Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Nome: Fernando Corrêa 
Rodrigo Beck
INTRODUÇÃO 
 
 Processo inflamatório de origem imunológica que 
acomete os glomérulos de ambos os rins e cuja 
expressão...
 
 Podem ser relacionadas a Síndrome pós infecciosa, 
causada por doenças multissistêmicas ou 
diretamente ligadas a pro...
GLOMERULONEFRITE DIFUSA AGUDA 
PÓS – ESTREPTOCÓCICA 
 
 Forma mais comum de glomerulonefrite na infância 
e o principal ...
 
 Seu maior pico de incidência é aos 7 anos sendo 
que 5% dos casos em menor de 2 anos e 5 a 10% 
em adultos, sendo a c...
ETIOLOGIA 
 
 Causada pelas cepas nefritogênicas do 
Streptococcus Pyogenes, tanto relacionados com 
Piodermites ou Fari...
PATOGENIA 
 
 Imunoscomplexos formados in situ se depositam no 
lado subentolial da parede capilar ativando o sistema 
c...
FISIOPATOGENIA 
 
 Atravéz do processo inflamatório ocorre uma 
diminuição do lúmen dos capilares glomerulares, 
diminui...
 
 Além disso com as lesões nos 
capilares glomerulares as hemácias 
migram para o espaço de Bowman 
causando hematúria....
ANATOMIA PATOLÓGICA 

MANIFESTAÇÕES 
CLÍNICAS 
 
 Uma das principais manifestações clínicas é o 
edema leve, frio, mole e gravitacional, na re...
 
 No caso da proteinúria 73% dos casos apresentam 
proteinúria nefrítica, 3% proteinúria nefrótica e 24% 
dos casos não...
MANIFESTAÇÕES 
CLÍNICAS 
 
 Podem ocorrer compicações como congestão 
cardiocirculatória em 12% dos casos e encefalopati...
DIAGNÓSTICO 
 
 O diagnostico começa com o historico do paciente e um 
exame físico, mas ele consiste em: 
 HEA: Quadro...
TRATAMENTO 
 
 O tratamento consiste em erradicação da 
estreptococcia com Penicilina benzatina, 
Eritromicina nas hiper...
TRATAMENTO 
 
 Para controle da HAS ou sinais de congestão 
cardiocirculatória administra-se Furosemida 1 a 6 
mg/Kg/dia...
PROGNÓSTICO 
 
 Menos de 1% morrem na fase aguda da doença 
(encefalopatia hipertensiva, ICC refratária) e quanto mais 
...
DIFERENÇAS ENTRE SÍNDROME 
NEFRÍTICA E SÍNDROME NEFRÓTICA 

OBRIGADO PELA 
ATENÇÃO
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Apresentação glomerulonefrite aguda

