Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Juizados Especiais Criminais (11) Proposição neoliberal (1995) destinada à  conciliação, julgamento  e  execução  das  inf...
Importante: atualmente, já não vigora a restrição  estadual  relativa à exclusão dos crimes de procedimento especial (o qu...
<ul><li>Súmula 243, do STJ: </li></ul><ul><li>não há suspensão, em casos de concurso material, formal ou crime continuado,...
Princípios informadores  (critérios): oralidade, informalidade, economia processual e celeridade. Objetivos : reparação do...
Atos chamatórios Regra das  citações  = sempre pessoais (por mandado) E se não for possível? Juízo Comum (66, p. único). N...
Procedimento da lei:  Termo circunstanciado +  afastamento do lar, como providência cautelar, em caso de violência domésti...
Composição de danos em ação pública incondicionada: fase de transação penal (proposta de pena restritiva de direito ou mul...
Aceitação da transação: homologação judicial que não implica  registro de antecedentes e reincidência. Recusa de transação...
Número de testemunhas na denúncia? Silêncio da lei! a) maioria da doutrina – 5 testemunhas (art. 539, do CPP por analogia ...
Aceita a proposta de suspensão do processo veiculada com a denúncia oral, o juiz  deverá receber a denúncia e só depois ma...
Fase recursal Rejeição da denúncia ou queixa, condenação ou absolvição = apelação (art. 82) em 10 dias, por petição  com  ...
Tribunais Superiores: Recurso extraordinário: sim (súmula 640) Recurso especial: não (súmula 203 do STJ) Habeas Corpus? di...
Questões correlatas: a) violência doméstica – 69, p. único (afastamento do lar - 2002) X Lei Maria da Penha  (11.340/06)? ...
Outras questões frequentes: a) diferença entre pequeno potencial ofensivo e crime de bagatela (teoria da insignificância) ...
também o uso próprio de substâncias entorpecentes (art. 28) Há, também, influência do juizado em diversos diplomas penais ...
A  emendatio libelli  e a  mutatio libelli  vigoram no Juizado Especial? Vigoram, com a única observação de que, em caso d...
Provimento no. 1345/2007, de 1o de agosto de 2007, do Conselho Nacional da Magistratura/SP: Extinguiu o  JECRIFAM , por co...
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Juizados Esp Crim

