Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Portfolio historia da arte

8.176 Aufrufe

Veröffentlicht am

  • Loggen Sie sich ein, um Kommentare anzuzeigen.

Portfolio historia da arte

  1. 1. PortfólioHistória da Arte Ariceli de Oliveira Nunes Univille Design – Núcleo C 1º Ano - 2012
  2. 2. Modernidade: Arte no BrasilAntiguidade/Idade Antiga: *Renascimento *Arte Colonial *Barroco *Barroco Brasileiro*Mesopotâmia *Rococó *Modernismo Brasileiro*Egito *Neoclassicismo*Grécia *Romantismo Arte Contemporânea*Roma *Realismo*Arte Africana *Dadaísmo *Op Art *Art Nouveau *HappeningIdade Média/Período *Impressionismo * FluxusMedieval: *Pós impressionismo * Pop Art *Expressionismo *Expressionismo*Arte Bizantina *Fauvismo Abstrato*Arte Românica *Cubismo *Arte Conceitual*Arte Gótica *Futurismo *Arte Povera *Abstracionismo *Minimalismo *Surrealismo *Body Art *Internet Art *Street Art
  3. 3. MesopotâmiaDo grego, “terra entre rios”, pois ela fica localizada entre os rios Tigre eEufrades, no Oriente Médio.Por essas terras passaram muitos povos, como babilônicos, assírios,sumérios, caldeus, amoritas e acádios.*Sumérios eram excelentes arquitetos e construtores.Foram eles que construíram as Zigurates, templos em formade pirâmide que serviam para armazenagem de produtos agrícolase como templos religiosos.*Babilônios eram excelentes observadores dos astros. Desenvolveram umcalendário para tomar conhecimento sobre cheias do rio Eufrates e para obtermelhores condições de agricultura.*Assírios se destacaram pelo desenvolvimento da cultura militar. Eramguerreiros cruéis e submetiam os povos vencidos a castigos e crueldadescomo forma de demonstração de respeito.*Caldeus eram de origem semita e habitavam a baixa Mesopotâmia.Após a morte de seu imperador seu império foi conquistado pelos Persas. http://www.suapesquisa.com/mesopotamia/
  4. 4. http://www.passeiweb.compovos_da_mesopotamia/civil_mesopotamica
  5. 5. http://www.passeiweb.compovos_da_mesopot amia/civil_mesopotamicahttp://www.suapesquisa.com/mesopotamia/
  6. 6. EgitoÉ a civilização mais antiga.Era dividida em cidade-estado, mas em 4000 ac uniram-se e formaramdois reinos, Reino do Baixo Egito (Norte) e Reino do Alto Egito (Sul).Foram grandes construtores de casas e palácios. Adquiriram conhecimentotambém nas áreas da medicina e matemática.Foram os egípcios que criaram as pirâmides de Quéfren, Quéops eMiquerinos, que são os túmulos dos faraós.Suas artes cultuavam a vida além da morte. Muitos faraós ou eramenterrados em túmulos ou embalsamados para conservação. http://antigoegito.tripod.com/historia.htm
  7. 7. Múmia de Hatshepsut http://aula-de-historia.blogspot.com.br/2009/11/egito-antigo.html
  8. 8. http://turismo.culturamix.com/internacionais/africa/uma-breve-historia-do-egito http://aula-de-historia.blogspot.com.br/2009/11/egito-antigo.html
  9. 9. Grécia Era formada por ilhas e parte do continente europeu.Era formada por várias cidades-estado. Algumas das cidades gregas de maior destaque na Antigüidade foram Atenas, Esparta, Corinto e Tebas. Em função da alta concorrência, além da comercialização que havia no local existiam as guerras que eram motivadas pelo controle da região e para se conseguir escravos. Existia também o ritual em homenagem a Zeus dos Jogos Olímpicos. Esses jogos envolviam todas as cidades-estado que incluíam em suas competições a corrida, a luta livre, o arremesso de discos, salto e lançamento de dardos. Os vencedores voltavam às suas cidades com uma coroa de folhas de oliveira e um enorme prestígio.http://educacao.uol.com.br/historia/grecia-antiga-a-influencia-da-cultura-helenistica-na-civilizacao-ocidental.jhtm
  10. 10. http://ciencia-religiao.blogspot.com.br/2012/com-morte-dealexandre-magno-os.html
  11. 11. http://poderdemocratico.blogspot.com.br/2011/11/brincar-em-democracia.html
  12. 12. Roma•Sociedade dividida em aristocracia (patrícios) e a plebe.•Sem mobilidade social, a plebe podia fazer grande fortuna mas nunca seriareconhecido como parte dos patrícios.•Poucos direitos políticos (por parte da plebe), apesar da implantação aAssembléia Popular, que dava direito de voto a plebe, mas o voto dospatrícios tinha um peso maior na decisão.•Plebe com poucos direitos políticos, econômicos e sociais.•Plebeus participavam das guerras de conquistas mas não eramreconhecidos.•Para invadir Lácio (cidade da Itália), patrícios precisavam da ajuda da plebe.•Proposta de leis, criação do Tribunato da Plebe.•As leis garantiam igualdade civil, abolição da escravatura por dívida,permitido o acesso aos colégios sacerdotais. http://www.culturabrasil.org/roma.htm
  13. 13. Detalhe do afresco vila dos Mistérios -PompéiaTemplo de SaturnoTeatro
  14. 14. Retrato de atores que encenam um drama grego.
