Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Orientador de estudo para o Módulo 6 - A Cultura do Senado

Destinado aos alunos do curso profissional de Artes do Espetáculo - Interpretação.

  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Orientador de estudo para o Módulo 6 - A Cultura do Senado

  1. 1. Orientador de Estudo 1 HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES 2º ano - Curso Profissional Artes do Espetáculo - Interpretação Profª Cristina Barcoso Lourenço MÓDULO 6 A CULTURA DO PALCO Recursos para o estudo: guiões de trabalho construídos pela professora; vídeos e apresentações disponibilizadas. Consultar a plataforma moodle do Agrupamento de Escolas Tomás Cabreira. - https://moodle.agr-tc.pt/moodle/course/view.php?id=55 Categoria analítica Conteúdos Narrativa Objetivos de Aprendizagem Descritores de aprendizagem 1. Tempo 1618-1715 Do início da Guerra dos Trinta Anos ao final do reinado de Luís XIV. Caracterizar a Europa dos séculos XVII e XVIII 1. Explicar o que foi o Antigo Regime. 2. Descrever sumariamente a Guerra dos Trinta Anos. 3. Caracterizar o Absolutismo. 4. Descrever a sociedade de ordens. 5. Caracterizar a Europa em termos económicos: principais atividades económicas. 6. Apresentar os objetivos e as estratégias do Mercantilismo. 7. Caracterizar a Europa do séc. XVII em termos religiosos (movimento da Reforma Protestante e Contrarreforma). 2. Espaço A Europa da Corte. A Corte nos palácios das cidades. A Corte junto às cidades. O modelo Versail- les. Compreender a dimensão cénica da Cor- te. 1. Define corte régia ou corte-Estado. 2. Caracterizar a Corte de Luís XIV (o modelo de Versalhes). 3. Descreve o quotidiano do cortesão na Corte de Luís XIV. 4. Descrever o Palácio de Versalhes. 5. Estabelecer a relação entre a corte régia e o Absolutismo. 3. Biogra- fia O Rei Sol Luís XIV (1638- 1643-1715) O Rei da afirmação do po- der autocrático. Luís XIV e o investimento na Corte de Versailles. Um Rei, um ce- rimonial, uma França he- gemónica na Europa. Comparar a conceção con- temporânea de palco com a dimensão cénica da Cor- te. 1. Descrever o papel de Luís XIV na transformação da corte em símbolo do poder do rei. 2. Descrever a relação entre o rei e os cortesãos. 4. Local O palco Os palcos: a Corte, a Igreja, a Academia. O palco do teatro e da ópera. O palco enquanto local de espetá- culos efémeros. Conhecer os diferentes palcos. 1. Indicar alguns espetáculos do palco da corte. 2. Descrever os espetáculos que ocorriam nas igrejas barrocas. 3. Definir academias. 5. Acon- tecimento O Tratado de Utreque (1713) A finalização das guerras. Um congresso de embaixa- dores e um tratado de paz. A nova geografia da Euro- pa. Reconhecer no Tratado de Utreque a perda de he- gemonia da França. 1. Indicar a data e o local do Tratado de Utreque. 2. Explicar o objetivo do tratado. 3. Descrever as consequências políticas resultantes do Tratado de Utreque. 4. Apresentar as causas, os intervenientes e consequências da Guerra da Sucessão. 6. Síntese A Revolução Científica A razão e a ciência. O mé- todo. A experimentação. Avaliar a importância da Revolução Científica. 1. Localizar, no tempo e no espaço, a revolução científica. 2. Explicar o que foi a revolução científica. 3. Identificar as fases do método científico. 4. Dar exemplos de invenções que se verificaram na época da revolução científica. 5. Explica o que significa a expressão “revolução científica”.
  2. 2. Categoria analítica Conteúdos Narrativa Objetivos de Aprendizagem Descritores de aprendizagem 1.º Caso prático Le Bourgeois Gentilhomme (1670) de Molière (1622- 1673) e de Lully (1632- 1687): La cérémonie Tur- que. A fusão das artes: teatro, música e dança. O teatro com Moliére. O espetáculo do teatro, no teatro. Entender o significado de fusão das ar- tes 1. Identificar o género, os autores, a data e as características da peça “O Burguês Fidalgo”. 2.º Caso prático Palácio-convento de Mafra (1717-1730/1737) Um pa- lácio e um convento. A arquitetura do Real Edifí- cio. Uma obra de arte total pela mão do Rei. 1. Indicar as partes constituintes, o arquiteto, o patrono, a época de construção e o estilo artístico do Real Edifício de Mafra. 2. Caracterizar o reinado de D. João V. 3. Referir algumas características do Real Edifício de Mafra. 3.º Caso prático Trono de S. Pedro, Gianlo- renzo Bernini, Roma, Basíli- ca de S. Pedro (1657-66). O trono como alegoria da Monarquia Pontifícia e corolário das intervenções de Bernini na Basílica de S. Pedro. O Barroco romano: emoção e piedade. O con- ceito de “obra de arte to- tal”. 1. Indicar quem encomendou, o artista responsável, o local, o estilo artístico, quando foi construído e as características do Trono de São Pedro. Espaços, suportes e lingua- gens Desenvolvimento do teatro à italiana. Os teatros públi- cos em França. O teatro para o Rei. Recurso a ma- quinarias e a cenários. Ca- racterização e figurinos dos atores. A estrutura do tex- to dramático. O teatro associado à música e ao ballet. A ópera. Compreender o teatro como prática espetacular na criação da ilusão. 1. Descrever as salas de espetáculo integradas no estilo “teatro à italiana”. 2. Apresentar exemplos de teatros públicos em França, nomeadamente a Comédie-Française.. 3. Apresentar exemplos de maquinaria usada no “teatro à italiana”. 4. Referir o desenvolvimento da criação de cenários. 5. Conhecer a estrutura do texto dramático do barroco. 6. Caracterizar as personagens do teatro barroco. 7. Identificar os temas das peças do teatro barroco. 8. Descrever o espetáculo que é a ópera. Obras, autorias e intérpre- tes Corneille (1606-1684); Mo- lière (1622-1673); Racine (1639-1699). Calderón (1600-1681). Francisco Manuel de Melo (1608- 1666). António José da Silva (1705-1739). Os cenó- grafos Torelli (1608-1678); Carlo Vigarini (1623-1713); os Bibbiena. 1. Conhecer autores e obras. 2. Identificar cenógrafos. Receção O Rei enquanto público e programador. Crescimento do público dos teatros da cidade. 1. Apresentar a ligação do rei Luís XIV com o teatro, nomeadamente o apoio dado à Comédie-Française. 2. Compreender o crescimento dos espetáculos teatrais e da ópera através do aumento do número de teatros na cidade. 3. Identificar o público dos espetáculos teatrais. 4. Reconhecer na sala de espetáculos a hierarquização da sociedade.

×