Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Pintura Barroca

Breves apontamentos para os alunos dos cursos profissionais.
História da Cultura e das Artes.

  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Pintura Barroca

  1. 1. Guião de Trabalho 7 HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES 2º ano - Curso Profissional Artes do Espetáculo - Interpretação Profª Cristina Barcoso Lourenço/ Carla Faustino Leite MÓDULO 6 A CULTURA DO PALCO OBJETIVO: Deslumbrar. Surpreender. Encenar- Criar efeitos de luz. Escolha de cenas no seu momento de maior intensidade dramática. CARACTERÍSTICAS: procura de novidade. Exuberância. Contrastes. Criação de ambientes majestosos, grandiosos, esmagadores que atestam o poder da Igreja. DOIS TIPOS DE PINTURA: Móvel - tela/cavalete. Mural (fresco) - Utilização das paredes e tetos DIFERENTES TENDÊNCIAS: Grande variedade cultural, social e estética da Europa+Atributos estéticos de cada pintor. Classicismo Exemplos: Carraci+Poussin+Lorrain Naturalismo Exemplos: Caravaggio+ Ribera Caravaggio, Os discípulos de Emaus, 1606, óleo sobre tela, 141X175, Pinacoteca de Brera, Milão, In https://goo.gl/sskms1, consultado a 5/11/2017 Realismo Exemplos: Vermeer+Rembrandt Vermeer, A rapariga com brincos de pérola, 1665, óleo sobre tela, 44,5X39, Pinacoteca de Brera, Mauritshuis, Haia, In https://goo.gl/aDuiSx, consultado a 5/11/2017 Arte Barroca (pintura) Arte Barroca (vídeo) Pintura Barroca (powerpoint) Excerto do filme "Rapariga com brinco de pérolas", pintor Johannes Vermeer (cortes temáticos) Excerto do filme "Rapariga com brinco de pérolas", pintor Johannes Vermeer (câmara escura e tintas) Claude Lorrain, Apolo e as Musas, 1680, óleo sobre tela, 98X135, Museu de Arte, Boston, In https://goo.gl/63y58P, consultado a 5/11/2017 PINTURA MÓVEL
  2. 2. TEMAS: Religiosos. Profanos/Mitológicos. Retratos. Paisagem. Cenas de género. Natureza-morta. CARACTERÍSTICAS TÉCNICO-FORMAIS:  Representação do momento. Dá ênfase ao acontecimento e à ação. Linha do horizonte delineada abaixo do normal para dar primazia aos elementos representados e destacar as figuras.  Composição aberta. Espaço da composição define-se em movimentos e impulsos centrífugos. o De dentro para fora, através de grandes linhas oblíquas, retas ou curvilíneas o Sobreposição de formas o Profundidade do campo visual, sem descontinuidades, preservando a unidade do espaço  Formas dinâmicas e sinuosas - orientadas, enquadradas ou combinadas com estruturas poligonais (triângulo, quadrado e losango) e com formas circulares ou ovaladas.  União plástica da luz/sombra e da cor. o Focaliza e define os principais elementos da composição, por vezes de uma forma artificial, deixando os restantes elementos diluídos na penumbra.  Luz rasante. Chama a atenção do espetador para determinadas zonas do quadro, orientando a leitura da obra.  Cor pura, cálida, persuasiva, incisiva e forte, de modo a captar e sensibilizar o espetador através dos sentidos CARAVAGIO (1571-1610) Inventor do tenebrismo - Tendência pictórica nascida no Barroco que se perpetuou irregularmente até o Romantismo: grande contraste entre luz e sombra; luz rasante e descontínua; Iluminação forte de alguns pormenores ou personagens importantes da cena deixando o resto da composição numa semipenumbra. Rubens, O Rapto das filhas de Leucipo, 1618, 224X210,5óleo sobre tela, Alte Pinakothek, Munique ALGUNS PINTORES DO BARROCO Carravagio, Baco, 1596/97, 95X85, óleo sobre tela, Galleria degli Uffizi, Florença, https://goo.gl/zvwAHN, consultado a 5/11/2017 Carravagio, A Inspiração de São Mateus, 1602, 292 cm × 186 cm, óleo sobre tela, San Luigi dei Francesi, Roma, https://goo.gl/HDAc4u, consultado a 5/11/2017 Carravagio, Flagelação de Cristo, 1607, 134,5 cm × 175,4 cm , óleo sobre tela, Museu de Belas Artes de Ruão, Ruão, https://goo.gl/1LS9Pb a 5/11/2017
