Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Liras de
Marília de Dirceu
Tomás Antônio Gonzaga
Profª. Ms. Daniele Onodera
O livro pertence ao Neoclassicismo ou
Arcadismo que é exatamente a reação ao
preciosismo e confusão do estilo
barroco.
Ret...
1) Em Marília de Dirceu
encontramos a linguagem
estereotipada da mitologia e do
retrato da mulher ideal.
ANOTAR
O poeta descreve sua amada como uma
mulher nívea, de cabelos longos e louros
(na primeira lira da Parte I).
Não importava ...
Marília de Dirceu
segundo a visão
contemporânea
(1957) de Alberto
Guignard
"Os teus olhos espalham luz divina,
A quem a luz do Sol em vão se atreve;
Papoula, ou rosa delicada, e fina,
Te cobre as f...
Outra característica estética, aceita
na época, era a mitologia.
Há a presença
• do Cupido
• de Vênus
ANOTAR
"O destro Cupido um dia Por fazer pensar a todos
Extraiu mimosas cores No seu liso centro escreve
De frescos lírios,e rosa...
2) O Racionalismo
Lira VIII (Parte I):
ANOTAR
"Já viste, minha Marília, As grandes Deusas do Céu
Avezinhas, que não façam Sentem a seta tirana
Os seus ninhos no verão? ...
3) O Bucolismo
A poesia pastoril ou bucólica chegou a
representar uma idealização da vida,
inclusive, numa tentativa de id...
Há um predomínio quase que
total da atmosfera pastoril nas
liras, sobretudo na Parte I:
"Eu, Marília, não sou algum vaqueiro,
Que viva de guardar alheio gado;
De tosco trato, d'expressões grosseiro,
Dos frios g...
4) Convívio com a Natureza.
"fugere urbem" (= fugir da cidade)
ANOTAR
Nas liras a natureza aparece como cenário
dos idílios e devaneios amorosos, a ponto
de transformar a íngreme e montanhosa ...
"Aqui um regato Mas como discorro?
Corria sereno Acaso podia
Por margens cobertas Já tudo mudar-se
De flores, e feno: No e...
5) Manifestações Pré-Românticas.
Presença do sentimento, da sensibilidade,
do irracionalismo, do confessionalismo
Exemplo:...
"Pintam, Marília, os Poetas Porém eu, Marília, nego,
A um menino vendado, Que assim seja Amor; pois ele
Com uma aljava de ...
Marília de Dirceu apresenta, portanto duas
faces
A) quando imita os moldes clássicos e
quinhentistas, é arcádica
propriame...
ESTRUTURA DAS LIRAS DE GONZAGA
As liras se dividem em duas partes
ANOTAR
ESTRUTURA DAS LIRAS DE GONZAGA
TERCEIRA PARTE?
Parte I. Na primeira parte (anterior
à prisão) mostra-se o poeta cheio
de esperanças, fazendo projetos
conjugais, defenden...
Nesta primeira fase, conforme Antônio Cândido,
"denota preferência pelo verso leve, :
"Se alguém te louvava, Se estavas al...
Parte II. A segunda parte das liras traz
a marca dos dias de masmorra, longe de sua
pastora e de seu rebanho, curtindo a
a...
O poeta vive de sonhos
ou do tempo passado.
"Assim vivia...
Hoje os suspiros
O canto mudo;
Assim, Marília,
Se acaba tudo."
o poeta jamais perde a esperança de
rever Marília, de reconstruir tudo - porque
crê na sua inocência:
"Ah! minha Bela; se ...
Realidade X Lembranças
"A quanto chega
A pena forte!
Pesa-me a vida,
Desejo a morte,
A Jove acuso,
Maldigo a sorte,
Trato ...
Chafariz Marília de Dirceu, Ouro Preto - MG
ESTRUTURA
MÉTRICA DAS LIRAS
Assim, exemplificando, temos:
a) tetrassílabo (quatro sílabas):
"A/mi/nha a/ma/da
É/mais/for/mo/sa,
Que/bran/co/lí/rio
Do/...
b) pentassílabo ou redondilha
menor (cinco sílabas):
"Mal/vi/o/teu/ros/to,
O/san/gue/ge/lou/-se,
A/lín/gua/pren/deu/-se,
T...
c) heptassílabo ou redondilha maior
(sete sílabas):
"Tem/re/don/da e/li/sa/tes/ta
Ar/que/a/das/so/bran/ce/lhas
A/voz/mei/g...
d) decassílabo (dez sílabas) com heróico
quebrado ou hexassílabo (seis sílabas):
"É/cer/to/mi/nha
a/ma/da/sim/é/cer/to
Qu'...
PRESENÇAS MARCANTES
NAS LIRAS
a) Maria Dorotéia Joaquina de Seixas
(Marília). O retrato de Marília (figura vaga,
sem existência concreta - objeto ideal ...
b) Tomás Antônio Gonzaga (Dirceu).
• As liras são a expressão do "eu" do poeta,
onde se revela altivo e apaixonado.
•Fala ...
• Preocupa-se com a aparência física e a
erosão da idade ; com o conforto, futuro,
planos, glória etc.
ANOTAR
PASTOR (FICÇÃO)
X
POETA (REALIDADE)
c) Cláudio Manuel da Costa (Glauceste ou
Alceste).
• Nas liras e a amizade que unia os dois poetas, em
que se nota também ...
d) Na lira 38 (II), onde Gonzaga faz a justificação da sua
inocência, há uma alusão a Tiradentes, cabeça da conjuração,
qu...
Praça Central – Ouro Preto
Marília de Dirceu
Marília de Dirceu
Marília de Dirceu
Marília de Dirceu
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Marília de Dirceu

