A liderança e a implementação do plano tecnológico de educação nas escolas portuguesas

Susana Gonçalves
A Liderança e a Implementação do Plano
Tecnológico de Educação nas Escolas
Portuguesas
Doutoramento em Educação
Área de especialização de Liderança Educacional
Susana Maria Paulino Gonçalves Duarte
Professora Doutora Glória Maria Lourenço Bastos
Professora Doutora Maria do Carmo Severino Duarte Grilo Botelho
29 de junho de
2016
Candidato
Orientadores
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
Tema
Liderança e implementação do plano
tecnológico de educação nas escolas
portuguesas
Etapa 1 Pergunta de
partida
Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Etapa 1 A pergunta de partida
“Como se concretizou a implementado do PTE nas
escolas, e que relações se podem estabelecer entre
esse processo e as características, nomeadamente de
liderança, dos CPTE?”
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
Revisão de literatura
• Plano tecnológico de educação.
• TIC na educação:
– Competências TIC dos professores;
– TIC na formação inicial de professores.
• A liderança em processos de inovação e mudança
educacional.
Etapa 2 A exploração
Fundamentação teórica / Revisão da
Literatura
As leituras As entrevistas
exploratórias
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2
Exploração
Questões de investigação
Q1) Quais os perfis dos Coordenadores do Plano
Tecnológico de Educação (CPTE) aos níveis pessoal,
profissional, de competências de gestão, técnicas e
pedagógicas assim como de liderança?
Q2) Qual a relação do perfil do CPTE com a
implementação do PTE e com os resultados
obtidos?
Q3) Quais as condições de implementação do PTE e
de que forma foram cumpridos os seus objetivos?
Etapa 3 A problemática
Motivação e
análise do campo
de aplicação
As questões
de
investigação
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3
Problemática
Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
Objetivo geral Etapa 4 A construção do modelo de
análise
Analisar as condições de
implementação do PTE, tendo
em conta a liderança exercida
pelos CPTE.
Relações Hipóteses
ObjetivosDimensões
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4
Modelo
Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Dimensões, hipóteses e relações
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 4
Modelo
Design de investigação
Coordenadores do Plano Tecnológico de Educação
dos Agrupamentos de Escolas/ Escolas Não
Agrupadas com ensino secundário, do ensino público,
em Portugal continental (N=465).
Etapa 5 Desenvolvimento / Metodologia
Design da
investigação
Identificação
da amostra
Recolha
dados
Aplicação do
questionário
Especialistas
Inquérito por
questionário
Media
Relatórios IGE
Outros estudos
Via email
Internet
Universo
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5
Metodologia
Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
• Metodologias mistas.
• Metodologia quantitativa
predominantemente correlacional.
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
Recolha de dados e amostra
• Planos TIC (20) e relatórios IGE (99).
• Inquérito por questionário.
• Elementos Complementares:
– Notícias nos media e outros estudos;
– Consultas a especialistas.
• Amostra não probabilística por quotas, em função
das DREs (n=100 CPTE).
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5
Metodologia
Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
Inquérito
• Determinou a perceção do CPTE sobre:
– A implementação do PTE no seu AE/ ENA,
– A liderança que exerceu;
– A qualidade do ensino oferecida aos alunos,
obtida pela implementação do PTE.
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5
Metodologia
Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Estrutura do inquérito
• Parte 1- Perfil do CPTE:
– Perfil pessoal e profissional do CPTE, competências do CPTE
para desempenhar o cargo (gestão, técnicas e pedagógicas),
perfil da equipa PTE de apoio ao CPTE.
• Parte 2- Condições de implementaçãodo PTE dentro do
AE/ ENA:
– Ligadas ao domínio de gestão, técnico e pedagógico.
• Parte 3- Liderança do CPTE:
– Liderança que exerceu na execução do cargo.
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5
Metodologia
Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Inquérito MLQ- Multifactor Leadership
Questionnaires (Avolio & Bass, 1995)
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5
Metodologia
Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Fatores
Liderança
transformacional
1. Influência Idealizada (atributos)
2. Influência Idealizada (comportamentos)
3. Motivação Inspiradora
4. Estimulação Intelectual
5. Consideração Individualizada
Liderança transacional
6. Recompensa Contingente
7. Gestão por Exceção - ativa
Liderança Laissez-faire
8- Gestão por Exceção - passiva
9. Laissez- faire
Efeitos/ Resultados
Esforço Extra
Eficácia
Satisfação
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
Análise de conteúdo
• Questões abertas do questionário aplicado;
• Planos TIC;
• Relatórios de avaliação externa emitidos pela IGE;
• Notícias nos media sobre o PTE.
Etapa 6 A análise dos dados
Estatística Conteúdos
Discussão dos resultados
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos
dados
Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
Tratamento estatístico
• Aplicações informáticas SPSS e Excel.
• Procedimentos de análise univariada, bivariada e
multivariada.
• Análise em Componentes Principais (ACP).
• Análise de Clusters.
• Análise de correlações e associações.
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos
dados
Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Como foi medido o sucesso do PTE- Qualidade
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos
dados
Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Sucesso do PTE- Resultados
• Avaliação IGE aos AE/ ENAs dos CPTE da nossa
amostra
• Avaliação externa e interna dos alunos no 12º ano,
no ano letivo de 2011/ 2012, nos AE/ ENAs dos
CPTE desta amostra.
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos
