Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Die SlideShare-Präsentation wird heruntergeladen. ×

Apresentação 1 - Empreendedorismo .pdf

Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Anzeige
Wird geladen in …3
×

Hier ansehen

1 von 70 Anzeige
Anzeige

Weitere Verwandte Inhalte

Aktuellste (20)

Anzeige

Apresentação 1 - Empreendedorismo .pdf

  1. 1. ● Noções de Empreendedorismo; ● O que é Empreendedorismo; ● Tipos de Empreendedorismo; ● O que é Inovação; ● O Empreendedor; ● Traços Empreendedores; ● Habilidades do Empreendedor. Conteúdo da Aula
  2. 2. Noções de Empreendedorismo
  3. 3. Vamos trabalhar com o Livro Empreendedorismo: Construindo seu projeto de vida de Luiz Arnaldo Biagio, Barueri: Manole, 2012. Noções de Empreendedorismo
  4. 4. O que é Empreendedorismo?
  5. 5. O que é Empreendedorismo?
  6. 6. Para Robert D. Hisrich, “Empreendedorismo é o processo de criar algo diferente e com valor, dedicando tempo e esforço necessários, assumindo os riscos financeiros, psicológicos e sociais correspondentes e recebendo as consequentes recompensas da satisfação econômica e pessoal.” O que é Empreendedorismo?
  7. 7. Significa executar, pôr em prática ou levar adiante uma ideia, com a intenção de atingir objetivos e resultados. Tecnicamente, o empreendedorismo é a área que estuda os processos de idealização de empreendimentos, destacando tanto o valor de uma ideia como a sua capacidade de agregar valor ao que já existe (produto e processo). O que é Empreendedorismo?
  8. 8. Tipos de Empreendedorismo
  9. 9. Para José Dornelas, “Cada um tem seus motivos para empreender, as variações são grandes. Há dois grandes grupos: os empreendedores por necessidade, que só empreendem para sobreviver, e os empreendedores por oportunidade, que identificam um nicho com potencial de crescimento. Tipos de Empreendedorismo
  10. 10. 1) O Informal - Este tipo ganha dinheiro porque precisa sobreviver. “O informal está muito ligado a necessidades. A pessoa não tem visão de longo prazo, quer atender a necessidade de agora”, diz Dornelas. O empreendedor deste perfil trabalha para garantir o suficiente para viver, tem um risco relativamente baixo e não tem muitos planos para o futuro. “Esse tipo tem diminuído bastante com iniciativas como o Microempreendedor Individual (MEI)”, opina. Tipos de Empreendedorismo
  11. 11. 2) O Cooperado: Este tipo costuma empreender ligado a cooperativas, como artesãos. Por isso, trabalho em equipe é primordial. Sua meta é crescer até poder ser independente. “Empreende de maneira muito intuitiva”, explica Dornelas. Geralmente, estes empreendedores dispõem de poucos recursos e possuem baixo risco. Tipos de Empreendedorismo
  12. 12. 3) O Individual: Este é o empreendedor informal que se formalizou através do MEI e começa a estruturar de fato uma empresa. “Por mais que esteja formalizado, ele não está pensando em crescer muito”, segundo Dornelas. Este perfil ainda está muito ligado à necessidade de sobrevivência e geralmente trabalha sozinho ou com mais um funcionário apenas. Tipos de Empreendedorismo
  13. 13. 4) O Franqueado e o Franqueador: Muitos desconsideram o franqueado como empreendedor, mas a iniciativa de comandar o negócio, mesmo que uma franquia, deve ser levada em conta. Geralmente, procuram uma renda mensal média e o retorno do investimento. Do outro lado, está o franqueador, responsável por construir uma rede através de sua marca. “Costumam ser exemplos de empreendedorismo”, afirma Dornelas. Tipos de Empreendedorismo
  14. 14. 5) O Social: A vontade de fazer algo bom pelo mundo aliada a vontade em ganhar dinheiro move este empreendedor. “Este tipo tem crescido muito, principalmente entre os jovens que, ainda na faculdade, têm aberto o próprio negócio para resolver problemas que a área pública não consegue”, diz Dornelas. Nesta categoria, trabalho em equipe é primordial e o objetivo é mudar o mundo e inspirar outras pessoas a fazerem o mesmo. Tipos de Empreendedorismo
  15. 15. 6) O Corporativo: É o intraempreendedor, ou seja, o funcionário que empreende novos projetos na empresa que trabalha. “O dilema das empresas hoje é aumentar a quantidade de pessoas com esse perfil”, explica Dornelas. Seu principal objetivo é crescer na carreira, com promoções e bônus. Tipos de Empreendedorismo
