Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Contextualizalção e perfil do fórum

106 Aufrufe

Veröffentlicht am

O Fórum Africano dos Serviços de Extensão e Assistência Técnica (AFAAS) tem o mandato de liderar a operacionalização dos aspectos de extensão e assistência técnica no pilar IV do CAADP (Investigação, Disseminação e Adopção de Tecnologias Agrárias);

  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Contextualizalção e perfil do fórum

  1. 1. REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE________ MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E SEGURANÇA ALIMENTAR Proposta da Capa do MASA Maputo, Outubro de 2015
  2. 2. Conteúdo 1. Introdução 2. Fundamentação 3. Acções desenvolvidas para o estabelecimento de um Fórum Nacional de Extensão 4. Situação de Moçambique a nível regional 5. Proposta do Fórum Nacional de Extensão Agrária 6. Proposta de Lançamento do Fórum 7. Acções de seguimento 04-01-17 2
  3. 3. Antecedentes Desde 2004, Moçambique exposto sobre as potencialidades e oportunidades do Fórum Africano (AFAAS) no apoio dos países. Actores envolvidos: governamentais, privados , ONG’s e Produtores. Consciência que cada País deve escolher o seu caminho e aproveitar as oportunidades que o Fórum Africano oferece! 04-01-17 3
  4. 4. 1. Introdução (1) • O PEDSA pressupõe medidas ajustadas na organização e funcionamento do MASA; • O Desafio do Sector agrário é atingir crescimento de 7% ao ano; • O Plano Director de Extensão enfatiza a ligação Investigação-Extensão e de outros actores na cadeia de valor como factor decisivo para criação da demanda e oferta de Serviços de Extensão com eficácia e eficiência- Sistema Unificado de Extensão (SUE) e Sistema Nacional de Extensão (SISNE); • Para uma melhor articulação entre os intervenientes de extensão, devem se organizar em redes ou Fora que podem ser de nível local, nacional, regional e global; 04-01-17 4
  5. 5. 1. Introdução (2) • O Fórum Africano dos Serviços de Extensão e Assistência Técnica (AFAAS) tem o mandato de liderar a operacionalização dos aspectos de extensão e assistência técnica no pilar IV do CAADP (Investigação, Disseminação e Adopção de Tecnologias Agrárias); • Os fora de extensão visam alcançar os seguintes objectivos: – Assegurar o envolvimento dos intervenientes de extensão; – Garantir a disponibilidade e acesso de informação apropriada e actualizada a nível dos seus membros; – Fortalecer a capacidade institucional dos provedores de extensão na formulação de estratégias para a melhoria e diversificação de abordagens de assistência técnica agrária; – Promover o estabelecimento de parcerias a todos os níveis 04-01-17 5
  6. 6. O papel do AFAAS no apoio a Moçambique Participação nas Sessões de Advocacia: Uganda (2004 e 2006); Apresentação em Moçambique na Reunião de Planificação da Extensão Pública e Parceiros (2011); Participação simpósios internacionais: Manila-SPER Gaza: Semana Africana de Extensão (Botswana, 2013): 5 técnicos de Moçambique, incluindo os 3 Melhores Extensionistas da Edição 2012; Reuniões de Planificação Regional; Oportunidades de formação formal e de curta duração; Projecto de Fortalecimento dos Serviços de Extensão em África (2013 e 2014): Moçambique um dos cinco Países selecionados.04-01-17 6
  7. 7. Papel da plataforma proposta • Propor o estabelecimento de um mecanismo para uma ligação Investigação e Extensão (I&E) efectiva, participativa e inclusiva; • Estabelecer um fórum para fortalecer as ligações entre I&E (Pública e Privada) e com outros actores relevantes; • Consolidar o trabalho e experiências dos parceiros na área da Pesquisa e Extensão através do fortalecimento das instituições do MASA. 04-01-17 7
  8. 8. Acções realizadas (1) Debates em grupos; Criação de um grupo multi-actores de trabalho; Conselho Técnico do Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar; Debates para uma plataforma integrada Investigação e Extensão; Proposta de Plataforma de Desenvolvimento e Transferência de Tecnologias Agrárias; Seminários: 2012, 2013, 2015. 04-01-17 8
  9. 9. Acções realizadas (2) As Reuniões de Extensão de 2013 e 14, e a Reunião de Planificação Conjunta DNEA/IIAM recomendaram a adopção de um mecanismo de Ligação I&E mais inclusivo e manter a PIAIT com o seu papel de fortalecer o IIAM; A PDTTA irá constituir-se como um Fórum de consulta e de coordenação sobre assuntos de ligação I&E, colaborando com outros actores de pesquisa, ensino e sector privado; 04-01-17 9
  10. 10. 2. Fundamentação Necessidade de fortalecer e consolidar a ligação Investigação-Extensão e outros actores (PEDSA); Feitas análises para uma ligação mais efectiva entre a Investigação e Extensão, sobretudo ao nível de REPETE, XIX e XX Reuniões Anuais de Extensão (2013/14), Reunião Conjunta de Planificação Investigação e Extensão e V Reunião da PIAIT (2014) que concluiram a adopção de um mecanismo de Ligação Inv&Ext mais inclusivo e manter a actual plataforma de investigação PIAIT com o seu papel de fortalecer o IIAM; O Colectivo Técnico (9/12/2014) recomendou o estabelecimento de uma plataforma Nacional de extensão agrária, abrangente e incluisiva para responder aos desafios de harmonização e fortalecimento de intervenções e de instituições para atingir os objectivos do PEDSA. 04-01-17 10