dados
Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Entidade Tipo de avaliação Média
AE/ENA Avaliação IGE 2,936
Alunos
Exame (externa) 9,834
Classificação interna final 11,593
Sucesso do PTE- Objetivos PTE
• Conseguidos:
– Assegurar que, em 2010, docentes e alunos utilizam TIC em
pelo menos 25% das aulas.
– Complementar o ensino convencional fomentando as
práticas de ensino interativas e da aprendizagem contínua;
– Melhorar o acesso à informação escolar;
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos
dados
Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Liderança segundo Avolio e Bass
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos
dados
Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Resultados/ efeitos da liderança
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos
dados
Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
H1)Liderança/CaracterísticasprofissionaisdoCPTE
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7
Conclusões
Etapa 2 Exploração
CPTE há menos anos no
AE/ENA
Liderança transacional
Diretor no cargo de CPTELiderança laissez-faire
Subdiretor no cargo de CPTELiderança transformacional
H5)Liderança/CondiçõesdeimplementaçãodoPTE
• Relacionadas com a gestão:
– Foram as mais influenciadas, principalmente pela
liderança transformacional e alguma transacional.
• Relacionadas com tecnologia:
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7
Conclusões
Etapa 2 Exploração
Liderança
transacional
Liderança
laissez-faire
Liderança
transformacional
Velocidade e largura
de banda da Internet
Kit tecnológico
Correio
eletrónico
Portal das escolas
H7) Liderança/ Qualidade e resultados do PTE
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7
Conclusões
Etapa 2 Exploração
Liderança transacional
Liderança laissez-faire
Liderança transformacional Avaliação IGE aos
AE/ ENAs
Qualidade no ensino
percecionada pelos CPTE
Negativa
H8) As condições de implementaçãopedagógicainfluenciaram
os resultados do PTE: Classificaçãointerna final dos alunos
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
Plataforma de ensino e aprendizagem:
Utilização pedagógica
Classificaçãointernafinal
dosalunos
Etapa 7
Conclusões
H8) As condições de implementaçãodo PTE influenciarama
QUALIDADE
Condições de implementação
Técnica
Página web Página web
Pedagógicas
Formação em
competências TIC
A equipa PTE fomentou a criação de
redes de partilha entre os docentes,
aproveitando as potencialidades das TIC
Correio eletrónico Pedagógica
Plataforma de ensino e
aprendizagem
Utilização pedagógica
Melhorias pedagógicas
Alterações provocadas
pelo PTE
Motivação dos professores
Motivação dos alunos
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7
Conclusões
H8) As condições de implementaçãodo PTE influenciarama
QUALIDADE
Condições implementação- Gestão
Projeto de inovação Comunicação e controlo
Aplicações de apoio à
gestão escolar
Utilidade
Plataformas aprendizagem
Utilização de gestão
Melhorias de gestão
Correio eletrónico Gestão e comunicação
Condições de trabalho do
CPTE e da sua equipa
A existência de uma equipa PTE em quem o
coordenador possa delegar tarefas é
fundamental para o sucesso do trabalho
desenvolvido.
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7
Conclusões
Pedagogia
• As condições de implementação do PTE aumentaram a
qualidade no ensino, apesar de existir potencial para ir mais
além.
• Em 2012 a confiança na utilização das TIC, quer por
professores quer por alunos, ultrapassava a média europeia.
• Não são necessariamente os professores de informática os
dinamizadores da introdução das TIC nas práticas de ensino
e de aprendizagem.
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7
Conclusões
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
Problemas na Implementação do PTE
• Não foram seguidos os indicadores de gestão operacional,
faltando a monitorização e a avaliação do projeto.
• Houve falta de transparência em despesas feitas com os
estudos, projetos, assessorias técnicas, serviços jurídicos,
ajustes diretos, entre outros.
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7
Conclusões
“A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte
Publicações resultantes desta investigação
• Gonçalves, S., & Bastos, G. (2012). E depois do PTE? A incorporação pedagógica do Plano
Tecnológico de Educação- Alguns dados preliminares. II Congresso Internacional TIC e Educação-
Em direção à Educação 2.0, 464-478. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.
http://ticeduca.ie.ul.pt/atas/pdf/58.pdf
• Gonçalves, S., Bastos, G., & Botelho, M. C. (2014). A liderança do plano tecnológico de educação
nas escolas: A perceção do coordenador PTE. Atas do XII Congresso da sociedade portuguesa de
ciências da educação. As ciências da educação: Espaços de investigação, reflexão e ação
interdisciplinar, 1122-1133. UTAD- Vila Real.
https://apps2.utad.pt/files/SPCE2_EIXOS_BOOK%20CC.pdf
• Pita, C., Eleftheriou, M., Borrás, J., Gonçalves, S., Mente, E., Santos, M., Seixas, S., Pierce, G.
(2015). Generic skills needs for graduate employment in the aquaculture, fisheries and related
sectors in Europe. Aquaculture International- Journal of the European Aquaculture Society, 23
(3), 767-786 . http://link.springer.com/article/10.1007/s10499-014-9843-x
• Seixas, S., Saravanan, S., Gonçalves, S. (2015). Innovation and educational changes: two e-
Learning cases in aquaculture. Aquaculture International- Journal of the European Aquaculture
Society, , 23 (3), 843-859. http://link.springer.com/article/10.1007/s10499-014-9850-y
Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7
Conclusões
A Liderança e a Implementação do Plano Tecnológico de
Educação nas Escolas Portuguesas
Doutoramento em Educação
Especialização de Liderança Educacional
Susana Maria Paulino Gonçalves Duarte
Professora Doutora Glória Maria Lourenço Bastos
Professora Doutora Maria do Carmo Severino Duarte Grilo Botelho
Prova publica
29 de junho de 2016
Candidato
Orientadores
Muito obrigada!
1 von 28

