Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Meio ambiente e cidadania

5.727 Aufrufe

Veröffentlicht am

Veröffentlicht in: Automobil
  • Als Erste(r) kommentieren

Meio ambiente e cidadania

  1. 1. SEJAM BEM VINDOS !
  2. 2. MEIO AMBIENTE Meio ambiente são as relações de ordem física, química ou biológica que regem a vida no planeta. Configura o equilíbrio dos bens naturais como: a água, o ar, o solo, a vegetação e os animais, devendo-se inserir nesse contexto o homem, pois sua interferência geralmente é que provoca as alterações e o desequilíbrio ambiental. O IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e de Recursos Naturais Renováveis) e o CONAMA ( Conselho Nacional do Meio Ambiente) são órgãos responsáveis pela regulamentação das leis ambientais que tem como objetivo a preservação da vida humana levando em conta a qualidade de vida. A preservação ambiental não é responsabilidade somente desses órgãos, mas também dos motoristas, pedestres e passageiros, e de todo cidadão individualmente. O agressor poderá ser punido na esfera Civil, Administrativa e Criminal além de reparação do dano causado.
  3. 3. INFRAÇÃO AMBIENTAL Toda Ação ou omissão que infrinja as leis de proteção e recuperação ao meio ambiente. Infrações como queimadas, destruição de nascentes, cortes indiscriminados de árvores, prisão de animais silvestres e outros, tais agressões devem ser comunicadas aos órgãos responsáveis para possíveis providências. Sanções previstas para tais infrações: advertências, multa simples, multa diária, apreensão dos animais, produtos da fauna, flora e demais instrumentos e equipamentos utilizados na infração. CRIMES CONTRA A FAUNA: matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécies da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão , licença ou autorização da autoridade competente ou em desacordo com a obtida. Penalidade: detenção de 6 meses a 1 ano e multa, podendo ser aumentada dependendo da situação.
  4. 4. O abate do animal não é crime quando:  Estado de necessidade para saciar a fome da família;  Para proteger culturas da ação predatória, e com autorização;  Por ser nocivo, e com autorização. POLUIÇÃO Teor excessivo de substâncias estranhas à composição natural da atmosfera, prejudicando o bem estar, a saúde e os bens. O trânsito é um dos maiores problemas do meio ambiente, pela emissão de gases poluentes, poluição sonora, atmosférica e visual. E essa sempre foi uma tendência devido ao aumento da população, que exigiu o crescimento da quantidade e variedade de produtos e bens necessários para o seu uso e sobrevivência.
  5. 5. FONTES DE POLUIÇÃO DO AR A poluição ambiental é provocada basicamente por duas fontes : estacionárias e móveis. Fontes estacionárias: São as chaminés das fábricas e a queima de óleo cru nas indústrias. ( grande variedade de tóxicos) Fontes móveis: São os diversos meios de transporte, dos quais destacamos os caminhões, ônibus e automóveis como os mais significativos. Chega-se então a conclusão que os principais poluidores do ar são os veículos automotores e as indústrias. E isso tem se agravado com o aumento da frota de veículos que resulta na elevação do nível de poluição atmosférica. O material particulado dos veículos movidos à óleo diesel somado à fumaça dos veículos à gasolina e álcool formam uma camada de gases inaláveis prejudiciais à saúde dos seres humanos.
  6. 6. RISCOS PARA A SAÚDE A inalação desses gases pelo homem pode acarretar vários problemas à sua saúde, principalmente nas vias respiratórias. Idosos e crianças sofrem mais com toda essa agressão. POLUIÇÃO DAS ÁGUAS OCEÂNICAS E FLUVIAIS Oceanos, lagos e rios, principalmente os localizados próximo de regiões industrializadas. Alguns agentes poluidores:  Mercúrio (garimpos)  Agrotóxicos (agricultura)  Esgoto residencial  Esgoto industrial  Óleo (despejado por navios)  Material não biodegradável (plásticos, etc.) O resultado é a contaminação, envenenamento e morte de espécies da fauna e aquática, como também do homem.
