The Walking Dead –
reflexões sobre o tempo na
modernidade
Prof: Rodrigo Belinaso Guimarães
Experiência com o tempo na
modernidade:
* O nascimento nos insere numa
determinada época, recortada do tempo
histórico em ...
Em The Walking Dead, o passado, tudo que aconteceu antes do
apocalipse zumbi, não pode ser mais reconstituído ou reproduzi...
Percepções Individuais
de um Tempo em Crise
* O controle moderno sobre o tempo e o
espaço e a formação de grandes coletivi...
Em The Walking Dead permanece ao longo de toda a história o mistério
sobre a origem da existência zumbi, tal como sempre p...
Experiência com o tempo:
Individual: o passado pesa positiva ou negativamente, o
presente é feito de escolhas (padronizada...
Humanismo: o passado coletivo deve ser
explicado em função dos objetivos que se espera
alcançar no futuro; o presente pode...
Os personagens de The Walking Dead aderem ao seu próprio
tempo de incertezas como condição de sobrevivência, mas ao
mesmo ...
As relações conflituosas entre o
grupo principal liderado por Rick e
os demais têm por base uma
dessemelhança fundamental ...
A modernidade foi a época em que o brilho das expectativas humanas mais
floresceu, assim como, foram praticados os barbari...
“Contemporâneo é aquele que recebe em pleno rosto o facho de trevas
que provém de seu tempo.” (Agamben, 2009).
As trevas d...
“O índice histórico contido nas imagens do passado mostra que estas
alcançarão sua legibilidade somente num determinado mo...
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

The Walking Dead: Reflexões sobre o tempo na modernidade

211 Aufrufe

Veröffentlicht am

A série em quadrinho de The Walking Dead é investigada como um exemplo de manifestação cultural que procura conservar valores da sociedade ocidental greco-romana e judaico-cristã.