Recomendados

Apresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento von
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de DoutoramentoApresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de DoutoramentoSofia Batista
1.2K views12 Folien
Apresentação do pré-projecto Doutoramento von
Apresentação do pré-projecto DoutoramentoApresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto Doutoramentolfroque
3.7K views8 Folien
Apresentação Tese de Doutoramento von
Apresentação Tese de DoutoramentoApresentação Tese de Doutoramento
Apresentação Tese de DoutoramentoFernando Rui Campos
10.8K views34 Folien
Rita Santos - Projecto De Tese von
Rita Santos - Projecto De TeseRita Santos - Projecto De Tese
Rita Santos - Projecto De TeseLuis Pedro
13.6K views61 Folien
Lia offisial ho lia trabalho iha konstituisaun rdtl von
Lia offisial ho lia trabalho iha konstituisaun rdtlLia offisial ho lia trabalho iha konstituisaun rdtl
Lia offisial ho lia trabalho iha konstituisaun rdtlLourenco de Deus Mau Lulo
1K views6 Folien
Apresentacao progestao von
Apresentacao progestaoApresentacao progestao
Apresentacao progestaojapquimica
3.8K views20 Folien

Más contenido relacionado

Similar a A liderança e a implementação do plano tecnológico de educação nas escolas portuguesas

Sandra apresentação sime von
Sandra apresentação simeSandra apresentação sime
Sandra apresentação simeLuis Pedro
610 views22 Folien
Slides workshop resapes_2021 von
Slides workshop resapes_2021Slides workshop resapes_2021
Slides workshop resapes_2021Diana Aguiar Vieira
1.6K views53 Folien
Another Step - I Encontro Nacional da CAF Educação von
Another Step - I Encontro Nacional da CAF EducaçãoAnother Step - I Encontro Nacional da CAF Educação
Another Step - I Encontro Nacional da CAF EducaçãoHugo Caldeira
621 views52 Folien
Reunião PedagóGica Colegiado De Curso 2010 1 von
Reunião PedagóGica   Colegiado De Curso   2010 1Reunião PedagóGica   Colegiado De Curso   2010 1
Reunião PedagóGica Colegiado De Curso 2010 1Thiago Francisco
2K views44 Folien
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas von
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasConduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasANGRAD
118 views16 Folien
aaie_gulbenkian_digital-06-05-22_low.pdf von
aaie_gulbenkian_digital-06-05-22_low.pdfaaie_gulbenkian_digital-06-05-22_low.pdf
aaie_gulbenkian_digital-06-05-22_low.pdfssuserb1b624
7 views113 Folien

Similar a A liderança e a implementação do plano tecnológico de educação nas escolas portuguesas(20)

Sandra apresentação sime von Luis Pedro
Sandra apresentação simeSandra apresentação sime
Sandra apresentação sime
Luis Pedro610 views
Another Step - I Encontro Nacional da CAF Educação von Hugo Caldeira
Another Step - I Encontro Nacional da CAF EducaçãoAnother Step - I Encontro Nacional da CAF Educação
Another Step - I Encontro Nacional da CAF Educação
Hugo Caldeira621 views
Reunião PedagóGica Colegiado De Curso 2010 1 von Thiago Francisco
Reunião PedagóGica   Colegiado De Curso   2010 1Reunião PedagóGica   Colegiado De Curso   2010 1
Reunião PedagóGica Colegiado De Curso 2010 1
Thiago Francisco2K views
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas von ANGRAD
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasConduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
ANGRAD118 views
aaie_gulbenkian_digital-06-05-22_low.pdf von ssuserb1b624
aaie_gulbenkian_digital-06-05-22_low.pdfaaie_gulbenkian_digital-06-05-22_low.pdf
aaie_gulbenkian_digital-06-05-22_low.pdf
ssuserb1b6247 views
Reunião pedagógica colegiado de curso - 2010 2 von Thiago Francisco
Reunião pedagógica   colegiado de curso - 2010 2Reunião pedagógica   colegiado de curso - 2010 2
Reunião pedagógica colegiado de curso - 2010 2
Thiago Francisco1.3K views
Grupo de Referencia Pirassununga von camilaperez25
Grupo de Referencia PirassunungaGrupo de Referencia Pirassununga
Grupo de Referencia Pirassununga
camilaperez251.1K views
Concepções e Práticas de Avaliação de Professores de Ciências Físico-Química... von Marisa Correia
Concepções e Práticas de Avaliação de  Professores de Ciências Físico-Química...Concepções e Práticas de Avaliação de  Professores de Ciências Físico-Química...
Concepções e Práticas de Avaliação de Professores de Ciências Físico-Química...
Marisa Correia1.9K views
A Educação do Pensamento Crítico no Ensino Superior Português: uma revisão si... von Gonçalo Cruz Matos
A Educação do Pensamento Crítico no Ensino Superior Português: uma revisão si...A Educação do Pensamento Crítico no Ensino Superior Português: uma revisão si...
A Educação do Pensamento Crítico no Ensino Superior Português: uma revisão si...
Aprendizagens Essenciais de Matemática (AEM) Resolução de Problemas nos 2.º e... von João Paulo Freire
Aprendizagens Essenciais de Matemática (AEM) Resolução de Problemas nos 2.º e...Aprendizagens Essenciais de Matemática (AEM) Resolução de Problemas nos 2.º e...
Aprendizagens Essenciais de Matemática (AEM) Resolução de Problemas nos 2.º e...
Avaliação de resultados em educação corporativa um estudo com as organizações... von Lourdes Martins
Avaliação de resultados em educação corporativa um estudo com as organizações...Avaliação de resultados em educação corporativa um estudo com as organizações...
Avaliação de resultados em educação corporativa um estudo com as organizações...
Lourdes Martins837 views
Gestão participativa von NEAGERED
Gestão participativaGestão participativa
Gestão participativa
NEAGERED1.3K views
Apresentacao artigo jei 2013 von Maria
Apresentacao artigo jei 2013Apresentacao artigo jei 2013
Apresentacao artigo jei 2013
Maria319 views

