Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Arte do século XIX

Mistura de vários powerpoints de editoras (Porto Editora) e de colegas

  • Als Erste(r) kommentieren

Arte do século XIX

  1. 1. A ARTE EUROPEIA NO SÉCULO XIX
  2. 2. SÉCULO XIX LIBERDADE NOVAS FORMAS DE EXPRESSÃO ARTÍSTICA INDIVIDUALISMO CONTRASTES DA SOCIEDADE BURGUESA DESENVOLVIMENTO TÉCNICO E CIENTÍFICO NOVAS TÉCNICAS E MATERIAIS, NOVAS NECESSIDADES As transformações políticas e sociais, bem como os desenvolvimentos da ciência e da técnica, ocasionaram muitas alterações na vida e na mentalidade das sociedades ocidentais. A arquitetura, a escultura, a pintura, a literatura e toda a arte, de um modo geral, surgem como um reflexo desta mentalidade voltada para as ideias de liberdade, para o individualismo, para o desenvolvimento científico, técnico e social e para o progresso. 2/23 SÉCULO XIX CONTINUAR >
  3. 3. 1874 Primeira exposição coletiva dos impressionistas 1865 Palácio de Cristal, no Porto 3/23 1863 Exposição Salon des Refusés, com obras de Manet, Pissaro, Cézanne… 1826 Primeira fotografia SÉCULO XIX 1877 Inauguração da Ponte D. Maria Pia, no Porto CONTINUAR > < VOLTAR
  4. 4. 1901 Invenção da rádio1889 Inauguração da Torre Eiffel, em Paris 1888 Eça de Queirós publica Os Maias 4/23 1886 Oitava e última exposição do grupo impressionista Ponte Luís I, no Porto 1883 Exposições impressionistas em Londres, Berlim, Roterdão, Nova Iorque e Boston SÉCULO XIX < VOLTAR
  5. 5. AS PRINCIPAIS CORRENTES ARTÍSTICAS DO SÉCULO XIX Pormenor do interior da Estação de S. Bento, no Porto (1896, arquiteto José Marques da Silva) e da pintura Estação de Paddington, de William Powell Frith, 1862 (New Walk Museum and Art Gallery, Leicester, Inglaterra) ARQUITETURA DO FERRO IMPRESSIONISMO ROMANTISMO REALISMO 5/23
  6. 6. Novas necessidades Que relação existe entre a arquitetura do ferro e a industrialização? Novas exigências de construção Novos materiais (ferro, cimento armado e vidro) Novas técnicas (desenvolvimento da engenharia) Soluções mais criativas e flexíveis Palácio de Cristal, da autoria de Paxton, construído em Londres para a exposição de 1851 6/23 Arquitetura do Ferro
  7. 7. 7/23 Torre Eiffel, em Paris Arquitetura do Ferro
  8. 8. Estação de Orsay, em Paris (1900), convertida em museu em 1986Estação de Orsay, interior até 1986 8/23 Estação de Orsay, em Paris (1900) Arquitetura do Ferro
  9. 9. Que exemplos da Arquitetura do Ferro conheces em Portugal? 9/23 Arquitetura do Ferro Ponte D. Maria Pia, sobre o rio Douro i Mercado Ferreira Borges, Porto i Elevador de Santa Justa, Lisboa i Palácio de Cristal, no Porto i
  10. 10. A Liberdade Guiando o Povo, pintura de Delacroix, 1830 (Museu do Louvre, Paris) 11/23 Quais são as características da pintura do Romantismo? Romantismo A ideologia burguesa centra-se nas liberdades do novo homem (expressão, iniciativa, concorrência) e nas infinitas hipóteses de autorrealização do indivíduo. O Romantismo, reflexo da nascente ordem social, centra-se na glorificação do particular, do singular, do íntimo, daquilo que diferencia uma pessoa de outra. Valoriza a fantasia, o sentimento, as emoções…
  11. 11. Liberdade de expressão e de criação A Liberdade Guiando o Povo, pintura de Delacroix, 1830 (Museu do Louvre, Paris) 11/23 Reivindicação da liberdade: • política • económica • social • artística Defende as causas independentistas dos povos, a valorização das nacionalidades Exprime e valoriza sentimentos e emoções Quais são as características da pintura do Romantismo? Romantismo
  12. 12. A Liberdade Guiando o Povo, pintura de Delacroix, 1830 (Museu do Louvre, Paris) 11/23 Pintura romântica: • Recusa os cânones clássicos • Utiliza cores quentes e fortes • Representa momentos de ação com figuras expressivas Pintura emocional Quais são as características da pintura do Romantismo? Romantismo