  16. 16. 7) O Público: O empreendedor público é uma variação do corporativo para o setor governamental. Para Dornelas, ainda existem muitos funcionários públicos preocupados em utilizar melhor recursos e inovar nos serviços básicos. Sua motivação está ligada ao fato de conseguir provar que seu trabalho é nobre e tem valor para a sociedade. Tipos de Empreendedorismo
  17. 17. 8) O do Conhecimento: Este empreendedor usa um profundo conhecimento em determinada área para conseguir faturar. É como um atleta que se prepara e ganha medalhas importantes. “Eles sabem capitalizar para empreender e fazer acontecer, como escritores e artistas”, explica. Eles buscam realização profissional e reconhecimento com isso. Tipos de Empreendedorismo
  18. 18. 9) O do Negócio Próprio: Este é o mais comum e costuma abrir um negócio próprio por estilo de vida ou porque pensa grande. “Este é o mais se aproxima do visionário”, define Dornelas. Dentro deste perfil, encontramos subtipos: o empreendedor nato, o serial e o “normal”. O empreendedor nato costuma ser tido como genial, com trajetória de negócio exemplar, como Bill Gates. Já o serial é aquele que cria negócios em sequência. Ele não se apaixona pela empresa em si, mas pelo ato de empreender. Por fim, o “normal” é o empreendedor que planeja para minimizar os riscos e segue o plano estabelecido. Tipos de Empreendedorismo
  19. 19. Três Situações Empreendedoras
  20. 20. 1) Iniciar uma nova empresa partindo de uma ideia inovadora, com a responsabilidade de levá-la desde os estudos de viabilidade, passando pela implantação, criação de valor, para que possa desenvolver uma operação autossustentável e geradora de resultados. Três Situações Empreendedoras
  21. 21. Sob Nova Direção Três Situações Empreendedoras
  22. 22. 2) Adquirir uma empresa já existente, assumindo todos os riscos de nela implementar ajustes e mudanças, a fim de implantar inovações; agregando, assim, novos valores e gerando melhores resultados. Três Situações Empreendedoras
  23. 23. Três Situações Empreendedoras
  24. 24. 3) Visualizar oportunidades de melhoria e otimização, desenvolvendo com base nelas inovações capazes de agregar novos valores à empresa de terceiros, seja como empregado (empreendedorismo corporativo) ou como consultor. Três Situações Empreendedoras
  25. 25. No empreendedorismo, você irá se deparar com o termo “inovação”. A inovação não está ligada exclusivamente à tecnologia, como pensam algumas pessoas. Inovação está intimamente ligada às coisas que nunca haviam sido feitas anteriormente. Relacionado à Inovação
  26. 26. Relacionado à Inovação
  27. 27. Inovação é quando alguém lhe apresenta a solução para um problema que nunca havia sido resolvido daquela forma. Assim, você estará diante de uma solução inovadora, por mais simples que a solução seja. Então, inovação é a aplicação da criatividade, tanto que elas caminham lado a lado. O que é Inovação?
  28. 28. Você é Empreendedor? Pelo que já vimos sobre empreendedorismo, você acredita que é empreendedor?
  29. 29. “Empreendedor é a pessoa que vê oportunidades onde outras pessoas veem somente ameaças” (BIAGIO, 2012). Importante não confundir, ser empreendedor com ser oportunista, esse último se aproveita dos momentos difíceis de outros. O que é ser Empreendedor?
  30. 30. Um exemplo diferente de Empreendedor Rodrigo Coxa, imaginou e colocou em prática!
  31. 31. Personalidade Empreendedora Será que uma personalidade empreendedora já nasce com alguns indivíduos ou ele vai adquirindo esse comportamento com o passar do tempo? Será que existe algo em comum entre as pessoas que fazem sucesso no mundo dos negócios?
  32. 32. Estudos identificam os “traços de personalidade empreendedora”, que são habilidades que o empreendedor precisa para ter sucesso em seus empreendimentos. Precisamos de habilidades para executar qualquer atividade, portanto, com o empreendedorismo não seria diferente. Personalidade Empreendedora
  33. 33. Os “traços de personalidade empreendedora” são: 1. Pró-atividade diante de uma oportunidade: é a capacidade do empreendedor de fazer as coisas antes de ser forçado pelas circunstâncias, identificando oportunidades e transformando-as em novos negócios, ou ainda propondo soluções inovadoras; Quais são esses traços?
