Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Modelagem de Sistemas de
Informação
Aula 05 – Documentação de Requisitos
Engenharia de Requisitos – Documentação
• Um engenheiro de software é um profissional que deve ter a habilidade de antecip...
Engenharia de Requisitos – Documentação
• O engenheiro de software, desempenhando o papel de engenheiro de
requisitos, dev...
Engenharia de Requisitos – Documentação
• O engenheiro de software está preocupado em levantar, entender, analisar e, por ...
Engenharia de Requisitos – Documentação
• O documento de requisitos delimita o escopo do conjunto de funcionalidades que u...
Engenharia de Requisitos – Documentação
• O documento de requisitos de um projeto tem o objetivo de documentar o escopo do...
Engenharia de Requisitos – Documentação
A seguir, itens considerados imprescindíveis em um documento de requisitos:
• A re...
Engenharia de Requisitos – Documentação
1. Introdução Contém uma descrição dos objetivos do documento, o
público ao qual e...
Engenharia de Requisitos – Documentação
2. Requisitos Funcionais Esta seção descreve, de maneira sumarizada, as principais...
Engenharia de Requisitos – Documentação
3. Requisitos Não-Funcionais Apresenta-se uma descrição geral de outros
requisitos...
Engenharia de Requisitos – Documentação
5. Documentação Complementar Exemplos desses documentos compreendem atas
de reuniõ...
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Modelagem de Sistemas de Informação 05

421 Aufrufe

Veröffentlicht am

Documentação de Requisitos

Veröffentlicht in: Technologie
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Modelagem de Sistemas de Informação 05

  1. 1. Modelagem de Sistemas de Informação Aula 05 – Documentação de Requisitos
  2. 2. Engenharia de Requisitos – Documentação • Um engenheiro de software é um profissional que deve ter a habilidade de antecipar e gerenciar mudanças de requisitos de um produto de software. • Ele precisa saber se expressar e comunicar-se bem a fim de capturar e registrar adequadamente o documento de requisitos.
  3. 3. Engenharia de Requisitos – Documentação • O engenheiro de software, desempenhando o papel de engenheiro de requisitos, deve executar duas atividades essenciais para a elaboração do documento de requisitos: • Elicitação de requisitos – atividade na qual os requisitos do sistema a ser desenvolvido são levantados; • Análise de requisitos – atividade na qual os requisitos são analisados e confirmados pelos principais interessados do projeto (isto é, os stakeholders) que incluem cliente, usuário final e gerente de projetos, dentre outros.
  4. 4. Engenharia de Requisitos – Documentação • O engenheiro de software está preocupado em levantar, entender, analisar e, por fim, documentar os requisitos. • Para tanto, ele deve concentrar-se nas características do sistema e atributos de qualidade, e não em como obtê-los. • É preciso identificar quais requisitos fazem parte ou não do escopo do sistema a ser desenvolvido, ou em outras palavras, entender a interface do sistema considerado e o ambiente externo.
  5. 5. Engenharia de Requisitos – Documentação • O documento de requisitos delimita o escopo do conjunto de funcionalidades que um sistema deve prover • Descreve os atributos de qualidade que devem ser suportados. • Este documento deve ser elaborado de maneira precisa, completa, consistente e, principalmente, compreensível aos stakeholders (isto é, os principais interessados no sistema). • O documento de requisitos será lido por várias pessoas interessadas no projeto como, por exemplo, cliente, gerente de projeto, engenheiro de testes e programadores, e, portanto, precisa comunicar com clareza os requisitos do sistema.
  6. 6. Engenharia de Requisitos – Documentação • O documento de requisitos de um projeto tem o objetivo de documentar o escopo do sistema a ser desenvolvido. Nesse sentido, o documento de requisitos deve conter: • Introdução e visão geral do documento • Descrição de requisitos funcionais • Descrição de requisitos não-funcionais • Escopo não contemplado (de funcionalidades) • Documentação de apoio
  7. 7. Engenharia de Requisitos – Documentação A seguir, itens considerados imprescindíveis em um documento de requisitos: • A relação de itens mencionados não pressupõe a intenção de ser completo, mas de apontar os itens considerados como obrigatórios num documento de requisitos. • Cabe destacar que os itens sugeridos para compor um documento de requisitos, conforme nas próximas páginas, leva em consideração as recomendações de documento padrão IEEE-Std 830-1998 recomendado pelo IEEE.
  8. 8. Engenharia de Requisitos – Documentação 1. Introdução Contém uma descrição dos objetivos do documento, o público ao qual ele se destina e, em linhas gerais, o propósito e escopo do projeto a ser desenvolvido. Pode adicionalmente conter termos e abreviações usadas, tipos de prioridades atribuídas aos requisitos, além de informar como o documento deve evoluir.
  9. 9. Engenharia de Requisitos – Documentação 2. Requisitos Funcionais Esta seção descreve, de maneira sumarizada, as principais funcionalidades que o sistema de software irá realizar. Por exemplo, num sistema de biblioteca, esta seção deveria conter uma descrição das funcionalidades de autenticação de usuário e controle de acesso. Observe que o sumário das funcionalidades de um sistema se faz necessário para permitir o entendimento das funcionalidades do sistema pelos diversos stakeholders. O engenheiro de software deve organizar o conjunto de funcionalidades do sistema de modo a torná-las mais compreensíveis aos clientes e demais stakeholders. Vale ainda ressaltar que o documento de requisitos pode ser complementado por outro documento como, por exemplo, especificações de casos de uso.
  10. 10. Engenharia de Requisitos – Documentação 3. Requisitos Não-Funcionais Apresenta-se uma descrição geral de outros requisitos do produto que limitam opções de desenvolvimento do sistema. Isto inclui a descrição de requisitos de segurança, confiabilidade, timeout de sessão de usuário, usabilidade, dentre outros. Esta seção considera os requisitos do produto, do processo, da interface gráfica e da plataforma tecnológica empregada. 4. Escopo Não-Contemplado Contém descrição das funcionalidades não contempladas no escopo do sistema a ser desenvolvido. Outra denominação dada a esta seção é escopo negativo. Isto visa garantir às partes interessadas no sistema (isto é, cliente e equipe de desenvolvimento) quais funcionalidades fazem parte ou não do conjunto a ser implementado.
  11. 11. Engenharia de Requisitos – Documentação 5. Documentação Complementar Exemplos desses documentos compreendem atas de reuniões nas quais ocorrerão levantamento e validação de requisitos, bem como o plano de projeto. 6. Apêndice Trata-se de uma seção que pode conter, por exemplo, levantamento de perfil de usuários do sistema a ser desenvolvido e descrição do problema a ser automatizado pelo sistema de software. É importante observar que o apêndice não é parte do documento de requisitos e serve apenas como informação de apoio para os leitores do documento.

×