  15. 15. Arte AfricanaTeve grande influencia da Arte Islamica e Antigo EgitoAs formas artísticas mais antigas são as pinturas e gravações em pedrade Tassili e Ennedi. Os africanos acreditavam muito em suas crenças, mitos e filosofias.Sua arte era extremamente voltada ao espírito religioso.Utilizavam máscaras em todos os tipos de rituais, cura de doentes,rituais fúnebres, cerimônias de iniciação, casamentos e nascimentos.Produziam artesanato como esculturas,acessórios para proteção einstrumentos musicais.A arte africana teve início no Brasil com a vinda dos escravos durante acolonização e depois disso muitos pintores a utilizavam comoinspiração. http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/arte_africana.htm
  16. 16. Pablo Picasso Máscara africana e uma obra de Picasso
  17. 17. http://www.angolabelazebelo.com/2009/07 /arte-africana-8/http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/arte_africana.htm
  18. 18. Arte BizantinaFoi se desenvolvendo através das características de regiões orientais comoa Ásia Menor e a Síria.Arquitetura: teve destaque na construção de Igrejas.A Igreja de Santa Sofia é o mais grandioso exemplo dessa arquitetura.Pintura e Escultura: destacaram-se pinturas em painéis portáteis, com aimagem da Virgem Maria, de cristo ou de santos; as miniaturas, pinturasusadas nas ilustrações dos livros e os afrescos. Na escultura destaca-se otrabalho com o marfim.Mosaicos: forma de expressão artística importante no Império Bizantino.Esta arte serviu para retratar o Imperador ou Imperatriz. http://www.brasilescola.com/historiag/arte-bizantina.htm
  19. 19. Igreja de Santa Sofia Igreja de Santa Sofia
  20. 20. JustinianoSão Vital
  21. 21. Arte RomânicaSurgiu entre os séculos XI e XII, época medieval. Neste período o homemse dedicava as artes voltadas para Deus, por isso as peregrinações e ascruzadas serviram como meio de expansão da arte e da cultura.Os fiéis tinham muito medo do juízo final e isso os mobilizava para cadavez mais construírem igreja, catedrais, mosteiros e fortalezas.As histórias da Bíblia ficavam a mostra tanto no interior, quanto no exteriordos templos.Na arquitetura recebeu influencia da antiguidade pagã do oriente, dosbárbaros e da Irlanda.Existem dois tipos de arquitetura, civil e militar e a religiosa.Mas a que mais se destaca é a religiosa.
  22. 22. Arte GóticaNa arquitetura pode-se visualizar na fachada das igrejas a mudança. Naigreja românica se vê um único portal, enquanto na igreja gótica existemtrês portais.A arquitetura mostra a crença pelo Deus, num plano superior, pois tudofica voltado para o alto.As esculturas também como as esculturas, se voltam para o alto,demonstrando verticalidade e alongamento das formas.Iluminura: é a ilustração no manuscrito de livros, que está diretamenteligado aos mosteiros.No auge da cultura que caracteriza a arte gótica, os manuscritos tambémeram encomendados por aristocratas e burgueses.E por esta razão que os grandes livros litúrgicos (a Bíblia e osEvangelhos) eram ilustrados pelos iluministas góticos em formatosmanejáveis.A pintura se desenvolveu no século XV com as nova características doRenascimento. http://www.slideshare.net/filipag/arte-gtica-e-arte-romnica
  23. 23. RenascimentoRefere-se a volta de algo que estava caindo no esquecimento.Neste caso, ao ideal da antiguidade clássica. Possui relação comdois periodos históricos: a antiguidade (pretenção de retorno) e aIdade Média.O Renascimento foi o primeiro passo para a época moderna.Seu desenvolvimento não foi homogêneo. A maior divulgaçãoaconteceu na Itália. Com o renascimento, vários campos doconhecimento foram renovados.Artistas da época:Giotto di Bondone (1267-1337)Dante Alighieri (1265-1321)Francesco Petrarca (1304-1374)Giovanni Boccaccio (1313-1375)Leonardo da Vinci (1464-1519)Galileu Galilei (1564-1642) – Responsável pelo desenvolvimentocientíficohttp://educacao.uol.com.br/historia/renascimento-nas-artes-desenvolvimento-cultural-na-idade-moderna.jhtmhttp://www.brasilescola.com/historiag/renascimento.htmhttp://www.culturabrasil.org/arenascenca.html
  24. 24. O beijo de Judas - GiottoO casal Arnolfini – Van Eyck As torres e o duomo renascentistas de Florença