  34. 34. 2. Substituição da sorte por estimativa de riscos: é a capacidade para avaliar alternativas e calcular os riscos que cada uma delas traz consigo, agindo para minimizar esses riscos ou mantê-los sob controle. Isso implica também em assumir desafios, riscos moderados e responder por aquilo que assumiu. Uma coisa é preciso que fique bem clara: não existe negócio absolutamente seguro ou negócio sem risco; Quais são esses traços?
  35. 35. 3. Eficácia nas atividades: é o compromisso pessoal de fazer as coisas mais baratas, mais rápidas e melhores, procurando satisfazer ou superar os padrões de excelência, seja no preço, no prazo de entrega ou no desempenho do produto; Quais são esses traços?
  36. 36. 4. Persistência: é uma forma de comportar-se acreditando sempre ser possível a superação de um obstáculo significativo, que para as outras pessoas parece ser intransponível. A fim de superar um desafio, o empreendedor age repetidamente ou muda as suas estratégias, jamais abandonando seu objetivo maior; Quais são esses traços?
  37. 37. 5. Comprometimento: o empreendedor se sacrifica pessoalmente ou despende esforços extraordinários para executar uma tarefa, colaborando com os subordinados e, em certos casos, assumindo o lugar deles para completar uma tarefa. No momento de cumprir um prazo, o empreendedor não dá lugar ao cansaço, ao lazer ou aos amigos; torna-se um verdadeiro obstinado até atingir seus objetivos; Quais são esses traços?
  38. 38. 6. Pesquisas, desenvolvimento e informações: dados sobre o mercado são a bússola que norteia as ações do empreendedor e, dessa forma, ele garimpa informações com empenho pessoal. A pesquisa sobre os movimentos dos clientes, fornecedores e concorrentes são de importância vital para o sucesso de qualquer tipo de negócio, completado ainda pela pesquisa sobre a melhor forma de fabricar um produto e a consulta de especialistas para a obtenção de conhecimentos técnicos ou comerciais; Quais são esses traços?
  39. 39. 7. Foco nas metas e nos objetivos: consiste na determinação de objetivos e marcos que são ao mesmo tempo desafiadores e atingíveis e que tem um significado pessoal importante. As metas devem ser claras, específicas e mensuráveis, podendo ainda ser de curto ou longo prazo. As metas devem ser SMART (inteligente, em inglês): S — Specific, ou específica, M — Measurable, ou mensurável, A — Attainable ou atingível, R — Relevant, ou relevante e T — Time based, ou temporal. O entendimento de uma meta deve ser claro para qualquer pessoa. Uma meta jamais poderá apresentar duplo sentido; Quais são esses traços?
  40. 40. 8. Planejamento e controle: consiste em vislumbrar uma situação futura e traçar os caminhos para atingi-la. O ato de planejar inclui a divisão de tarefas maiores em subtarefas menores, estipulando prazos para a consecução destas, a revisão sistemática e constante dos planos, levando-se em conta os resultados obtidos e a utilização dos registros para a tomada de decisão; Quais são esses traços?
  41. 41. 9. Capacidade de convencimento: o empreendedor constrói e mantém uma rede de relações comerciais, fazendo das pessoas-chave seus agentes para ajudá-lo na concretização de seus próprios objetivos. Alguns dos maiores empreendedores brasileiros foram verdadeiros mestres nesse tipo de ação. Imaginem a capacidade do ex-presidente Juscelino Kubitschek em persuadir os políticos da necessidade de construir Brasília; Quais são esses traços?
  42. 42. 10. Inovador: o empreendedor procura a independência em relação a normas e a controles de outros sobre o seu trabalho, insistindo na sua linha de pensamento mesmo diante de resultados iniciais desanimadores ou de oposição. Ele demonstra confiança em si próprio e na sua capacidade em superar desafios. Independência é o grande foco de atração do empreendedor ao empreendimento. O empreendedor sempre busca novas formas de fazer as coisas e, dentro dessa sua busca, rompe paradigmas, aceitos quase como lei pela maioria das pessoas; Quais são esses traços?
  43. 43. 11. Autoconfiança: é o caminho que proporciona a realização, pois é comum alguém olhar para um grande empreendedor e perceber quase uma aura em torno do seu corpo, irradiando realização; Todas as características ligadas ao comportamento humano são de origem personalísticas. Dessa forma, alguns empreendedores possuem certos traços mais desenvolvidos que outros. Isso é absolutamente normal. Você poderá, por meio da prática diária, melhorar uma ou outra característica. Quais são esses traços?