Último

5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist... von
5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist...5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist...
5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist...azulassessoriaacadem3
26 views4 Folien
FESTEJAR O PÃO-POR-DEUS NO LAR VALE FORMOSO.pdf von
FESTEJAR O PÃO-POR-DEUS NO LAR VALE FORMOSO.pdfFESTEJAR O PÃO-POR-DEUS NO LAR VALE FORMOSO.pdf
FESTEJAR O PÃO-POR-DEUS NO LAR VALE FORMOSO.pdfColégio Santa Teresinha
304 views11 Folien
Dois irmãos abriram uma farmácia no bairro que moravam na década de 1970. Ele... von
Dois irmãos abriram uma farmácia no bairro que moravam na década de 1970. Ele...Dois irmãos abriram uma farmácia no bairro que moravam na década de 1970. Ele...
Dois irmãos abriram uma farmácia no bairro que moravam na década de 1970. Ele...azulassessoriaacadem3
28 views3 Folien
a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car... von
a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car...a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car...
a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car...HelpEducacional
556 views3 Folien
apresentação-oral-Ana-Sousa-Martins-7-12-2023.ppt von
apresentação-oral-Ana-Sousa-Martins-7-12-2023.pptapresentação-oral-Ana-Sousa-Martins-7-12-2023.ppt
apresentação-oral-Ana-Sousa-Martins-7-12-2023.pptanissimamente
31 views15 Folien
MAPA - CONTABILIDADE EMPRESARIAL - 54/2023 von
MAPA - CONTABILIDADE EMPRESARIAL - 54/2023MAPA - CONTABILIDADE EMPRESARIAL - 54/2023
MAPA - CONTABILIDADE EMPRESARIAL - 54/2023AaAssessoriadll
53 views4 Folien

Último(20)

