Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Dois cappuccinos e a conta

844 Aufrufe

Veröffentlicht am

  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Dois cappuccinos e a conta

  1. 1. O Fabio Rossi8• REVISTA O GLOBO• 22 DE JANEIRO DE 2012 a conta... Doiscappuccinose por Mauro Ventura À ...com Maria Laura Guimarães s 6h do dia 21 de julho de 2007, Maria Laura Palhares dos Anjos Guimarães foi acordada por um telefonema do ex-marido, REVISTA O GLOBO: Como foi o acidente com seu filho? no mar, tomar chope com amigos do Pedro, ir a dizendo que seu filho único, Pedro, de 26 Como sua vida mudou? festas, sem culpa. Celebrei a vida em todos os anos, havia se acidentado e estava no MARIA LAURA GUIMARÃES: Ele estava no bar co- sentidos, senão você não tem forças. Também não Miguel Couto. “Não é nada grave.” Era. memorando o Dia do Amigo. Uma colega disse: se pode comparar o parente de antes com o de “Vou comer um cachorro-quente.” Pedro viu que depois. Aquele Pedro que eu tinha morreu, e Pedro sofreu politraumatismo. A primeira ela ia ser atropelada, puxou-a, desequilibrou-se e nasceu outro. Cada um tem seu limite, o do pai é operação durou 13 horas. Enfrentou 22 foi atingido por um carro em alta velocidade, que menor do que o da mãe. Não cobre. E socializar é cirurgias — nove delas no cérebro —, fugiu. Eu era totalmente workaholic, não parei de preciso, apesar dos olhos cruéis da sociedade. ficou oito meses em coma e passou um trabalhar nem quando Pedro nasceu. Tinha babá, Quando ele ainda estava de cadeira de rodas, motorista da minha mãe. O acidente foi minha levei-o ao Maracanã. Esconder meu filho? ano no Hospital Copa D’ Or. Segundo os segunda maternidade. Acho que fui mãe agora. médicos, tinha 0,5% de chance de Como é o retorno dessas consultorias? Pedro ainda tem limitações, um pouco de sequela Numa noite apareceu uma mulher com um vaso sobreviver — e se isso acontecesse motora, de fala. A memória passada está 100%, a de flores. Era a embaixatriz do Brasil na Zâmbia, ficaria em estado vegetativo. Pedro recente é mais difícil de fixar. Mas melhora a cada que falou: “Fiquei tão impressionada com sua dia, ele estagia num escritório de advocacia, faz desafiou as probabilidades. Maria Laura história que estou rezando com três comu- curso e retoma este ano a faculdade de Direito. era bem-sucedida — foi gerente de nidades católicas na África por seu filho.” Uma Chegou a organizar, com um amigo, uma noite de mulher de Natal me mandou um presente. Ela tem marketing do NorteShopping e do funk, samba e pagode num bar na Lapa. um filho piloto que apareceu lá em casa com um Shopping da Gávea, e acabara de abrir Suas mensagens correram o mundo... brinco de safira que era da avó da mãe. O cartão sua empresa. Largou tudo e só agora, aos Eu fazia boletins diários sobre a saúde do Pedro. dizia: “Irmãs têm que ter joias de família.” Tem até 49 anos, retoma as atividades, como Passava emails contando as histórias mais hor- quem me chame de “musa inspiradora”. rorosas, mas de maneira positiva e com bom consultora de marketing. Não só: virou Os médicos não acreditavam na recuperação do Pedro... humor. Decorei o quarto do hospital todo, com consultora — informal — de mães de Eu ouvia: “Deste dia não passa”, “Se operar morre, bandeira do Flamengo, mensagens, preces. Mes- se não operar também”. Falei a um médico do CTI filhos com problemas cerebrais. “Adoro mo ele em coma, eu ia arrumada, com a cara mais que o Pedro ia sair lúcido, e ouvi: “Você está ajudar. O Copa D’Or me indica, médicos e feliz do mundo. Essa humanização faz diferença. negando a doença.” Tempos depois, ele viu Pedro fisioterapeutas me encaminham. Ou as Como é essa consultoria informal que você faz? dançando numa festa, de muleta, e disse: “Eu te pessoas sabem da minha história e me Conto minha história, indico médicos e fisio- dei como morto para sua mãe mais de seis vezes.” terapeutas, falo de que maneira conseguir mais Nove meses após o acidente, no meu aniversário, procuram pelo Facebook”, diz ela, que benefícios dos planos de saúde, pergunto aos o médico que coordenava o atendimento pensou: criou o evento Moda Rio pela Paz, que especialistas que cuidaram do Pedro sobre co- “O que eu fiz com essa mãe? Deixar esse ser vivo?” destina dinheiro a ONGs de reabilitação. legas que estejam no plano da pessoa ou que Um ano depois, Pedro entrou no seu consultório A primeira edição foi em dezembro, e a podem cobrar menos. Explico que você não pode andando, ele chorou e falou: “Minha visão da deixar de viver. Eu me permitia dar um mergulho medicina mudou por sua causa.” próxima será em outubro. Blog do colunista: oglobo.globo.com/rio/ancelmo/dizventura Twitter: twitter.com/dizventura Email:mventura@oglobo.com.br

×