  25. 25. BarrocoSe originou na Itália no século XVII. As obras barrocas romperam oequilíbrio entre o sentimento e a razão, ou entre a arte e a ciencia.Época em que as emoções predominavam.Caracteristicas:*emocional*busca de efeitos decorativos e visuais através de curvas e colunasRetorcidas*entrelaçamento entre arquitetura e escultura*contraste de luz e sombra*pinturas com efeitos ilusionistasPintores da época*Michelangelo Caravaggio (1571-1610)*Andrea Pozzo (1642-1709)*Diego Velazquez (1599-1660)*Johannes Vermeer (1632-1675)
  26. 26. A Medusa Murtola (1597) - CaravaggioVelha fritando ovos - Diego Velazquez A Glória de Santo Inácio - Andrea Pozzo
  27. 27. RococóFoi um movimento artístico europeu que se originou na França.Características:*linhas curvas delicadas e fluidas*cores suaves, o caráter lúdico e mundano dos retratos e das festasgalantes, em que pintores representavam os costumes e as atitudesde uma sociedade em busca da felicidade, da alegria e do viver,dos prazeres sensuais.Pintores:*François Boucher (1703-1770)*Antoine Watteau (1684-1721)*Jean-Honoré Fragonard (1732-1806)
  28. 28. The Swing The Swing François BoucherLe Enseigne de Gersaint - Antoine Watteau O Beijo Roubado Jean-Honoré Fragonard
  29. 29. NeoclassicismoNeo – novoClassicismo – movimento artístico (escolas de arte)Reagindo ao Barroco e Rococó, o Neoclassicismo revive os princípiosestéticos da antiguidade clássica.Baseia-se nas formas gregas e romanas e celebravam os princípioscom base na racionalidade, proporção, medidas simétricas e nitidez.Características:*traços firmes e equilibrados*expressão das virtudes cívicas,dever, honestidade e austeridade.Principais artistas:*Jacques Louis David (1748-1825)*Dominique Ingres (1780-1867)*Jacques Germain Soufflot (1713-1780)
  30. 30. The Intervention of the Sabine Women, 1799 Jacques Louis David The Panthéon in Paris designed by Jacques Germain SoufflotThe Virgin - Dominique Ingres
  31. 31. RomantismoUm estilo fascinado pelo misterioso, sobrenatural, fantasiae heroísmo. Valorização da emoção, independência e liberdadede criação. Usam cores fortes e o contraste do claro e escuro.Seus principais temas eram os acontecimentos históricosContemporâneos e o culto a natureza.O romantismo designa uma maneira de se comportar, de agir deInterpretar a realidade.Características:*valorização do sentimento e imaginação*nacionalismo*valorização da natureza como princípios da criação artística.Principais artistas:*Eugene Delacroix (1798-1863)*Francisco Goya (1746-1828)
  32. 32. Extraits du Journal - DelacroixFuzilamentos do 3 de Maio de 1808. A liberdade guiando o povo.Goya Delacroix
  33. 33. RealismoSurge nas artes européias e sobretudo na França. Sedesenvolveu junto com a industrialização das sociedades.Realismo é a maneira de interpretar e reagir a realidade.Características:*cinetifismo*valorização do objeto*sóbrio e minucioso*a expressão da realidade e dos aspectos descritivos.Repudiou a artificialidade do neoclassicismo e romantismo, poisSentia a necessidade de retratar a vida, os problemas e costumesDas classes média e baixa.Artistas principais:*Jean-François Millet (1814-1875)*Gustave Courbet (1819-1877)
  34. 34. O atelier do artista - CourbetO Angelus - Millet O Palácio de Cristal
  35. 35. Art NotuveauNome dado ao movimento internacional que se espalhou pelaEuropa e os Estados Unidos desde o final da década de 1880Até a Primeira Guerra Mundial.O estilo seria encontrado em meios diferentes e um dos objetivosDos adeptos era apagar as distinções entre belas artes e artesAplicadas.Pode-se buscar suas origens no movimentos inglêsArts and Crafts, principalmente na crença evangelizadora deWillian Morris.Van de Velde: “Podemos tornar nossos lares o reflexo direto deNossos desejos, nossos gostos, se simplismente fizermos nossasEscolhas.”Características:*expressividade*erotismo*linhas delicadas
  36. 36. Estação do metro da Bastilha – 1900 Hector GuimardEscadaria de ferro – 1900 Victor Horta Cadeira de 1902 – Charles Mackintosh
  37. 37. ImpressionismoNasceu em abril de 1874, quando um grupo de jovens artistas deParis, frustrados com a contínua exclusão de suas obras dossalões oficiais, reuniu-se com o objetivo de realizar as própriasExposições.O caráter de esboço e a aparente falta de acabamento do trabalhoDesses artistas, eram exatamente as qualidades que críticos maisreceptivos identificariam mais tarde como constituindo seu vigor.O papel da arte em uma sociedade modificada era objeto de debatesartisticos, literários e sociais do momento.