  3. 3. RUBENS (1577-1640) Pintor flamengo, proponente de um estilo extravagante que enfatizava movimento, cor e sensualidade. As suas obras servem a Contrarreforma. Os temas são, sobretudo, mitológicos, religiosos e retratos. REMBRANDT (1606-1669) Para muitos historiadores é um dos maiores pintores de todos os tempos. O contraste entre luz e sombra denota a influência de Caravaggio, mas com ele a luz passa a ser não só um elemento que compõe o ambiente, mas começa a fazer parte do plano espiritual da pintura, como a luz da alma humana. Os efeitos de luz criam a forma e o espaço e a cor se subordina a estes, daí a ser chamado de mestre das luzes e sombras. Peter Paul Rubens, Descida da Cruz, 1634, 421x311, óleo sobre madeira, catedral de Antuérpia, Bélgica. https://goo.gl/cC5aoP, consultado a 5/11/2017 Peter Paul Rubens, Cabeça de Medusa, 1617, 68,5X118, óleo sobre madeira, Kunsthistoriesches Museum, Viena, Áustria. https://goo.gl/e1JKYo, consultado a 5/11/2017 Rembrandt, A Ronda da Noite, 1642, 380X454, óleo sobre tela, Rijksmuseum Amesterdão, Holanda https://goo.gl/9J1Rq7, consultado a 5/11/2017 Rembrandt, Aula de anatomia do Dr. Tulp, 1632, 169,5X216,5, óleo sobre tela, Maurirshuis, Haia, Holanda https://goo.gl/HV5fKS, consultado a 5/11/2017
  4. 4. VELÁSQUEZ (1599-1660) Influenciado pelo tenebrismo. Suporte: paredes e tetos das igrejas e palácios Tipo de pintura: frescos Temas: religioso, mitológico e laico Funções: decorativo, alegórico, dilatação do espaço Características Imensa grandiosidade ou teatralidade. Ilusão e movimento. Cenas, maioria religiosas: Movimentadas e amplas de modo a dilatarem o espaço. Dificuldade em distinguir os elementos arquitetónicos reais dos falsos. Estruturas arquitetónicas simuladas, como cornijas, colunas, arcos, etc. que se projetavam para o céu. Figuras com movimentos sinuosos, vigorosos e amplos.  Vestes das personagens reforçam o movimento, parecendo sacudidas pelo vento.  Composições dinâmicas com recurso à perspetiva para as organizar e unificar, ora orientadas de baixo para cima, ora o inverso. Técnicas Artísticas. Simulação cenográfica da realidade. Trompe-l’oeil – truque de perspetiva que permite que 2 dimensões aparentem possuir 3 dimensões – ilusão ótica). Sotto in sú – perspetiva de baixo para cima. Quadri riportati – imitação dos quadros de cavalete inscritos nas paredes ou nos tetos. Velásquez, Las Meninas, 1656, 318X276, óleo sobre tela, Museu do Prado, Madrid, Espanha https://goo.gl/4wKsND, consultado a 5/11/2017 Velásquez, Papa Inocêncio X, 1650, 141X119, óleo sobre tela, Doria Pamphilj Gallery, Roma, https://goo.gl/R87NWf, consultado a 5/11/2017 PINTURA MURAL Trompe-l’oeil e sotto in su Andrea Pozzo, Glória de Santo Inácio, frescos do teto da Igreja de Santo Inácio, 1684, Roma In https://goo.gl/KwEjjs, consultado a 5/11/2017 Quadri riportari Annibale Carraci, Galeria Farnese, frescos do Palácio Farnese, 1597- 1602, Roma In https://goo.gl/Z4jjMZ, consultado a 5/11/2017

    Als Erste(r) kommentieren

    Loggen Sie sich ein, um Kommentare anzuzeigen.

Breves apontamentos para os alunos dos cursos profissionais. História da Cultura e das Artes.

Aufrufe

Aufrufe insgesamt

245

Auf Slideshare

0

Aus Einbettungen

0

Anzahl der Einbettungen

0

Befehle

Downloads

17

Geteilt

0

Kommentare

0

Likes

0

×