Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Esquema a independência das 13 colônias

33.445 Aufrufe

Veröffentlicht am

Esquema a independência das 13 colônias

  1. 1. A Independência das 13 colônias• O século XVIII foi um período de grandes transformações econômicas, políticas e sociais na Europa.• Influência das idéias iluministas  essa corrente inspirou ao final do século XVIII, a revolução pela liberdade e igualdade• A região das 13 colônias ficou dividida em colônias do norte, centro e sul: • Colônias do norte se organizaram em torno do extrativismo, mão de obra assalariada, minifúndio, policultura; • Colônias do sul se organizaram em torno do sistema de plantation: mão de obra escrava, monocultura e latifúndio.Não esquecer: Toda colônia é de exploração. A forma de organização da região aconteceu deformas diferentes. O norte se organizou de forma mais autônoma que o sul.• O desenvolvimento econômico inglês, conseqüência da Revolução Industrial, fez com que a Inglaterra entrasse em choque com vários países europeus de territórios e monopólios comerciais. Um desses conflitos ocorreu com a França: • Guerra dos Sete Anos (1756-1763)Local: América do NorteDisputa: Colonos franceses x colonos inglesesContexto: Um milhão de colonos ingleses e 70 mil franceses na região do Canadá.A Guerra: Os dois grupos de colonos viviam em constante disputa, pois ambos desejavam odomínio do comércio de peles e da pesca, e os ingleses queriam atravessar os Montes Apalachese o rio Mississipi, avançando sobre terras ocupadas pelos franceses (início do conflito). AInglaterra, com ajuda de parte da população das Treze Colônias, derrotou em 1763 a França, quecedeu o atual Canadá aos ingleses.Resultado: Apesar de vitorioso, o Império Britânico saiu da guerra muito endividado; Os francesesvencidos e humilhados aproximaram-se dos colonos americanos e passaram a auxiliá-los nosconflitos com a Inglaterra.IMPORTANTE: A Guerra dos Sete Anos beneficiou as treze colônias. Com o conflito, os colonosamericanos livraram-se das ameaças da França e ainda adquiriram armas, munições e fartaexperiência bélica.• A cobrança de mais impostos:
  2. 2. • A estabilidade política e econômica inglesa era fruto da Revolução Industrial e das Revoluções Inglesas. A burguesia no poder passou a cobiçar o domínio político econômico também das colônias. • Em 1733, o governo estipulou pesados impostos para a entrada do melaço das Antilhas não britânicas. A idéia era fazer todos os colonos comprarem das colônias inglesas produtoras de melaço. • Em 1750, os colonos de Nova York e da Pensilvânia foram proibidos de trabalhar com o ferro. • Sob a justificativa de evitar prejuízos para a indústria britânica, novas leis foram impostas. • Os colonos reagem: após a Guerra dos Sete Anos, o governo inglês decidiu dividir com as colônias as despesas decorrentes da guerra. Para tanto impôs novos impostos aos colonos  provocou forte oposição por parte da população das colônias inglesas do centro-oeste, as mais atingidas pelas medidas.AS LEIS • Lei do Açúcar (1764): reduziu pela metade o imposto sobre o melaço estrangeiro, mas estabeleceu impostos adicionais sobre o açúcar, artigos de luxo, café, roupas brancas e vinho. O que irritava os colonos não era tanto a lei, mas a disposição da Inglaterra em fazê-la cumprir. A Corte na Escócia com jurisdição em todas as colônias da América para punir os que não cumprissem essa e outras leis. • Lei do Selo (1765): estabeleceu que todos os documentos oficiais em circulação na América Inglesa, além dos jornais e livros, eram obrigados a portar selos comprados da metrópole. Forte reação colonial a esta lei. Em 1766, a lei foi abolida. Isso não significou o fim das tensões. • Os colonos exigiam que as propostas de novas leis e impostos fossem levados à aprovação do parlamento colonial, como era costume nas colônias inglesas; • O parlamento inglês, por seu lado, ignorou a reivindicação, considerando que era de seu direito legislar sobre todos os assuntos das colônias, incluindo as taxações.