  7. 7. POLUIÇÃO SONORA A audição é um dos sentidos que nos permite perceber o que se passa ao nosso redor, podendo o som nos ser útil, nos ajudar e dar prazer, mas também nos agredir. Efeitos causados pela exposição aos ruídos exagerados:  Surdez permanente, parcial ou total  Interferências nas comunicações pela fala  Não percepção de outras comunicações sonoras  Perturbação do sono  Modificação do humor Ruído com intensidade de até 55 dB não causa nenhum problema. Ruídos de 56 dB a 75 dB pode incomodar, embora sem causar danos à saúde. Ruídos de 76 dB a 85 dB pode afetar a saúde, e acima dos 85 dB a saúde será afetada, a depender do tempo da exposição. Uma pessoa que trabalha 8 horas por dia com ruídos de 85 dB terá, fatalmente, após 2 anos, problemas auditivos.
  8. 8. POLUIÇÃO DAS VIAS TERRESTRES Para que as vias de trânsito se mantenham limpas e condições de uso não devemos jogar lixo ou qualquer objeto pelas janelas, principalmente piolas de cigarro. Todo lixo lançado nas vias gera poluição ambiental, trazendo problemas com o surgimento de chuvas, além do mal cheiro que o lixo orgânico proporciona quando em estado de decomposição. Sem contar que também pode causar acidentes. Alguns materiais levam muito tempo para se decompor naturalmente no meio ambiente. Exemplos: O papel 2 a 6 meses O plástico mais de 50 anos A lata mais de 100 anos O alumínio de 200 a 500 anos O vidro tempo indeterminado A arborização e o paisagismo são importantes e influenciam na qualidade de vida da população. 8/10
  9. 9. IMPORTÂNCIA DE UMA OPERAÇÃO ADEQUADA Veículos de transporte de carga e de produtos perigosos exigem maior atenção e fiscalização. CUIDADOS NA SUBSTITUIÇÃO DE FLUIDOS Nunca descartar esse tipo de produto no meio ambiente, procurando sempre oficinas especializadas. DETECÇÃO DE VEÍCULOS POLUIDORES Geralmente é visível quando um veículo está poluindo além do normal, mas para se ter certeza é preciso o uso de equipamentos especiais. 9/10
  10. 10. GASES POLUENTES EMITIDOS PELOS VEÍCULOS *Gás Carbônico ou Dióxido de carbono - Co2 Não tóxico. Produzido por qualquer tipo de queima de produto e que também está presente na respiração dos animais e das plantas. É esse gás que em excesso tem sido responsável pelo aumento da temperatura média da Terra (Efeito Estufa), provocando alterações indesejáveis no clima em todo o planeta. *Monóxido de Carbono – CO Gás letal. Por não ter cheiro e nem cor, mata por asfixia química. Por isso aconselha-se a não deixar um carro com o motor ligado em locais de pouca ventilação. *Aldeídos Carros que se utilizam de álcool como combustível, além do gás carbônico e do monóxido de carbono, produz esse outro tipo de gás, os Aldeídos que são originados na queima do álcool e do diesel. Causam irritações no aparelho respiratório como: asmas, bronquites, alergias respiratórias e outras mais.
  11. 11. GASES POLUENTES EMITIDOS PELOS VEÍCULOS Diasina uma substância que os veículos com motores a diesel lançam na atmosfera e, que aliada ao gás carbônico é de auto teor tóxico, causando sérios problemas com danos á saúde como irritação das mucosas por exemplo. Veículos movidos a diesel ou quando mal regulados, emitem uma fumaça preta que é constituída por partículas sólidas em suspensão. Isso ocorre quando a proporção de combustível e de ar não está correta. Seu efeito é maléfico pois tem ação cancerígena além das alterações que provoca na flora e na fauna, através de uma fuligem (pó quente - FUMAÇA) normalmente escura e com cheiro forte e característico dos motores a diesel.
  12. 12. GASES POLUENTES EMITIDOS PELOS VEÍCULOS *Óxidos de Nitrogênio - NO2 e NO3 É um gás incolor e inodoro que na presença do Oxigênio forma o Óxido Nitroso - NO2 de cor avermelhada. Transforma-se em ácido nítrico quando em contato com a umidade. Tóxicos e Corrosivos. Seus efeitos são: irritação dos olhos, nariz e garganta provocando doenças respiratórias. *Dióxido de Enxofre - SO2 Incolor e com cheiro forte. Quando em contato com a umidade do ar, transforma-se em ácido sulfúrico e no veículo ataca a placa do catalisador diminuindo sua vida útil. É altamente tóxico e corrosivo. Provoca as chuvas ácidas. Nos vegetais, retarda o crescimento e nos seres humanos atacam as vias respiratórias. *Hidrocarbonetos Geralmente é inodoro mas podendo ter algum cheiro. Seus efeitos dependendo do tipo de resíduo poderá ser cancerígeno.
