi Doam mensalmente 31% (*) Pesquisa Doação Brasil: www.idis.org.br/pesquisadoacaobrasil
  16. 16. Mapa mundi anterior
  17. 17. Mapa mundi atual
  18. 18. posição na América do Sul Ranking Regional Ranging Global World Giving Index (%) Ajuda a um desconhecido Doação em dinheiro Trabalho Voluntário Chile 1 55 38% 59% 39% 16% Uruguai 2 58 37% 61% 30% 21% Perú 3 65 36% 60% 21% 26% Brasil 4 68 34% 54% 30% 18% Bolívia 5 70 33% 55% 24% 21% Colômbia 6 73 33% 59% 21% 19% Argentina 7 83 30% 53% 17% 20% Equador 8 97 27% 47% 18% 16% Paraguai 9 101 27% 31% 29% 19% Venezuela 10 117 23% 40% 15% 13% Média 32% 52% 24% 19%
  19. 19. América do Sul 0 20 40 60 80 100 120 140 160 Brasil Argentina Bolívia Chile Colômbia Equador Paraguai Peru Uruguai Venezuela 12/13 13/14 14/15 15/16 Posição no ranking global
  20. 20. Brasil DESTAQUES Brasil atinge a sua maior pontuação até a data (34%), e essa melhora de nove pontos percentuais faz com que seja um dos países que mais cresceu em 2015. A melhora do Brasil vem do aumento de pessoas que ajudaram um estranho, saltou de 41% para 54%. Doar dinheiro subiu de 20% para 30%, e a proporção de pessoas que fizeram trabalho voluntário cresceu de 13% para 18%. As mulheres foram quem mais contribuiu no aumento do item ajuda a um estranho, com crescimento de 15 pontos percentuais. Junto aos homens, a alteração foi de 10 pontos percentuais.
  21. 21. doação em dinheiro Doação de dinheiro | país e classificação Pessoas (%) Mianmar 1 91 Indonésia 2 75 Austrália 3 73 Malta 4 73 Nova Zelândia 5 71 Islândia 6 70 Reino Unido 7 69 Noruega 8 67 Países Baixos 9 66 Irlanda 10 66 Doação de dinheiro | país e classificação Pessoas (m) Índia 1 203 EUA 2 165 Indonésia 3 139 China 4 66 Brasil 5 48 Alemanha 6 41 Paquistão 7 38 Reino Unido 8 37 Miamar 9 36 Tailândia 10 35 10 primeiros colocados em % da população 10 primeiros colocados em população total Não constava entre os top 10 no ano passado
  22. 22. voluntariado 10 primeiros colocados em % da população 10 primeiros colocados em população total Trabalho voluntário |país e classificação Pessoas (%) Turcomenistão 1 60 Miamar 2 55 Indonésia 3 50 Sri Lanka 4 49 EUA 5 46 Nova Zelândia 6 44 Filipinas 7 42 Quênia 8 42 Honduras 9 41 Irlanda 10 40 Trabalho voluntário |país e classificação Pessoas (m) Índia 1 200 EUA 2 120 Indonésia 3 93 China 4 51 Brasil 5 29 Filipinas 6 29 Nigéria 7 26 Japão 8 25 Miamar 9 21 Alemanha 10 19 Subiu da 10ª posição no ano passado
  23. 23. ajuda a um desconhecido 10 primeiros colocados em % da população 10 primeiros colocados em população total Ajudar um estranho |país e classificação Pessoas (%) Iraque 1 81 Estado da Líbia 2 79 Kuwait 3 78 Somália 4 77 Emir. Árabes Unidos 5 75 Malaui 6 74 Botsuana 7 73 Serra Leoa 8 73 EUA 9 73 Arábia Saudita 10 73 Ajudar um estranho |país e classificação Pessoas (m) Índia 1 401 China 2 273 EUA 3 191 Brasil 4 86 Indonésia 5 79 Nigéria 6 69 Bangladesh 7 64 Paquistão 8 54 México 9 43 Rússia 10 42 Subiu da 6ª posição no ano passado
  24. 24. Brasil REFLEXÕES Enquanto o cenário político apresentou um Brasil dividido nos últimos dois anos, as pesquisas de solidariedade retratam uma população que atua para melhorar a realidade de todos. Fica o desafio de aproveitar essa tendência de crescimento da solidariedade no Brasil para consolidar uma cultura de doação e para fazer das doações e do voluntariado ações cada vez mais estratégicas e transformadoras. O agravamento da crise, no Brasil, pode ter provocado um efeito semelhante ao que ocorre em alguns países vítimas de catástrofes. Temos poucos incentivos à doação, como benefícios fiscais e uma legislação favorável. Uma mudança positiva neste cenário, aliada a um trabalho de fortalecimento da sociedade civil, podem ajudar o país a melhorar ainda mais no ranking.
  25. 25. recomendações PARA GOVERNOS Regulamentar as organizações sem fins lucrativos de forma justa, consistente e aberta. Apoiar a sociedade civil como uma voz independente. Facilitar a doação e oferecer incentivos. Promover a transparência das organizações sem fins lucrativos. Encorajar doações, em particular em nações que possuem uma classe média emergente.
  26. 26. CONTATO IDIS Paula Fabiani pfabiani@idis.org.br

×