SlideShare ist ein Scribd-Unternehmen logo
1 von 14
Downloaden Sie, um offline zu lesen
SAUSSURE (1857-1913)
        Noções de semiologia
EXEMPLOS DE SIGNOS
Fumaça
Aliança no dedo
A palavra mar
Foto 3x4
O2
O nome João
Vaia
Pegada de animal
Desenho de um elefante
Cheiro de café
Plim-plim da globo
Miniatura de coca-cola
Polegar para cima
INDICES
Símbolos
Icones
 A linguagem é um sistema de signos.
 O signo é o fato central da linguagem.




       O signo ( semeion )
            União do

    Signifiant ou significante
                e
     Signifié ou significado
Significante – aspecto sensível do sígno

Significado – aspecto inteligível ou semântico do signo

Ex 1: a palavra mesa

O som ou a grafia da palavra é significante
O conceito de móvel sobre o qual se come, o significado

Ex 2

Campainha tocando – sinificante
Chegou alguém - sinificado
Referente de um sígno
              É a coisa representada pelo signo

                   significante      significado referente
Na natureza        Nuvens escuras    Vai chover    O fenomeno
                                                   chuva
No transito        Sinal vermelho    pare          O ato de
                                                   parar
No corpo           febre             Está doente   A doença
humano
No local do crime Móveis quebrados   Houve luta    A luta que
                                                   houve
“O SIGNO LINGÜÍSTICO É UMA ENTIDADE
PSÍQUICA DE DUAS FACES”. P. 80




                Conceito

                 Imagem
                Acústica
CADA LÍNGUA ORGANIZA
OU ARTICULA SEU UNIVERSO
DIFERENTEMENTE.



Azul claro – light blue
                          Em russo são
                           duas cores
Azul escuro – dark blue
                            primárias
                            distintas
POLISSEMIA

Polissemia -
Quando o significante tem mais de um significado


EX: mala, fogo, coração, doce, amargo
OS CONCEITOS NÃO SÃO
ESTÁTICOS
              Silly
         Originalmente:
     pessoa feliz, abençoada.
             Sec. XVI:
 pessoa inocente, indefesa, digna
           de piedade.
              Hoje:
 Simplória, insensata, estúpida.
 “a linguagem não é uma nomenclatura,
  seus conceitos não são preexistentes, mas
  conceitos mutáveis e contingentes que
  variam de um estado de uma língua para
  outra.”
 “como a relação entre significante e
  significado é arbitrária, não há nenhuma
  razão para um conceito, em vez de outro,
  ser ligado a determinado significante.
 “o significado associado a um significante
  pode tomar qualquer forma
6 signos semiologia

Weitere ähnliche Inhalte

Andere mochten auch

Introdução à semiologia
Introdução à semiologiaIntrodução à semiologia
Introdução à semiologiaLucimar Campos
 
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemÉric Santos
 
Semiótica - primeirdade, secundidade e terceiridade
Semiótica - primeirdade, secundidade e terceiridadeSemiótica - primeirdade, secundidade e terceiridade
Semiótica - primeirdade, secundidade e terceiridadeNathália Xavier
 

Andere mochten auch (8)

2semiotica
2semiotica2semiotica
2semiotica
 
A semiótica
A semióticaA semiótica
A semiótica
 
Signo linguìstico
Signo linguìsticoSigno linguìstico
Signo linguìstico
 
5 origens da semiótica
5 origens da semiótica5 origens da semiótica
5 origens da semiótica
 
Introdução à semiologia
Introdução à semiologiaIntrodução à semiologia
Introdução à semiologia
 
Semiologia completa
Semiologia completaSemiologia completa
Semiologia completa
 
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
 
Semiótica - primeirdade, secundidade e terceiridade
Semiótica - primeirdade, secundidade e terceiridadeSemiótica - primeirdade, secundidade e terceiridade
Semiótica - primeirdade, secundidade e terceiridade
 

Ähnlich wie 6 signos semiologia

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemTim Bagatelas
 
Presentation1
Presentation1Presentation1
Presentation1Ton Viena
 
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavrasFiguras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavrasMarilene dos Santos
 
Figura de Linguagem: Pensamento
Figura de Linguagem: PensamentoFigura de Linguagem: Pensamento
Figura de Linguagem: PensamentoWilliam Santos
 