  13. 13. GASES POLUENTES EMITIDOS PELOS VEÍCULOS CFC - CLORO FLÚOR CARBONO - Gás encontrado em veículos com ar condicionado, atualmente substituído por gases ecológicos. CATALISADOR - equipamento de uso obrigatório que aliado à injeção eletrônica reduz a poluição pela transformação de moléculas dos gases. • As indústrias estão em fase de testes com óleos vegetais para veículos a diesel. • O GNV polui menos que os demais combustíveis. • O motor elétrico garante 0 % de emissão de gases poluentes e ruídos.
  14. 14. CIDADANIA Cidadania é o exercício, pelo cidadão, dos direitos e deveres que lhe são outorgados pelo Estado e pela Sociedade. É um conjunto de normas e regras dos indivíduos que convivem em sociedades. Quais são os nossos direitos e quais são os nossos deveres? Direitos - Proteção, Reconhecimento, Crescimento, Tratamento com dignidade, justiça e com oportunidades iguais, sem preconceitos ou discriminação, e outros... Deveres - Reconhecimento do direito dos demais indivíduos, Acatamento das normas criadas pela coletividade.
  15. 15. CIDADANIA Todos os direitos que podem ser exercidos pelo homem, e são : Direito à proteção, crescimento, ser reconhecido e tratado com dignidade, sem preconceito de cor ou raça, direitos políticos e civis, direito a justiça e a oportunidades iguais. Sobre trânsito e cidadania podemos afirmar que é necessário organização e respeito aos direitos e deveres individuais da sociedade para que se torne possível a convivência harmoniosa entre os indivíduos. O INDIVÍDUO, O GRUPO E A SOCIEDADE Todos os seres vivos têm a tendência de viver em grupos de estruturas definidas, principalmente quanto a divisão de trabalho. Desta forma torna-se mais fácil a obtenção de alimento, defesa da prole, aumentando a possibilidade de sobrevivência ao contrário da vida isolada.
  16. 16. Comunidade / individualidade / originalidade O estudo do meio ambiente no trânsito é necessário para uma conscientização e humanização, tornado possível diagnosticar problemas originários de comportamentos inadequados na tentativa de solucionar tais problemas. Também é preciso que se respeite as regras gerais de circulação e conduta. DIFERENÇAS INDIVIDUAIS Devemos obedecer aos deveres, ter conhecimento e exigir os direitos, tentar equilibrar as diferenças entre cada indivíduo buscando ser tolerante e solidário, não buscar somente atender aos nossos interesses, lembrando sempre que cada um de nós é dotado de personalidade distinta.
  17. 17. 17 RELACIONAMENTO INTERPESSOAL No trânsito você não está só, as leis não foram feitas só para os outros, mas também para você, portanto é preciso usar de tolerância com os outros visando sempre a segurança do trânsito. Seja você um promovedor de um trânsito seguro. Pratique a educação no trânsito, faça uso da comunicação amigável ajudando os demais motoristas. O INDIVÍDUO COMO CIDADÃO Cumprir com os direitos e deveres, individuais e coletivos, pois todos somos iguais perante a Lei, sem distinção de qualquer natureza, com direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança, à propriedade, e que ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de Lei, tendo livre a sua locomoção em todo o Território Nacional, isto é, podendo ir e vir.
  18. 18. 18 RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL DO MOTORISTA E O CTB CIVIL - reparação pelos prejuízos causados à outrem CRIMINAL - penalização pela infração praticada Responsabilidade Criminal: São crimes de trânsito, com penas que variam de 6 meses a 4 anos de detenção: * Praticar homicídio culposo (não intencional). * Praticar lesões corporais culposas. * Deixar de prestar socorro imediato. * Abandonar o local para fugir da responsabilidade penal ou civil. * Dirigir sob influência do álcool ou de substâncias de efeitos similares. * Dirigir com a habilitação suspensa ou cassada. * Participar de rachas ou competições não autorizadas. * Dirigir sem ser habilitado. * Entregar o veículo a pessoa não habilitada. * Transitar com velocidade incompatível. * Prestar quaisquer informações errôneas aos policiais e agentes de trânsito, sobre qualquer aspecto de uma ocorrência.

×