5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist... von azulassessoriaacadem3
5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist...5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist...
5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist...
Dois irmãos abriram uma farmácia no bairro que moravam na década de 1970. Ele... von azulassessoriaacadem3
Dois irmãos abriram uma farmácia no bairro que moravam na década de 1970. Ele...Dois irmãos abriram uma farmácia no bairro que moravam na década de 1970. Ele...
Dois irmãos abriram uma farmácia no bairro que moravam na década de 1970. Ele...
a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car... von HelpEducacional
a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car...a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car...
a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car...
HelpEducacional556 views
apresentação-oral-Ana-Sousa-Martins-7-12-2023.ppt von anissimamente
apresentação-oral-Ana-Sousa-Martins-7-12-2023.pptapresentação-oral-Ana-Sousa-Martins-7-12-2023.ppt
apresentação-oral-Ana-Sousa-Martins-7-12-2023.ppt
anissimamente31 views
MAPA - CONTABILIDADE EMPRESARIAL - 54/2023 von AaAssessoriadll
MAPA - CONTABILIDADE EMPRESARIAL - 54/2023MAPA - CONTABILIDADE EMPRESARIAL - 54/2023
MAPA - CONTABILIDADE EMPRESARIAL - 54/2023
AaAssessoriadll53 views
Slides Lição 12, CPAD, O Modelo de Missões da Igreja de Antioquia.pptx von LuizHenriquedeAlmeid6
Slides Lição 12, CPAD, O Modelo de Missões da Igreja de Antioquia.pptxSlides Lição 12, CPAD, O Modelo de Missões da Igreja de Antioquia.pptx
Slides Lição 12, CPAD, O Modelo de Missões da Igreja de Antioquia.pptx
B. Orientações para as mamães que tem bebês com mais de 7 meses de idade e qu... von azulassessoriaacadem3
B. Orientações para as mamães que tem bebês com mais de 7 meses de idade e qu...B. Orientações para as mamães que tem bebês com mais de 7 meses de idade e qu...
B. Orientações para as mamães que tem bebês com mais de 7 meses de idade e qu...
5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist... von azulassessoriaacadem3
5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist...5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist...
5.1- Descreva pelo menos dois pontos positivos sobre a viabilidade de um sist...
b) Faça uma análise de cada aspecto das 5 Forças de Porter, abordando a Ameaç... von azulassessoriaacadem3
b) Faça uma análise de cada aspecto das 5 Forças de Porter, abordando a Ameaç...b) Faça uma análise de cada aspecto das 5 Forças de Porter, abordando a Ameaç...
b) Faça uma análise de cada aspecto das 5 Forças de Porter, abordando a Ameaç...
O agronegócio desempenha um papel crucial na economia global, fornecendo alim... von azulassessoriaacadem3
O agronegócio desempenha um papel crucial na economia global, fornecendo alim...O agronegócio desempenha um papel crucial na economia global, fornecendo alim...
O agronegócio desempenha um papel crucial na economia global, fornecendo alim...
1) Descreva como os AINEs não seletivos exercem seu mecanismo de ação, reduzi... von HelpEducacional
1) Descreva como os AINEs não seletivos exercem seu mecanismo de ação, reduzi...1) Descreva como os AINEs não seletivos exercem seu mecanismo de ação, reduzi...
1) Descreva como os AINEs não seletivos exercem seu mecanismo de ação, reduzi...
HelpEducacional100 views
MAPA - PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - 542023.pdf von marcosvsoares
MAPA - PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - 542023.pdfMAPA - PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - 542023.pdf
MAPA - PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - 542023.pdf
marcosvsoares25 views
Texto: Ezequiel 1:1 – Bíblia ARA Aconteceu no trigésimo ano, no quinto dia do... von azulassessoriaacadem3
Texto: Ezequiel 1:1 – Bíblia ARA Aconteceu no trigésimo ano, no quinto dia do...Texto: Ezequiel 1:1 – Bíblia ARA Aconteceu no trigésimo ano, no quinto dia do...
Texto: Ezequiel 1:1 – Bíblia ARA Aconteceu no trigésimo ano, no quinto dia do...
ETAPA 1: CONSTRUA UM TEXTO ARGUMENTATIVO que explique: por que os materiais c... von azulassessoriaacadem3
ETAPA 1: CONSTRUA UM TEXTO ARGUMENTATIVO que explique: por que os materiais c...ETAPA 1: CONSTRUA UM TEXTO ARGUMENTATIVO que explique: por que os materiais c...
ETAPA 1: CONSTRUA UM TEXTO ARGUMENTATIVO que explique: por que os materiais c...
b) Explique os componentes das valvas cardíacas e o seu funcionamento durante... von HelpEducacional
b) Explique os componentes das valvas cardíacas e o seu funcionamento durante...b) Explique os componentes das valvas cardíacas e o seu funcionamento durante...
b) Explique os componentes das valvas cardíacas e o seu funcionamento durante...
HelpEducacional28 views
b) Caso n. 02: Considerando o disposto na NBC PG 01 – Código de Ética Profiss... von azulassessoriaacadem3
b) Caso n. 02: Considerando o disposto na NBC PG 01 – Código de Ética Profiss...b) Caso n. 02: Considerando o disposto na NBC PG 01 – Código de Ética Profiss...
b) Caso n. 02: Considerando o disposto na NBC PG 01 – Código de Ética Profiss...
FASE 1 A seguir tem-se a demanda histórica das 5 famílias (as unidades corres... von azulassessoriaacadem3
FASE 1 A seguir tem-se a demanda histórica das 5 famílias (as unidades corres...FASE 1 A seguir tem-se a demanda histórica das 5 famílias (as unidades corres...
FASE 1 A seguir tem-se a demanda histórica das 5 famílias (as unidades corres...
a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car... von HelpEducacional
a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car...a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car...
a) Explique como ocorre a circulação do sangue dentro do coração (câmaras car...
HelpEducacional222 views

A liderança e a implementação do plano tecnológico de educação nas escolas portuguesas