3.162 Aufrufe

Veröffentlicht am

DIFERENÇAS ENTRE SÍNDROME NEFRÍTICA E SÍNDROME NEFRÓTICA

Veröffentlicht in: Gesundheit & Medizin

Apresentação glomerulonefrite aguda

  1. 1. Nome: Fernando Corrêa Rodrigo Beck
  2. 2. INTRODUÇÃO   Processo inflamatório de origem imunológica que acomete os glomérulos de ambos os rins e cuja expressão clínica é a de uma síndrome nefrítica, independente da origem é caracterizada por hematúria, edema, HAS, oligúria e proteinúria subnefrótica (<50mg/Kg/h).
  3. 3.   Podem ser relacionadas a Síndrome pós infecciosa, causada por doenças multissistêmicas ou diretamente ligadas a problemas primários do Glomérulo.
  4. 4. GLOMERULONEFRITE DIFUSA AGUDA PÓS – ESTREPTOCÓCICA   Forma mais comum de glomerulonefrite na infância e o principal agente infeccioso implicado é o estreptococo beta-hemólitico do grupo A de lancefield. Pode ser considerada uma sequela tardia, não supurativa de uma estreptococica.
  5. 5.   Seu maior pico de incidência é aos 7 anos sendo que 5% dos casos em menor de 2 anos e 5 a 10% em adultos, sendo a cada 3 casos 2 são meninos e 20% portadores assintomáticos do estreptococo.
  6. 6. ETIOLOGIA   Causada pelas cepas nefritogênicas do Streptococcus Pyogenes, tanto relacionados com Piodermites ou Faringoamigdalites.  O intervalo entre a infecção e a nefrite pode varia de 7 a 21 dias se faringoamigdalite ou 15 a 28 dias se piodermite.
  7. 7. PATOGENIA   Imunoscomplexos formados in situ se depositam no lado subentolial da parede capilar ativando o sistema complemento (via alternativa). Com isso ocore uma ativação de neutrófilos causando proteases devido as substancias oxidantes isso gera uma alteração da MBG (protinúria).
  8. 8. FISIOPATOGENIA   Atravéz do processo inflamatório ocorre uma diminuição do lúmen dos capilares glomerulares, diminuindo a área filtrante, consequentemente diminuindo a capacidade de excreção de água e solutos, ocasionando retenção de sódio e água levando a um quadro de HAS e edema.
  9. 9.   Além disso com as lesões nos capilares glomerulares as hemácias migram para o espaço de Bowman causando hematúria. A reação inflamatória gera uma alteração na permeabilidade da menbrana ocasionando proteinúria.
  10. 10. ANATOMIA PATOLÓGICA 
  11. 11. MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS   Uma das principais manifestações clínicas é o edema leve, frio, mole e gravitacional, na região periorbitária e no período matutino, sempre atingindo membros inferiores, região lombar e genitália. Ocorre HAS em 80% dos casos. Com Hematúria macroscópica em 50% dos casos e microscópica em 100% dos casos.
  12. 12.   No caso da proteinúria 73% dos casos apresentam proteinúria nefrítica, 3% proteinúria nefrótica e 24% dos casos não apresentam proteinúria.  Tem como sintomas gerais febre, anorexia, cefaléia, fraqueza e dor abdominal.
  13. 13. MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS   Podem ocorrer compicações como congestão cardiocirculatória em 12% dos casos e encefalopatia hipertensiva em 4% dos casos, além de IRA em 1% dos casos.
  14. 14. DIAGNÓSTICO   O diagnostico começa com o historico do paciente e um exame físico, mas ele consiste em:  HEA: Quadros com hematúria/hemácias dismórficas, são encontrados lindrol hemáticos, granulosos, hialinos e leucocitários além de proteinúria.  Função Renal: a uréia e a creatian podem estar elevadas e apresenta Hipercalemia.  Hemograma: Anemia por expansão do volume e plaquetopenia transitória.
  15. 15. TRATAMENTO   O tratamento consiste em erradicação da estreptococcia com Penicilina benzatina, Eritromicina nas hipersensibilidades faz com que se evite a disseminação das cepas.  O paciente deve ficar em repouso relativo devido ao edema e HAS, deve-se restringir o uso de sódio, durante o edema e hipertenção(máximo 2g/dia). Deve-se tambem restringir o uso de potássio para controle da Oligúria. Aqui o mais importante é a limitaçao da ingesta hídrica, proteica e de sódio.
  16. 16. TRATAMENTO   Para controle da HAS ou sinais de congestão cardiocirculatória administra-se Furosemida 1 a 6 mg/Kg/dia, Hidralazina 0,2 a 0,5 mg/Kg/dose IV ou 1 a 4 mg/Kg dia VO, Nifedipina 0,25 a 0,5 mg/Kg/dia. Se houver convulsão(anti-convulsivantes) e em casos mais graves UTI.
  17. 17. PROGNÓSTICO   Menos de 1% morrem na fase aguda da doença (encefalopatia hipertensiva, ICC refratária) e quanto mais intensa e difusa a presença de crescentes celulares maior a gravidade sendo maior a probabiliade de evoluir.  Geralmente em 1 a 2 semanas a PA normaliza, ocorre o aumento da diures e diminuição da uréia e creatina, de 2 a 3 semanas caba-se a hematúria macroscópica, de 6 a 8 semanas resolve-se a hipocomplementenemia, de 3 a 6 meses resolve-se a proteiúria e no prazo de 2 anos resolve-se a hematúria microscópica.
  18. 18. DIFERENÇAS ENTRE SÍNDROME NEFRÍTICA E SÍNDROME NEFRÓTICA 
  19. 19. OBRIGADO PELA ATENÇÃO

×