1.544 Aufrufe

Veröffentlicht am

Arcadismo no Brasil
Tomás Antônio Gonzaga

Veröffentlicht in: Bildung
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book THIS can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer THIS is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story THIS Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money THIS the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths THIS Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Antworten 
    Sind Sie sicher, dass Sie …  Ja  Nein
    Ihre Nachricht erscheint hier

Marília de Dirceu

  1. 1. Liras de Marília de Dirceu Tomás Antônio Gonzaga Profª. Ms. Daniele Onodera
  2. 2. O livro pertence ao Neoclassicismo ou Arcadismo que é exatamente a reação ao preciosismo e confusão do estilo barroco. Retorno ao equilíbrio, à simplicidade da linguagem e de idéias da literatura clássica
  3. 3. 1) Em Marília de Dirceu encontramos a linguagem estereotipada da mitologia e do retrato da mulher ideal. ANOTAR
  4. 4. O poeta descreve sua amada como uma mulher nívea, de cabelos longos e louros (na primeira lira da Parte I). Não importava que Marília fosse brasileira e morena, como o poeta a descreverá na lira seguinte . Era, talvez, mais importante estar integrado no espírito e convenções do Arcadismo.
  5. 5. Marília de Dirceu segundo a visão contemporânea (1957) de Alberto Guignard
  6. 6. "Os teus olhos espalham luz divina, A quem a luz do Sol em vão se atreve; Papoula, ou rosa delicada, e fina, Te cobre as faces, que são cor de neve. Os teus cabelos são uns fios d'ouro; Teu lindo corpo bálsamos vapora. Ah! não, não fez o Céu, gentil Pastora, Para glória de Amor igual tesouro. Graças, Marília bela, Graças à minha Estrela!"
  7. 7. Outra característica estética, aceita na época, era a mitologia. Há a presença • do Cupido • de Vênus ANOTAR
  8. 8. "O destro Cupido um dia Por fazer pensar a todos Extraiu mimosas cores No seu liso centro escreve De frescos lírios,e rosas, Um letreiro, que pergunta: De jasmins, e de outras flores. 'Este espaço a quem se deve?' Com as mais delgadas penas Vênus, que viu a pintura, Usa de uma, e de outra tinta, E leu a letra engenhosa, E nos ângulos do cobre Pôs por baixo: 'Eu dele cedo; A quatro belezas pinta. Dê-se a Marília formosa'"
  9. 9. 2) O Racionalismo Lira VIII (Parte I): ANOTAR
  10. 10. "Já viste, minha Marília, As grandes Deusas do Céu Avezinhas, que não façam Sentem a seta tirana Os seus ninhos no verão? Da amorosa inclinação. Aquelas, com quem se enlaçam, Diana, com ser Diana, Não vão cantar-lhes defronte Não se abrasa, não suspira De mole pouso, em que estão? Pelo amor de Endimião? Todos amam: só Marília Todos amam: só Marília Desta Lei da Natureza Desta Lei da Natureza Queria ter isenção? Queria ter isenção? Se os peixes, Marília, geram Desiste, Marília bela, Nos bravos mares, e rios, De uma queixa sustentada Tudo efeitos de Amor são. Só na altiva opinião. Amam os brutos ímpios, Esta chama é inspirada A serpente venenosa, Pelo Céu; pois nela assenta A onça, o tigre, o leão. A nossa conservação. Todos amam: só Marília Todos amam: só Marília Desta Lei da Natureza Desta Lei da Natureza Queria ter isenção? Não deve ter isenção."