  38. 38. Impressão, sol nascente Claude MonetMulher agachada - Auguste Rodin
  39. 39. Pós ImpressionismoO termo foi criado pelo crítico e pintor inglês Roger Fry (1866-1934)que organizou a exposição Manet e os Pós impressionistasnas Grafton Galleries em Londres, de novembro de 1910 a janeirode 1911, marcando a primeira tentativa de apresentar ao públicoinglês as obras de uma geração que se seguiu aos impressionistas.Com 150 obras, expôs algumas dos seguintes nomes: Gauguin,Van Gogh, Cézanne, Denis, Derain, Manet, Matisse, Picasso,Redon, Rouault, Sérusier, Seurat, Signac, Vallotton e Vlaminck.Um dos primeiros pintores que deve ser consideradopós impressionista é Maurice Prendergast (1859-1924).Foi divulgado também na Rússia atraves das atividades dogrupo Mundo da Arte e de duas importantes exposiçõesque foram realizadas em 1908 e 1909, patrocinadas pelo sucessordaquele movimento, Velocino de Ouro.
  40. 40. Montanha Santa Victoria, 1902 Paul Cézanne Auto retrato, 1889Divan Japonais, 1893 Vincent Van GoghHenri de Toulouse-Lautrec
  41. 41. ExpressionismoÉ um termo que foi usado amplamente no teatro, artes visuais eliteratura no início do século e em várias acepções. Essas novasformas de arte, que faziam um uso simbólico e emotivo da cor e da linha eram em certo sentido, uma inversão do impressionismo.No expressionismo o artista imprimia seu temperamento sobre asua visão do mundo. Esse conceito de arte foi tão revolucionárioque o expressionismo se tornou sinônimo de arte moderna.Em Berlim teve a divulgação feita pelo expositor e escritorHerwarth Walder (1878-1941).Na Áustria pelos expoentes Oskar Kokoschka (1886-1980) eEgon Schiele (1890-1918).Na Bélgica por Constant Permeke (1886-1952) eGustave de Smet (1877-1943).Na arquitetura expressionista se encontra a art nouveau nosprojetos de Henry Van de Velde, Josefh Maria Olbrich eAntoni Gaudí.
  42. 42. Profeta, 1912 Emil NoldePaula Modersohn-BeckerAuto retrato em seu sexto aniversário Noiva do vento, 1914de casamento, 1906 Oskar Kokoschka
  43. 43. FauvismoTeve início com uma exposição de obras em 1905 em Paris tãochocantes que os artistas foram batizados de les fauves (as feras), pelo crítico Louis Vauxcelles .As obras incluiam cores fortes e ousadas, aplicadas comespontaneidade e aspereza.Por volta de 1904-8 os artistas mais destacados foramHenri Matisse (1869-1954), André Derain (1880-1954) eMaurice de Vlaminck (1876-1958).Foi a primeira manifestação de vanguarda do século XX.Matisse em breve se tornou o rei das “feras”. É em seu quadro“Luxo, calma e volúpia”, de 1904 que muitas características setornaram cada vez mais aparentes.
  44. 44. Três figuras sentadas na relva, 1906André Derain Restaurant at marly le roi by Mauricede VlaminckLuxo, calma e volúpiaHenri Matisse
  45. 45. CubismoUm dos mais famosos movimentos de vanguarda do século XX,sempre foi tema de discussões entre historiadores de arte. Os maisantigos citam Pablo Picasso (1881-1973) como o mais influenteda época. Mais tarde as honras foram compartilhadas com o francêsGeorges Braque (1882-1963).Em vez de reduzi os objetos e o espaço em direção a abstração,criaram representações de abstrações fragmentadas, reunidas demaneira arbitrária. Disso resultaram imagens nas quais o objetivoe o subjetivo eram equilibrados com delicadeza e o “abstrato”foi usado como um instrumento para criar o real. O cubismo se tornaaberto a múltiplas interpretações. O cubismo foi absorvido tambémpelos escultores, arquitetos e nas arte aplicadas.
  46. 46. Natureza morta com cadeira de palha, 1911-12 Pablo PicassoViaduto em L’Estaque,1908 Violino e violão, 1913Georges Braque Juan Gris
  47. 47. FuturismoFoi fortemente divulgado por seu progenitor Filippo TommasoMarinetti (1876-1944). Foi um manifesto contra os conceitos etradições históricas da arte e os movimentos de vanguarda. TeveInicio na literatura com Mirinetti, mas logo se espandiu para outrasDisciplinas. O desejo maior era de transmitir as paixões pelaVelocidade, o poder, as novas máquinas e tecnologias e todo odinamismo da moderna cidade industrial.O Futurismo se manifestou também na fotografia, quando em 1912O fotógrafo e cineasta Antonio Giulio Bragaglia (1889-1963)publicou seu manifesto sobre a “fotodinamica” e mais tardeproduziu um filme futurista, “Perfido incanto”.