Símbolos blog
Símbolos   blogSímbolos   blog
Símbolos blogdinicmax
 
figuras deLinguagem
figuras deLinguagemfiguras deLinguagem
figuras deLinguagemguestb70b1c3
 
André lepecki no metaplano, o encontro
André lepecki   no metaplano, o encontroAndré lepecki   no metaplano, o encontro
André lepecki no metaplano, o encontroDaniel Kairoz
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05Jordano Santos Cerqueira
 
Universo Simbólico Religioso
Universo Simbólico ReligiosoUniverso Simbólico Religioso
Universo Simbólico ReligiosoGabriela Almeida
 
introdução aos estudos da Literatura
introdução aos estudos da Literaturaintrodução aos estudos da Literatura
introdução aos estudos da Literaturaelenir duarte dias
 

Ähnlich wie 6 signos semiologia (20)

Quinhentismo na literatura.pptx
Quinhentismo na literatura.pptxQuinhentismo na literatura.pptx
Quinhentismo na literatura.pptx
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Presentation1
Presentation1Presentation1
Presentation1
 
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavrasFiguras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
 
Figura de Linguagem: Pensamento
Figura de Linguagem: PensamentoFigura de Linguagem: Pensamento
Figura de Linguagem: Pensamento
 
Símbolos blog
Símbolos   blogSímbolos   blog
Símbolos blog
 
13
1313
13
 
figuras deLinguagem
figuras deLinguagemfiguras deLinguagem
figuras deLinguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagem Figuras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Pensamento e linguagem
Pensamento e linguagemPensamento e linguagem
Pensamento e linguagem
 
Semiotica
SemioticaSemiotica
Semiotica
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
André lepecki no metaplano, o encontro
André lepecki   no metaplano, o encontroAndré lepecki   no metaplano, o encontro
André lepecki no metaplano, o encontro
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
 
Universo Simbólico Religioso
Universo Simbólico ReligiosoUniverso Simbólico Religioso
Universo Simbólico Religioso
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Metáfora
MetáforaMetáfora
Metáfora
 
introdução aos estudos da Literatura
introdução aos estudos da Literaturaintrodução aos estudos da Literatura
introdução aos estudos da Literatura
 

6 signos semiologia

  • 1. SAUSSURE (1857-1913) Noções de semiologia
  • 2. EXEMPLOS DE SIGNOS Fumaça Aliança no dedo A palavra mar Foto 3x4 O2 O nome João Vaia Pegada de animal Desenho de um elefante Cheiro de café Plim-plim da globo Miniatura de coca-cola Polegar para cima
  • 6.  A linguagem é um sistema de signos.  O signo é o fato central da linguagem. O signo ( semeion ) União do Signifiant ou significante e Signifié ou significado
  • 7. Significante – aspecto sensível do sígno Significado – aspecto inteligível ou semântico do signo Ex 1: a palavra mesa O som ou a grafia da palavra é significante O conceito de móvel sobre o qual se come, o significado Ex 2 Campainha tocando – sinificante Chegou alguém - sinificado
  • 8. Referente de um sígno É a coisa representada pelo signo significante significado referente Na natureza Nuvens escuras Vai chover O fenomeno chuva No transito Sinal vermelho pare O ato de parar No corpo febre Está doente A doença humano No local do crime Móveis quebrados Houve luta A luta que houve
  • 9. “O SIGNO LINGÜÍSTICO É UMA ENTIDADE PSÍQUICA DE DUAS FACES”. P. 80 Conceito Imagem Acústica
  • 10. CADA LÍNGUA ORGANIZA OU ARTICULA SEU UNIVERSO DIFERENTEMENTE. Azul claro – light blue Em russo são duas cores Azul escuro – dark blue primárias distintas
  • 11. POLISSEMIA Polissemia - Quando o significante tem mais de um significado EX: mala, fogo, coração, doce, amargo
  • 12. OS CONCEITOS NÃO SÃO ESTÁTICOS Silly Originalmente: pessoa feliz, abençoada. Sec. XVI: pessoa inocente, indefesa, digna de piedade. Hoje: Simplória, insensata, estúpida.
  • 13.  “a linguagem não é uma nomenclatura, seus conceitos não são preexistentes, mas conceitos mutáveis e contingentes que variam de um estado de uma língua para outra.”  “como a relação entre significante e significado é arbitrária, não há nenhuma razão para um conceito, em vez de outro, ser ligado a determinado significante.  “o significado associado a um significante pode tomar qualquer forma