1.414 Aufrufe

Veröffentlicht am

juizados resumo

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

Juizados Esp Crim

  1. 1. Juizados Especiais Criminais (11) Proposição neoliberal (1995) destinada à conciliação, julgamento e execução das infrações penais de menor potencial ofensivo (art. 60 da Lei 9.099/95). Quais são? Contravenções e crimes com pena máxima não superior a dois anos, cumulada ou não <ul><li>com pena de multa! </li></ul><ul><li>Lei Federal 11.313/2006 : unificação de critérios (Juizados Especiais Estaduais e Federais). </li></ul>
  2. 2. Importante: atualmente, já não vigora a restrição estadual relativa à exclusão dos crimes de procedimento especial (o que equivale a critério de abrangência – todas as infrações penais de pequeno potencial ofensivo ). Exceção: reunião decorrente de conexão ou continência com crimes de outros procedimentos. <ul><li>Corrigiram-se, assim: </li></ul><ul><li>tratamentos díspares (v. lei de abuso de autoridade, por ex.) e </li></ul><ul><li>desmembramentos inúteis (v. homicídio + lesões leves, por ex.) = Júri. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Súmula 243, do STJ: </li></ul><ul><li>não há suspensão, em casos de concurso material, formal ou crime continuado, quando a somatória ultrapassar um ano. </li></ul>Permanece íntegra a suspensão condicional do processo ou sursis proces sual (art. 89): crimes cuja pena mínima não ultrapassar um ano. Não confundir: regra de pequeno potencial ofensivo (pena máxima não superior a dois anos) com suspensão condicional do processo (pena mínima não superior a um ano)!
  4. 4. Princípios informadores (critérios): oralidade, informalidade, economia processual e celeridade. Objetivos : reparação do dano cível e substituição da pena privativa de liberdade (art. 62) Lei Civil: arts. 186 e 927 ( obrigação de indenizar ) <ul><li>Competência : firmada em razão do local da infração! </li></ul><ul><li>Não se aplica a lei estadual : crimes militares (art. 90-A) e crimes de competência da Justiça Federal (Lei 10.259/01), Violência doméstica (Lei 11.340/06) </li></ul>
  5. 5. Atos chamatórios Regra das citações = sempre pessoais (por mandado) E se não for possível? Juízo Comum (66, p. único). Não haverá citação por edital no Juizado! <ul><li>E com relação às intimações ? </li></ul><ul><li>por correio, com a.r. (67), prestigiada a informalidade </li></ul>
  6. 6. Procedimento da lei: Termo circunstanciado + afastamento do lar, como providência cautelar, em caso de violência doméstica (69, p. único) + Audiência preliminar de composição, presentes as partes (título executivo). <ul><li>Composição de danos em ação penal pública condicionada = renúncia à representação </li></ul><ul><li>Composição de danos em ação penal privada = renúncia ao exercício de queixa-crime </li></ul>
  7. 7. Composição de danos em ação pública incondicionada: fase de transação penal (proposta de pena restritiva de direito ou multa, pelo MP), exceto: condenação definitiva à pena privativa da liberdade; <ul><li>benefício anterior, em cinco anos, de outra transação e </li></ul><ul><li>antecedentes incompatíveis </li></ul>
  8. 8. Aceitação da transação: homologação judicial que não implica registro de antecedentes e reincidência. Recusa de transação = possibilidade de denúncia oral, com sursis processual (art. 89 se o caso) seguida de citação pessoal para: audiência de instrução e julgamento. <ul><li>Na audiência : </li></ul><ul><li>defesa preliminar + recebimento da denúncia + oitiva de vítima, testemunhas de acusação e defesa e, após, interrogatório + sentença (sem relatório). </li></ul>
  9. 9. Número de testemunhas na denúncia? Silêncio da lei! a) maioria da doutrina – 5 testemunhas (art. 539, do CPP por analogia – rito de detenção) b) para alguns poucos – 3 testemunhas (rito das contravenções) <ul><li>Importante : trazer as testemunhas ou requerer a intimação até cinco dias antes da audiência (art. 78,p. 1o) </li></ul>
  10. 10. Aceita a proposta de suspensão do processo veiculada com a denúncia oral, o juiz deverá receber a denúncia e só depois mandar suspender o processo. <ul><li>Descumprimento das condições veiculadas na suspensão? </li></ul><ul><li>Prosseguimento da ação penal! </li></ul>
  11. 11. Fase recursal Rejeição da denúncia ou queixa, condenação ou absolvição = apelação (art. 82) em 10 dias, por petição com razões Duplo grau: turmas recursais, de três juízes de 1a. Instância! <ul><li>Embargos? Obscuridade, contradição, omissão ou dúvida (art. 83), em 5 dias. </li></ul><ul><li>E ambiguidade? V. 382 do CPP. </li></ul><ul><li>Dúvida? (v. processo civil). </li></ul>
  12. 12. Tribunais Superiores: Recurso extraordinário: sim (súmula 640) Recurso especial: não (súmula 203 do STJ) Habeas Corpus? direto no STF (súmula 690) – polêmica : Tribunais locais (HC 86.834, Min. Marco Aurélio, m.v., 23/08/06) <ul><li>Descumprimento da composição cível homologada? </li></ul><ul><li>Há quem queira o prosseguimento ou </li></ul><ul><li>Há quem opte pela execução </li></ul>
  13. 13. Questões correlatas: a) violência doméstica – 69, p. único (afastamento do lar - 2002) X Lei Maria da Penha (11.340/06)? b) Transação penal oferecida pelo juiz (possibilidade ou art. 28 – prevalente a última hipótese) c) não confundir composição cível com transação penal e suas consequências.
  14. 14. Outras questões frequentes: a) diferença entre pequeno potencial ofensivo e crime de bagatela (teoria da insignificância) b) pequeno potencial ofensivo e crime falimentar (só restou a figura de omissão de escrituração – art. 178, da Lei 11.101/05) – assim mesmo ele é subsidiário. <ul><li>c) Nova lei de tóxicos (Lei 11.343/06): são do juizado os delitos de consumo comum (art. 33, p. 3o); prescrição culposa de drogas (art. 38) e </li></ul>
  15. 15. também o uso próprio de substâncias entorpecentes (art. 28) Há, também, influência do juizado em diversos diplomas penais especiais: economia popular (arts. 2 e 4), abuso de autoridade (arts. 3 e 4), lei de imprensa (arts. 16, 17, 19, 21 e 22), todos os crimes contra o sistema financeira de habitação, diversos crimes <ul><li>do Estatuto da Criança e do Adolescente, diversos crimes contra o consumidor e, por último, alguns crimes ambientais. </li></ul>
  16. 16. A emendatio libelli e a mutatio libelli vigoram no Juizado Especial? Vigoram, com a única observação de que, em caso de mutatio que implique pena mais grave – que não for de pequeno potencial – os autos deverão seguir ao juízo comum <ul><li>Polêmica sobre denúncia alternativa (dúvida do acusador sobre a infração – opção por descrever todas) </li></ul>
  17. 17. Provimento no. 1345/2007, de 1o de agosto de 2007, do Conselho Nacional da Magistratura/SP: Extinguiu o JECRIFAM , por conta da exclusão do alcance dos juizados nos casos de violência doméstica <ul><li>É que a Lei Maria da Penha deu nova redação ao art. 129, p. 9o., do CP (lesões por violência doméstica com pena de três anos) </li></ul><ul><li>Atualização: 03/09/2007 </li></ul>

×