  48. 48. Ritmo de um violinista Giacomo BallaA cidade futurista – 1914 O cavaleiro vermelho – 1913Sant’Elia Carlo Carrá
  49. 49. AbstracionismoUsa cores, linhas e manchas para criar formas indefinidas,não copiando mais a realidade.O termo é usado para designar obras de arte do século XX deartistas que abandonaram a concepção tradicional da arte comoimitação da natureza.O pintor Wassily Kandinsky (1866-1944) é considerado o iniciadorda pintura abstrata. Expressa os sentimentos e idéias do artistae com total liberdade de expressão.
  50. 50. Transverse line – 1923 KandinskyImprovisação (Batalha Naval) Suprematismo Dinamico – 19161913 Kandinsky Malevich
  51. 51. SurrealismoLançado pelo poeta francês André Breton (1896-1966) em 1924.Breton usou esse termo para descrever sua própria visão dofuturo. O surrealismo oferecia o otimismo em suas obras. Seusartistas queriam a transformação na forma de ver e de pensardas pessoas, quebrando as barreiras entre o mundo interior eexterior, modificando o modo como percebiam a realidade.Esse movimento sugere a libertação do inconsciente,reconciliando com o consciente e também livraria a humanidadeda lógica e da razão, que os levaram somente a guerra e adominação.Alguns nomes importantes:*Max Ernest (1891-1976)*Man Ray (1890-1977)*Jean (Hans) Arp (1887-1966)
  52. 52. Telefone-lagosta, 1936 Salvador Dali Anatomias, 1929Em um encontro de amigos, 1922 Man RayMax Ernest
  53. 53. DadaísmoFoi um fenômeno internacional e multidisciplinar que significoutanto um estado mental, quanto um modo de vida, quanto ummovimento. Seus conceitos e idéias se desenvolveram emNova Yorque, Zurique, Paris, Berlim, entre outros lugares durantee depois da Primeira Guerra a medida que jovens se agrupavamcom o intuito de expressar a indignação pelo conflito. Para elesos horrores da guerra mostravam apenas a falência e a hipocrisiade todos os valores estabelecidos. Eles demonstravam seuspensamentos e sentimentos por meio de manifestaçõesescandalosas através de leituras de poesia, concertos de ruídos,exposições e manifestos.Alguns nomes:*Richard Huelsenbeck (1892-1974)*Hugo Ball (1886-1927)*Tristan Tzara (1896-1963)
  54. 54. Collage Hannah Hoch Hans ArpFonte, 1917Marcel Duchamp
  55. 55. Arte ColonialCom a colonização do Brasil em 1530 surgem as primeiras construções,as feitorias, muito simples com cercas de pau a pique. Martim Afonsofundou a vila de São Vicente (1532) e instalou o primeiro engenho deaçúcar, tornando-se principal fonte de riqueza do Brasil.Com a chegada doscolonizadores, veio a necessidade de se construir casas para a moradia.A arquitetura era bastante simples, com estruturas retangulares e cobertasde palha sustentadas por estruturas de madeira roliça inclinada.Mais tarde, passam a construir casas de taipa e surgem as primeirascapelas. Nelas a imagem de Nossa Senhora, trazida de Portugal.Introduzida no Brasil pelo irmão jesuíta Francisco Dias, que trabalhou emPortugal com o arquiteto italiano Filipe Terzi, projetista da igreja de SãoRoque de Lisboa. Arquitetos do período colonial: Francisco Dias,Francisco Frias de Mesquita, Gregório de Magalhães e Fernandes PintoAlpoim. Algumas das principais construções de taipas:• Muralha ao redor de Salvador, construída por Tomé de Sousa;• Igreja Matriz de Cananéia;• Vila inteira de São Vicente,• Engenhos de cana-de-açúcar.
  56. 56. Vila inteira de Sao Vicente http://www.google.com.br/imgres?q=Vila+ inteira+de+S%C3%A3o+Vicente Igreja matriz de Cananéia Casa da companhia de Jesus http://www.google.com.br/imgres?q=Casa+da+http://www.google.com.br/imgres?q=Igreja+Matriz+de+Canan Companhia+de+Jesus
  57. 57. Arte Barroca Uma característica marcante da pintura barroca é o efeito de ilusãobuscado pelos artistas. Isso se manifesta claramente nas pinturasfeitas em tetos e paredes de igrejas ou palácios. Era usada naourivesaria para designar um certo tipo de pérola irregular. Mas erausada também para descrever as linhas curvas dos móveis e adissolução dos contornos firmes na pintura.De qualquer forma, o sentido pejorativo acabou nos elementosarquitetônicos (colunas, escadas, balcões, degraus) que dão umaincrível ilusão de movimento e ampliação de espaço, chegando, emalguns casos, a dar a impressão de que a pintura é a realidade e aparede, de fato, não existe.Um bom exemplo brasileiro desse ilusionismo é o teto pintado porManuel da Costa Ataíde na igreja de São Francisco de Assis, em OuroPreto.