• A Festa do chá em Boston (1773) • O governo inglês, para favorecer a decadente Cia das Índias Orientais, que estava a beira da falência, concedeu-lhe o monopólio da venda do chá para as colônias americanas. • Essa medida prejudicou diretamente os comerciantes locais de chá, que, em protesto, jogaram ao mar um grande carregamento da mercadoria trazido pela Companhia. O governo inglês endureceu ainda mais. • Em 1774, a coroa determinou um conjunto de medidas para punir a rebeldia dos colonos. Essas ficaram conhecidas como Leis Intoleráveis. Foram elas:
  3. 3.  Ocupação militar do porto de Boston (via de acesso ao oceano importante) até que fosse pago todo o prejuízo à Cia.  Suspendeu o direito a reuniões nas colônias.  A colônia de Massachusetts foi transformada em colônia real, o que emprestava grandes poderes a seu governador;  O conjunto de punições foi intitulado pelos colonos de leis Intoleráveis.• Rumo a Independência /REVOLUÇÃO AMERICANA • Em encontros e assembléias com representantes de várias colônias os norte-americanos se organizaram para discutir as repressões e as restrições:  Primeiro Congresso Continental da Filadélfia (1774): exigiram o fim das Leis Intoleráveis. Contudo, não reivindicavam separar-se do Império Britânico.  Diante da insatisfação da repressão e das novas proibições, os colonos promoveram o Segundo Congresso Continental de Filadélfia (1776), sob liderança de Thomas Jefferson, foi redigida e aprovada a Declaração de Independência dos Estados Unidos da América baseado nas idéias iluministas.• A independência e a Constituição • George Washington- comandante das tropas de Independência. • Os americanos obtiveram diversas vitórias sobre as forças inglesas e atraíram o apoio da França e da Espanha, que pretendiam com isso prejudicar a Inglaterra. • Em 1783, em Londres, pelo Tratado de Versalhes, a Inglaterra reconheceu a Independência dos Estados Unidos. • O FEDERALISMO (autonomia para cada estado) é um conceito que atravessa toda a constituição. A constituição criou uma república federalista presidencial. O governo de cada colônia (agora estado) procura se equilibrar com o governo federal. Além disso, os poderes estão dentro da tradição ensinada pelo filósofo Montesquieu, divididos em Executivo, Legislativo e Judiciário
  4. 4. • A eleição de Washington como o primeiro presidente era um fato mais ou menos óbvio. Era o único a contar com o apoio em quase todos os estados. • A maioria da população norte-americana estava excluída do processo político. (manutenção da escravidão e dizimação dos índios). • Foram os comerciantes, latifundiários e a elite urbana, líderes do processo de independência, que se tornaram os dirigentes da nova nação.• Sentimento nacional ou antibritânico? • No século XVIII não havia um sentimento nacional que unisse as Treze Colônias, mas um sentimento antibritânico. O interesse ou o desinteresse pela independência estavam relacionados ao tipo de atividade econômica realizada em cada região. • Inicialmente, para os latifundiários e comerciantes das colônias do Sul, não era interessante separar-se da Inglaterra, pois os comerciantes ingleses compravam toda a sua produção agrícola. Assim, houve forte resistência à independência, e a elite agrária sulista somente apoiou o movimento quando percebeu que a nova política inglesa poderia de fato prejudicar seus interesses econômicos. • Os colonos do Norte foram os primeiros a propor a ruptura com a metrópole, formando então sociedades secretas, estabelecendo uma grande e eficiente rede de comunicação, responsável pela divulgação dos ideais de liberdade.BRAICK. Patrícia. História das Cavernas ao Terceiro Milênio. (8º). São Paulo: Editora Moderna, 2006. pp.69.BRAICK. Patrícia. Das origens do homem à era digital. 1ª edição. 8º ano. São Paulo: Moderna. 2011.

×