  13. 13. Romantismo O Fuzilamento de 3 de Maio de 1808, 1814 pintura de Francisco Goya (Museu do Prado, Madrid) 12/23 Pintura
  14. 14. Romantismo O Massacre de Quios, pintura de Delacroix, 1824 (Museu do Louvre, Paris) 13/23 Pintura
  15. 15. Romantismo Ugolino, de Carpeaux, 1967 (Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque, EUA) 14/23 Clica nas imagens para saber mais informações. O Desterrado, de Soares dos Reis, 1874 (Museu Nacional Soares dos Reis, Porto) Quais são as características da escultura do Romantismo? i i
  16. 16. Romantismo Teatro de Ópera de Paris, 1875 (neobarroco) 15/23 Quais são as características da arquitetura do Romantismo? Reflete uma linguagem nostálgica Revivalismos históricos (neoárabe, neogótico, neomanuelino, neobarroco…)
  17. 17. Romantismo Palácio de Westminster (casas do Parlamento) aplicando formas neogóticas. Obra de Charles Barry (1795-1860) e do seu assistente Augustus Welby Pugin (1812-1852). 16/23 Quais são as características da arquitetura do Romantismo?
  18. 18. Romantismo Palácio da Pena, Sintra, 1838-1868 17/23 Em Portugal... Em Portugal, a arquitetura do Romantismo manifestou-se como um movimento eclético e revivalista com elementos manuelinos e mouriscos. São exemplos deste estilo o Palácio da Pena e o Palácio de Monserrate, em Sintra, a Praça de Touros do Campo Pequeno e a estação do Rossio, em Lisboa.
  19. 19. Praça de touros do Campo Pequeno, 1892, LisboaEstação do Rossio, 1886-1887, LisboaPalácio da Pena, 1838-1868, SintraPalácio de Monserrate, 1863-1887, Sintra Romantismo 18/23 Em Portugal…
  20. 20. Realismo 19/23 Quais são as principais características da pintura do Realismo? O interesse pela realidade social na literatura e nas artes O Desesperado, autorretrato de Gustave Coubert, 1844-1845 (coleção privada)
  21. 21. Retrata a realidade com espírito crítico Mulheres Peneirando Trigo, pintura de Courbet, 1855 (Museu de Belas-Artes, Nantes, França) 20/23 Revela gosto pelos detalhes “Eu não posso pintar um anjo porque nunca vi nenhum. Mostrem-me um anjo e eu pintá-lo-ei.” Gustave Coubert Realismo Quais são as principais características da pintura do Realismo?
  22. 22. Realismo 21/23 As Respigadoras, por Jean-François Millet, 1857 (Museu d’Orsay, Paris) Quais são as principais características da pintura do Realismo?
  23. 23. Realismo 22/23 A Carruagem de Terceira Classe, pintura de Honoré Daumier, 1862-1864 (Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque, EUA) A Lavadeira, pintura de Honoré Daumier, 1863 (Museu d’Orsay, Paris) Quais são as principais características da pintura do Realismo?
  24. 24. O Pensador, de Auguste Rodin, 1880 (Museu Rodin, Paris) 23/23 O século XIX assistiu a importantes ruturas na arte. A forma de representar o mundo que havia sido estabelecida no século XVI, com o Renascimento, foi alterada, passando o mundo passa a ser visto pelo olhar do artista… O mundo não será feliz a não ser quando todos os homens tiverem alma de artista, isto é, quando todos tirarem prazer do seu trabalho. Auguste Rodin, escultor
  25. 25. Gare de Saint Lazare, pintura de Claude Monet, 1877 (Museu d’Orsay, Paris) O Almoço dos Remadores, pintura de Renoir, 1879 (The Phillips Collection, Washington, EUA) Rutura com a tradição, pintura executava-se no momento, sem esboços prévios Parlamento de Londres, pintura de Claude Monet (Museu d’Orsay, Paris) Captação da cor, do instante, da intensidade da luz Cores puras, tiradas diretamente do tubo Figuras sem contornos Pinceladas curtas, rápidas, fragmentadas e sobrepostas 10/23 Temas do quotidiano urbano e rural Impressionismo Quais são as características da pintura do Impressionismo? Resultado: quadros de aspeto inacabado e rugoso (tinta não alisada), de cores abertas, formas e volumes pouco definidos
  26. 26. A ARTE EUROPEIA NO SÉCULO XIX

×