  • 1. A Liderança e a Implementação do Plano Tecnológico de Educação nas Escolas Portuguesas Doutoramento em Educação Área de especialização de Liderança Educacional Susana Maria Paulino Gonçalves Duarte Professora Doutora Glória Maria Lourenço Bastos Professora Doutora Maria do Carmo Severino Duarte Grilo Botelho 29 de junho de 2016 Candidato Orientadores
  • 2. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte Tema Liderança e implementação do plano tecnológico de educação nas escolas portuguesas Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 1 A pergunta de partida “Como se concretizou a implementado do PTE nas escolas, e que relações se podem estabelecer entre esse processo e as características, nomeadamente de liderança, dos CPTE?”
  • 3. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte Revisão de literatura • Plano tecnológico de educação. • TIC na educação: – Competências TIC dos professores; – TIC na formação inicial de professores. • A liderança em processos de inovação e mudança educacional. Etapa 2 A exploração Fundamentação teórica / Revisão da Literatura As leituras As entrevistas exploratórias Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 4. Questões de investigação Q1) Quais os perfis dos Coordenadores do Plano Tecnológico de Educação (CPTE) aos níveis pessoal, profissional, de competências de gestão, técnicas e pedagógicas assim como de liderança? Q2) Qual a relação do perfil do CPTE com a implementação do PTE e com os resultados obtidos? Q3) Quais as condições de implementação do PTE e de que forma foram cumpridos os seus objetivos? Etapa 3 A problemática Motivação e análise do campo de aplicação As questões de investigação Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 5. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte Objetivo geral Etapa 4 A construção do modelo de análise Analisar as condições de implementação do PTE, tendo em conta a liderança exercida pelos CPTE. Relações Hipóteses ObjetivosDimensões Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 6. Dimensões, hipóteses e relações Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 4 Modelo
  • 7. Design de investigação Coordenadores do Plano Tecnológico de Educação dos Agrupamentos de Escolas/ Escolas Não Agrupadas com ensino secundário, do ensino público, em Portugal continental (N=465). Etapa 5 Desenvolvimento / Metodologia Design da investigação Identificação da amostra Recolha dados Aplicação do questionário Especialistas Inquérito por questionário Media Relatórios IGE Outros estudos Via email Internet Universo Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração • Metodologias mistas. • Metodologia quantitativa predominantemente correlacional.
  • 8. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte Recolha de dados e amostra • Planos TIC (20) e relatórios IGE (99). • Inquérito por questionário. • Elementos Complementares: – Notícias nos media e outros estudos; – Consultas a especialistas. • Amostra não probabilística por quotas, em função das DREs (n=100 CPTE). Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 9. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte Inquérito • Determinou a perceção do CPTE sobre: – A implementação do PTE no seu AE/ ENA, – A liderança que exerceu; – A qualidade do ensino oferecida aos alunos, obtida pela implementação do PTE. Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 10. Estrutura do inquérito • Parte 1- Perfil do CPTE: – Perfil pessoal e profissional do CPTE, competências do CPTE para desempenhar o cargo (gestão, técnicas e pedagógicas), perfil da equipa PTE de apoio ao CPTE. • Parte 2- Condições de implementaçãodo PTE dentro do AE/ ENA: – Ligadas ao domínio de gestão, técnico e pedagógico. • Parte 3- Liderança do CPTE: – Liderança que exerceu na execução do cargo. Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 11. Inquérito MLQ- Multifactor Leadership Questionnaires (Avolio & Bass, 1995) Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Fatores Liderança transformacional 1. Influência Idealizada (atributos) 2. Influência Idealizada (comportamentos) 3. Motivação Inspiradora 4. Estimulação Intelectual 5. Consideração Individualizada Liderança transacional 6. Recompensa Contingente 7. Gestão por Exceção - ativa Liderança Laissez-faire 8- Gestão por Exceção - passiva 9. Laissez- faire Efeitos/ Resultados Esforço Extra Eficácia Satisfação
  • 12. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte Análise de conteúdo • Questões abertas do questionário aplicado; • Planos TIC; • Relatórios de avaliação externa emitidos pela IGE; • Notícias nos media sobre o PTE. Etapa 6 A análise dos dados Estatística Conteúdos Discussão dos resultados Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 13. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte Tratamento estatístico • Aplicações informáticas SPSS e Excel. • Procedimentos de análise univariada, bivariada e multivariada. • Análise em Componentes Principais (ACP). • Análise de Clusters. • Análise de correlações e associações. Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 14. Como foi medido o sucesso do PTE- Qualidade Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 15. Sucesso do PTE- Resultados • Avaliação IGE aos AE/ ENAs dos CPTE da nossa amostra • Avaliação externa e interna dos alunos no 12º ano, no ano letivo de 2011/ 2012, nos AE/ ENAs dos CPTE desta amostra. Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Entidade Tipo de avaliação Média AE/ENA Avaliação IGE 2,936 Alunos Exame (externa) 9,834 Classificação interna final 11,593