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

The Walking Dead: Reflexões sobre o tempo na modernidade

  1. 1. The Walking Dead – reflexões sobre o tempo na modernidade Prof: Rodrigo Belinaso Guimarães
  2. 2. Experiência com o tempo na modernidade: * O nascimento nos insere numa determinada época, recortada do tempo histórico em geral, com seus problemas e deveres urgentes (tanto do ponto de vista individual quanto coletivo); * Na experiência moderna, o tempo não é predominantemente cíclico, mas cronológico; * Na modernidade, os fatos do presente nunca podem ser explicados em si mesmos, mas dentro de uma corrente que os vincula ao passado e/ou ao futuro.
  3. 3. Em The Walking Dead, o passado, tudo que aconteceu antes do apocalipse zumbi, não pode ser mais reconstituído ou reproduzido, apenas rememorado ou avaliado em função de sua colaboração à sobrevivência no presente caótico. Assim, a permanência de valores ocidentais no grupo principal, liderado por Rick, se transforma numa ferramenta para não se sucumbir àquela realidade hostil. * Defesa da família como base da comunidade; * Defesa e formação de uma comunidade inclusiva; * Liderança baseada no testemunho de seus atos; * Uso da racionalidade para a resolução de problemas; *Defesa contra a invasão bárbara das fronteiras da comunidade (zumbis e comunidades hostis); etc.
  4. 4. Percepções Individuais de um Tempo em Crise * O controle moderno sobre o tempo e o espaço e a formação de grandes coletividades não conseguiram anular da percepção pessoal todos os componentes de mistério e de incertezas que envolvem a vida individual e coletiva; * Assim, há momentos de crise pessoal que se expressam em desajustes do sujeito com o sua época ou situação de vida, acarretando escolhas novas, não padronizadas, reajustadas à nova situação vivida; * Novos padrões de escolha significam a reelaboração dos conceitos para a compreensão do mundo, além da mudança na noção de dever para com o mundo e da atenção para com a realidade circundante.
  5. 5. Em The Walking Dead permanece ao longo de toda a história o mistério sobre a origem da existência zumbi, tal como sempre permaneceu o mistério sobre a origem da vida para a ciência moderna. Além disso, nesta narrativa, as incertezas sobre a situação concreta da vida permanecem constantes, pois há pouca segurança quanto ao futuro. Nesse sentido, a atenção dos personagens para com a sobrevivência os levam a assumir uma ética do dever, da responsabilidade, a adaptar suas habilidades e a desenvolver novas capacidades para reagir a cada situação vivida.
  6. 6. Experiência com o tempo: Individual: o passado pesa positiva ou negativamente, o presente é feito de escolhas (padronizadas ou não) e o futuro está sempre em aberto. A fuga da realidade ocorre quando se explica a realidade por forças abstratas e impessoais, quando se pode verificar as ações humanas individuais que estão por detrás dos acontecimentos, mesmo que estão ações sejam o resultado complexo de acontecimentos não controlados pelo indivíduo.
  7. 7. Humanismo: o passado coletivo deve ser explicado em função dos objetivos que se espera alcançar no futuro; o presente pode favorecer ou atrasar a concretização do futuro, mas ele não pode modificá-lo; o futuro é a realização do paraíso na terra pela ação consciente da humanidade. A fuga da realidade aconteceria quando não se compartilha coletivamente uma ambição de futuro. Cristianismo: o passado precisa ser constantemente rememorado através do testemunho de Jesus e dos santos e do arrependimento de cada um; o presente é de preparação para a eternidade e de concentração nos deveres do trabalho; o futuro será o do julgamento que virá. A alienação se dá pela tentativa de estabelecer o tempo do fim e/ou daqueles que serão salvos, controlando a incerteza. The Walking Dead: o passado sobrevive apenas como ferramenta para a sobrevivência; o presente é o das escolhas pessoais urgentes e o futuro está na renovação das condições de sobrevivência.
  8. 8. Os personagens de The Walking Dead aderem ao seu próprio tempo de incertezas como condição de sobrevivência, mas ao mesmo tempo procuram se distanciar dele, promovendo ações que estabeleçam algum nível de segurança. “Pertence verdadeiramente ao seu tempo, é verdadeiramente contemporâneo, aquele que não coincide perfeitamente com este, nem está adequado às suas pretensões e é, portanto, nesse sentido, inatual; mas exatamente por isso, exatamente através desse deslocamento e desse anacronismo, ele é capaz, mas do que os outros, de perceber e apreender o seu tempo.” (Agamben, 2009, p. 58-59).
  9. 9. As relações conflituosas entre o grupo principal liderado por Rick e os demais têm por base uma dessemelhança fundamental entre estes. Se Rick e seu grupo pretendem superar a realidade tal como esta lhes apresenta, os demais estão plenamente inseridos nela e, assim, incorporam sua condição caótica. “Aqueles que coincidem muito plenamente com a época, que em todos os aspectos a esta aderem perfeitamente, não são contemporâneos porque, exatamente por isso, não conseguem vê-la, não pode manter fixo o olhar sobre ela.” (Agamben, 2009).
  10. 10. A modernidade foi a época em que o brilho das expectativas humanas mais floresceu, assim como, foram praticados os barbarismos mais atrozes, tudo apoiado na capacidade técnica e tecnológica. Há aqueles que aderem quase que exclusivamente às promessas de brilho representadas por um grupo detentor de um futuro ideal, porém qualquer aderência mascara obscuridades, problemas e dificuldades. Em The Walking Dead, a obscuridade do mundo tem uma presença devastadora, a reacomodação de um grupo se dá, primeiramente, pela necessidade de segurança e de sobrevivência. A permanência desse grupo só é possível pela prática da violência contra invasores e inimigos internos, por uma liderança que mantém seu prestígio por causa do testemunho que representa e pela atenção constante na realidade. O encontro com a morte é a única resposta para aqueles que não se atentam para com o mundo real.
  11. 11. “Contemporâneo é aquele que recebe em pleno rosto o facho de trevas que provém de seu tempo.” (Agamben, 2009). As trevas do passado: Memória de um tempo que não pode ser mais vivido. Como um retrato na parede que chama a atenção por sua impossibilidade, por todos os seus elementos serem na atualidade não mais realizáveis; As trevas do presente: a necessidade como guia de nossa percepção e onde se concentra nossa atenção, estar sempre consciente da pequenez de nossa existência em relação aos desafios que nos prendem a nossa época; As trevas do futuro: nada se pode conhecer do futuro a não ser sua probabilidade e o risco dele não corresponder às expectativas, o futuro nunca se completa e dele sempre nos distanciamos.
  12. 12. “O índice histórico contido nas imagens do passado mostra que estas alcançarão sua legibilidade somente num determinado momento de sua história.” (Agamben, 2009). A vida de Rick se torna exemplar ao representar um testemunho naquilo que ela tem de melhor e de mais valorosa. Assim como, os esforços coletivos do grupo só poderiam ser efetivamente avaliados quando conseguirem formar uma nova geração, ou seja, no fim de sua época. Não se pode avaliar completamente qualquer fato inserido e circunscrito por ele mesmo. Por isso em The Walking Dead, o foco dos personagens do grupo principal está no dever do trabalho imediato, no cuidado para consigo e para com os outros que os rodeiam, na segurança e na reinstauração do direito. To be continued.

×