  58. 58. Aleijadinho, (1730-1814). Aleijadinho (1730-1814). Basílica do Bom Jesus de Matosinho, em Congonhas do Campo (MG).Teto da Igreja de São Francisco de Assis,(Ouro Preto - MG)Manuel da Costa Ataíde (1762-1837). http://www2.carmensalles.com.br/novo_site2/museu/barroco/barroco_texto_2.htm
  59. 59. Modernismo BrasileiroDesencadeado tardiamente nos anos 20, convergendo elementos dasvanguardas acontecidas na Europa antes da Primeira Guerra. Apredominância de valores expressionistas presentes nas obras deprecursores como Lasar Segal, Anita Malfatti e Victor Brecheret noavançar do nosso Modernismo, a convergência de elementoscubo-futuristas e posteriormente a emergência do surrealismo que estãona pintura de Tarsila do Amaral, Vicente do Rego Monteiro e Ismael Nery.É interessante observar que a disciplina e a ordem da composiçãocubista constituem estrutura básica das obras de Tarsila, Antonio Gomide eDi Cavalcanti.A Semana de Arte Moderna de 22 é o ápice deste processo que visavaatualização das artes, e a sua identidade nacional. Pensada por DiCavalcanti como um evento que causasse impacto e escândalo.Esta Semana proporcionaria as bases teóricas que contribuirão muitopara o desenvolvimento artístico e intelectual da primeira geraçãoModernista e o seu encaminhamento, nos anos 30 e 40, na fase daModernidade Brasileira.
  60. 60. Anita MalfattiLasar Segal http://www.google.com.br/imgres?q=anita+malfatti+modernismo Tarsila do Amaralhttp://www.google.com.br/imgres?q=obras+de+lasar+segall+modernismo
  61. 61. Op ArtMovimento artístico que combina figuras geométricas, sobretudo empreto e branco, causando a noção de movimento na tela. Quando oobservador da tela muda de ponto de observação, há a impressão queo traço da obra sofre transformações. Esta arte amadureceu duranteprofundas pesquisas relacionadas a sensações ópticas na década de 60.A primeira exposição ocorreu em 1965, a The Responsive Eye.“Op-art” é um termo que provém do inglês (optical art), em português,“arte óptica”. Os principais artistas deste movimento sãoAlexander Calder e Victor Vassarely. Alexander Calder – (1898 – 1976)Suas primeiras telas eram movidas manualmente pelo observador, masdepois percebeu que se mantivesse as formas suspensas, as mesmasse movimentariam pela ação do ar. Victor Vassarely –criador da plásticacinética. Realizou telas compostas por diferentes figuras geométricas,em diversas cores, que provocam sensações de velocidade e dinamismo http://www.historiadaarte.com.br/opart.html
  62. 62. http://www.google.com.br/imgres?q=op+art+Victor+Vassarely Victor Vassarelyhttp://www.google.com.br/imgres?q=op+art+Alexander+Calder Alexander Calder – 1898/1976
  63. 63. HappeningUnindo elementos de espontaneidade, improvisação e características dasartes cênicas, o happening é uma expressão das artes visuais que utilizatambém a participação dos espectadores. Proveniente do inglês, esignifica “acontecimento”. Arte performática que inclui “eventos teatraissem trama”. Allan Kaprow, (1959) pintor norte-americano, utilizou o termopela primeira vez para designar uma categoria artística. Artistas comoKaprow e Jim Dine utilizaram o happening como meio para retirar aarte das telas e torna-la palpável na vida das pessoas. O palco pode sera rua, um prédio abandonado, uma loja ou qualquer lugar que permitatal apresentação artística. Os expectadores podem ser confundidos comatores e os atores, se houver, com pessoas comuns. A base do happeningé a ação, nunca passível de reprodução, o modelo é a rotina,temas do dia a dia, materiais de encenação, ações e associações demensagens. Abrange diferentes modalidades artísticas como a pintura,a dança, o teatro e a música. No Brasil, destacam-se na nossa históriadas artes, Flavio de Carvalho, Wesley Duke Lee, Nelson Leimer. http://www.itaucultural.org.br/AplicExternas/enciclopedia
  64. 64. http://www.google.com.br/imgres?q=Nelson+Leimer+happening Nelson Leimer Carlos Fajardo http://www.google.com.br/imgres?q=Carlos+Fajardo+ happeningWesley Duke Leehttp://www.google.com.br/imgres?q=Wesley+Duke+Lee+happening