  11. 11. 3) O Bucolismo A poesia pastoril ou bucólica chegou a representar uma idealização da vida, inclusive, numa tentativa de identificação com os modelos gregos, os poetas arcádicos chegaram a usar nomes de pastores: Gonzaga (Dirceu), Cláudio (Glauceste/Alceste), Basílio da Gama (Termindo Sipílio). ANOTAR
  12. 12. Há um predomínio quase que total da atmosfera pastoril nas liras, sobretudo na Parte I:
  13. 13. "Eu, Marília, não sou algum vaqueiro, Que viva de guardar alheio gado; De tosco trato, d'expressões grosseiro, Dos frios gelos, e dos sóis queimado, Tenho próprio casal, e nele assisto; Dá-me vinho, legume, fruta, azeite; Das brancas ovelhinhas tiro o leite, E mais as finas lãs, de que me visto. Graças, Marília bela, Graças à minha Estrela! (...) Irás divertir-te na floresta, Sustentada, Marília, no meu braço; Ali descansarei a quente sesta, Dormindo um leve sono em teu regaço. Enquanto a luta jogam os Pastores, E emparelhados correm nas campinas, Toucarei teus cabelos de boninas, Nos troncos gravarei os teus louvores. Graças, Marília bela, Graças à minha Estrela!" (Lira 1)
  14. 14. 4) Convívio com a Natureza. "fugere urbem" (= fugir da cidade) ANOTAR
  15. 15. Nas liras a natureza aparece como cenário dos idílios e devaneios amorosos, a ponto de transformar a íngreme e montanhosa Vila Rica em doces e amenos campos de pastagens ("locus amoenus"), onde vivem os pastores e seus rebanhos. A presença da natureza nas liras é uma constante: a natureza idealizada - não a verdadeira, como se pode notar na lira 5 (I):
  16. 16. "Aqui um regato Mas como discorro? Corria sereno Acaso podia Por margens cobertas Já tudo mudar-se De flores, e feno: No espaço de um dia? A esquerda se erguia Existem as fontes, Um bosque fechado, E os feixos copados; E o tempo apressado, Dão flores os prados, Que nada respeita, E corre a cascata, Já tudo mudou. Que nunca secou. São estes os sítios? São estes os sítios? São estes; mas eu São estes; mas eu O mesmo não sou. O mesmo não sou. Marília, tu chamas? Marília, tu chamas? Espera, que eu vou Espera, que eu vou."
  17. 17. 5) Manifestações Pré-Românticas. Presença do sentimento, da sensibilidade, do irracionalismo, do confessionalismo Exemplo: ANOTAR
  18. 18. "Pintam, Marília, os Poetas Porém eu, Marília, nego, A um menino vendado, Que assim seja Amor; pois ele Com uma aljava de setas Nem é moço, nem é cego, Arco empunhado na mão; Nem setas, nem asas tem. Ligeiras asas nos ombros, Ora, pois, eu vou formar-lhe O tenro corpo despido, Um retrato mais perfeito E de Amor, ou de Cupido Que ele já feriu meu peito; São os nomes, que lhe dão. Por isso o conheço bem."
  19. 19. Marília de Dirceu apresenta, portanto duas faces A) quando imita os moldes clássicos e quinhentistas, é arcádica propriamente dita, ou neoclássica; B) quando reflete as novas inquietações que preparavam a eclosão do Romantismo, é pré-romântica " ANOTAR
  20. 20. ESTRUTURA DAS LIRAS DE GONZAGA As liras se dividem em duas partes ANOTAR
  21. 21. ESTRUTURA DAS LIRAS DE GONZAGA TERCEIRA PARTE?
  22. 22. Parte I. Na primeira parte (anterior à prisão) mostra-se o poeta cheio de esperanças, fazendo projetos conjugais, defendendo o ideal de vida burguês. ANOTAR
  23. 23. Nesta primeira fase, conforme Antônio Cândido, "denota preferência pelo verso leve, : "Se alguém te louvava, Se estavas alegre, De gosto me enchia; Dirceu se alegrava; Mas sempre o ciúme Se estavas sentida, No rosto acendia Dirceu suspirava Um vivo calor À força da dor. Marília, escuta Marília, escuta Um triste Pastor. Um triste Pastor."