  11. 11. 3. Acções desenvolvidas para o estabelecimento de um Fórum Nacional de Extensão (1) • 2005 em diante: Sensibilização e debates com vários intervenientes a nível nacional sobre a necessidade de estabelecimento de um fórum nacional; • 2011/14: Moçambique - um dos países selecionados no âmbito do Projecto de Fortalecimento dos Serviços de Extensão em África que inclui o estabelecimento de um fórum nacional; • Fevereiro 2015: Seminário nacional dos intervenientes e parceiros de extensão agrária, sessão de abertura Exmo Secretário Permanente do MASA 1104-01-17
  12. 12. 3. Acções desenvolvidas para o estabelecimento de um Fórum Nacional de Extensão (2) Resultados alcançados no Seminário de Fevereiro 2015: •Partilhadas experiências entre intervenientes da cadeia de produção; •Partilhadas experiências de outras redes/Fora nacionais (sementes) e regionais (fertilizantes, Fórum do Malawi e de Uganda); •Esboçada a designação, visão, missão e objectivos do fórum nacional; •Reafirmada a DNEA como coordenadora da iniciativa; •Necessidade que o fórum a ser lançado agregue o interesse de todos: Extensão, Investigação, Sector Privado, ONGs e Representantes de Organizações de Produtores; •Criado um Comité e um sub-comité de coordenação do processo de Lançamento do Fórum 1204-01-17
  13. 13. 3. Acções desenvolvidas para o estabelecimento de um Fórum Nacional de Extensão (3) Resultados alcançados no Seminário de Fevereiro 2015 (continuação) : •Composição do comité de coordenação para reajustar o esboço do perfil do fórum e preparar o seu lançamento, constituido por: DNEA, IIAM, PIAIT, IAM, UEM – FAEF, AGEMA, AMPCM, UNAC, DNSA, DNSV, INCAJU, PSP, FAO, CEPAGRI, ADPP, PROMER, AFAP e IDE; •Composição do Sub-comité constituido por poucas instituições para ser mais operacional: DNEA, IIAM, Incaju, IAM, DNSA, DNSV, Agema e a UNAC. 1304-01-17
  14. 14. 4. Situação de Moçambique a nível regional • Dos 39 países membros do AFAAS, 18 estão na fase de sensibilização; 10 já realizaram o seminário de sensibilização e 11 já lançaram os fora dos quais 3 já legalizaram: – Em sensibilização: Burundi, Gâmbia, Gabão, Zâmbia, Zimbabwe, Suazilândia, Somália, Seychelles, Namíbia, Mauritânia, Eritreia, Costa do Marfim, República do Congo, República Centro Africano, Senegal, Botsuana, Tanzânia e Angola. – Em preparação do lançamento: África do Sul, Egipto, Mali, Moçambique, Camarões, Quénia, Sudão, Sudão do Sul, Togo, Ruanda e R.D. Congo. – Com o Fórum criado: Benin, Burkina Faso,, Etiópia, Uganda, Malawi, Gana, Nigéria, sudão, Madagáscar, Libéria e Serra Leoa. – Fórum já legalizado: Uganda (Companhia limitada) Nigéria (Instituto) e Gana (ONG) 1404-01-17
  15. 15. 5. Proposta do Fórum Nacional de Extensão Agrária(1) 5.1. Designação •Fórum para os Serviços de Extensão Agrária de Moçambicano (FOSEM) 1504-01-17
  16. 16. 5. Proposta do Fórum Nacional de Extensão Agrária(2) 5.2. Visão e Missão Visão: Ser referência na Provisão de Serviços de Extensão Agrária que contribuam de forma eficiente e sustentável no aumento da renda familiar, garantindo a segurança alimentar e nutricional e bem-estar dos produtores. Missão: Estimular o desenvolvimento do sector agrário através da criação de um ambiente para diálogo, fluxo de informação e cooperação entre os diversos actores dos Serviços de Extensão Agrária. 1604-01-17
  17. 17. 5. Proposta do Fórum Nacional de Extensão Agrária(3) 5.3. Objectivo Geral Promover a troca de informações e conhecimento entre os diferentes intervenientes dos Serviços de Extensão Agrária de forma a contribuir no desenvolvimento agrário. 5.4. Objectivos Específicos •Influenciar a operacionalização de políticas e programas relacionados com os Serviços de Extensão Agrária no País; •Estimular e facilitar os debates sobre os assuntos relacionados com agricultura; •Promover uma cooperação entre os actores a nível nacional, regional e internacional na partilha de informação efectiva entre os diversos intervenientes do sector agrário. 1704-01-17
  18. 18. 5. Proposta do Fórum Nacional de Extensão Agrária(4) 5.4. Objectivos Específicos (continuação) •Estimular a troca de experiências entre os diversos actores e promover parcerias; •Coordenar com a área de Investigação a consolidação da inovação tecnológica dos Serviços de Extensão Agrária; •Estabelecer contactos e diálogo permanente com parceiros de Serviços de Extensão Agrária; •Promover, disseminar e consolidar as melhores práticas de Extensão Agrária; •Promover oportunidades de partilha de conhecimentos e experiências agrários com vista a promover o aumento da produção e produtividade agrária, aumento da renda e bem-estar dos produtores. 04-01-17 18
  19. 19. 5. Proposta do Fórum Nacional de Extensão Agrária(5) 5.5. Valores •Profissionalismo •Transparência •Inclusão •Participação •Coesão • Espírito de solidariedade • Sensibilidade ao gênero • Honestidade • Humildade • Respeito pelos compromissos 04-01-17 19
  20. 20. 7. Acções de seguimento • Socialização do Fórum; • Lobies junto aos parceiros; • Mobilização de mais actores e • Mobilização de recursos. 2004-01-17
  21. 21. “PELA PRODUTIVIDADE AGRÁRIA, SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL E GERAÇÃO DE RIQUEZA”

×