Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
14/08/2018 pjeconsulta.tjro.jus.br/pg/ConsultaPublica/DetalheProcessoConsultaPublica/documentoSemLoginHTML.seam?ca=f103034...
14/08/2018 pjeconsulta.tjro.jus.br/pg/ConsultaPublica/DetalheProcessoConsultaPublica/documentoSemLoginHTML.seam?ca=f103034...
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Andrey

51 Aufrufe

Veröffentlicht am

Confira

Veröffentlicht in: Internet
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Andrey

  1. 1. 14/08/2018 pjeconsulta.tjro.jus.br/pg/ConsultaPublica/DetalheProcessoConsultaPublica/documentoSemLoginHTML.seam?ca=f10303433641d… http://pjeconsulta.tjro.jus.br/pg/ConsultaPublica/DetalheProcessoConsultaPublica/documentoSemLoginHTML.seam?ca=f10303433641d871da62… 1/2 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA PODER JUDICIÁRIO Porto Velho - 1ª Vara Cível - Fórum Cível 7045223-69.2017.8.22.0001 Procedimento Comum AUTOR: ELDER FERREIRA DA SILVA ADVOGADO(A) CESAR AUGUSTO WANDERLEY OLIVEIRA OAB Nº RO4745 RÉS: NOROESTE CONST CIVIL E EMPREEND IMOBILIARIOS LTDA - ME, ANDREY CAVALCANTE DE CARVALHO ADVOGADO(A) ANDREY CAVALCANTE DE CARVALHO OAB Nº RO303B DECISÃO Trata-se de incidente de desconsideração da personalidade jurídica, em que a parte autora requer que os bens dos sócios da empresa Noroeste Construção Civil e Empreendimentos Imobiliários LTDA respondam pelas dívidas contraídas pela empresa. O autor ingressou com ação de cumprimento de sentença no ano de 2016, e desde então tenta receber seu crédito, contudo, todas as diligências pleiteadas restarem infrutíferas, uma vez que a empresa executada supostamente tenta se esquivar do cumprimento de suas obrigações. Alega também que o encerramento das atividades da empresa se deu de modo fraudulento e irregular, com o firme propósito de prejudicar os credores. Nestes termos, requerer ao final que fosse deferida a desconsideração da personalidade jurídica para que os bens dos Andrey Cavalcante de Carvalho e Rehnan Cavalcante de Carvalho respondessem pelas dívidas contraídas pela empresa. O demandado Andrey foi citado e apresentou defesa argumentando que não foram preenchidos os requisitos legais para instauração do incidente de desconsideração da personalidade jurídica. Ao final, pleiteou o indeferimento/improcedência do pedido realizado pelo autor. O autor pleiteou a desistência da demanda em relação ao segundo sócio Sr. Rehnan Cavalcante de Carvalho, o que foi homologado pelo Juízo. Intimado, o autor apresentou impugnação reafirmando os fatos narrados na exordial. Instadas a especificarem provas, somente o autor se manifestou. Vieram os autos conclusos. A presente demanda visa a desconsideração da personalidade jurídica da empresa que está sendo executada nos autos n. 7005414-09.2016.8.22.0001. Em linhas gerais, o principal efeito da personalização jurídica é criar autonomia patrimonial entre a pessoa dos sócios e a pessoa jurídica em si, criando uma proteção patrimonial dos bens dos sócios, que não responderiam diretamente pelas obrigações assumidas exclusivamente pela empresa.
  2. 2. 14/08/2018 pjeconsulta.tjro.jus.br/pg/ConsultaPublica/DetalheProcessoConsultaPublica/documentoSemLoginHTML.seam?ca=f10303433641d… http://pjeconsulta.tjro.jus.br/pg/ConsultaPublica/DetalheProcessoConsultaPublica/documentoSemLoginHTML.seam?ca=f10303433641d871da62… 2/2 O Código de Processo Civil estabelece, no entanto, o incidente de desconsideração da personalidade jurídica, regido pelos artigos 133 a 137 do CPC, para os casos em que, caracterizado o abuso do direito ou o desvio de finalidade da pessoa jurídica, os sócios da empresa possam ser responsabilizados pelas dívidas contraídas exclusivamente por aquela. No caso em tela, restou evidente que a empresa assumiu dívidas certas, lastreadas por títulos executivos e que, mesmo diante da liquidez e da certeza do débito, encerraram suas atividades, demonstrando o abuso do direito. Além disso, o fato de a empresa ter encerrado suas atividades sem a baixa no registro junto aos órgãos competentes, demonstra claramente que teve o único intuito de lesar os credores. O e. Tribunal de Justiça de Rondônia se debruçou acerca da matéria, concluindo que o encerramento irregular da empresa presume o abuso da personalidade jurídica. In verbis: “Apelação Cível. Embargos de terceiro. Desconsideração da personalidade jurídica. Penhora. Bem de família. Recurso não provido. Do encerramento irregular da empresa presume-se o abuso da personalidade jurídica, seja pelo desvio de finalidade, seja pela confusão patrimonial, apto a embasar o deferimento da desconsideração da personalidade jurídica da empresa, para se buscar o patrimônio individual de seu sócio. É possível a penhora do imóvel contíguo ao bem de família, com matrícula própria no Registro de Imóveis, quando não houver prejuízo à parcela destinada à residência. Apelação, Processo nº 0007008-17.2011.822.0014, Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, 2ª Câmara Cível, Data de julgamento: 15/03/2018.”. Dessa forma, não resta outro caminho senão a procedência do pedido feito na inicial. Ante o exposto, julgo procedente o pleito da inicial, com a finalidade de desconsiderar a personalidade jurídica da empresa “Noroeste Construção Civil e Empreendimentos Imobiliários LTDA”, podendo a execução recair somente sobre os bens do sócio Andrey Cavalcante de Carvalho, tendo em vista que foi o único que participou do efetivo contraditório. Após o trânsito em julgado, translade-se cópia dessa decisão para os autos principais. segunda-feira, 16 de julho de 2018 Jose Augusto Alves Martins Juiz de Direito Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia Av. Lauro Sodré, Nº 1728, Bairro São João Bosco , CEP 76.803-686, Porto Velho, RO Imprimir

×