  • 16. Sucesso do PTE- Objetivos PTE • Conseguidos: – Assegurar que, em 2010, docentes e alunos utilizam TIC em pelo menos 25% das aulas. – Complementar o ensino convencional fomentando as práticas de ensino interativas e da aprendizagem contínua; – Melhorar o acesso à informação escolar; Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 17. Liderança segundo Avolio e Bass Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 18. Resultados/ efeitos da liderança Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração
  • 19. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte H1)Liderança/CaracterísticasprofissionaisdoCPTE Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 Conclusões Etapa 2 Exploração CPTE há menos anos no AE/ENA Liderança transacional Diretor no cargo de CPTELiderança laissez-faire Subdiretor no cargo de CPTELiderança transformacional
  • 20. H5)Liderança/CondiçõesdeimplementaçãodoPTE • Relacionadas com a gestão: – Foram as mais influenciadas, principalmente pela liderança transformacional e alguma transacional. • Relacionadas com tecnologia: Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 Conclusões Etapa 2 Exploração Liderança transacional Liderança laissez-faire Liderança transformacional Velocidade e largura de banda da Internet Kit tecnológico Correio eletrónico Portal das escolas
  • 21. H7) Liderança/ Qualidade e resultados do PTE Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 Conclusões Etapa 2 Exploração Liderança transacional Liderança laissez-faire Liderança transformacional Avaliação IGE aos AE/ ENAs Qualidade no ensino percecionada pelos CPTE Negativa
  • 22. H8) As condições de implementaçãopedagógicainfluenciaram os resultados do PTE: Classificaçãointerna final dos alunos Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Plataforma de ensino e aprendizagem: Utilização pedagógica Classificaçãointernafinal dosalunos Etapa 7 Conclusões
  • 23. H8) As condições de implementaçãodo PTE influenciarama QUALIDADE Condições de implementação Técnica Página web Página web Pedagógicas Formação em competências TIC A equipa PTE fomentou a criação de redes de partilha entre os docentes, aproveitando as potencialidades das TIC Correio eletrónico Pedagógica Plataforma de ensino e aprendizagem Utilização pedagógica Melhorias pedagógicas Alterações provocadas pelo PTE Motivação dos professores Motivação dos alunos Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7 Conclusões
  • 24. H8) As condições de implementaçãodo PTE influenciarama QUALIDADE Condições implementação- Gestão Projeto de inovação Comunicação e controlo Aplicações de apoio à gestão escolar Utilidade Plataformas aprendizagem Utilização de gestão Melhorias de gestão Correio eletrónico Gestão e comunicação Condições de trabalho do CPTE e da sua equipa A existência de uma equipa PTE em quem o coordenador possa delegar tarefas é fundamental para o sucesso do trabalho desenvolvido. Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7 Conclusões
  • 25. Pedagogia • As condições de implementação do PTE aumentaram a qualidade no ensino, apesar de existir potencial para ir mais além. • Em 2012 a confiança na utilização das TIC, quer por professores quer por alunos, ultrapassava a média europeia. • Não são necessariamente os professores de informática os dinamizadores da introdução das TIC nas práticas de ensino e de aprendizagem. Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7 Conclusões
  • 26. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte Problemas na Implementação do PTE • Não foram seguidos os indicadores de gestão operacional, faltando a monitorização e a avaliação do projeto. • Houve falta de transparência em despesas feitas com os estudos, projetos, assessorias técnicas, serviços jurídicos, ajustes diretos, entre outros. Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7 Conclusões
  • 27. “A liderança e implementação do PTE nas escolas portuguesas “| 29 junho 2016 | Susana Duarte Publicações resultantes desta investigação • Gonçalves, S., & Bastos, G. (2012). E depois do PTE? A incorporação pedagógica do Plano Tecnológico de Educação- Alguns dados preliminares. II Congresso Internacional TIC e Educação- Em direção à Educação 2.0, 464-478. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. http://ticeduca.ie.ul.pt/atas/pdf/58.pdf • Gonçalves, S., Bastos, G., & Botelho, M. C. (2014). A liderança do plano tecnológico de educação nas escolas: A perceção do coordenador PTE. Atas do XII Congresso da sociedade portuguesa de ciências da educação. As ciências da educação: Espaços de investigação, reflexão e ação interdisciplinar, 1122-1133. UTAD- Vila Real. https://apps2.utad.pt/files/SPCE2_EIXOS_BOOK%20CC.pdf • Pita, C., Eleftheriou, M., Borrás, J., Gonçalves, S., Mente, E., Santos, M., Seixas, S., Pierce, G. (2015). Generic skills needs for graduate employment in the aquaculture, fisheries and related sectors in Europe. Aquaculture International- Journal of the European Aquaculture Society, 23 (3), 767-786 . http://link.springer.com/article/10.1007/s10499-014-9843-x • Seixas, S., Saravanan, S., Gonçalves, S. (2015). Innovation and educational changes: two e- Learning cases in aquaculture. Aquaculture International- Journal of the European Aquaculture Society, , 23 (3), 843-859. http://link.springer.com/article/10.1007/s10499-014-9850-y Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 3 Problemática Etapa 4 Modelo Etapa 5 Metodologia Etapa 6 Análise dos dados Etapa 7 ConclusõesEtapa 2 Exploração Etapa 7 Conclusões
  • 28. A Liderança e a Implementação do Plano Tecnológico de Educação nas Escolas Portuguesas Doutoramento em Educação Especialização de Liderança Educacional Susana Maria Paulino Gonçalves Duarte Professora Doutora Glória Maria Lourenço Bastos Professora Doutora Maria do Carmo Severino Duarte Grilo Botelho Prova publica 29 de junho de 2016 Candidato Orientadores Muito obrigada!