  65. 65. FluxusFluxus foi e continua sendo um movimento artístico de difícil definição.Cronologicamente, aconteceu um pouco antes da pop-art e foi interpretadocomo um movimento de ruptura com os conceitos artísticos vigentes naépoca. Precedido e influenciado pela música experimental e poesiaconcreta, o Fluxus acabou originando a arte conceitual e o minimalismo.Nasceu em Nova York,(1961), por George Maciunas. Os críticos apenassabiam que não carregava nada de tradicional e que não podia serclassificado e caracterizado como um movimento artístico no sentidocompleto. O Fluxus nada construía e mais parecia destruir conceitos paracriar outros. Alguns estudiosos o rotularam de "aestético" e deleparticipavam desde músicos e atores até artistas plásticos. O que maiscaracterizava as apresentações era a diversidade de linguagens e ainteração com o público. Somente agora, 30 anos depois, o movimentocomeça a ser definido. http://www.infoescola.com/artes/fluxus
  66. 66. http://www.google.com.br/imgres? http://www.google.com.br/George_MaciunasGeorge Maciunas http://www.tumblr.com/tagged/george-maciunas
  67. 67. Pop ArtNa década de 1950, observamos a formulação de um movimentochamado de “pop art”. Do inglês, significa “arte popular. O “pop art”enquanto movimento abraça as diversas manifestações da cultura demassa, da cultura feita para as multidões e produzida pelos grandesveículos de comunicação. Por um lado, ela expõe traços de umasociedade marcada pela industrialização, pela repetição e a criação deícones instantâneos. Por outro, questiona os limites do fazer artístico aoevitar um pensamento autonomista e abranger os fenômenos de seutempo para então conceber suas criações próprias. Peças publicitárias,imagens de celebridades, logomarcas e quadrinhos são algumas dessas inspirações.Grandes es trelas do cinema, revistas em quadrinhos,automóveis modernos, aparelhos eletrônicos ou produtos enlatados foramdesconstruídos para que as impressões e ideias desses artistasassinalassem o poder de reprodução e a efemeridade daquilo que éoferecido pela era industrial. Artistas: Andy Warhol, Roy Lichenstein. http://www.infoescola.com/artes/popart/
  68. 68. Roy Lichenstein Andy Warhol http://www.google.com.br/o-principe-da-pop-art-andy-warhol-pop-art-http://www.google.com.br/imgres?num=10&hl=pt
  69. 69. Expressionismo AbstratoA combinação de todas as fontes tem como referência última o pós- guerra,e uma crítica a concepção triunfalista do capitalismo e da civilizaçãotecnológica. A recusa dos estilos e técnicas artísticas tradicionais, assimcomo a postura crítica em relação à sociedade e ao establishmentamericano, aproxima um grupo bastante heterogêneo de pintores eescultores, entre os quais Jackson Pollock (1912 - 1956), Mark Rothko(1903 - 1970), Adolph Gottlieb (1903 - 1974), Willem de Kooning(1904 - 1997), Ad Reinhardt (1913 - 1967), D. Smith, Isamu Noguchi(1904 - 1988). A obra de arte, fruto de uma relação corporal do artista coma pintura, nasce da liberdade de improvisação, do gesto espontâneo,da expressão de uma personalidade individual. As influências doautomatismo surrealista parecem evidentes. Aí estão a mesma ênfase naintuição e no inconsciente como fonte de criação artística. http://www.infoescola.com/artes/expressionismo abstrato/
  70. 70. http://www.google.com.br/imgres?/pinturas-de-jackson-pollock Jackson Pollock Pablo Picasso http://www.google.com.br/imgre/expressionismo-abstrato-pintura-ou-acao. http://www.google.com.br/imgr_picasso.jpg Arshile Gorky
  71. 71. Arte ConceitualA idéia e a concepção que levou uma arte ser pensada ou construída é oprincipal neste segmento artístico. A arte conceitual considera o conceitobase de obra de arte, superior à própria obra concebida. É fruto de umavanguarda surgida na Europa e nos EUA, no fim dos anos 60 e meadosdos anos 70, parte em reação ao formalismo. Em 1961, num texto escritopor Henry Flynt, o termo “arte conceitual” aparecia pela primeira vez.Flynt defendia que os conceitos são as verdadeiras matérias da arte,sendo as idéias mais importantes do que a execução do “produto finalartístico”. Há o uso de fotografias, mapas, textos, instruções descritivasda obra. O luxo é visto como tradicional. O movimento esteve forte até oano de 1978, sendo aberta uma concepção mais pós-conceitualista. http://www.pitoresco.com.br/art_data/arte_conceitual/index.htm
  72. 72. http://www.google.com.br/imgres?,%252Bde%252BCi ldo%252BMeireles http://www.google.com.br/imagens-de-arte-conceitual. http://www.google.com.br/imgres?o-que-e-arte-conceitual.html