  24. 24. Parte II. A segunda parte das liras traz a marca dos dias de masmorra, longe de sua pastora e de seu rebanho, curtindo a amargura da prisão. ANOTAR
  25. 25. O poeta vive de sonhos ou do tempo passado. "Assim vivia... Hoje os suspiros O canto mudo; Assim, Marília, Se acaba tudo."
  26. 26. o poeta jamais perde a esperança de rever Marília, de reconstruir tudo - porque crê na sua inocência: "Ah! minha Bela; se a Fortuna volta, Se o bem, que já perdi, alcanço, e provo; Por essas brancas mãos, por essa faces Te juro renascer um homem novo; Romper a nuvem, que os meus olhos cerra, Amar no Céu a Jove, e a ti na terra."
  27. 27. Realidade X Lembranças "A quanto chega A pena forte! Pesa-me a vida, Desejo a morte, A Jove acuso, Maldigo a sorte, Trato a Cupido Por um traidor. Eu já não sofro A viva dor."
  28. 28. Chafariz Marília de Dirceu, Ouro Preto - MG
  29. 29. ESTRUTURA MÉTRICA DAS LIRAS
  30. 30. Assim, exemplificando, temos: a) tetrassílabo (quatro sílabas): "A/mi/nha a/ma/da É/mais/for/mo/sa, Que/bran/co/lí/rio Do/bra/da/ro/sa"
  31. 31. b) pentassílabo ou redondilha menor (cinco sílabas): "Mal/vi/o/teu/ros/to, O/san/gue/ge/lou/-se, A/lín/gua/pren/deu/-se, Tre/mi,/e/mu/dou/-se, Das/fa/ces/a/cor"
  32. 32. c) heptassílabo ou redondilha maior (sete sílabas): "Tem/re/don/da e/li/sa/tes/ta Ar/que/a/das/so/bran/ce/lhas A/voz/mei/ga a/vis/ta ho/nes/ta E/seus/o/lhos/são/uns/sóis"
  33. 33. d) decassílabo (dez sílabas) com heróico quebrado ou hexassílabo (seis sílabas): "É/cer/to/mi/nha a/ma/da/sim/é/cer/to Qu'eu/as/pi/ra/va/va a/ser/de um/ce/tro/o/do/no; Mas/es/te/gran/de im/pé/rio/que eu/fir/ma/va Ti/nha em/teu/pei/to o/tro/no"
  34. 34. PRESENÇAS MARCANTES NAS LIRAS
  35. 35. a) Maria Dorotéia Joaquina de Seixas (Marília). O retrato de Marília (figura vaga, sem existência concreta - objeto ideal de poesia) e o de Maria Dorotéia (amada de Gonzaga, menina de 17 anos) Além de outras indicações, veja-se a lira 2 (I), que traça o perfil da amada do poeta. ANOTAR
  36. 36. b) Tomás Antônio Gonzaga (Dirceu). • As liras são a expressão do "eu" do poeta, onde se revela altivo e apaixonado. •Fala com naturalidade e abundância da sua inteligência, posição social, prestígio, habilidades. ANOTAR
  37. 37. • Preocupa-se com a aparência física e a erosão da idade ; com o conforto, futuro, planos, glória etc. ANOTAR
  38. 38. PASTOR (FICÇÃO) X POETA (REALIDADE)
  39. 39. c) Cláudio Manuel da Costa (Glauceste ou Alceste). • Nas liras e a amizade que unia os dois poetas, em que se nota também a admiração que Gonzaga nutria pelo poeta mais velho. • Outra referência a Cláudio pode-se ver na lira 7 (II), onde Gonzaga parece ignorar a prisão e morte do grande amigo.
  40. 40. d) Na lira 38 (II), onde Gonzaga faz a justificação da sua inocência, há uma alusão a Tiradentes, cabeça da conjuração, que era tido por todos como alucinado: "Ama a gente assisada A honra, a vida, o cabedal tão pouco, Que ponha uma ação destas Nas mãos dum pobre, sem respeito e louco?" A lira 23 (II) é um elogio ao Visconde de Barbacena, governador de Minas, destinada a captar-lhe a benevolência. O visconde foi quem mandou prender Gonzaga mas fora-lhe um dos amigos mais caros.
  41. 41. Praça Central – Ouro Preto

×