Hinweis der Redaktion

  1. Agradeço ao júri Agradeço ao publico Agradeço às orientadoras Juri: Presidente- Mário Avelar António Domingos José Ramos Glória Bastos Isolina Oliveira Susana Henriques Maria do Carmo Botelho
  2. Eu vivi a implementação e impacto do PTE no meu AE, e senti a necessidade de sistematizar os resultados, nomeadamente a nível nacional. As dificuldades que senti a liderar os meus pares na integração das TIC nos processos de ensino, levaram-me a querer perceber melhor o fenómeno. Sendo a integração pedagógica das TIC e a liderança educacional temas atuais, pareceu-nos termos aqui um contributo significativo para a comunidade cientifica, dando a conhecer resultados da implementação do PTE no ensino em Portugal, em articulação com os CPTE dentro das suas AEs/ENAs, sendo esta experiencia importante para a concretização de futuros projetos de inovação educacional apoiados nas TIC.
  3. Justificação destes temas: PTE: Sistematização dos principais eixos de atuação do PTE e de alguns documentos publicados pós PTE como o relatório do tribunal de contas sobre o PTE (2012) e ainda porque o estudo empírico se debruça sobre os objetivos legislados do PTE (RCM nº 137/2007) TIC na educação: Procuramos moderar o texto do legislador, essencialmente tecnológico, direcionando-o mais para a componente pedagógica do PTE, como forma de potenciar o ensino e a aprendizagem , produzindo cidadãos tecnologicamente preparados. Liderança em processos de inovação e mudança educacional: Identificamos a liderança transformacional como uma das que melhor se adequa ao cargo de CPTE, por estar a implementar um processo de inovação e mudança educacional, optamos por seguir a perspetiva de Avolio e Bass analisando a liderança transformacional, transacional e a laissez-faire.
  4. A pergunta de partida foi concretizada em três questões orientadoras do estudo, que cruzaram as diferentes dimensões do PTE, em articulação com o papel assumido pelos CPTE que o concretizaram no terreno.
  5. Para obtermos respostas às questões de investigação, definimos um conjunto de 11 objetivos que nortearam a forma como o estudo foi desenvolvido, em que o objetivo geral foi o de “Analisar as condições de implementação do PTE, tendo em conta a liderança exercida pelos CPTE”.
  6. O inquérito por questionário permitiu-nos obter o perceção da realidade dos CPTE. De forma a colmatar algumas fragilidades desta forma indireta de obtermos os dados fomos cruzar alguns elementos obtidos com dados documentais.
  7. Este questionário pode ser reutilizado na sua totalidade ou parcialmente noutros estudos. Questionário construído e gerido no sistema de informação LimeSurvey; O questionário esteve aberto de 27 abril a 3 de junho de 2012
  8. Parte 1- Revisão da literatura baseada no despacho 700/ 2009.
  9. O instrumento utilizado para determinar a percecionar dos CPTE sobre a sua liderança foi o MLQ- Multifactor leadership questionnaires. - O CPTE usou uma escala de resposta tipo Likert, em que 0- Nunca e 4- Sempre, para medir cada uma das proposições.
  10. Análise em Componentes Principais (ACP)- Reduzir o número de dimensões em análise para as questões, com exceção da liderança. Análise de Clusters- Segmentar os CPTE, em função da liderança exercida.
  11. Uma das variáveis que permitiu determinar o sucesso do PTE foi a perceção dos CPTE sobre a qualidade do ensino que o PTE trouxe às suas escolas. Os itens que os CPTE consideram que aumentaram mais a qualidade do ensino no seu AE/ENA foi a manutenção da página web permanentemente atualizada e o trabalho desenvolvido pela equipa PTE.
  12. IGE- Inspeção geral de educação Com o intuito de verificar se já havia impacto direto do PTE nas escolas, fomos relacionar a avaliação feita pelo IGE nas escolas dos CPTE. Os 5 domínios classificados pela IGE numa escala qualitativa foram convertidos numa quantitativa: 0- Não foi feita avaliação externa, 1- Insuficiente, 2- Suficiente, 3- Bom, 4- Muito bom Verificamos que a média da avaliação das cerca de 100 AE/ENAs foi perto do Bom. Com o intuito de verificar se já havia impacto direto do PTE nos resultados académicos dos alunos, fomos relacionar a sua avaliação interna e externa. Avaliação dos alunos correspondeu a uma escala de 1 a 20. Verificamos que a media da avaliação externa destes alunos , obtida em exame nacional, foi de quase 10 e que a interna foi 11,6. Os dados relativos às classificações dos alunos foram cedidos pelo júri nacional de exames.
  13. Foram 23 os objetivos identificados pelo legislador para a consecução do PTE (RCM 127/2009). Apesar de considerarmos só 3 como conseguidos, no entanto muito foi feito e teve um real impacto no ensino e na aprendizagem das escolas portuguesas.
  14. Em média, os fatores que correspondem à liderança transformacional estão superiores à da liderança transacional e os da laissez-faire são residuais. Assim os CPTE percecionaram o perfil ideal de liderança para desempenharem este cargo, defendida por Avolio e Bass, para cenários de inovação.
  15. Correlação entre os fatores da liderança transformacional e da transacional com os resultados/ efeitos. Os CPTE conseguem maior eficácia dos seus colaboradores da equipa PTE do que esforço e satisfação. Na liderança transacional os três resultados/efeitos da liderança correlacionam-se de forma muito semelhante, com valores superiores por troca de uma recompensa.
  16. O diretor acumular a CPTE nas suas funções, faz com que privilegie as suas características de liderança laissez-faire Os subdiretores que ao acumularam estas funções privilegiam as suas características de liderança transformacional. Quantos menos anos o CPTE tinha de colocação, privilegiou as suas características de liderança transacional, possivelmente por não dominar plenamente a cultura organizacional existente.
  17. Tecnologias Poucas foram as ligações estabelecidas. Será que o facto de não terem sido consultados sobre as reais necessidades de equipamento dos seus AE/ENA os deixou mais laissez-faire no projeto kit tecnológico? Terão os CPTE considerado que a sua liderança não foi importante para as subdimensões Kit tecnológico e Portal das escolas? A utilização do portal das escolas, possivelmente por ser um desconhecido para muitos deles, que não chegaram a perceber o seu potencial. Correio eletrónico a relacionar-se com as 3 lideranças demonstrando assim a importância deste meio de comunicação para os CPTE, em que os CPTE que mais se reveem nesta categoria menos características de laissez-faire assumem.
  18. A relação negativa da liderança transformacional com a avaliação feita pelos inspetores da IGE às escolas, deve-se ao domínio chave “Resultados”, que é classificado tendo em conta o sucesso académico dos alunos, a valorização dos saberes e da aprendizagem, o comportamento e a disciplina e a participação e desenvolvimento cívico. Na perceção dos CPTE a qualidade introduzida pelo PTE relaciona-se com as três lideranças, com predominância para a transformacional, sendo a laissez-faire negativa.