  44. 44. Tudo que é excessivo, não é bom! Assim também ocorre com os traços de empreendedorismo: Os excessos podem transformar o que seria bom em algo ruim, vejamos: Cuidado com os Excessos
  45. 45. Muito pró-ativo pode virar oportunista; estimativa de riscos virar calculista; muita eficácia pode virar perfeccionista; muito persistente pode virar teimoso; muito comprometido torna-se obstinado; muita pesquisa e informações torna-se um procrastinador; Cuidado com os Excessos
  46. 46. Quem tem muitas metas, perde o foco; muito planejamento e controle, fica rígido e inflexível; muito convencimento torna-se uma pessoa coercitiva e manipuladora; muito inovadora, não coloca nada em prática; muita autoconfiança gera uma pessoa egocêntrica, isolada e arrogante. Então, evite excessos! Cuidado com os Excessos
  47. 47. Cuidado com os Excessos
  48. 48. Depois de vermos os 11 traços de personalidade, você que respondeu “sim” antes, ainda acha que é empreendedor? E você que respondeu “não”, agora quer rever sua resposta? E você que ainda “não sabe”, já decidiu? Acha que é possível ser empreendedor? Existem algum desses traços em que você é mais forte? Em qual deles você é mais forte? Você é Empreendedor?
  49. 49. Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles num pão com gergelim. Era só uma receita, mas Ray Kroc transformou-a primeiro em conveniência e, depois, em negócio. Ao ver lotada uma barraca de lanches em San Bernardino, na Califórnia, o ex-vendedor de máquinas de milk-shake teve a ideia de operar um negócio no qual os hambúrgueres fossem sempre iguais, as batatas fossem fritas na mesma temperatura, a qualidade e o atendimento fossem os mesmos, não importando o lugar. Ray Kroc, História de Sucesso
  50. 50. Você sabe qual empresa nasceu dessa ideia? Ray Kroc, História de Sucesso
  51. 51. No dia seguinte, procurou os irmãos Richard e Maurice McDonald com uma proposta: "Por que vocês não abrem uma série de unidades como esta?" Assim nascia uma das marcas mais irresistíveis de todos os tempos. Ray Kroc, História de Sucesso
  52. 52. Aos 52 anos, Kroc percebeu que as pessoas já não tinham tempo para fazer suas refeições. Elas simplesmente queriam uma comida rápida e honesta. Queriam comprar conveniência. Em 1963, a rede McDonald's atingiu a marca de mais de 1 bilhão de hambúrgueres vendidos e 500 lojas abertas. Hoje, Kroc representa para o mercado mundial de alimentação o que Henry Ford simboliza para a indústria automobilística. Fonte: REVISTA EXAME - Edição 703 de 15/12/1999. Ray Kroc, História de Sucesso
  53. 53. É possível identificar características e traços empreendedores nessa história? ● Pró-atividade diante de uma oportunidade (chuveiro); ● Eficácia nas atividades (buscar a perfeição); ● Pesquisas, desenvolvimento e informações (buscar no mercado, Google, Facebook, Tiktok, Instagram); ● Capacidade de convencimento (criar redes); ● Inovador (independência para criar); ● Autoconfiança (irradie realização); Que traços identificamos nessa história?
  54. 54. O Zé tinha um boteco na esquina da pracinha do bairro, mas coitado dele ... nem bêbado para tomar cachaça entrava no boteco. As pessoas do bairro viviam ajudando os filhos do Zé com roupas usadas e oferecendo serviço de faxina para a Dona Josefina, esposa dele, pois afinal o casal não rejeitava trabalho. Algumas vezes, o Zé pegava algum quintal para capinar, pois essa era a forma de conseguir algum trocado. Coitado do Zé, não tinha mesmo sorte nos negócios; o boteco ia de mal a pior. O Bar do Zé, História Comum
  55. 55. Cansado da vida, o Zé vendeu o boteco para o Mané por míseros cinquenta contos e todo mundo comentou: coitado do Mané, também vai dar com os burros n'água. Mas que nada! Em um ano, o danado do Mané começou a servir almoço por quilo, e o boteco, ou melhor, o restaurante do Mané vive cheio de fregueses. O Mané já comprou carro, apartamento na praia e está abrindo outro restaurante no centro da cidade. Esse Mané tem mesmo é sorte nos negócios; o homem nasceu pra isso. O Bar do Zé, História Comum
  56. 56. Provavelmente o Mané desenvolveu algumas dessas habilidades de empreendedor: 1. Um empreendedor precisa ser realizador: deve saber como fazer as coisas e obter resultados. Quem apenas faz por fazer ou faz para ver no que vai dar, raramente consegue resultados satisfatórios. O desejo de fazer, de ganhar dinheiro, de obter reconhecimento deve fazer parte do cotidiano do empreendedor. Habilidades do Empreendedor
