Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

Jogos e atividades para Autista

221.211 Aufrufe

Veröffentlicht am

Orientação de Jogos Educativos para Autista por: Dra. LÍLIA MAÍSE DE JORGE

Veröffentlicht in: Gesundheit & Medizin

Jogos e atividades para Autista

  1. 1. Dra. LÍLIA MAÍSE DE JORGECRP/06 - 17953
  2. 2.  Considerados atividades lúdicas. Ludus (latim) = jogo, diversão. Presentes em todas as fases dodesenvolvimento humano. Indispensáveis no relacionamento entre aspessoas. Fontes importantes de desenvolvimento e deaprendizagem.
  3. 3.  Promover:• Interação social• Expressão afetiva• Desenvolvimento da linguagem• Desenvolvimento cognitivo• Experimentação de possibilidades motoras• Apropriação de regras sociais• Imersão no universo cultural
  4. 4.  Estimulam o raciocínio Desenvolvem habilidades Estimulam a construção de novosconhecimentos Ensinam a lidar com os resultados Desafiam a produção de soluções parasituações-problema
  5. 5.  Torna a aprendizagem significativa e dinâmica. Tem como objetivo ensinar divertindo e interagindo com ooutro. Jogo educativo• Aquele que tem função pedagógica, desde que contemple o estágiode desenvolvimento, o interesse e o prazer da criança em realizaraquela atividade.• Professor e aluno devem estar engajados na atmosfera lúdica.• Experimentação, descoberta, criatividade são aspectos que devemser respeitados.
  6. 6.  Permite trabalhar ao mesmo tempo forças efraquezas.• Por meio do que elas têm mais desenvolvido (habilidade compistas visuais), é possível motivá-las para treinar os aspectosmais comprometidos. É a melhor forma de aproximá-las de outrascrianças. No começo, é preciso garantir marcos básicos dodesenvolvimento:• Busca – intenção e propósito• Representação mental – imagem e conceito• Constância perceptiva e objeto permanente – tempo e espaço• Relação tri-bidimensional – volume e planos
  7. 7.  Esconde-esconde Pega-pega Boliche Bola ao cesto Disco Amarelinha Túnel Encaixes Montagens PescariaObjetivando: Consciência corporal Vínculo afetivo Intencionalidade daação Compartilhamento Funcionalidade manual Compreensão deinstrução Início de compreensãode regras
  8. 8. Com o tempo, podem ser inseridos jogosque trabalhem mais especificamente asoperações mentais:• Comparação• Classificação• Seriação• Associação• Discriminação• Etc...
  9. 9.  Criativo / Formas e cores / Categorias -opostos
  10. 10.  Bingos / Memórias (S’match)
  11. 11. Exploração ampla da capacidade visualpara o desenvolvimento do raciocínio:• Jogos com desafios gradativos• Jogos que exigem poder de decisão• Jogos que envolvem escolha
  12. 12. Colour Code
  13. 13.  Faça a Face
  14. 14. Cartoon
  15. 15. Doodle Dice
  16. 16. Swish
  17. 17. Jogos Boole
  18. 18. Cara a cara
  19. 19. Sudoku
  20. 20. Chocolate fix
  21. 21. Logix
  22. 22. Camelot Jr.
  23. 23. Camouflage
  24. 24. Clever castle
  25. 25. Blink
  26. 26. Whac-a-mole
  27. 27. Lince cartas
  28. 28. Melocoton
  29. 29. Story cubes
  30. 30. View master
  31. 31. História sem Fim
  32. 32.  Feche a caixa  Pass the pigs
  33. 33. Boogle slam
  34. 34. Vira letras
  35. 35. Loto de letras
  36. 36. Geralmente os autistas são bons nisso,mas fazem sempre os mesmos.É importante ir modificando o grau dedificuldade e exigindo mais flexibilidade namontagem.• QC ocos• QC 3D
  37. 37. • Tan-gran – (junto com o livro da IngridBellinghausen)
  38. 38. Legos• Sequência de montagem bem minuciosa
  39. 39.  Apresento o material. Deixo a criança explorar sensorialmente eobservando as pistas contidas nas caixas e nosmanuais. Começo a organizar o jogo. A criança me observa e eu vou aos poucosmostrando como joga, não com instruções verbais,mas jogando mesmo. Quando a criança aprende eu chamo os pais paraassistirem.
  40. 40.  Geralmente os pais olham a primeira vez e jogamtambém, em seguida. Empresto o jogo para a criança levar para a casa etreinar. Peço que os pais mostrem o jogo na escola para que acriança jogue com os colegas. Há um dia na semana em que as crianças podem levarjogos e brinquedos na escola. Quando eu mesma mostro na escola, há professores quereproduzem os jogos, e criam em cima da ideia.
  41. 41.  Costumo também convidar os professores,coordenadores, orientadores, para assistiremuma sessão.• Normalmente eles se espantam ao ver o que a criança écapaz de fazer.• É comum dizerem que trabalhar com uma criança é maisfácil do que trabalhar com a sala inteira.• Mas os outros alunos poderiam também se beneficiar dosjogos trabalhados com os autistas.• Nos jogos, muitos autistas se igualam aos neurotípicos.• É preciso explorar o que eles apresentam de habilidade.
  42. 42.  O manuseio dos materiais e o auxílio das pistas visuaisdos jogos escolhidos mantém a atenção dos autistassobre o que lhes está sendo apresentado. Se houver recusa ou desinteresse, não deve havercontinuidade daquele jogo. Pode ser apresentadonovamente em outra ocasião. Eles demonstram alegria quando vencem um desafio. Eles solicitam ajuda do adulto, muitas vezes com oolhar, demonstrando fazer compartilhamento e saberque aquele adulto pode lhes auxiliar (confiança).
  43. 43.  São simples:• Pistas visuais Com palavras Com diagramas• Tabuleiros com locais marcados• Placares• Ábaco para contagem de pontos• Setas e marcadores coloridos• Noções explícitas dos turnos EU / VOCÊ ESPERE / JOGUE
  44. 44.  Toda criança tem o direito de brincar. Com os jogos, os autistas podem demonstrar termais habilidades do que se possa imaginar. Espero que cada um de vocês possa também jáestar imaginando várias formas de ensinar diferentesjogos aos seus autistas.Obrigada pela atenção!liliamaise@uol.com.brliliamaise@gmail.com

×