Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Grupo com gestantes

71.365 Aufrufe

Veröffentlicht am

  • Als Erste(r) kommentieren

Grupo com gestantes

  1. 1.  A gestante tem o direito ao pré-natal pelo SUS
  2. 2.  A gestante tem o direito de ser dispensada do horário de trabalho (falta justificada) para a realização de, no mínimo, seis consultas médicas e demais exames complementares, mediante a apresentação de atestado médico ou declaração de comparecimento.
  3. 3.  As mulheres têm direito aos seguintes exames gratuitos durante o pré-natal:  Exames de sangue para descobrir diabetes, sífilis e anemia e para classificar o tipo de sangue. Exames de urina: para descobrir infecções. Preventivo de câncer de colo do útero. Teste anti-HIV: esse exame é para identificar o vírus da Aids. Ele é uma proteção para a mulher e para acriança.
  4. 4.  Toda gestante tem o direito de levar um acompanhante nas consultas (companheiro, mãe, amiga ou outra pessoa).
  5. 5. Direitos Trabalhistas: Nos caso de serviços temporários, o empregador só pode romper o contrato após a licença-maternidade;
  6. 6.  Ela também tem o direito de mudar de função ou setor no seu trabalho caso o mesmo possa provocar problemas para sua saúde ou a do bebê. Basta apresentar atestado médico comprovando que precisa mudar de função.
  7. 7. Direitos Trabalhistas: Enquanto estiver grávida, é assegurada à mulher estabilidade no emprego, o que significa que ela não pode ser demitida do trabalho durante a gravidez e até cinco meses após o parto, senão por “justa causa”.
  8. 8.  A gestante, também tem o direito à licença– maternidade de 180 dias (Lei nº 11.770/2008), recebendo o salário integral e benefícios legais a partir do oitavo mês de gestação.  Para exigir este direito a gestante tem que ir ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), levando a carteira de trabalho e atestado médico comprovando gravidez.
  9. 9. Direitos do pai  Ser informado como a gravidez está evoluindo;  Participar da consulta de revisão do parto onde receberá informações sobre a contracepção e prevenção de doenças transmitidas na relação sexual;  Licença-paternidade de cinco dias contínuos, logo após o nascimento do bebê (Art. 7º da C. F.).
  10. 10. Direitos no Parto  Na hora do parto a gestante tem o direito de ser escutada em suas queixas e reclamações, de expressar os seus sentimentos e suas reações livremente, isso tudo apoiada por uma equipe preparada e atenciosa.  A mulher tem direito a um parto normal e seguro, pois é a maneira mais saudável de ter filhos.
  11. 11. A cesárea deve ser feita em caso de risco para a criança e para a mãe. A escolha pelo tipo de parto (normal ou cesárea) dever ser feita pela gestante e pela equipe médica. - No momento do parto e pós-parto, a gestante tem direito a um acompanhante: companheiro, mãe, irmã, amiga ou outra pessoa (Portaria nº 2.418 de 2 de dezembro de 2005).
  12. 12.  Direitos após o parto  Após o nascimento, mãe e filho têm o direito de ficar juntos no mesmo quarto (Portaria no 1.016 de 26 de agosto de 1993).  Quando a mulher sair do hospital ela deve receber as orientações sobre quando e onde deverá fazer a consulta de pós-parto e de cuidados com o bebê.
  13. 13.  Após o parto a mulher também merece atenção e cuidados. Ela deve voltar ao Posto de Saúde para os exames necessários. As consultas após o parto são importantes, para que o homem e a mulher recebam orientações para evitar ou planejar uma nova gravidez.
  14. 14.  É obrigação da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público: assegurar com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à liberdade e à convivência familiar e comunitária (Art. 4º ECA).
  15. 15.  É obrigatória a vacinação das crianças quando recomendadas pelas autoridades.
  16. 16.  Nenhuma criança ou adolescente poderá sofrer qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão;
  17. 17. OBRIGADA NÚCLEO DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA - NASF

×