  73. 73. Arte PoveraA Arte Povera caracteriza-se pelo uso de materiais simples e naturaisque se evidenciam pela sua banalidade ou pobreza, como o caso dosvegetais, da comida, do papel, do feltro, do metal, da terra. Estesmateriais, usados com o objetivo de ultrapassar as distinções entrearte e vida quotidiana, entre natureza e cultura, eram manipulados porprocessos de carácter eminentemente artesanal. Em alguns casos, osartistas criam trabalhos de duração efémera, utilizando materiais vivosque se decompõem mais ou menos lentamente. O uso de matéria viva foi visto de forma ainda mais espetacular na instalação de Kounellis,em que uma arara foi posta em frente a uma tela pintada, demonstrandoque a natureza contêm cores ainda mais vívidas que qualquer pintura. http://artepovera.webnode.pt/caracteristicas/
  74. 74. http://www.google.com.br/imgres? _/Pictures/ http://www.google.com.br/imgres?ArtePovera-http://www.google.com.br/imgres?-the-arte-povera/
  75. 75. Minimalismo Minimalismo é um movimento artístico e cultural que surgiu nosEstados Unidos no começo da década de 1960.Principais características do Minimalismo:- Elaboração de obras (pinturas, esculturas, músicas, peças de teatro)com a utilização do mínimo de recursos;- Utilização de poucas cores nas pinturas;- Nas artes plásticas, destaque para o uso de formas geométricascom repetições simétricas;- Criação de músicas com poucas notas musicais, valorizandoa repetição sonora. Principais artistas minimalistas: - Dan Flavin (artista plástico norte-americano) - Sol LeWitt (artista plástico norte-americano) - Frank Stella (artista plástico norte-americano) http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/minimalismo.htm
  76. 76. http://www.google.com.br/imgres?num=10&hl=pt-http://www.google.com.br/imgres? http://www.google.com.br/imgres?hl=pt-
  77. 77. Body Art Designa uma vertente da arte contemporânea que toma o corpo como meio de expressão e/ou matéria para a realização dos trabalhos, associando-se freqüentemente a happening e performance. Não se trata de produzir novas representações sobre o corpo, mas de tomar o corpo do artista como suporte para realizar intervenções. Tatuagens, ferimentos, atos repetidos, deformações, escarificações, travestimentos são feitos ora em local privado (e divulgados por meio de filmes ou fotografias), ora em público, o que indica o caráter freqüentemente teatral da arte do corpo. É um tentativa de dirigir a arte às coisas do mundo, à natureza, à realidade urbana e ao mundo da tecnologia. Retoma também as experiências pioneiras dos surrealistas e dadaístas de uso do corpo do artista como matéria da obra.http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=3177
  78. 78. http://www.google.com.br/imgres?hl=pt-BRhttp://www.google.com.br/imgres?stock-photos-body-art-image
  79. 79. Internet ArtTrata-se de um processo cultural que percorre todas as esferas do social,disseminando aí novos meios e maneiras de comunicar. Com efeito, nãoapenas o modo de participação no ciberespaço, mas também aqualificação para as novas tecnologias da informação e do conhecimentoque a Internet Art veicula, poderão revitalizar os diversos continentes deatuação na sociedade, como o trabalho, o lazer, o consumo, a cultura, acidadania ou a comunicação. Cada vez mais os conteúdos sãoreformulados pelo utilizador e partilhados por comunidades virtuais. http://www.cecl.com.pt/workingpapers/content/view/21/52/
  80. 80. http://www.google.com.br-internet- art//www.harryandsal.com/://www.google.com.br/imgres?blogspot.com/ http://www.google.com.br/imgres?Internet-Art-
  81. 81. Street ArtA forma de Arte que dispensa galerias, museus e prestigio. É criativa esurpreendente. Do movimento underground a exemplo desustentabilidade espacial. A Street Art. (Arte de Rua) não precisa detempo, espaço, movimento cultural nem tão pouco de reconhecimentopara acontecer, ela só precisa da rua. E assim ela acontece, nos lugaresmenos esperados, nos guetos, nos lixões, debaixo de pontes, em paredesestragadas e em lugares abandonados. Acontece e prova que a arte éatemporal e social. Seu elemento é o dia-a-dia, a ironia e criatividadeExistente. Mostrando uma nova estampa, para lugares comuns e porvezes marginalizados pelo contexto urbano existente. http://lounge.obviousmag.org/sobre_linhas_entre_espacos/2012/04/street-art-arte-de-rua.html
  82. 82. Banksyhttp://lounge.obviousmag.org/sobre_linhas_entre_espacos/2012/04/street-art-arte-de-rua.html
  83. 83. Referencias principais Dempsey, Any – Estilos, escolas e movimentos Editora Cosac e Naify – 2003 Strickland, Carol – Arte Comentada Editora Ediouro

×