  57. 57. 2. Um empreendedor precisa ser um planejador: deve conseguir enxergar além do próprio umbigo. Saber visualizar cenários e situações de longo prazo, de modo a planejar com determinação quais passos deverão ser dados em curto e médio prazos. Habilidades do Empreendedor
  58. 58. 3. Um empreendedor precisa ser realista: deve saber se conduzir segundo um senso aguçado de realidade, capaz de moderar e permanentemente ajustar suas capacidades e possibilidades, avaliando cuidadosamente as potencialidades presentes, de modo a conhecer com segurança os riscos a serem assumidos. Habilidades do Empreendedor
  59. 59. 4. Um empreendedor deve ser comprometido: deve saber estabelecer metas e objetivos que sejam suficientemente desafiadores, mas que também sejam viáveis e mensuráveis, objetivando estabelecer para si um posicionamento que o afaste do inconformismo sem que lhe acarrete riscos inaceitáveis. Habilidades do Empreendedor
  60. 60. 5. Um empreendedor precisa ser disciplinado: além de saber estabelecer as metas e objetivos, o empreendedor precisa saber também como cumpri-las. Além disso, deverá saber como conviver com as regras, leis, normas, portarias etc. A burocracia é o conduto mais apropriado para o alcance dos resultados planejados, mas é preciso tomar um cuidado extremo com isso, pois o excesso de burocracia é inimiga da criatividade. Habilidades do Empreendedor
  61. 61. 6. Um empreendedor precisa ser determinado: precisa saber como seguir os rumos traçados para o sucesso e a obtenção dos resultados, e isso significa saber fazer uso da estratégia predeterminada. Além disso, precisa saber o momento certo de ser flexível, para fazer ajustes nos rumos diante de novas variáveis ou mudanças de perspectivas, desde que esses ajustes não ponham em risco os meios e recursos disponíveis e alocados pelo planejamento inicial. Habilidades do Empreendedor
  62. 62. 7. Um empreendedor precisa ter disposição e energia: precisa saber executar múltiplas tarefas, pois no início começa trabalhando sozinho em seu negócio. Isso demanda uma grande disponibilidade pessoal de energia, empenho, dedicação e obstinação. Habilidades do Empreendedor
  63. 63. 8. Um empreendedor precisa gostar de lidar com gente: precisa saber lidar com as pessoas, liderando-as, pois é das pessoas que dependerá o alcance dos resultados planejados. O empreendedor deverá relacionar-se com associados, empregados que trabalharão no negócio, fornecedores que lhe venderão materiais e insumos produtivos, clientes que comprarão seus produtos ou serviços, e ainda familiares e amigos que o suportarão com apreço, conforto, admiração e solidariedade. Habilidades do Empreendedor
  64. 64. 9. Um empreendedor precisa querer aprender sempre: precisa "saber aprender" compreendendo que, por maiores que sejam os seus conhecimentos e, por mais bem-sucedidas que tenham sido suas experiências passadas, sempre terá diante de si opções de aprendizado e crescimento, seja por meio do ensino regular ou de aperfeiçoamento como por meio da visão de oportunidades latentes que se apresentam no mercado em que se disponha a atuar. Habilidades do Empreendedor
  65. 65. É importante ter em mente que ninguém nasce sabendo, todas as histórias de empreendedores bem sucedidos, passam pelo aprender. Se citarmos exemplos de pessoas como Pelé, Neymar, Oscar Schmidt, dentre vários outros, iremos entender que eles tiveram que treinar muito para alcançar o objetivo de ser um bom atleta. E assim também deve fazer o empreendedor. Ninguém Nasce Sabendo!
  66. 66. Recursos Utilizados • Encurtador de links - Bit.ly • Banco de Imagens - Pixabay • Apresentação de Slides - Google Slides • Apresentações personalizadas - Genially • Editor de Imagens Online - Canva.com • Armazenamento de arquivos em nuvem - Drive • Vários repositórios, revistas, dicionários e sites • Navegador de Internet - Google Chrome • Google pesquisas utilizando “” (aspas) • Gerador de QRcode do Navegador Google Chrome
  67. 67. Tire todas as suas dúvidas. Mande para o Professor ou Mediadores. Perguntas?
  68. 68. Professor França Carvalho “Só sei que nada sei” Sócrates Obrigado!
  69. 69. BIAGIO, Luiz Arnaldo. Empreendedorismo: Construindo seu projeto de vida. Barueri, SP: Manole, 2012. Referências

×